sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Aconteceu na MANCHETE


Jornalistas que trabalharam na Bloch Editores estarão autografando o livro "Aconteceu na Manchete", na próxima segunda, dia 3, a partir das 19 horas, na Livraria da Travessa, no Shopping Leblon, no Rio.
O livro conta saudosas e divertidas histórias de um tempo que o Brasil fervilhava e que tudo que acontecia virava MANCHETE. A festa vai ser de arromba, porque vai reunir a nata da nata do jornalismo do Rio. Eu estarei lá acompanhada de muitos amigos e amigas deste Blog.
Entre os craques que assinam esta preciosidade Carlos Heitor Cony, Roberto Muggiati, José Esmeraldo Gonçalves, as minhas queridas Jussara Razzé e Angela de Rego Monteiro( saudade), entre outros.

Mas a minha maior alegria é ver que entre este time, está a minha amiga, parceira no Rio, em NY, presença assídua deste Blog, e de todas as vidas além desta: Maria Alice Mariano, jornalista amada, que encanta este Blog e minha vida com sua amizade e alegria.
Alice Amada, parabéns.
Estão todos convidados.

Caçulinhas que enfeitam o Blog




Cadê Joaninha? Fala sério! Bruxinhos assim quero para mim.

Uma sexta-feira enfeitiçada de amor


O que eu desejo para o dia de hoje e o de vocês?
Um dia enfeitiçado de carinho, de ternura, de esperança, força e é claro, de travessuras e gostosuras.
Que os desejos de todos comecem a se concretizar a partir de hoje. E que tenham o toque da fada Sininho e de todas as outras fadas da imaginação.
Porque bruxas, já bastam algumas que nos cercam no dia a dia.

Travessuras ou gostosuras?


Eu não ligo para o Dia das Bruxas. Acho que é uma festa americana. Mas, nós brasileiros, temos mania de adotar e incoporar tradições alheias. Bobagem, porque as nossas falam por sim. Enfim, muitos por aqui podem querer saber um pouquinho do que está por trás do Hallowen. Então vamos lá.
A palavra Halloween tem origem na religião católica. É uma contração da expressão "Ali Halliows Eve", no inglês atual, "All Hallows Eve", que significa "Véspera do Dia de Todos os Santos".
O Halloween, conhecido no Brasil como Dia das Bruxas, é comemorado na noite de 31 de outubro. No aspecto religioso, essa ocasião é conhecida como a vigília da Festa de Todos os Santos, dia 1º de novembro. Quando eu era pequena, era dia santo de guarda. Lembram?
Estudiosos de folclore acreditam que os costumes populares do Halloween exibem traços do Festival da Colheita, realizado pelos romanos em honra à Pamona (deusa das frutas), e também do Festival Druída de Samhain (Senhor da Morte e Príncipe das Trevas).
De acordo com a crença, Samhain reunia as almas dos que tinham morrido durante o ano para levá-los ao céu dos druídas, nesse exato dia. Para os druídas, Samhain era o fim do verão e o Festival dos Mortos. O dia 31 de outubro marca também o término do ano céltico.
No periodo pré cristão creditava-se que os espíritos dos mortos voltavam para visitar seus parentes à procura de calor e provisões, pois o inverno aproximava-se e, junto a ele, o reinado do Príncipe das Trevas. Os Druídas invocavam forças sobrenaturais para acalmar os espíritos maus. Estes raptavam crianças, destruíam plantações e matavam os animais das fazendas. Acendiam-se fogueiras nos topos das colinas nas noites de Samhain. As fogueiras talvez fossem acesas para guiar os espíritos às casas dos seus parentes ou para matarem ou espantarem as bruxas.
A inclusão de feiticeiras, fadas e duendes nesses rituais originou-se da crença pagã de que, na véspera do Dia de Todos os Santos, havia uma grande quantidade de espíritos de mortos que levavam avante uma oposição aos ritos da igreja de Roma, e que vinham ridicularizar a celebração de Todos os Santos, com festas e folias próprias deles mesmos. Os fantasmas frustrados pregavam peças nos humanos e causavam acontecimentos sobrenaturais.
Com o passar dos anos, a comemoração do Halloween tornou-se alegre e divertida, sem todos aqueles vestígios sombrios e tenebrosos da tradição céltica, tornando-se mais conhecida na América após a emigração escocesa, em 1840. Alguns dos costumes trazidos pelos colonos foram mantidos, mas outros foram mudados, a fim de que houvesse adaptação às novas maneiras de viver.
As Jack-O-Lanterns passaram a ser feitas com abóboras. Essas Jack-O-Lanterns são um dos símbolos mais conhecidos do Halloween e têm sua origem entre os irlandeses.
Conta a lenda que um homem chamado Jack não conseguiu entrar no céu porque era muito avarento, e foi expulso do inferno porque costumava pregar peças no diabo. Foi, então, condenado a vagar eternamente pela terra carregando uma lanterna para iluminar seu caminho.
"Trick or Treat" (Travessuras ou Gostosuras)
A fórmula Trick or Treat também se originou da Irlanda, onde as crianças iam de casa em casa pedindo provisões para as comemorações do Halloween, em nome da deusa irlandesa Muck Olla. As crianças inglesas continuaram esta tradição, vestidas com roupas extravagantes, pedindo doces e balas.
Hoje em dia, principalmente nos EUA, o Halloween é lembrado com muitas festas e alegria. Nessas festas, as pessoas usam máscaras e se vestem como fantasmas, bruxas, Conde Drácula, Frankstein, ou da maneira que achar mais engraçado ou horripilante. As crianças saem às ruas fantasiadas, batendo de porta em porta, pedindo doces e dizendo: "Trick or Treat". Quem não as atende pode ter uma desagradável surpresa, pois elas podem lhe pregar alguma peça.

Aqui no Brasil, o comércio tenta implacar esta festa. Mas quem curte mesmo são as criancinhas nas escolas. Será? Eu prefiro a Sininho, a fada mais linda do mundo!

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Durmam com os anjos, sonhem com eles

Amigos queridos do blog. Entre aromas inesquecíveis, cheirinhos marcantes na pele, beijos entre Zé Bob e Donatela, o dia tinha que encerrar com o perfume das rosas vermelhas recebidas pelo Dr. Daniel Herchenhorn. Foi um dia cansativo, de enfrentamentos necessários, por isto decidi me dar um presente. O presente? O carinho dos amigos lá no bairro do Catete, no Rio, regado a sucos, beijinhos, e boa conversa.
Boa noite, durmam com os anjos, porque amanhã-como diz Joaninha -(a caçulinha do Blog) é dia das bruxinhas boas.
E eu espero ganhar um presente. Não acham que eu mereço?

Novidades no Blog da Eliane

Temos duas novidades no Blog. A primeira é que agora vocês podem ver os tópicos do mês na primeira página, à direita, e escolher aquele que mais agradar. O acesso é direto e imediato. Com isto, vocês também vão poder escolher um tópico mais antigo, que vocês perderam ou querem simplesmente recordar.
A segunda novidade está na seção "Trilhas da minha vida". Agora com duas canções que dão um toque especial ao meu dia a dia há muito tempo.
Dois ícones, duas majestosas interpretações, e duas letras para ouvir, curtir e dançar!

Os cheiros e aromas da vida

Aviso: peço aos meus leitores, que antes de abrir este link, respirem fundo, tomem um Lexotan e depois coloquem o retrato da pessoa amada bem na frente. É permitido chorar.
Mas primeiro, me façam um favor: leiam o texto. O link só terá sentido, lendo o texto primeiro.
Um beijo em todos. E lá vou eu encarar à luta e meu onco de ouro, sempre sentindo cheiro e gostinho da vitória!

http://www.youtube.com/watch?v=rN68P7rPfuY

Não sou muito chegada em novelas. Só as de época. Mas outro dia estava arriadíssima de cansaço e dei uma olhada na TV e me deparei com uma cena entre Zé Bob e Donatela, em A Favorita, novela do momento.
Era uma cena de reencontro. Os dois entrelaçados, ele deitado sobre ela e soltou a seguinte frase:
- "Este seu cheiro eu não esqueço. Agora eu sei que v. estava lá. No sítio e no restaurante."
Ela retrucou.
-"Escondida."
-"Mas eu senti. Nunca esqueci deste seu cheiro."
Ele se referia ao perfume dela, ao cheirinho da pele.
Não é de hoje que o cheiro é analisado como parte fundamental na hora da conquista. Ele está diretamente ligado à eliminação de feromônios, substâncias secretadas pelo corpo (especialmente no suor) que, em grande parte, são responsáveis pela atração sexual. De acordo com os sexólogos, trata-se de substâncias que provocam exalação de odores com uma propriedade especial. Eles são conhecidos do nosso sistema nervoso central e nos despertam algum tipo de emoção. No caso de alguns deles, essas emoções são atrações sexuais.
Os cheiros variam de acordo com a genética de cada pessoa e têm o poder de atrair fortemente o sexo oposto, podendo determinar a escolha do parceiro. Muitos perfumes franceses - que normalmente são caros por utilizarem óleos essenciais puros - utilizam aromas adocicados e sensuais que fazem muito sucesso tanto entre homens quanto mulheres.

E você, se sente atraído pelo cheiro, pelo aroma do amor como Zé Bob? Cheiro das flores, cheiro suave dos campos de lavanda, cheiro da brisa que traz o mar, dos cedrinhos nas estradas, de lençol cheiroso, de casa perfumada e limpinha. De cobertor macio, cheiro de neném. Cheiro das manhãs, do ar puro, o cheiro que sai do feijão no fogão à lenha, do aroma do café, o cheiro do seu amor?
Não é à toa que os nordestinos falam sempre: um cheirinho para você!

Agora sim, abram o video e sonhem, recordem e corram atrás: a vida é realmente muito curta!

Uma reflexão para o novo dia

Um bom dia repleto de desejos novos, de bons acontecimentos, de esperança para as pessoas que lutam e enfrentam adversidades, e em especial para todos os meus amigos - os de longe e de perto - que não saem do meu coração. E nem deste Blog.

..." O maior erro do ser humano é tirar da cabeça, aquilo que não sai do coração"...

Chico Xavier

Uma nova página

"Deus nos concede a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo. Aquilo que colocarmos nela corre por nossa conta."

Chico Xavier

Vamos colocar, hoje, nesta página só coisas boas? Só amor?

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Cena comovente em uma grande cidade!


Achei o máximo.
Vocês não acham que o Drummond é um ótimo terapeuta do coração?
Ele e a amiga que mandou. Atendem de graça!!!!

Sorry Teresa, acho que vou lá. ahahahhaah.
Mas claro que não dispenso você.

Um bom dia renovador para todos!

Quarta-feira dia 29 de outubro, um bom dia a todos e todas que enfeitam este Blog com suas opiniões, piadas, mensagens, correntes, alegria, amizade e contos de fadas com "happy ends" ou não!
Meu bom dia especial para minha sobrinha- de sangue-, a nossa caçulinha, que veio curtir a família, o verão e ousar novamente. Meu bom dia aos novos amigos que descobriram este espaço. Aos meus primos, meus companheiros da Hama, meus colegas de trabalho, minha família de sangue e do coração, aos amigos de vida e infância. Bom dia aos vizinhos queridos do bairro mais charmoso do Rio. E também para aquele que nunca desistiu de mim, um dia sequer nesta vida.
Bom dia aos que amo e estão em NY, WDC,Miami, Seattle, Santa Bárbara, Paris, e estão sempre com olho e com um pesamento em mim. Bom dia a todos meus amigos do Brasil.
E meu alô especial para minha turma de craques, médicos, enfermeiras, assistentes.
A quarta-feira será de pura renovação.

