segunda-feira, 2 de maio de 2011

Sempre ao seu lado





Quem conheceu o Sítio do Brilhante sabe, onde estava Eliane ao seu lado estava seu guardião o Akita Shiro. Nossa guerreira se foi, mas ela não foi só. Seu fiel escudeiro e protetor está com ela como sempre esteve.

-Que maio é esse?

No dia 1º se vai meu grande e fiel amigo Shiro e no dia 2 minha companheira, meu grande amor, a minha Que Eliane.

Brava guerreira, durante os últimos 5 anos Eliane nos mostrou o que é ser forte. Forte de verdade! Como só os grandes guerreiros são diante de um inimigo poderoso e cruel.

Gonçalves Dias escreveu e Eliane adorava recitar:

“Não chores, meu filho;
Não chores, que a vida
É luta renhida:
Viver é lutar.
A vida é combate,
Que os fracos abate,
Que os fortes, os bravos
Só pode exaltar.”...

Muito obrigado, de coração, a todos os amigos e amigas que aqui passaram durante todos estes anos.

Levindo

quarta-feira, 27 de abril de 2011


Bom dia ou melhor, quase boa tarde estamos quase chegando em Maio, isso me dá esperança que o inferno astral está indo embora.
Estou cercada de anjos do céu.
Obrigada pelas mensagens, um beijão.

terça-feira, 26 de abril de 2011

I will be back ...



Bom dia amigos!
Lamento não ter estado aqui ontem. Depois de dois anos diariamente, não consegui escrever minha mensagem. Estou vivendo mais um inesperado.
Torçam por mim porque eu voltarei. Não sei quando, mas voltarei!
Beijos,
Eliane

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Sem perder a garra


Ôba, Êba, chegando o feriadão! Ah ainda não?! Bom dia não consigo pensar em outra coisa. Também confinada há meses - guerreiros entendem o que significa: um pouco de liberdade, de ar puro e de energia para levantar o emocional. Nesta etapa o emocional é valioso para não se parder a gana e a garra. Vou ganhar lambidas terapeuticas de meus dois amigos inseparáveis. Volto no domingo, espero que com a cabeça mais fresca.
Aproveitem vocês também!!!
Beijos!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Verde que te quero sempre verde


Bom dia a todos que nos acompanham. Este país é muito colorido. Adoro todos os tons. O azul, o branco, o rosa, mas o verde é especial. Já repararam com existem vários tons de verde? Aprendi a contá-los pela estrada a fora. E não me canso. Penso que é minha cor favorita. Dizem que é a cor que acalma as emoções. Será mesmo? Adoro a cor do mar, olhar o azul escuro, mas o verde faz falta.
A cor verde está associada ao signo de Touro, ah então é isso. Estão falando com uma taurina de raiz e turrona. Êba, e lá vem o sol em touro dia21.
Bem mais alguém pode me explicar direitinho porque vão mudar a data da Páscoa? Ah estes estudos científicos...
Tudo de bom pessoal nesta terça, 19 de abril. Beijos.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Primos amigos

Volta e meia eu falo aqui no neste Blog dos laços que nos unem: os de sangue, os de coração, os de amizade, os do dia a dia. Falo pouco dos laços entre primos. Conheço amigos(as) que tem um montão deles. Eu sou uma caçula que tem também. Sou fã dos meus. Laços alimentados pela criação, pela mãe e por nós mesmos. Outro dia revi um maravilhoso. Não importa onde eles estejam - em qualquer do mundo temos uma sintonia mágica. E um link que nos unem com nossas histórias e antepassados. Um baú histórico. Sou ligada aos primos irmãos, mas ainda muito mais aos de segundo grau. O primo-irmão é popularmente conhecido primo de primeiro grau são todos os filhos dos irmãos e irmãs de nossos pais são primos-irmãos. E tem aqueles(as) que adoramos ter como primos de coração.
A vida é assim. De construção de laços, e de culturas rígidas mas que um dia nos envolvem de cuidados e carinhos.
Resgatem seus primos.
Bom Dia. Segunda-Feira, 18 de abril. Ótima semana para todos!

sábado, 16 de abril de 2011

E o salário oh oh oh ksksks!