O doutor da beleza e das técnicas reparadoras

Mulheres de todo o mundo torcem pelo restabelecido do professor Ivo Pitanguy, a quem tive a honra de entrevistar e convidar para um evento que organizei com meu querido amigo e eterno "boss" Marcelo Reis.
O mestre e muso das plásticas foi operado por mais de 7 horas por outros craques. Trocou válvula aórtica, além de se submeter a ponte de safena. Ninguém escapa do inesperado. Nem mesmo eles, os médicos.
Mas, um viva à medicina, as novas técnicas e a eles claro, que se dedicam a salvar nossas vidas e esticá-las, esticá-las. ÔBA.

Questão de honra para o Rio


Uma cidade como o Rio de Janeiro, capital cultural, capital do turismo, que dita moda para o Brasil e para o mundo, que tem o visual e o estilo de vida mais "cool" do mundo, não pode ficar à mercê de tiroteiros. Seja na zona sul, norte, ou oeste e Baixada. Em nenhum lugar do mundo ou do nosso país a gente presencia uma situação desta.
Quem vai ter a coragem de dar um basta?
Apesar do tiroteiro na noite de ontem, o Leme continua sendo o bairro mais charmoso do Rio.
E mobilizadíssimo. Aqui, não tem 49% contra 51% e vice versa. Aqui estamos unidos em 100%. Pelo Rio, pelo Leme, e em tudo. A mobilização já começou a acontecer. Próxima reunião marcada no Forte. Aviso.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Decifre os sinais que vem do céu

Amigos, temos que ficar atentos sempre. Esta tarde colecionei vários beijos, vários abraços, histórias e trocas lindas com minhas enfermeiras e novas companheiras. O telefone não parava.
Quando ouvi meu amigo de infância, Afonso, do outro lado da linha lá de São Paulo, chorei. Ele está sempre chegando quando preciso. Não estou fragilizada droga nenhuma. Gosto de chorar de emoção, de felicidade. Não de dor. Afonso preocupado acabou ficando orgulhoso com a história que contei. Fui reconhecida em Resende neste final de semana por causa do livro que escrevi. Hoje, de novo, mais uma supresa. Uma moça chique, linda, educadíssima me abordou para falar de minha entrevista na TV. Levei um susto. As minhas enfermeiras pararam. Eu brinquei que vou ficar insuportável.
Sai do meu compromisso decidida, rejuvenescida, e feliz.
Mas o melhor foi que finalmente consegui decifrar um sinal que veio do céu. Esta foi a verdadeira causa da alegria. Eu estava querendo entender uma mensagem que recebi de um jeito. Contei para Maria Teresa Lago, que cuida desta cabecinha guerreira, e ela desvendou o mistério.
Um encontro rápido outro dia me surpreendeu e me fêz pensar no destino. A conversa foi cordial. Na despedida, vi um gesto e ouvi uma só palavra. Registrei é claro, Mas não quis entender na hora. Silenciei.
Hoje comentando com minha terapeuta , ela falou: o sinal é este. E não o que você imaginou.
Gente, que maravilha ver sobre outra ótica.
O sinal do céu não foi o encontro. A pessoa foi um instrumento para me levar uma mensagem que me foi passada sem sequer perceber o bem que estava me fazendo. Eu entendi, adorei e vou executar. Ah, eu não via este mensageiro há muitos anos.
Fiquem também atentos. O céu manda os sinais. Procurem entender com os pés no chão.
Um beijo, boa noite, e que São Judas abençoe a todos, e as minhas meninas que estão lá na oração do terço no Leblon, no Rio, na maior corrente do dia de hoje.

Uma dica preciosa

Acessem e se informem. Se acham que ainda não é hora de tomar conhecimento destes assuntos, se por acaso pensam que só acontece com os outros, não tem problema nenhum. Mas guardem este link. Sempre tem alguém perto de você que vai precisar um dia de informação!
Aproveitem e participem. Faz um bem enorme ajudar.


http://www.inca.gov.br/eventos/dncc/2007/

São Judas abençoe as causas impossíveis


Hoje é dia 28 de outubro. Dia de um dos santos mais populares da Igreja Católica. Santo dos desesperados, das causas impossíveis e dos necessitados. Que esta data seja coroada de pequenos gestos de amor e pequenas atitudes de caridade.Que os milagres aconteçam, os casais sejam abençoados em seus desejos pela união, os doentes acreditem na esperança de um milagre, e que todos que possuem uma causa sejam agracidados por São Judas.
Não podemos e nem devemos perder a fé. No outro, na vida e em Deus.

O santo das causas impossíveis

São Judas Tadeu é um santo cristão e um dos doze apóstolos de Jesus.
São Judas era primo de Jesus, pois era filho de Alfeu, também chamado de Cléofas, irmão de São José. Ao que se sabe, seu pai era um daqueles discípulos de Emaús, a quem Jesus apareceu naquela tarde do dia da Ressurreição. Sua mãe era uma das mulheres que se encontravam ao pé da Cruz de Jesus, junto com Maria Santíssima.
A devoção popular fêz dele o santo das causas impossíveis. Natural de Caná da Galiléia, na Palestina.. Conhecido pela dedicação na pregação do evangelho, o santo foi morto como mártir, segundo a Igreja Católica, a machadadas.
Ele é tido como o santo das causas impossíveis, ou santo dos desesperados, porque só é devoto quem ainda tem alguma esperança, e essa devoção popular a São Judas é o que une tantos fiéis anualmente na igreja.
Em sua imagem, São Judas traz a Bíblia, símbolo da maior dedicação de sua trajetória, a pregação da palavra de Jesus, e uma machadinha, com a qual foi morto.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Beijo: uma viagem sem volta!



Boa noite minha turma preferida. Mais uma vez cito aqui a escritora Martha Medeiros, a dona do "Divã" mais famoso na literatura. Só que desta vez foi uma bela e gostosa contribuição de uma das blogueiras mais assíduas deste espaço democrático e amigo.
Hoje quando abri meu email estava lá um texto da Martha sobre o beijo. Assim de manhã um assunto deste, o coração começa logo a bater rápido. Vou reproduzir uns trechos.

"Uma vez a atriz e cineasta Carla Camuratti declarou, numa entrevista, que um bom beijo é melhor do que uma transa insossa. Quando a escutei dizendo isso, pensei: "então não sou só eu". Estou com Carla: o beijo é a parte mais importante da relação física entre duas pessoas, e se ele não funcionar, pode desistir do resto..." Boa observação esta.

O texto prossegue: "Todo mundo sonha com aquele beijo made in Hollywood, que tira o fôlego e dá início a um romance incandescente. Pena que nem sempre isso aconteça na vida real. O primeiro beijo entre um casal costuma ser suave, investigativo, decente. Aos pouquinhos, no entanto, acende-se a labareda e as bocas dizem a que vieram. Existe um prazo para isso acontecer: entre cinco minutos depois do primeiro roçar de lábios até, no máximo, cinco dias. Neste espaço de tempo, ainda compreende-se que os beijos sejam vacilantes: tratam-se de duas pessoas criando um vínculo e testando suas reações. Mas se a decência persistir, não espere ver estrelinhas na etapa seguinte. A química não aconteceu. Beijo é maravilhoso porque você interage com o corpo do outro sem deixar vestígios, é um mergulho no escuro, uma viagem sem volta. Beijo é uma maneira de compartilhar intimidades, de sentir o sabor de quem se gosta, de dizer mil coisas em silêncio. Beijo é gostoso porque não cansa, não engravida, não transmite o HIV. Beijo é prático porque não precisa tirar a roupa, não precisa sair da festa, não precisa ligar no dia seguinte. E sem essa de que beijo é insalubre porque troca-se até 9 miligramas de água, 0,7 grama de albumia, 0,18 de substâncias orgânicas, 0,711 miligrama de matérias gordurosas e 0,45 miligrama de sais, sem contar os vírus e as bactérias. Quem está preocupado com isso? Insalubre é não amar."



Não é uma delícia...o texto? Depois desta fico por aqui desejando uma boa noite, deixando meu beijo amigo. Porque o outro, aquele que Martha descreve...tem destino.

Uma corrente para doar alimentos

Amigos. Temos uma blogueira entre nós que faz uma bela campanha em favor dos tuberculosos do HOSPITAL HÉLIO FRAGA, Curicica, aqui no Rio de Janeiro. Quem quiser contribuir com uma cesta básica ou alimentos não perecíveis, favor postar nos comentários.
Minha amiga manda buscar as doações no endereço indicado.
Eu vou contribuir com feijão. Muito feijão.
Um pequeno gesto, por menor que seja, muda a vida, o dia, o humor de alguém.

Frase da semana: atreva-se!

"Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, pois o triunfo pertence a quem se atreve...
A vida é muita para ser insignificante."

Charles Chaplin

Generosidade, paixão ou persistência? Parte 1


Feliz como um passarinho, eu estava na estrada olhando o verde e as montanhas, quando minha querida amiga ao volante, ao som das mais variadas melodias, interrompeu a cantoria e começou a contar como estavam nossas companheiras de cursos.( Estamos sempre juntas fazendo vários).
Conta daqui, conta de lá, uma dessas histórias não parecia real. Mas minha amiga não mente, e os personagens estão em nossas vidas. Isto me fêz pensar no texto de Martha Medeiros, que comento logo aí embaixo. Desconfiada em relação ao assunto, ouvi, digeri e arquivei. Interessante como alguns casais dão certo. Vocês vão entender o que estou falando lendo os tópicos a seguir.
Para afastar o pessimismo de Martha e o meu, procurei ler algumas histórias de casais . Uma das mais bonitas para mim envolve Oona O'Neill e Charles Chaplin. Casaram-se em 1943, depois de terem outros casamentos. Trinta e seis anos de diferença de idade entre os dois. Ficaram juntos 35 anos até a morte dele em 1977, aos 88 anos. Ela enfrentou o pai, o escritor Eugene O'Neill, o preconceito, mas nada a separou de Chaplin.
Com nossa amiga Monica, mais perto da nossa realidade, também aconteceu mais ou menos assim. Leiam a seguir.

domingo, 26 de outubro de 2008

Generosidade, paixão ou persistência? Parte II




O amor entre Vivien Leigh e Laurence Olivier: 20 anos juntos.


E a nossa eterna noviça rebelde, Julie Andrews, que encontrou em Blake Edwards, a metade da laranja. Juntos há 38 anos.

Generosidade, paixão ou persistência? Parte III


Mais um: Anne Bancroft e Mel Brooks. Viveram juntos por 41 anos. Até a morte dela em 2005.

Generosidade, paixão ou persistência? The End.