Esta semana falou-se muito sobre ele. Foi homenageado pelos 80 anos e pela sua recuperação após três meses em um C.T.I, internado aqui no Rio. Para mim e muitos é o maior humorista do país. Seus múltiplos persongens deram vida ao mundo do humor. O melhor é que sempre foi um artista que deu muitas oportunidades a outros e soltou-os pelo mundo do humor. No começo meu de carreira ele dava muitos shows e eu ia para o Teatro da Lagoa, no Rio, onde costmava se apresentar. Ficava tímida perto dele. Afinal Chico Anísio já era um leão e pegava logo o microfone e comandava a a matéria. E eu aprendia. Ria muito e levava um material de qualidade para emissora Plim Plim. E quem não gosta de rir? O humor é um estado de ânimo. Levanta o emocional e o estado psicológico. E agora levantam teorias que rir faz bem a saúde. E como faz! O legal do Chico é que sempre nos quadros, as piadas foram sempre de bom gosto. Nem sei se gosto mais da Salomé ou do Bozó. Enfim talento e criatividade sempre andaram de mãos dadas.
E hoje, sábado,16 de abril, desejo a todos um final de semana de alegria e muito bom humor . Bom domingo também. Volto segunda,18. E obrigada pela companhia durante esta semana de Abril. Foi uma força. Beijos turma. Aproveitem!

sexta-feira, 15 de abril de 2011

O mar, o sol e a Lua



Olá. Mais um dia. Estava lendo que hoje no dia 15 de abril de 1912, o Titanic, o maior e mais luxuoso transatlântico do mundo, com 10 andares naufragou, após se chocar contra um iceberg perto de Terranova. Morreram 1.513 pessoas, e apenas 705 sobrevivem por problemas com barcos reservas. O navio havia partido de Southampton e se dirigia à Nova York. Dali até hoje surgiram lendas, histórias, filmes de sucesso e invesitgações, músicas e un certo temor por viagem de navios. Pois eu fiz duas e adorei. Na verdade é importante que escolha a boa data, a companhia certa e a boa rota do cruzeiro. Para todos. Acho um ótimo passeio. Para famílias, grupos e um casal que precisa de paz. Se puder vou repetir. De dia, o descanso, o sol, a ginástica olhando o mar e a paisagem, o passeio. Comilança pura ao dia e à noite o descanso e shows . Você pode se isolar do tumulto a hora que quiser. E das notícias tragédias. Chega não é gente?! Hoje em dia onde eu puder ficar quietinha estou dentro. Uma forma de preservar o emocional.
Bem e lá vem outro feriadão. Estou contando os dias para começar. Beijos!
Bom dia!
As viagens e os navios são outros. E tudo indica que a onda de cruzeiros pegou mesmo.
Fotos: Arquivo de família.


quinta-feira, 14 de abril de 2011

Mosqueteiros(as)Sempre em ação !


Sempre gostei muito de filmes de aventura. A história dos mosqueteiros então é fascinante. A amizade, a lealdade, a luta pela conquista de um ideal mostram valores sólidos, fiéis. Neste caminho árduo que tenho percorrido, especialmente nestes últimos três meses brinco que tenho mosqueteiros. Todos osdias presentes e juntos(as). Mais que isto, em sintonia em tudo. Parecem que querem acuar o inimigo comigo. E fazem de tudo por uma mensagem, oração e para me divertir. Muito bem.
Não sei se vocês já ouviram falar que aqui no Rio de Janeiro de um grupo enorme que se reúne para rezar o terço todo final do mês. Fui só uma vez e achei interessante. Pedro tem uma história bonita, longa e que não cabe a mim contar porque é cheia de" nuances" e encontros com Nossa Senhora desde sua infância. E durante o terço, o local - sempre uma Igreja- fica super lotado. E as pessoas esperam por uma frase, por uma mensagem que pode surgir a qualquer momento.
Tenho entre as mosqueteira(os) uma que não perde o terço.
Esta semana ela foi falar com ele, Pr Pedro, sobre minha trajetória. Me quebrou em partes. De emoção. Pelo carinho, por nunca desistir de aumentar minha fé. Não mereço. Afinal o que vejo por aí são pessoas de muita fé e determinação. São rochas onde as tempestades batem mas não abalam a casa, atitude e o objetivo. Falar os nomes dos mosqueteiros(as) seria -por enquanto- revelar segredos. E alguns eu não conto. KsKs. Só conto que meu exército é maior do que quatro. Sou uma felizarda.
Bom dia turma de seguidores fiéis.
Quinta-feira, 14 de abril, e as notícias fervem.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Temporada de chocolate