Estava lendo um artigo da Martha Medeiros, que já falei aqui conheci no programa da amiga Leda, Sem Censura. No texto ela fala do livro "A felicidade conjugal", de Tostoi. E comenta sobre a generosidade entre um homem e uma mulher na vida em comum. O texto é ótimo, e Martha termina falando que generosidade entre um par, é permitir e incentivar que o amor da sua vida seja exatamente como ele é, e ele retrbuir na mesma moeda, sem querer mudar nadica de nada. Mas, segundo ela, este romance ainda está para ser escrito.
Não estou muito a fim de falar sobre este tema, mas foi impossível não ouvir a história que minha amiga contou neste final de semana pelas estradas que voamos.
Uma amiga nossa, casada, reencontrou um antigo namorado de sopetão há dois anos, no trabalho. Ele estava fazendo uma visita à empresa dela. Os dois emudeceram e ela aceitou o convite para jantar na mesma noite. Dia seguinte, ele cercou. Ela delicadamente falou que ia para São Paulo trabalhar e não podia ter novo encontro. No dia do embarque dela, lá estava ele, no mesmo vôo. A família não havia permitido há vinte anos o namoro porque ele era judeu e ela católica.
Bem, depois de São Paulo, ela acabou o casamento de anos e o namoro recomeçou. Para surpreendê-lo, ela fêz curso na sinagoga e não avisou ninguém. Um dia reuniu os familiares e anunciou a cerimônia de conversão. Conclusão: estão juntos e abobados de felicidade.
Martha precisava conhecer esta história.

Olho vivo

Deu em um jornal de grande circulação: o Brasil tem cerca de 120 mil detetives de olho na gente. Ôpa, quer dizer em vocês. Só no Rio de Janeiro são oito mil investigadores particulares.
Advinhem o que eles fazem? Seguem maridos que traem, vivem na cola de filhos que despertam a desconfiança dos pais, vigiam empregados...Eles estão sempre escondidos atrás de árvores, nos carros, equipadíssimos com o melhor da tecnologia.
Que tal? Todo mundo anda desconfiado de alguma coisa.

O gosto da vitória é divino!

Meus amigos, eu sei que para se ganhar um jogo é preciso fazer um gol. Um único gol. Mas existem muitas pessoas que vencem também sem marcar. Ganham ainda mais respeito, mais torcedores, mais experiência e escrevem uma página a mais na história. Melhor ainda, estão prontos para uma nova partida. É o jogo, gente. É o jogo da vida.
O silêncio que que eu observei , no começo da noite de hoje, entre as pessoas na rua, não pode continuar.
É hora de apostar no vencedor. O Rio será sempre colorido, com tons diversos, e de coração e mente aberta.
Um brinde aos vencedores de todo o país.

Viva o domingo!

Bom dia Brasil. Bom dia meu Rio de Janeiro.
Bom dia queridos amigos. Esta semana vai ser animada, novos temas, com alegria de pura renovação. Que venham os exames, que venha a semana, que venha tudo, porque caminharemos acima dos ventos e das tempestades. A fé que norteia nossa vida não nos deixa cair. Em nenhum setor desta vida!
Libertem os passarinhos dentro de vocês. Deixem eles voarem. Abram as gaiolas galera!

sábado, 25 de outubro de 2008

Sem lenço, sem documento

Queridíssimos, vamos combinar, tem coisa melhor que pegar uma estrada e sair por aí?
Cabelos soltos, vento no rosto, voando que nem passarinho?
"Sem lenço sem documento, nada nos bolsos ou nas mãos..."

Um dia de cada vez

Lindo sábado para todos!
Aproveitem da melhor forma. Afinal, como está no meu livro: é hoje que sua vida começa!

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Penúltima sexta-feira de Outubro

Hoje é sexta-feira. O fim de semana será de reflexões, decisões e mudanças para a maioria dos brasileiros. Como dizem os chineses, para se andar para frente, devemos dar um passo, apenas um passo .
E como a poesia é necessária para enfrentar o cotidiano, aí está uma das mais valiosas colaborações que recebi.

"Quero apenas cinco coisas.. Primeiro é o amor sem fim. A segunda é ver o outono. A terceira é o grave inverno. Em quarto lugar o verão. A quinta coisa são teus olhos.
Não quero dormir sem teus olhos. Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando."
Pablo Neruda

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Que cantada você sonha em receber?


Você já levou uma boa cantada? Daquelas irresistíveis, inesquecíveis?
Tópico aberto. Vale para homens e mulheres.
Qual foi a que mais lhe encantou , aquela que tocou a sua alma e que você mergulhou fundo?
É bom lembrar que tem umas que você pula de trampolim e bate a cabeça no fundo.
Agora tem também aquelas que sonhamos em receber e em ouvir.
Vale para os dois. Homens também gostam de ser cantados. Fazem o maior charme, mas adoram. beijos em todos!

Um hino eterno

Sei que não é todo mundo que é fã de Barry e de Roberto. Mas algumas músicas marcam a nossa vida.
Aí está uma de Roberto, que é um hino para alguns mortais. Gravada por uma legião de grandes compositores.
Está na seção "Trilhas da minha da minha vida."
Enjoy!

Voar é preciso!

Em 23 de outubro de 1906, Santos Dumont fez um vôo de 70 metros com o avião construído por ele. O 14-Bis não necessitava de veículo auxiliar e, desta vez, ele estava disposto a se elevar do solo somente com o aparelho. Possuía 4,81m de altura e ficou sete segundos no ar.
Essa invenção o deixou famoso em todo mundo, e deu a todos nós a possibilidade de ficar mais perto do céu, das nuvens, dos povos e países.
Quando entro dentro de um avião, a trabalho ou a passeio, sinto uma felicidade enorme. E nenhum receio. Adoro voar.

A segunda chance do irmão muito mais velho

Diz a lenda que quando eu nasci, foi uma ciumeira e tanto. Deram a ele até a chance de escolher o nome da irmãzinha( pergunto até hoje de onde ele tirou Eliane). Mas ele teve que aceitar sempre o fato do bebê ter nascido mulher. A história é sempre a mesma: o menino queria outro menino para jogar bola. Mas eu já estava lá, e ele teve que me engolir.risos. Difícil entender às vêzes como dois irmãos podem ser tão diferentes. Mas pensando bem, hoje vou encontrar algumas semelhanças: o tipo físico, o jeito de falar, o caráter, a honestidade, a responsabilidade, trabalhador, e alguns gostos em comum( o Flu, a praia, Petrópolis, comida árabe, viajar), e o intestino.
Tenho muitas irmãs. Muitas. E um irmão de sangue. Ele se chama Ary, como o pai, e é vencedor como eu: porque desde 2004 enfrentou o inesperado!Foi à luta, sofreu e ganhou um segunda chance: daqui alguns meses vai conhecer Valentina, sua herdeira.
Parabéns !

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

A festa começava na véspera

Boooooooooooa Noiiiiiiiiiiiiiite queridos e queridas.
Estou de volta. É um prazer estar aqui com vocês. E justamente nesta noite de quarta-feira, véspera do aniversário mais esperado da semana.
Amanhã, 23 de outubro, é a data do aniversário de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. Grande jogador, grande empresário, nome internacional, orgulho brasileiro. Mas sem desmerecer o ídolo de várias gerações, não me refiro a ele não.
Vinte e três de outubro era o dia mais feliz de Dona Linda. Desde a véspera, no dia 22, o apartamento do Edifício Montese no bairro mais charmoso do Rio ficava uma loucura. Tias, avó, primas mais velhas, todas preparando quitutes para o aniversário de...de...
ARYZINHO, também conhecido como o Barão, Habib, Dr. Ary Filho, irmão mala e muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito mais velho da Lili.
Hoje, um campeão de postagens do Blog. Tentarei convencê-lo amanhã de agradecer as manifestações de carinho. Mas não prometo. Porque como filhinho que era da mamãe, paparicado pela sister in law, pela irmã caçulinha, pelas primas e pelas filhas( vejam só mulheres) , deu no que deu: mimadíssimo.

Abra esta carta e aperte-a com força

Esta é uma história real.
Um médico perguntou a uma paciente que tinha sofrido muito durante um longo e difícil tratamento, o que mais havia ajudado a manter a moral. Ela pensou durante semanas e um dia respondeu por email:

..."No começo do tratamento, meu marido me entregou uma carta. Eu a prendi no quadro diante de mim no escritório... No envelope ele escevera:Abra esta carta e fique com ela junto de você...Aperte-a com força.
Dentro, liam-se as seguintes palavras: Você é tudo para mim...minha alegria ao acordar( mesmo nas manhãs em que não fazemos amor), meu devaneio sexy, caloroso e risonho do meio da manhã, minha convidada fantasma para o almoço, minha antecipação crescente do meio da tarde, minha doce alegria quando a revejo à noite, minha subchefe de cozinha, parceira de jogo, minha amante, meu tudo. E terminava dizendo tudo vai correr bem. E eu estarei lá, do seu lado. Amo você."

E eu tenho vocês junto comigo. Pelos emails, aqui no blog, nas correntes criadas, por telefone e nos depoimentos que guardo na alma, na cabeça e no coração.
Como a presença é importante, seja do jeito que for!

Um bom dia, meu beijo carinhoso em cada um(a) e obrigada.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Existem dores maiores que o câncer!

Existem dores maiores que o câncer, acreditem! Eu estou sentindo ela profundamente.
Há alguns dias vivo momentos dificeis, e presencio acontecimentos que evito comentar aqui.
O Blog é sério, mas como dizem meus amigos, é Light. Só que hoje diante da morte de um político, em bairro nobre, no Rio, não aguentei mais. Vi as pessoas com quem trabalho perplexas, chocadas. E tudo isto a menos de vinte quatro horas do assassinato de um grande empresário, e apenas há cinco dias da morte de uma jovem paulista. Todos acontecimentos fortes, trágicos, como tudo que tenho vivido. Todos estavam com esperança e alegria, como tenho tido. Todos com planos de viver hoje, o dia de hoje de intensa felicidade. Eles se foram, eu fiquei. Com dor. De nada poder fazer.
O que podemos fazer quando a dor nos cobre? Chorar? Eu tenho feito mais. Tenho rezado, tenho encoberto meus olhos, tenho tentado viver a superação. Em tudo. Não choro por causa do câncer, choro por nada poder fazer por mim neste momento. Choro por quero fazer alguma coisa. E sei que não tenho o direito de fraquejar, de chorar de ficar triste. Meu organismo não pode aceitar mais isto: a dor, ou outros sentimentos que nos esmorecem. Mas como fechar os olhos? Eu não posso perder neste momento a minha crença no ser humano, nas pessoas que acredito.
Desentendimentos, pequenas mágoas, mal entendidos são piores do que câncer. Vivi isto em um episódio que envolveu dois grandes amigos: Ronaldo e Filipe. Sei que eles não me esquecem, e sei também que nãos os esqueço. Antes de partir, ainda estarei com eles. Um mal entendido que será resolvido. A perda não gera dor. Mas a forma como ela acontece gera o câncer, aumenta o câncer, desencadeam doenças inúmeras como fala sempre Dr. Eduardo Linhares, meu cirurgião. Não sou amarga, não tenho rancor, não tenho esta personalidade. Sou transparente e por isto talvez eu tenho perdido muitas batalhas. Mas não a do câncer.
Como diz o nosso vice presidente, " Deus não precisa de um câncer para me levar. Pode me levar a qualquer hora. Quando quiser. " Como aconteceu com os três citados neste texto.
Peço desculpas aos meus blogueiros por externar a minha dor. Não sei fingir, não sei fugir e não sei silenciar. E quero continuar. Tenho este defeito horrível de querer falar, escrever, de querer dividir, de esclarecer.
Só alguém que está no limite de sua existência, com um revólver apontado para sua cabeça o tempo todo, pode entender.
Peço pelas famílias dos que se foram que vivem esta grande dor hoje. Tenho pedido por mim. Minha enfermeira disse outro dia que tenho coração valente. Não tenho. Não o meu coração. Talvez minha cabeça, talvez. Sou só um ser humano, uma mulher sincera, lutadora, transparente, sem querer méritos. Apenas amor e carinho de todos. Sei que tenho vocês. Acho que tenho mais que mereço. Mas peço desculpas por este desabafo, e pela minha fragilidade. Acho que Jaque, minha enfermeira, tem razão quando diz que sou guerreira. Mas o coração não é tão valente.
Prefiro pensar na frase de minha terapeuta, que me acompanha nos últimos anos a minha batalha para renascer. E fico com a frase dela: "você tem recursos, estão dentro de você."
E diante da minha felicidade outro dia, ela brincou: -"não corre só gotinhas mágicas nas suas veias, ainda corre vida, vida." E eu achava que não.
Maria Teresa Lago confio tanto de você, que vou acreditar, que ainda vou viver. Feliz. Porque carrego a felicidade dentro mim.
E hoje, se permitem, agradeço a duas amigas, primas e irmãs, que ficaram ao meu lado tomando conta de mim.