Bom dia. Finalmente, cheguei.Falar em receitas e dietas na véspera da Páscoa é covardia. Já estou vendo um monte de gente com ovos e ovinhos na rua. Pessoal afobado heim?!
Sabiam que a dose certa para comer chocolate são dois bombons na Páscoa? Ah ah ah Quem vai aguentar? Eu vou ter que fazer esforço porque fígados gordurosos precisam ser poupados. E o clínico “The Best” Já avisou: “ Todo cuidado é pouco". Mais do que bombons eu amo pavês gelados, bolos molhadinhos, tortas de chocolate, biscoitos de nata com choco do tempo da vovó e da mamãe. Alguém lembra aí das doceiras antigas, pioneiras na TV com receitas básicas de sucesso? Então posta aí, please.
Hoje a variedade é enorme. Criatividade também. Descobri na internet que tem até uma Fazenda de Chocolate. Acreditem. Por hoje aí vai uma tradicionalíssima receita.


Brigadeiro de Colher.

  • 1 lata de leite condensado
  • ½ tablete de CLASSIC Meio Amargo picado
  • 1 caixinha de Creme de Leite
  • confeito de chocolate colorido para decorar

Preparo:

  • Em uma panela pequena leve ao fogo baixo o Leite condenado com o Chocolate. Cozinhe mexendo sempre até obter consistência de brigadeiro mole (cerca de 8 minutos). Retire do fogo, acrescente o Creme de Leite uma das delícias inventadas - tentação e misture bem. Distribua em pequenos copos descartáveis (30ml). Espere esfriar. Sirva a seguir. Quer colocar trufas ou cereja? Chique e maravilhoso. E manda ver!

terça-feira, 12 de abril de 2011

ABL aberta para todos


Amigos, bom dia. Este Blog não foi criado para falar sobre política. O objetivo é ser um espaço gostoso, uma sala de visita onde a gente possa trocar idéias, brincar e superar e renovar nossas forças n o dia a dia e criar laços. Mas hoje não aguentei. E não me venham dizer que não gosto de futebol. Gosto e muito. Agora alguém podem me explicar o porquê de um jogador de futebol e dirigentes ganharem tantas honrarias na Academia Brasileira de Letras - ABL - Casa de Machado de Assis? Já fiquei muda diante do título de Doutor Honoris Causis em Coimbra, Portugal. Mas vá lá. Autoridade máxima do país. Agora, é bom lembrar que a ABL é uma instituição fundada no Rio de Janeiro em 1897 por escritores como Lúcio de Mendonça, Machado de Assis, Rui Barbosa. Composta 40 membros efetivos e perpétuos e por vinte sócios estrangeiros e seu objetivo tem por fim, o cultivo da língua e da literatura brasileiras um ídolo nacional. Preciso ir hoje comprar o livro do ídolo do time mais popular do país.
O mundo mudou mesmo. Ee eu ainda tão conservadora. Vivam a terça-feira. Curtam. Beijos.


segunda-feira, 11 de abril de 2011

Tenha fé na sua energia positiva


E depois daquela conversa de vai e vem de domingo e do descanso fiquei pensando que tudo mudou mesmo. Há poucos anos dividir uma conquista era motivo de alegria para família e os próximos.
Agora o papo é assim:
-"Consegui marcar a viagem." Ah não fala para ninguém. "
-” Vou mesmo comprar aquele apartamento que sonhei. “
- “ Xii fica quieta(o) até concretizar o negócio.”
-"E o novo emprego?".
-" Nem pensar. Este então... Fica mudinha(o). Nem
para família. "
-” Nem pra mãe!"
-" Mas que saco!"
Tudo por causa de um olhar, da energia emanada por alguém invejoso?
Não, é porque o mundo mudou as pessoas hoje são mais individuais, tem medo de tudo. Até de falar nos seus feitos com medo de perder.
Tudo por causa do medo de dar errado? Pela energia gerada pelo desejo de possuir o que é dos outros e pela inveja, que não deixa de ser um roubo de energia.
Os possuidores de olho gordo são pessoas em permanente estado de descontentamento e que têm complexo de inferioridade de conseguir por si mesmos(as) o objeto de sua cobiça. Seguem a vida lamentando-se de sua má sorte, mas nada fazem para mudar.
Esta história de inveja branca? Chato isso. O que e existe é inveja e ponto. E dá-lhe pensamento positivo!
Eu adoro dividir conquistas. Mas vez por outra me dão um tranco. Bem de qualquer forma é bom ter alguém que puxe a linha meia solta no céu.
Pelo sim pelo não, lá vamos nós viver esta segunda-feira. Com amuletos? Bem, não custa não é?! rsrsrs.
Beijos turma querida! Bom dia a todos.