A frase desta terça, 21 de outubro

"Para navegar contra a corrente são necessárias condições raras: espírito de aventura, coragem, perseverança e paixão."
Nilse da Silveira, psiquiatra, uma mulher a frente do seu tempo.

Bom dia meus perseverantes blogueiros, bom dia amigos iluminados.

Está acabando!

Faltam 71 dias para acabar o ano. E que ano este de 2008!

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Entre o céu e o mar

Me despeço esta noite deixando uma canção, em homenagem a todos aqueles que acreditam que o céu e o mar podem se juntar no horizonte. Acredite Patrycia. Eu acredito.
Uma noite de paz.


http://br.youtube.com/watch?v=i_vMcRIfcxo

Blog ultrapassa 2.400 postagens

Recebi informação de meus editores, que tiveram a idéia de abrir este blog , que já superamos a marca de 2.400 postagens desde maio deste ano. Aqui temos registrados os mais sinceros e sensíveis textos, meus e de vocês. Os comentários engraçados, carinhosos, de energia, de encontros, de vida, de vitória, de amizade e de perdas estão registrados nos nossos corações e neste blog.
Sei que muitos sabem o quão tem sido difícil estar aqui todos os dias: criando, atualizando, investindo. Mas tenho tido muito prazer nesta missão. Investir na nossa amizade, no nosso encontro, e nesta caminhada, me trouxe de volta em muitos aspectos. E o mérito é mais de vocês. Porque sem esta turma interagindo, o Blog perderia o sentido.
Agradeço a cada um que está sempre aqui, os que estão por perto olhando, os que vão e que voltam e também aqueles novos amigos chegando.
Como dizia Dr. Tancredo: "Não podemos nos dispersar ."

O céu para todos

"Uma segunda-feira com a presença forte das forças criativas geradas pelo grande triângulo dos signos de água. De Câncer, signo que ela rege e onde está mais à vontade, a Lua garante que os acontecimentos mais importantes de hoje vão estar ligados à emoção. Num dia como hoje, a criatividade vai estar a serviço dos sentimentos... "

Tenham um ótimo dia e uma semana de comemorações!
É, porque vem aí os aniversariantes da semana.

Outubro, mês dos médicos

Caiu em um sábado, o dia dos médicos. Fiquei silenciosa, mas não esqueci. Há exatamente um ano, nove meses, e treze dias estou vivendo feliz.
Deixo aqui, mais uma vez, a minha homenagem ao meu trio de ouro: Flávio, Daniel e Eduardo, e a equipe de cada um deles.
Doutores, por favor, pesquisem: quero muito mais.
Saúde!


E meu abraço também, ao Jarbas que operou -com sucesso -outro médico, que está vivo e trabalhando há cinco anos: Dr. Ary.

As boas novas da oncologia

Pessoal, daqui a vinte anos, o panorama será outro. Viva a pesquisa!

Novidades e tratamentos eficazes: câncer de próstata. Uma revolução está a caminho no controle do câncer de próstata. Com diagnósticos precoces, tratamentos modernos e mudanças no comportamento masculino, fecha-se o cerco à doença. Que bom! Matéria da VEJA esta semana.

Novos medicamentos estão sendo testados pelo grupo coordenado pelo oncologisca Daniel Herchenhorn, chefe do serviço de oncologia clínica do INCA e seus colegas. São tratamentos ainda não disponíveis fora do âmbito dos estudos clínicos: vem aí as inovadoras drogas de alvo- molecular. Mais informações: pesquisas@oncologistas.com

Programa Marília Gabriela, GNT, NET: Esclarecedora a entrevista do oncologista paulista, Sergio Simon, nesse domingo no GNT. Vale à pena rever. Ele falou das novas tecnologias e do progresso no combate ao câncer.

domingo, 19 de outubro de 2008

Chato incomoda até quando não está presente


"Existem várias maneiras de ser chato, mas o chato escolhe sempre a pior."


Andei muito enjoadinha esta semana( risos), mas a foto aí embaixo mostra que já estou ótima.
Nesta semana que vai começar , livrem-se deles!


Na palestra e no livro: "chatos nem com galocha, nem sem." Fora!


O perigo e a oportunidade




Em chinês, a noção de "crise" é obtida pela associação dos dois caracteres:"perigo" e "oportunidade".
"A ameaça que o câncer faz pesar nos cega tanto que temos dificuldade em perceber sua fecundidade. Quanto a mim, de muitas maneiras, a doença me transformou a vida. "
Do livro de David Servan-Schereiber.
Comentário: ...e transformou a minha também.
Bem vindas ao blog meus novos reencontros!

A importância da doação

Sempre fiquei muito preocupada com esta história de doação de orgãos. Tive sempre a impressão que iam vender meus orgãos e não iriam chegar no lugar extato, para pessoa certa. Estas fantasias de cabeça.
Em 1 de março de 2007 comecei a ver tudo por outro ângulo. Precisei de muito sangue depois da primeira cirurgia, por causa de uma complicação. Foi dificílimo encontrar doadores, mesmo entre os familiares. Existem regras rígidas. Enquanto estava no C.T.I. vi muita coisa em volta. Abri meus olhos, abri minha cabeça, e mudei. Graças.
Mudei totalmente. A política de saúde também vem mudando há mais tempo que eu.
Fico muito feliz que a família de Eloá autorizou neste domingo, a doação dos órgãos da jovem , baleada na cabeça durante sequestro pelo ex-namorado idiota, em São Paulo.
Elóa não teve nenhuma chance. Mas outras tantas pessoas terão. Pelo menos isto.

sábado, 18 de outubro de 2008

Duas oportunidades, uma só escolha

Tem pessoas que tem duas oportunidades, duas chances na vida.
Mas existem aqueles que não tem nenhuma chance: para se defender, para ousar, para renascer.
As meninas baleadas por um idiota( desculpem, só falando assim), no final da sexta-feira, em São Paulo, não tiveram chance de fugir.
Estamos torcendo para que elas tenham uma nova porta de saída.
Beijos e até domingo

Florais na pauta do dia

Sábado quentinho, olhos na serra e na paz. Sábado de avaliações e de muita fé.
Não esqueçam dos relógios.
A dica do sábado: nada como florais. Servem para equilibrar, acalmar e harmonizar.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Final de semana traz horário de verão

Bom sábado, bom descanso, e aproveitem! Obrigada pela semana. Pela alegria e pela energia.

Horário de verão começou na Inglaterra

Estamos em plena primavera, mas vem aí o horário de verão. O novo horário vai começar à zero hora de domingo, 19 de outubro, e só vai terminar no dia 14 de fevereiro de 2009. Os relógios serão adiantados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.
O horário de verão foi estabelecido desde 1931 através de um decreto do presidente Getúlio.
Mas sua origem vem da Inglaterra, ano de 1907. Na época, um construtor londrino, membro da Sociedade Astronômica Real, chamado William Willett (1856-1915) deu início a uma campanha para diminuir o consumo de luz artificial ao mesmo tempo que estimulava o lazer dos britânicos.

Não desista antes da hora


Bom dia queridos amigos que passam por aqui. Recebi ontem um dos mais lindos textos da minha vida. E nele tinha uma frase importante no final "Não desista antes da hora".
Caiu como uma luva. O texto veio de encontro ao olhar azul de minha enfermeira Jaqueline e seu lindo sorriso prateado. Estava quieta olhando o céu, através da janela, (a mesma descrita em "Sentença ou Renovação"). Procedimentos terminados, fiquei ali paradinha. Ela se surpreendeu ao meu ver quieta( difícil) e chamou por meu nome alto. Acordei da divagação e sorri. Estou bem , estou bem. Já vou!
Eu não pensava em nada. Apenas descansava, observando o céu com algumas nuvens, as gaivotas que não estavam por lá. Ao sair por aquela porta, respirei e percebi que meu olhar ainda é azul: como o céu, como os olhos de Jaqueline. As nuvens estão lá, o cansaço, nem conto para vocês, mas o azul continua me inspirando a "não desistir antes da hora."
"Meu Olhar é Azul( como o céu), crônica no livro "Câncer: Sentença ou Renovação?"


quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Este blog é uma delícia

Não gosto muito de "bem-casados", mas acho uma gracinha.Ora bolas, então porque colocou aí? Bem , é que acho eles lindos, engraçadinhos, delicados e completam a festa. Hoje em dia falou em casamento, tem que ter "bem- casado" de todo jeito. Embrulhadinhos, de lacinhos, coloridos, com vários recheios.
Eu, pessoalmente, acho que" bem casado "combina com qualquer evento. Tenho por hábito encomendar alguns na minha doceira, a Hebe, e servi-los em um lanche ou em datas importantes. Original e diferente.
O docinho é simbolo do casamento e representa união selada pela cumplicidade e respeito mútuo. Significa que pessoas distintas se tornam uma só.
Para se ter muita sorte nesta união um "bem-casado "deverá ser distribuído a cada convidado. Diz a lenda, que todo aquele que saborear um" bem-casado" estará sendo abençoado com a mesma sorte e felicidade. Acreditam nisso? É ruim heim?!
O "bem-casado" é formado por duas finas camadas de pão-de-ló o e um recheio cremoso de doce leite delicadamente banhado em calda de açúcar. Pode ser feito também com ovos. Atualmente, tem "bem- casados" com recheios diversos. Mas não é tão tradicional.
Pensando bem, como as relações andam bem diferentes, e casamentos também, porque não se pode ter outro recheio. A vida pede não é?

Sobremesa é tudo de bom!


Vocês concordam ou não: sobremesa tem sabor de pecado? Eu penso que tem gosto é de céu, de paraíso, de vida, de vitória. Tem sabor de amor, de paixão, de realização.
Dormir sem sobremesa não dá. Pelo menos uma mordidinha ou uma provinha.
Fiquei pensando neste assunto e fui à luta -como sempre - pesquisar! Peguei as brincadeiras dos rolinhos primavera de entrada, molhadinhos no agridoce ou no shoyo, lembrei do prato principal( cada um tem o seu) e pensei nas bananas carameladas de sobremesa. Quem não gosta de doce, pega aqui uma carona, e finaliza a festa com uma trufa e cafezinho. Ou apenas com uma garrafa d’água para matar a sede dos rolinhos e do prato principal. O importante é saborear.
Falando sério gente, encontrei receitas extraordinárias todas sedutoras, apelando para nosso olhar visual, nossa imaginação e prontas para despertar o desejo de prová-las. E repeti-las. Muitas vezes.
E vamos a elas. Conhecem os bolinhos do pecado? Só podiam ser de chocolate. E os rocamboles enroladinhos com recheio de vários sabores? Ai ai ai. Arroz doce, banana nanica com sorvete, suflê de queijo com goibada ( tem combinação melhor? veja a foto), dose dupla de brownies(sempre,dupla, dupla) e bombocado de mandioca -encontrei três receitas diferentes.

Seja chinesa, japonesa, francesa ou com selo nacional, sobremesa é tudo de bom.

Propaganda é a alma do negócio

Faltam dois meses e duas semanas para o Natal. Garanto que vocês nem tinham percebido. Mas estou sempre de olho na folhinha. Então chegou a hora de começar a minha campanha: juntar dinheiro para presentinhos e viagens, viagens...
Livro do ano( modéstia) "Sentença ou Renovação", da Hama editora, também agora na livraria Saraiva em todo o país, e on line. Capa: Lielzo Azambuja. Foto Lula Aparício. Preço: cabe no bolso. Encomendas via internet: http://www.hamaeditora.com.br/. Entrega segura e chega em casa direitinho. Público: livro para quem aprecia vitórias e gosta de vencer a cada dia.

E para quem gosta de sonhar e dançar, como eu: Barry Manilow, The Greatest Songs Of The Eighties. O disco vai ainda chegar ao mercado americano em 25 de novembro, pela Sony BMG em selo Arista. Não há informações sobre lançamento no Brasil, por isto vou lá comprar um.
Texto da crítica para acalmar corações preconceituosos :
"Depois de bem sucedidos álbuns com canções das décadas de 50, 60 e 70, o cantor e compositor norte-americano, lança um novo trabalho, canções marcantes dos anos 80 como (I've Had) ad The Time Of My Life (tema do filme Dirty Dancing, gravado originalmente por Bill Medley e Jennifer Warnes), Arthur's Theme (Best That You Can Do) (canção do filme Arthur, o Milionário Sedutor, que deu o Oscar a Burt Bacharach, Carole Bayer Sager, Peter Allen e Christopher Cross, que a gravou), Never Gonna Give You Up (hit dançante do inglês Rick Astley), I Just Called To Say I Love You (escrita e gravada por Stevie Wonder para o filme A Dama de Vermelho, e que ganhou o Oscar), Careless Whisper (George Michael) e Against All Odds (Take a Look At Me Now) (tema do filme Paixões Violentas, gravada por Phil Collins).
As canções ganham belas releituras da voz de Barry Manilow. Tomara que a Sony BMG lance o disco aqui, pois o cantor tem uma enorme legião de fãs no Brasil."

Se tem, se tem.

Os três macaquinhos e a sabedoria

Me lembro muito bem. Um dos primeiros presentinhos que minha mãe me deu na infância, para enfeitar minha estante de livros, foram os três macaquinhos sábios. Ela repetia sempre a história e me ensinava algumas máximas da vida, e os ensinamentos que eles, com gestos, transmitiam.
Nem sempre a gente consegue cumprir. Mas vale recordar. Como jornalista sigo rigorosamente o ensinamento do segundo macaquinho.

Os Três Macacos Sábios: um com as mãos sobre os olhos, o outro com as mãos sobre a boca e o terceiro com as mãos sobre os ouvidos, mostram os três segredos da sabedoria:
Não ouça o mal,Não veja o mal,Não fale o mal."

Previsão dos deuses para esta quinta feira

"Um dia de vastas emoções e pensamentos quase perfeitos. A oposição entre a Lua em Touro e a Vênus em Escorpião aumenta os desejos e dá aos amores a intensidade da paixão. O emocional fica completamente incompatível com a precisão e com a clareza de pensamento que é proposta pelo Sol em Libra. Num dia como hoje, ou bem se pensa, ou bem se sente... "

Sintam, sintam a felicidade ! Bom dia para todos!

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

A vida é pra valer, Vinicius 95 anos

Domingo, dia 19 de outubro, Vinícius de Moraes completaria 95 anos. Poeta, admirador das mulheres, romântico, poeta, letrista
Em 1968, os militares que governavam o País estavam atrás de um pretexto para afastar Vinícius da diplomacia. Alegavam sua postura informal e sua atitude contestadora como poeta e letrista da música popular. Após 24 anos de carreira diplomática, o poeta foi exonerado pelo AI-5. Circulando entre os famosos, ganhou notoriedade na mídia internacional, tendo seu rosto estampado em várias publicações, até que um dia um desses jornais parou na mesa do presidente Costa e Silva. O marechal não teve dúvidas: demitiu Vinícius, acusando-o de ostentar um comportamento não condizente com a profissão diplomática.
Vinicius era só poesia. Soube viver. Apreciem este momento magnífico dele ao lado dos amigos Toquinho, Miúcha e Tom. E tenham uma noite linda, de canções, de sonhos bons e esperança.

http://br.youtube.com/watch?v=qVCL00o-a2I
.

A gracinha da tarde para relaxar

A gracinha tinha que vir de Brasília. Mas como já homenageamos os alunos, mestres e toda comunidade acadêmica durante a manhã, vamos entrar na farra da tarde e relaxar.
Dizem que Mercúrio estava retrógrado...ainda bem que ele andou pra frente.

Frase da tarde desta quarta-feira:

"Leio a Playboy pela mesma razão que leio a National Geographic: gosto de ver fotografias de lugares que sei que nunca vou visitar. "

Vale para as fãs do Colin, do George, do Banderas, da Gisele magricela, do Malvino ( ôpa, quem sabe?), do Dustin, do Pacino, da Catarina Zeta-Jones, do Pierce e mais mais.

Cartas, bilhetes que renovam o dia a dia

Alunos de um dos cursos técnicos de reportagem e edição da Rede Manchete
Texto de Lindinor Sá Larangeira. Olha, diz para sua mãe que você fêz muito bem em cursar jornalismo.


Tenho uma caixa os bilhetes, cartas e fotos dos meus alunos. Estão guardadas em um armário que abro a toda hora. Quando acontece algo que me entristece ou me tira fora dos trilhos, vou lá, sento no chão e revejo alguns textos e fotos. Isto em traz força.
Fiz isto durante esta madrugada. Achei centenas, centenas mesmo gente. Escritos em guardanapos de bar, em laudas, em fotos, santinhos, risquinhos de desenhos, e postais. Uma delícia.
E achei também este texto, publicado em uma revista da Manchete, de meu aluno Lindinor, que não sei por onde anda. Estou esperando que ele apareça vendo o livro nas lojas, me procurando no orkut e lendo o Blog. Ele vai me achar. E eu a ele. Ainda guardo este lindo texto Lindinor!
Lindinor está aí na foto, de cabeça baixa, de óculos, pensativo, ao lado de uma das mais criativas e bem sucedidas turmas de jornalismo do curso Bloch de Televisão. Inesquecíveis.

Aos meus colegas e amigos, com carinho

Ediana, dona Dulce, Ana Maria, Lourdinha, Ligia, Cristina, Sandra, Silvinha Mariotti de Rezende, Ilana, Marcelo, Bitt, Isnar, Moniquinha Miranda, meus alunos hoje também mestres, e aos meus professores na TV, Alice, Feliz de Athayde/Nilson Vianna(sempre na memória), Mauro Costa, Jorge Guilherme, Marlene Mattos, meu carinho e meu pensamento no dia de hoje: do Professor.

http://br.youtube.com/watch?v=C75jmNMeuTo&NR=1

Mais uma estrela brilha no meu curriculum




A tarde estava quente no Rio, e Marlene Mattos marcou comigo, com Angela e Marcia Leite na porta do Palácio Laranjeiras. Ela tinha sido convidada para fazer um piloto do futuro programa da Rosinha. Piloto para quem não sabe é um programa experimental .


Bem, lá fui para ouvir e participar. No meio da reunião, Marlene solta a pérola:
-"Eliane é ótima professora e pode treinar Clarissa. Ela faz cursos ótimos. " Isto não estava no cardápio, pensei. Ah, o inesperado na minha vida. Vem de todos os jeitos...
Clarissa ia participar do programa da mãe, e precisava aprender as técncias de reportagem.
-"Levei um baita susto, e pensei: não é à toa que MM é MM."Pelas mãos de Marlene e a força de Isabelle, minha amiga e assessora da Governadora Rosinha, acabei algumas tardes treinando aquela menina linda, cheia de personalidade, atenta e dedicadíssima.
Vi logo que o caminho de Clarissa era maior que tudo aquilo, maior que aquele momento. Ela ainda não sabia, só desconfiava. Mas eu já tinha certeza absoluta da estrela que vinha por aí.
Das aulas, ela foi fazer um estágio com MM e Xuxa. E estávamos juntas. Foi um período divertido.
Clarissa, assim comos meus outros meninos e meninas, sabia tudo. Precisava só entender algumas técnicas, e amadurecer. Estava pronta para brilhar.
De lá pra cá, estou ao seu lado, e ela do meu. Apesar da agenda complicadíssima dela.
De nossa parte, não há interesse. Há confiança, respeito e laços.
Clarissa é mais um foco que tenho na vida. Quero vê-la caminhar e subir muitos degraus ainda. Neste mês de outubro, fiquei muito prosa, mas muito mesmo, quando ela foi eleita para defender e legislar a minha cidade. Eu nunca tive dúvidas. Garanto que o vôo será ainda maior. E peço todos os dias a Deus, que abençoe os caminhos, atos e atitudes de mais esta menina que passou pela minha vida.


Nas fotos, dia do lançamento de "Câncer: Sentença ou Renovação, da Hama Editora": nós duas(Eu, exausta, de assinar tantos livros, mas realizada.)

E ao nosso lado, a jornalista Isabelle Coelho, parceira para sempre.





Meus alunos é que são meus mestres

Esta manhã é dedicada aos meus alunos, amigos e parceiros de profissão que me fizeram descobrir, amar e respeitar ainda mais esta vocação: magistério.
Na foto, uma das minhas queridíssimas - Alessandra Lacet e os pais, que viraram também meus amigos, Walter e Elma. Espetáculo não é? Ainda por cima ganhei a família.


Quando paro assim, vejo o quanto minha vida tem valido à pena.