domingo, 10 de abril de 2011

Domingo da Preguiça


Domingo.
Bom dia pessoal.
Dia da preguiça e de dormir mais um pouquinho. Ler , ouvir música e esquecer as tragédias da semana. Mas eu volto com um texto bem legal. Mais tarde. Até lá.

sábado, 9 de abril de 2011

Ao ar livre


Alô AloAlô leitores. Bom dia! Hoje é sábado, 9 de abril. Ah os sábados tem um gostinho especial. São magníficos para quem sabe aproveitar. Nossa a melhor sensação de um sábado para mim não são baladas, festas ou programas pré-agendados. É a sensação de liberdade, de respirar ar puro, de acordar e ver a vida ao redor e fazer o que quiser, sem hora, sem compromisso quando a gente pode dar uma volta neles. Ai que beleza! Tanto faz que chova ou faça sol. O bom é apreciar os detalhes do sábado. As pessoas indo e vindo, olhar o céu nublado ou ensolarado, dar uma trégua aos amigos. É, porque amigos também precisam de uma trégua no sábado.
Bem, o legal é amanhecer neste sábado e sentir no rosto aquela brisa gostosa. E lembrar que o mais importante é dar um passo de cada vez, um dia de cada vez e com iso vamos vivemos.
Simbora pessoal, aproveitem. A gente se vê por aí. Bye,bye, Fui. Beijos. Obrigada pela visita. Não sumam. Façam esta blogueira feliz.

crédito: imagens do Tio Google

sexta-feira, 8 de abril de 2011

sem palavras!


Não é de hoje que falo que as pessoas tem mundos ocultos. Dupla personalidade e transtornos mentais. Sentamos e convivemos muitas vêzes ao lado de pessoas que desconhecemos. E aí mora o perigo.
O episódio chocante de ontem só reforça a tese que a humanidade está sem rumo. E que as pessoas cada vez mais solitárias e precisando de ajuda. O desgraçado que acabou com a vida de tantas famílias faz parte dos psicopatas que se escondem por aí nas sombras.
No mais, sem palavras. E que tenhamos fé!

quinta-feira, 7 de abril de 2011

O alvorecer no Dia Mundial da Saúde



Salve, salve parceiros do Blog, amigos fiéis e dedicados, seguidores queridos. Vocês já viveram na madrugada? Eu já trabalhei muitos anos na noite com uma equipe da madruga que não trocava este horário por nada. Isto foi com a minha primeira equipe de reportagem no começo da carreira, na Rede Globo. Quem entrava tinha que ralar. E a madrugada foi uma grande escola. Meu cinegrafista chamava-se Mauricio de Oliveira. Depois de nossas três ou quatro matérias à noite Maurício dava uma passada aqui outra acolá. Eu tinha que voltar para a redação e escrever, mas Maurício ia jantar, me apresentava ao mundo da madruga. Eu era estagiária, garota e queria era ir embora dormir. Mas peguei muita experiência nesta fase, mas nunca mais quis este horário. Mas confesso que as madrugadas são muito interessantes. Outro mundo que ferve lá fora. Vocês nem imaginam.
Hoje as minhas madrugadas são feitas para dormir, quando não bate a insônia. Mas foi muito bom ter vivido aquela época. Hoje tudo é perigoso nas madrugadas. Vivemos tempo de desafios. Em tudo. Especialmente na área da saúde e em todas as outras também.
E não podemos esquecer de jeito nenhum que, 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, que será marcado por uma paralisação de 24 horas no atendimento dos médicos credenciados às operadoras de planos de saúde em todo o País. Entidades que agrupam cerca de 160 mil médicos prometem a suspensão de suas atividades por todo o dia, em manifesto aos repasses feitos pelas operadoras de planos de saúde aos profissionais.A paralisação tem apoio do Conselho Federal de Medicina (CFM), da Federação Nacional dos Médicos (FENAM) e da Associação Médica Brasileira (AMB). Fico pensando e torcendo para que nas próximas horas ninguém precise dos médicos. Nem de dia nem, nem de noite e nem durante a madrugada.
A situação é lamentável. Quando precisamos de um plano ou de um bom médico é que vemos a falência total do sistema.
Bom dia amigos!