Carrego meus alunos no meu coração


Carrego para sempre. Quando era pequena, tinha vários apelidos, todos inventados por meu irmão mais velho. Quando virei tia de Gisela, Paula, Christiana e Carlos passei a ser chamada de Tia Eli. Mas não pegou muito. O apelido que veio para ficar foi através dos alunos dos cursos de reportagem e edição de TV. Sem querer, sem perceber viriei tia Lili. Os cursos profissionalizantes foram marcantes na minha vida. Tive ao meu lado parceiros queridos, e alguns tão amigos que ficaram ao meu lado, como a blogueira que até hoje me acompanha, Maria Teresa Senise. Outros se foram, mas quardo boas lembranças. Os mais especiais foram aqueles que me deram esta oportunidade de viver uma experiência enriquecedora: Alice Maria e Mauro Costa, mestres de gerações das emissoras de TV.
Dei aula por mais de vinte anos( ainda volto). Não fiz muito por meus alunos, apenas abri os olhos deles para o mercado. E um dos maiores presentes que tenho na vida é vê-los realizados, no mercado, lutando e brilhando. No dia do lançamento do meu livro, em maio de 2008, alguns estiveram comigo na livraria Argumento, no Leblon, no Rio.
Meus olhos brilharam. Hoje são chefes de redação, editores-chefes, editores, repórteres nacionais e internacionais. Trabalham em assessorias institucionais e privadas e ocupam cargos elevados.
A todos amam com carinho especial. Quero que saibam disto. No dia do professor, eu é quem agradeço a oportunidade de ter feito parte de uns minutinhos da vida deles.
E um dos melhores presentes que recebi outro dia foi o email de Carla, dona de uma empresa de publicidade. Ela escreveu mais ou menos assim:-"Lembra de mim, fui sua aluna na Veiga e até hoje aplico na minha profissão as dicas que você me deu. Comprei seu livro e adorei..."
Se eu lembro? Lembro de todos, até de alguns que sumiram com o tempo.
Um beijo para cada um. Aqui não cabe a lista toda. Então, meu carinho para Alessandra, Angela, Ana Claudia, Anas de todos os jeitos, Amanda, Carla, Claudinha Lourenço, Carmem Petit, Rogério, Lindinor, Sérgio (s),Fernanda, Vivian, Márcia, Isabel(s), Carla,Renatinha(s) e mais mais.
Manda a lista Teresa!
Na foto, alguns dos profissionais que fazem a história da Rede Globo hoje: Rogério, Fernanda e amigos da TV.

A professora dos olhos azuis


Hoje é dia do professor. E deixo aqui registrado o abraço bem apertado a uma das mestras que marcou minha vida e de algumas meninas do blog: D. Dulce. Sempre que ela entrava na sala com duas pedrinhas de olhos azuis que faiscavam, sentia minhas pernas tremerem. Detestava matémática, mas não associava D. Dulce aos números nem as equações. O que prova a boa professora e parceira que sempre foi.
E aí está Dona Dulce, à esquerda, no centro Afonsinho que nos ensinou a ganhar medalhas no volley, e D. Gunny, da educação física. Claro que eu fugia dela.
Crédito: foto do acervo de Rosana Brigagão, amiga e assídua leitora do Blog da Eliane

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Vocês tem afilhados?

Ser madastra, ser enteada, ter enteada, ser madrinha, ter afilhadas são funções delicadíssimas. Quando dá certo, é como ter conquistado o paraíso.
Só pode ser madrinha ou padrinho quem se dispõe a colaborar na educação da criança, batizando-a e, sobretudo, ajudar para que ele ou ela seja educado na fé da igreja cristã.
Para mim, este papel e os outros citados são presentes de Deus. Não é para qualquer pessoa.
Fui escolhida duas vêzes para batizar duas lindas meninas. Uma delas está aí embaixo. A outra, vocês já conhecem.
Este lindo sorriso que encanta, me orgulha, e enche de amor a minha vida, cresceu.
Deu um nó de amor no meu coração quando criança, e me enrola hoje com suas observações.
Não dá para viver sem ela. Está na minha vida, a cada minuto do meu dia.

Entre duas mulheres

Eu estava sentada perto da piscina. A lua invadia a varanda e o jardim. Olhei para o céu e me movimentava de um lado para outro. Parava perto da cadeira de balanço, me levantava, e às vezes me acalmava sentando bem do ladinho dela: da minha afilhada. Juntinhas ríamos das brincadeiras, cochichávamos cúmplices e dividíamos um prato de bolo delicioso. Somos unidas. Muito. Vi minha queridíssima nascer. Eu estava lá. Vi cada niver, cada conquista, e dividimos momentos mais que memoráveis: eternos em nossas lembranças. Hoje fico de frente pra ela, vendo o que se tornou: linda, competente, bem sucedida e apaixonada. Vai casar ano que vem. E este é um dos meus focos em 2009. Vê-la realizar mais uma etapa.
Mas, nesse domingo, ela me pegou na curva. Depois de horas me observando, sentou ao meu lado e soltou esta:-"Tia, você está feliz?"
Olhei para ela firme e sorri.
E ela ousada como o quê, continuou. A conversa ficou no ar, mas vai prosseguir. Em outro momento.
Senti a amizade dela por mim. Minha Chris, que tem gostos iguais, cresceu. Virou mulher.
Na foto: Christiana com a madrinha orgulhosa de olhinhos cansados.
Presente de Deus e de Angela. No livro "Sentença ou Renovação?"


Expressões que acabam com a relação

Conversando com minha amiga que fica do lado de lá da rua, descobrimos juntas algumas perguntinhas e expressões que irritam o nosso dia, tiram o foco do amor( quer janta?), acabam com o dia a dia da ternura e nos jogam no fundo do poço. Colabore com a nossa lista. Diga aqui as frasesinhas que tiram qualquer um do sério. E tudo começou há muito tempo quando minha sobrinha Paulinha falava com o tio dela, my first husband.
Vamos as pérolas:
"Quero janta" resposta: vai comer na rua!
"Quem deseja?" resposta: deseja? Só quero falar com...
"Por obséquio..." correta, mas antigaaa...
"Alguém falou"... falou o quê?
"Vendedora andando atrás de você na loja"...Ninguém merece. Saio e não compro nada.
“Voltar à vaca fria” ...Ela é quente?
“Dar uma mãozinha”- dá logo tudo!
“Não misturar alhos com bogalhos” -êta influência luso
E na sala da clínica: "e aí, tudo beleza?" Resposta inteligente: Beleza pura, quer umas gotinhas?

Entrelaçados pela confiança

Peço licença para reproduzir uma mensagem séria recebida esta manhã. Séria mas repleta de energia. E só faço isto, porque neste espaço temos amigos de todas as partes do país, do mundo e de tribos variadas. E é para uma destas tribos que digo e repito: especialistas são tudo de bom. E com laços, melhor ainda.


"Minha querida amiga, sem dúvida, vc é uma das razões que me permite ter felicidade naquilo que escolhi para minha vida, são palavras e emoções como essas que me gratificam tanto e me fazem querer melhorar sempre, obrigado pela confiança. bjs Daniel.

Estão vendo, estão vendo?? Não adianta pedir, implorar, não publico foto dele não. Não vou publicar.

A marca do Zorro


E voltando a falar sobre super heróis, vou confessar que nunca gostei de homens baixinhos. Mas ao longo da vida, abri excessões. É uma delas foi esta aí. Ninguém interpretou Zorro como ele. Observem o olhar deste latino que arrepia. Este baixinho meio espanhol, meio americano, com aquele sotaque enlouquecedor, jeito meio canastrão que me faz viajar na maionese.
Baixinho ou não, este olhar...marca de Banderas, crava um Z na imaginação da gente.

Um brinde especial neste dia 14 de outubro

Durante o ano de 2007, quando começou minha nova história, recebia frases, poemas, emails de amigos de todas as partes. Continuo recebendo uma avalanche delas, e adoro. Duas destas mensagens são de pessoas que nasceram hoje, dia 14 de outubro. Uma data importante para mim, porque são duas pessoas especiais: uma me acompanha desde a infância, e o outro me acompanha desde 2007.
Quando Denise descobriu que fazia aniversário no mesmo dia que Daniel, riu e disse brincando:
"-Por isto que ele é especial, é do dia 14." E emendou:
"Aguente firme os efeitos colaterais. O coquetel é forte, percebo, mas você está na quarta fase!!Fé no onco." A frase está lá, abrindo a crônica entitulada"Os sintomas," em meu livro.
E é isto que tenho feito.
..."acreditar talvez, viver , aproveitar, construir algo que lhe dê orgulho, e nunca, nunca se contentar, procurar sempre mais, ter idéias e construí-las." Este já é o pensamento Daniel, registrado no meu livro, lançado em maio deste ano.
Só tiraria o "talvez", porque sempre acreditei. Na amizade de minha amiga, que mesmo de longe, cuida de mim, e nos conhecimentos de meu onco, que transformei em um dos meus mais prezados amigos.
Aos dois, eu respondo: a fé que tenho em vocês tem me feito viver feliz e me possibilitado construir um novo caminho repleto de idéias e realizações. Ah, os sintomas? Claro que estamos enfrentando, claro!
Parabéns, felicidade, e saúde! Quero vocês bem saudáveis para continuar enfeitando meu caminho.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

No mundo dos super heróis





Quem não gota de ter uns heróis por perto? Daqueles que brigam pela gente, nos carregam no colo, jogam na parede e ainda conseguem ser ternos e românticos? Os heróis são assim: machos. E ainda hoje povoam o imaginário das meninas. Todas elas sabem muito bem que eles não existem, mas todas de alguma forma criam suas fantasias. Alguns autores tentaram criar heróis mais humanos como o Homem Aranha. Mas quando ele pega a mocinha que está despencando do alto do edifício, o som de um suspiro único feminino ecoa em toda sala de cinema. Conheço uma mocinha que se apaixonou perdidamente por um destes heróis em quadrinhos. O tipo físico era igualzinho a do personagem fictício. Mas a realidade, apesar dele não ser verde, o transformava- vejamos como dizer- em um herói de verdade: músculos, carregava a princesa no colo e a protegia com as mãos mágicas do mundo por aqui.

Nunca tive nenhuma fixação pelos heróis em quadrinhos, mas que o Batman é interessante lá isto é. Gosto do Tarzan, o Fantasma tem seus mistéiros. Jim das Selvas, Flash Gordon tiveram seus momentos, mas os super-heróis como Super-Homem, Homem-Aranha, Thor, Capitão América, Namos, Quarteto Fantástico arracaram muitos suspiros.
As histórias dos heróis predominaram no período de 1929 a 1937. Os super-heróis surgiram a partir de 1938 e seguem até 1945 revelando seres com poderes extraordinários em super-aventuras.
Mesmo hoje, em 2008, eles são reeditados com estrondoso sucesso entre as novas gerações.
A lourinha que conheci se apaixonou por Huck. Ele sumiu no ar, mas até hoje, quando lembra dele, fica verde de paixão, e treme toda quando lembra daquele herói de carne e osso que a fêz tão feliz. Eu fiquei deslumbrada ouvindo a história eternizada nos quadrinhos do coração dela. E pensando, puxa onde estão os heróis de hoje?


Morena tira votos de candidatos no Rio

Quanto mais eu vivo, mais ouço histórias que me deixam arrepiada. Mas não me surpreendo com mais nada. E depois quem sou eu para pensar, julgar, e comentar as loucuras que rolam por aí.
Agora por esta eu não esperava mesmo. Há algumas semanas, um pequeno grupo do blog se reuniu no bairro mais charmoso do Rio. Só hoje descobri que os taxistas do ponto em frente ao posto zero estão alvoroçados desde então. Procuram uma morena que trabalha para as forças armadas, decidiu ser aeromoça, é filiada ao sindicato de segurança privada, e ainda por cima faz hora extra nos consultórios de dentistas para clarear os dentinhos.
Aviso: os taxistas estão todos de quatro. Com os pneus arriados. E eu aqui levando fama sem proveito.