terça-feira, 5 de abril de 2011

Nunca entregar os pontos

Bom dia! Me perguntaram se eu estava sem esperança outro dia. Não. Ainda sinto que ela me rodeia. Mas aí me veio na cabeça a palavra ânimo. É fogo diante de um quadro de tanto sofrimento, remédios, exames, consultas, prisão domiciliar imposta você ter todo o tempo à bandeirinha do otimismo nas mãos. Vez em quando não tem como e você titubeia. Acho normal e isto não quer dizer que você vai entregar os pontos. Jamais! Mas é preciso novamente procurar o ânimo que tenta se esconder.Aliás, não são apenas as pessoas que enfrentam situações limites que precisam desta energia. Todos nós precisamos para enfrentar esta luta diária. Fico observando que tem gente que desanima por tão pouco... Um perigo. Pode virar amargura, cair na deprê. Melhor então ter coragem e entender que a vida tem altos e baixos e não fazer da tempestade um copo d’água. E não exigir demais da gente. Um alô animado para todos e vamos em frente!

Sem perder a esperança


Não podemos desanimar. Mas temos que concordar com o apresentador de um prestigiado telejornal, talvez o mais visto do país. Nessa segunda-feira ele abriu a edição depois de cinco reportagens fortes assim: -"É este começo do JN" parece um circo de horrores." Total razão. Temos visto cada coisa nestes dois últimos dois meses que ficamos sem respiração. Tsunamis, países arrasados, deputados que vão morar em imóveis avaliados em 2,5 milhões, assassinatos banais, celebridades se expondo ridiculamente para aparecer, chuva, destruição de estradas, toda hora policial sendo preso. Pra quê enumerar não ?! Todos nós estamos por dentro deste dia a dia. Uma luta levantar e não ouvir uma notícia animadora. Este é o cenário de uma grande cidade, de um país que precisa se preparar para grandes eventos internacionais. Será que conseguiremos? Bom mas vamos confiar, embora com um deputado cheio de votos que faz uma declaração ridícula racista contra uma artista brasileira. Uma vergonha.
Com toda esta bagunça é preciso arregaçar mangas já. E respirar fundo quando um parlamentar faz declarações graves. Não tem argumento muito menos dar espaço a ele ou a outros cidadãos que não entenderam que o Brasil é mestiço e caminha pra frente.
Sei que a Páscoa está longe, mas o jeito é comer um chocolate para acalmar.
Bom dia turma. Encarando a realidade mas sem perder o otimismo, o charme e a esperança.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Contruindo relações

Há tempos aprendi com um querido que ninguém gosta de ouvir história triste. Quando alguém começa a contar um caso seja de gripe ou qualquer outra coisa, o outro - o ouvinte - dá um jeito e pula o assunto ou sai fora da conversa para outra. É mesmo chato aquele lenga lenga. E existem pessoas que “não se mancam" e blá blá blá. Mas por outro lado aquele que fala precisa desabafar um pouco. Normal. Mas é preciso escolher estas pessoas. As pessoas que preferem ignorar a situação seja com medo de sofrer, não tem o que dizer ou porque não querem se envolver para não ter que colaborar e inventam mil situações para não apoiar em nada. Alguns somem. O mesmo querido fez outro dia uma análise brilhante. Estas pessoas desenvolvem a culpa por não ajudar os quem vivem inesperados da vida. Alguns preferem o silêncio e outros fazem de seus problemas maiores do que realmente são. Em uma palestra feita ano passado em Pernambuco, uma paciente sofrida me perguntou se eu fui abandonada nos tratamentos e diagnóstico. Respondi que não. Nunca. Mas depois fiquei pensando em algumas pessoas próximas que silenciaram. Aliás, sempre ficaram quietas. Foram pessoas que sempre preferiram o silêncio e nunca estiveram por perto. São intrigantes. Cercadas de medos e problemas banais. Fazem falta? Não sei porque aprendi que boas relações tem que ser construídas. Quando ambos os lados querem.
Bom dia a todos. Escolham seus afetos verdadeiros. Aqueles que sabem ouvir. Quando for preciso é claro. Dos outros se preservem.
Hoje, terça-feira, 4 de abril . Neste dia no ano de 1968, o líder negro Martin Luther king foi assassinado nos Estados Unidos.