Feriado dia 27 de outubro no Rio

O dia 27 de outubro será feriado no Rio. Pelo menos para o servidor público. Não haverá expediente nos órgãos, entidades e fundações da Administração Estadual .
Tradução: a cidade vai parar três dias. Ressaca eleitoral.

Uma cidade colorida e ainda feliz!

Que festa estava o Rio ontem heim?!
Estou procurando até agora meu querido Luiggi Bonato.
Adoro a diversidade do meu Rio.

Homens interessantes ou loucos de amor?

Trabalhei muito tempo na função de repórter e apresentadora de TV. E ao ler esta notícia, fiquei pensando qual seria minha reação diante de um pedido assim: de casamento ao vivo!
Está hoje na midia. E vocês? Gostariam de receber uma proposta como esta?
Diferente?

"Uma apresentadora de um telejornal americano foi surpreendida pelo seu namorado, que a pediu em casamento ao vivo. Emily Leonard, que trabalha para o canal de TV KAMC, aceitou o pedido de Matt Laubhan.
O filminho está circulando na internet."

Uma boa tarde para cuidar do seu jardim

A maioria já deve conhecer este poema. Mas a tarde está quente no Rio de Janeiro. As feras estão soltas . Então para virar de novo o astral, nada como uma bela poesia, já que as canções estão suspensas.
Os versos acalmam a vida e a tarde.
"Não coma a vida com garfo e faca. Lambuze-se!
Muita gente guarda a vida para o futuro.
Mesmo que a vida esteja na geladeira, se você não a viver, ela se deteriorará. É por isso que tantas pessoas se sentem emboloradas na meia-idade. Elas guardam a vida, não se entregam ao amor, ao trabalho, não ousam, não vão em frente. Não deixe sua vida ficar muito séria, saboreie tudo o que conseguir:as derrotas e as vitórias, a força do amanhecer e a poesia do anoitecer. Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz você precisa aprender a gostar de si, a cuidar de si e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você."
Mário Quintana

Uma força que nos impulsiona

Começamos uma nova semana. Sejam muito bem vindos.
Que Nossa Senhora nos mostre sempre o melhor caminho, que abençoe nossas ações, nos dê coragem para enfrentar o cotidiano e abra as portas para a realização de nossos desejos.
Não desistam de seus objetivos.
E que esta força estranha que nos impulsiona sempre nos leve a cantar, a lutar e a construir lindas histórias.

http://br.youtube.com/watch?v=NYwY0dZeK4E

Uma rica aventura interior

"O confronto com a doença é uma árdua aventura interior. Eu não poderia ter escrito estas páginas sem ter me voltado também para as alegrias e os sofrimentos, as descobertas e os fracassos que hoje fazem de mim um homem consideravelmente mais cheio de vida do que há 15 anos."
David Servan-Schreiber - psiquiatra e pesquisador

domingo, 12 de outubro de 2008

Mais uma história de amor


Todo casamento requer alguns requintes e muitos preparativos. Organizar a cerimônia e a festa é tarefa nada fácil. A Hama Editora lançou até um manual super útil e de muito bom gosto: "Casar é Fácil". Bom pode ser, mas fácil? Vejam só o que fizeram com minha amiga Camila, noiva de novembro, na festa organizada em homenagem a ela. Apesar da fantasia, ela parece muito feliz ao lado das amigas, primas, sogra, avó, cunhada.
Bom já vou avisando ao pessoal do Blog, comigo vocês não vão fazer isto não. Se um dia eu me casar, vou fugir para Vermont, Gruyère, Buenos Aires, Madrid ou quem sabe para Veneza?

A história de amor de Camila eu testemunhei. E o par que ela escolheu? Meu sobrinho de coração Carlos, um tesouro.

Encontrar um par é sonho de todos

Em novembro estarei entrando pela nave principal de uma das mais tradicionais igrejas do Rio. Caaaalma gente, não vou casar...ainda. Risos. É que vou ter o privilégio de ser madrinha no casamento do meu sobrinho de coração, Carlinhos, com Camila. E em função disso, neste domingo fui participar do chá de panela( será isto mesmo?) da noiva. Camilinha vai ler o blog, mas tenho que confessar que não sou muito deste tipo de comemoração. Mas eles são meus queridíssimos e eu não poderia faltar. Carlinhos é um dos meus xodós. E Camila já está também na minha vida.
Pintaram o sete com a noiva. Brincadeiras, advinhações, mensagens do noivo.
A origem do chá de panela é contada através de uma lenda holandesa. Um pobre moleiro holandês se apaixonou por uma rica donzela. O pai da moça desaprovou o casamento e se recusou a financiar a união dos dois. Então, os amigos do moleiro se juntaram e ofereceram ao casal alguns itens que os ajudariam a mobiliar a casa. Interessante é que passa o tempo, mudam as gerações, mas as mocinhas continuam curtindo as pré-comemorações. E é divertido ver meninas que a gente ama sonhando, se divertindo e apostando na felicidade.

Casar é bom mesmo. É tão bom que tem gente que casa uma, duas, trêz vêzes e até muito mais. Sai dali pensando o quanto cada um de nós luta para encontrar um par, e como deseja esta felicidade.

Serra tem os melhores restaurantes do Rio

Eu não queria fazer esta covardia com vocês. Mas não tem jeito não.
Vocês já comeram moqueca de cogumelos? Bem, não façam cara feia , porque é dos deuses. Quatro tipos de cogumelos diferentes, molho especial, farinha de pão, banana assada na brasa. Estão pensando que não combina? Ledo engano. (Expressão do tempo do irmão muito mais velho). Depois de muito tempo refugiada em casa, alguns amigos chamaram e fiz o "sacrifício" de ir jantar fora neste sábado. Na serra. Não vou dar o nome do restaurante, porque seria injusto com todos os demais, que são sensacionais. Almoçar, jantar na serra de Petrópolis é divino. A escolha é dificílima, porque cada um supera o outro em aconchego, ambiente , cardápios e sobremesas.
A região então onde se localiza meu refúgio está cada vez mais concorrida.
Os chefs da serra são criativos. E cada hora surge uma novidade por lá. E as sobremesas?
Conheço 98% dos bares e restaurantes, porque frequento a região há mais de 25 anos. E não me canso. Faltou o vinho, que não posso abusar( um pequeno sofrimento) . E sem querer puxar, mas já puxando...faltaram vocês.

Estilo de vida é a chave para saúde.

Queridos amigos, neste final de semana mergulhei em um livro maravilhoso do médico psiquiatra David Servan-Schreiber. Este francês extraórdinário relata como lutou contra um câncer no cérebro diagnosticado há mais de quinze anos.
Há seis meses queria ler este livro, mas fui adiando em função do trabalho. E agora chegou a vez de conhecer mais esta história: de um bravo sobrevivente. Ao longo da semana, vou colocar algumas frases que pincei. Frases que valem para todos. Pacientes, ex-pacientes e os saudáveis.

E para começar, leiam esta com atenção:

"Nós todos vivemos com mitos que impedem nossa capacidade de desarmar o câncer. Por exemplo, somos frequentemente levados a acreditar que o câncer é antes de tudo uma questão de genes, não de estilo de vida. Porém o inverso é que é verdade."

Então pessoal, olhem para si mesmos e vejam se o estilo de vida que estão levando é o melhor, o mais adequado. Felicidade, felicidade, palavra importante neste processo.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Tudo que se quer é viver feliz

Esta noite quero presentear todas as amigas que estão diariamente no blog. As que estão em São Paulo, na Paraíba, em Sergipe, no Amapá, em Brasília cercada de camélias, a turma do Rio Grande do Sul que faz pagelânça, amigas do interior lá na serra de Friburgo, os fiéis de Petrópolis, as da costa azul em Arraial, a turma do Upper East Side, da Broad Street, e todas minhas vizinhas, companheiras diárias do Leme ao Pontal, da Tijuca até Madureira, as do Centro até Santa Teresa, da Leopoldina até a Baixada passando pelas que amam a Pavuna, as que adoram o rei Leão. E aos anjos da terra de todo este país, sem falar nas companheiras da minha tribo preferida: as verdadeiras guerreiras da vida.
Nada como uma linda canção para adormecer a sexta-feira.
Com vocês Emílio e Veronica,

http://br.youtube.com/watch?v=RcDPkfNDOWY&feature=related

Uma boa noite, um sábado de descanso e até domingo.

Tijolo por tijolo

O grande aprendizado que venho tirando da minha nova história é que querendo ou não, sou obrigada a construir tudo de novo. Tijolo por tijolo. Não gosto disso, não é muito o meu jeito de atuar na vida. Sou rápida, prática e de decisões. Mas, a adversidade coloca você diante de alguns desafios junto a própria personalidade. Paciência e reconstrução. Paciência para vencer e tentar equilibrar o emocional. E a partir daí reconstruir uma nova pessoa. Sem perceber é o que tenho feito: reconstrui um novo caminho profissional, reconstrui - com ajuda do meu exército- uma nova Eliane. A construção está pronta, passando apenas por reformas. Aliás, reformar é bem mais difícil do que construir.

Um só pensamento, um só desejo

Nunca duvidei em nenhum momento que as correntes, os pensamentos positivos, a fé de meus primos e amigos mais amados possuem um poder mágico. E esta força vem desta união de desejos e de encontros com a minha saúde. Vamos continuar unidos? Por favor. Estamos caminhando rumo à 2009, entre nossas risadas no blog, nossa fé inabalável, e nossa amizade sólida e indissolúvel.
Meu queridíssimo Dr. Daniel, presente hoje e para sempre na minha vida: a consulta desta noite foi uma das melhores da minha vida. As novidades não foram muitas. Mas o seu astral, as nossas risadas e cumplicidade, só redobraram minha garra. E ao som de Barry Manilow.
Você é o máximo. E meus amigos, também.

A energia está no ar

Bom dia queridos amigos. Hoje é sexta-feira, dia especial e importante para mim.
Depois de tantos reencontros na noite passada, e de finalmente conhecer pessoas maravilhosas com as quais falo por aqui, terei esta tarde mais um reencontro: com aquele que cuida de mim, já tem laços comigo e que aposta -como vocês- na minha garra.
E por este motivo já comecei,desde cedo, a receber manifestações de carinho e torcida. Aliás, desde ontem.
Entre um bom dia especial da vizinhança, telefonemas sem parar do meu querido amigo de São Paulo, o afeto de Luigi e Dina, e abraços calorosos dos primos, a energia está no ar e em mim.
E para completar, encontrei cedinho com meu braço direito.
Ela olhou para mim, abriu um sorriso e soltou:
-"Vai com fé, está bem?"
E desde quando a perdemos minha amiga Marinete?