domingo, 3 de abril de 2011


Gosto de domingos. A praia, os almoços nem sempre sem discussão, os cineminhas com amigas e me lembram os lanches depois da missa com primos e primas , aquela mesa, humm... O chato dos domingos é pensar na segunda-feira ksksks. Mas como minha mãe, adoro receber aos domingos e encher a mesa de quitutes. Esta turma aí, os laços estão reforçados, já participou dos almoços e lanches de domingo. Foi uma farra. É preciso curtir muito. E eu que adoro um movimento. Sou exagerada como o cantor Cazuza e extrapolo muito meus limites de superação.
E hoje, depois de mais um convite lá vou num esforço maior participar com esta turma engraçada e querida do debate do Programa do Haroldo de Andrade Junior, na Rádio Tupi, às 10 horas. Ufa. Torçam por mim. Depois já tenho planos. Não muito sensatos. Ksksks. Mas no final do dia farei minha surpresa ao Frei Antonio. Vou agradecer. Porque domingo é dia de agradecer.
É isso turma.
Aproveitem, descansem e um grande beijo.

sábado, 2 de abril de 2011

Viajar faz bem a saúde mental




Olá queridões. Nem bem abril começou evi e li que os pacotes de viagem já se esgotaram. Nacionais e internacionais. Brasileiro adora viajar e nem liga para os juros altos dos cartões de crédito, não quer saber de nada a não ser dos feriadões. E abril tem um festival deles. Eu também adoro colocar o pé na estrada. Nem que seja para dar um rolé por perto e voltar. Viajar é uma das formas mais saudáveis de levantar a moral, parar de pensar no mesmo assunto fugir da deprê e preocupações e se energizar parantar outra semana "hard'. Conheço muita gente que prefere dar um tempo em casa e na cidade onde moram quando esta onda de viajantes de feriadões atacam por aí. Realmente os preços sobem, tudo fica lotado e os serviços caem de qualidade. Mas e daí? Falou em feriado e viajar brasileiro está dentro. Bom fazer planos. Isto que importa. Eu vivo já um dia de cada vez e prefiro aguardar o que vem po aí. Mas os craques meus recomendam: viajar, passear.
Que remédio rsrsrs. Vou ter que obedecer rsrsrs. Afinal hoje é sábado e os arredores deste Rio de Janeiro é uma descoberta a cada dia. Bom dia amigos!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Xô abobrinhas e mentirinhas