Uma noite das arábias e de amor

Na minha família, por parte de mãe, primos são mais que primos. São irmãos. Coisa de árabes.Eu como caçulinha de 22, aprendi a respeitá-los desde cedo. Mais do que isto, aprendi a amá-los. Sou fã deles. Ontem nos reunimos em torno de um: Sadi. Mais um aniversário, juntos. Todos juntos. Meu primo tem sangue guerreiro. Como todos nós. Estamos entrelaçados por vários motivos. E os mais importantes estão aí na foto. Minhas priminhas, que são também minhas irmãs, parceiras e amigas. São meus amores, que tenho ao meu lado todos os dias da minha vida. Voltei para casa com uma frase que ele falou ao me abraçar forte:
"Lute, lutar é bom, e vencer é melhor ainda." Vale para todos.
Foi uma noite das arábias, histórias de familia( o irmão muiiiiiiiiiiiito mais velho comandando), risadas, quibe-do cru ao de peixe, folha de uva , arroz de lentilha, cordeiro, e mais mais. Sobremesa, docinhos árabes é claro. E no final para alegrar os rapazes, a dança do ventre.
Ano que vem estou lá!
Todos estão no meu livro: "Câncer: sentença ou renovação?". Afinal são personagens que encantam a minha vida.

Só preciosidades

Pessoal, achei uma daquelas nos "momentinhos de sabedoria" :
"Respeite a mulher de seu irmão e a moral se elevará com você." Quem inventou esta? Está lá.
E mais:
"Não inveje a riqueza dos outros. Muitos dos ricos de hoje serão os pobres de amanhã." Cruz credo.
Cada uma!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Momentos de sabedoria ou não

Olá pessoal, vou abrir um tópico aqui para gente relaxar, brincar, se esbaldar e colocar a mensagem preferida de cada um.
Vocês conhecem aqueles livrinhos pequeninos sempre no caixa das livrarias? Aqueles que todo mundo dá uma olhadinha enquanto paga a conta? Tem gente que até compra. Eu ganho montes. Eles são recheados de frases e pensamentos ótimos. Houve uma época que a turma do meu trabalho levava um livrinho daqueles só para ver como seria o astral do dia. Mesmo quem não ligava, ouvia com atenção.
São os "momentos de sabedoria", gente. Resta saber quem são os sábios.
Olha a frase que escolhi para começar.

"No meio da confusão, mantenha a sua serenidade." ( Nunca sigo este. Risos).

Pessoal, descobri uns bárbaros. Coloco depois. Está aberta a seção.

Uma canção para começar nosso dia

Quero começar o dia com uma canção. Com letra de Chico Buarque e na voz de uma cantora que eu a-do-ro, irmã de um amigo querido. Com vocês, Verônica Sabino, para encher de poesia e delicadeza este Blog de amigos. Não deixem de ouvir.
E só para lembrar: não podemos permitir que mais nada escape pelos dedos. Nem mais um acontecimento, nem mais um ano.
Um beijo carinhoso e sigo encantada assim, com tudo que a vida tem me proporcionado, ao lado de vocês.

http://br.youtube.com/watch?v=FTLFj94gO1g&feature=related

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

1983, o ano que nunca esqueci


Existem anos que são especiais nas nossas vidas. Nós sabemos disso. Eu pelo menos sei de cada ano, de cada data, de cada momento marcante que transformou a minha vida em algo concreto. Anos que valeram à pena, não passaram em branco e que foram decisivos para a história chegar até aqui no dia de hoje. 1983 foi um deles para mim. Ele foi marcante por tudo, decisivo em quase tudo, foi uma verdadeira virada no meu modo de ser e de existir. Foi um ano de consagração profissional, de desejos realizados, de um novo caminho. Pra começar 1983 foi o ano que comprei meu apartamento, só meu. Fruto do meu suor, da minha luta, do meu empenho, com pequenos empurrãozinhos de amigos que me abriram crédito. Foi o primeiro ano pós minha separação. Viver sózinha era o meu sonho desde os 13 anos, mas só realizei em 1983. Independência maravilhosa. Minha casa, meu canto. Eu tinha meu trabalho na rádio Nacional do Rio, fazia assessoria e estava diante da perspectiva que selou minha felicidade: o começo da Rede Manchete. Eu podia tudo naquele tempo. Tinha meus amigos, a juventude, a ousadia e aquela vontade de abraçar o mundo inteiro. A nota que destoava era o comecinho da doença da minha mãe. Mas ainda não sabia direito o que estava acontecendo e a felicidade daquele ano enchia meu apartamento e os meus sonhos. Claro que também tive perdas em 1983, por culpa minha. Mas os momentos vividos mês a mês naquele ano fizeram história. Marcaram a minha. Algumas escritas entre lágrimas, outras de risos, e muitas coroadas de troféus e reportagens que guardo com orgulho. 1983 foi um ano em que fui tão feliz, que por algum motivo sem eu perceber acabou escapando rápidamente pelos meus dedos. Mas as histórias vividas ali não são para esquecer.

Estratégias dos samurais

E sobre guerreiros samurais:

"Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória, sofrerá uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas..."
A Arte da Guerra, Sun Tzu

"Para ser considerado guerreiro, é preciso aprender a aceitar a própria morte de forma corajosa e natural."
O livro dos Cinco Anéis, Mymoto Musashi

A honra além da vida por aqui

Falando sobre meus akitas leais, fiquei pensando na disnatia dos samurais, os soldados da aristocracia do japão entre 1100 e 1867. Com a restauração Meiji a era deles chegou ao fim. Principais características destes machões: grande disciplina, lealdade e sua grande habilidade com a katana.
Samurai significa aquele que serve.
Havia uma máxima entre eles: a de que a vida é limitada, mas o nome e a honra podem durar para sempre. E dura, não acham?
Além da honra, eles prezavam a imagem pública e o nome de seus ancestrais acima de tudo, até da própria vida.
Isto no Japão galera, no Japão.

Akitas são silenciosos

O akita é o cão adorado no Japão . É o cão dos samurais, imponentes guerreiros no que, para eles, a morte voluntária não era um pecado, pois fazia parte do código de honra que lhes regia.
A disciplina Samurai, tão remota como os costumes feudais nipônicos, os convertia em dignos e orgulhosos integrantes da classe militar do Império do Sol Nascente. Era em todo o momento o "cão do chefe", indicando seu proprietário, e o motivo da vestimenta do uniforme de gala, era conhecido por este, com especial fidelidade, com amor, com profundo respeito e curiosa particularidade que ainda hoje se conserva.
Assistir uma exposição de Akitas no Japão é algo que reveste uma solenidade muito especial e recordação inesquecível. É o único caso conhecido em que uma nação, no caso o Japão, ampara e protege, dá assistência e uma especial subvenção ao proprietário de um Akita que, por dificuldades financeiras não pode dar a seu exemplar um tratamento adequado.
Suas origens se remontam a uns 3.000 (três mil) anos. Ficou conhecido no ocidente quando alguns soldados norte-americanos, logo após a segunda guerra, os levaram para seus países.
Conserva uma particularidade nada desprezível para nossa atual forma de vida, "é silencioso". É desconfiado por natureza com estranhos e seu olhar penetrante seguirá com atenção os movimentos de qualquer pessoa que visite nossa casa. Tenhos casos engraçados e curiosos registrados ao longos destes 10 anos ao lado dos meus.
Outra mostra de suas características peculiares, é sua forma de atacar, silenciosa e de surpresa, mantendo uma calma absoluta e uma incrível identidade com seu condutor, assemelhando-se em sua luta, a um campeão de judô, pela fenomenal capacidade de obter êxito em um combate com adversário de tamanho notavelmente superior.
Mas fiquem preocupados, não. Todos são bem vindos no sítio. Meus akitas são adestrados, adoram as visitas desde que eu esteja ali e tenho comando absoluto sobre eles.
Aí ao lado esta a daminha peralta, social, que adora distribuir beijinhos a todos chegam. Ela é alegria da criançada. Comunicativa como a "mãe".

Um laço indissolúvel


E como a saudade não cabe em si. Custa nada dar uma olhadinha na minha paixão, que enfeita o blog, o sítio, a minha vida, o meu coração, com sua dedicação, lealdade, companheirismo e devoção.
Ninguém pode chegar perto, ninguém. Uma vez falei para o veterinário: este cãozinho é só meu.
Resposta: -"'Engano seu. Ele acha que você é dele, pertence a ele. Só a ele.".
Só dele também não(risos). Mas deixa ele pensar.

Beijinho do Chiquinho


A gente está acostumada a receber mensagens com flores, estrelas, balões. Carinhos, beijos, orações, abraços afetuosos e desejos de boa sorte.
Mas por esta eu não esperava. Abri uma de minhas mensagens e ali estava o Chiquinho, que não conheço. Segundo a dona querida e inesquecível, ele queria mandar um beijinho. Ou será uma lambidinha?
Bem , de uma forma ou de outra, enfeitou os tubos eletrônicos e o meu coração.
Amei Angela.

Um reencontro feliz e abençoado

Pepper está de volta ao lar. Este lindo Golden retriever (ainda vou ter um) voltou aos carinhos e cuidados de sua família, nos Estados Unidos. Ele fugiu de casa, em Atlanta, US, e viajou quase 1400 km até reencontrar a família. Os Carter já não tinham mais esperança. Mas, um dia, nove meses depois da fuga, Liz Carter recebeu uma ligação. O levadinho estava na Flórida, a 700 km de distância de casa.
A identificação foi possível porque o golden retriever tem um microchip implantado sob sua pele, que forneceu os dados a um veterinário que resolveu checar se o cão possuía o dispositivo.
Dois dias depois da ligação, Liz foi até a Flórida e resgatou o cachorro, que percorreu novamente --desta vez, de carro-- todos os quase 700 km.
Em casa, toda a família se uniu novamente. Olha ele ao lado do dono orgulhoso.
Esta história de microchip é tudo de bom para quem cachorro.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Chorar faz bem

Andei pesquisando que chorar faz bem. Será mesmo, pessoal? Nas gerações passadas, homem que era homem não chorava à toa. Mas as mulheres, doces e sensíveis, sempre tiveram o privilégio de chorar. De alegria, de tristeza, de dor, de saudade. Algumas pessoas se reprimem ao ver as lágrimas de outros. Mas chorar faz bem.
São muitas as causas dessa forma tão simples e natural de expressão. Nascemos chorando e, pelo menos para grande parte das pessoas, as lágrimas serão sempre uma das mais sinceras formas de mostrar as emoções. O choro, na vida adulta, pode ter significados muito diversos.
Chorar desanuvia, esvazia a emoção, mas só quando representa uma emoção genuína. Chorar de verdade que alivia é aquele choro onde derramamos lágrimas que não funcionam como tapa-buraco para as situações. Tem pessoas que blindaram suas defesas e tornam o choro impossível. Alguns homens - e mulheres também - precisaram construir, ao longo da vida, defesas tão grandes para suas emoções e acabam reprimindo suas lágrimas. Tolinhos.
Essas pessoas em geral possuem uma personalidade aparentemente forte e resistente, como se nada pudesse atingi-las, mas em geral apresentam somatizações como pressão alta, úlcera e problemas renais.
Então liberem-se. Chorem de emoção, de amor, de saudade, chorem por uma canção, por um hino de amor, por puro prazer. Só por isto tá, gente?! Sem dor, sem dor.
Escolhi um filme, um amor que atravessou a vida e o tempo para vocês se emocionarem.
Com vocês, Demi e Patrick, inesquecíveis em Ghost. Enjoy.


http://www.youtube.com/watch?v=3P2_f1XCMC0&feature=related