Já estamos em Abril. Bom dia a todos(as).
Gosto deste mês. Só acho uma bobagem esta brincadeira no dia primeiro, o tal dia da mentira. Talvez no passado as brincadeiras fossem interessantes mas nos dias de hoje podem ser perigosas. Segundo a Wikpédia do "tio Google" a onda surgiu na França como dia dos bobos. No Brasil a data foi difundida nas Minas Gerais onde circulou o jornal A Mentira, em 1848, lançado em 1º de abril. O jornal teve vida curta. Também a primeira manchete foi anunciar a notícia da morte de Dom Pedro. Brincadeira de mau gosto.
Nunca perdi o bom humor e adoro brincadeiras saudáveis, mas nessa quinta-feira conversava com uma querida amiga muito guerreira que hoje minha vida não está aberta para "abobrinhas." É ela garantiu que nem a dela. Claro que tolices só as de alta qualidade e as que nos fazem rir muito. Discutimos se isto vem com a maturidade ou se cada vez mais ficamos mais seletivos(as). Que tal esta segunda hipótese?! Enfim também pode ser a pouca paciência do momento. Aproveitando este “momento camisa de força repouso" decidi dar uma varredura em toda a casa e nas sete caixas de história da minha vida e em muitas tolices que não servem mais pra nada . Joguei quase tudo fora. A turma do plantão gritava: -" Não faça isso, esta não." Já experimentaram rasgar um pouco do passado e jogar fora o que não interessa mais? Senti um alívio profundo e abri portas para recomeços. Olha eu falando de recomeços... rsrs. Mas este movimento é ótimo. Limpa a alma. Guardamos- sei lá porque- muitos papéis que não fazem parte mais do presente. Abobrinhas então... Minha hora é já. Papos e amigos seletos, gente bem humorada com toques exclusivos, passeios encantadores e paz. Sem mentirinhas tolas. Mas como também tem muito Pinochio por aí é sempre bom ficar atento.
Para mim agora abobrinhas só recheadas à moda árabe e bem refogadinhas.
Bom mês, com boas notícias, força e fé. Beijo em todos.

quinta-feira, 31 de março de 2011

A vida sem sal não dá!

Chega de chororô. Bom dia turma. Esta história de remédios mais remédios mais tratamento e tratamentos anda me tirando do sério porque afeta um dos prazeres da vida e o meu rs: o prazer de comer. Fico louca para mergulhar na feijoada, na comida árabe, nas empadinhas de botequim, nas iguarias japonesa e naquele self só de maravilhas chinesas. Já viram não é? O estômago topa tudo e os craques não impõem limites. Mas o paladar...Uma chateação. A definição no Google é que o paladar nos permite reconhecer gostos que enviam informações para o cérebro. Não quero nem saber de nenhuma definição. Quero mesmo é me esbaldar nos pratos deliciosos, nos petiscos de bares e restaurantes com uma boa dose de caipiroska de lichia e um vinho seja qual for. Bom isto eu tenho que maneirar. Mas como diz un dos craques. -"Pode beber com moderação porque você não é nenhuma louca ou alcolatra. Deixa ele soltar a corda rsrsrs. Em outubro quando fui para Pernambuco fazer uma palestra comi um prato em Recife espetacular. Aliás a culinária do nordeste me deixa louca. Já viram? Gosto de tudo. E a carne do Sul? O Brasil é uma maravilha com esta diversidade cultural e sabores dos deuses. Agora nesta fase atual sabem o que o paladar topa? Doces. Pois é. Desce fácil. Mas a vida precisa de molhos e sal. Sem tempero tudo fica insípido e eu -exigente- não topo nada sem graça. Ainda bem que estamos no outono e o inverno vai chegare a temporada de 'consomes" sopinhas, chá, lanches e outros basiquinhos. Enquanto iso sabem o que tenho feito? Pequenos jantares e lanches recheados de sabor e fico apreciando os amigos comerem. Nada de loucura. Apenas corre nas veias o prazer em receber e de ver todos satsfeitos em torno da boa mesa. Coisa de criação. Adoro fartura. Agora a minha torcida é que esta fase seja logo superada. Acho que vou dar outra volta po aí, me hospedar em um hotel para que eu possa ficar olhando aquelas mesas maravilhosas. Quem sabe o paladar volta?! Março acabou. Mês longo. E fiquem a vontade para colocar receitinhas light de norte a sul. Vou adorar. Beijos e Abraços.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Humilde por sabedoria ou convicção

Tenho pensado entre o valor da palavra humilde e no substantivo feminino humilhação. Quem me colocou esta pulguinha na cabeça foi a psicoterapeuta Mara Teresa Lago. Na verdade os sentimentos se confundem diante de um quadro novo e do inesperado. Claro que sabemos a diferença entre uma e outra palavra. Mas em uma retrospectiva sobre sua trajetória, ontem, no Canal GNT, sendo entrevistado pela jornalista Maria Beltrão, o ex-vice presidente citou que a doença dele lhe trouxe mais humildade.
Realmente ninguém que vive uma reviravolta -seja qual for- não pode se sentir humilhado, envergonhado ou rebaixado diante dos outros ao aceitar ajuda. Pelo contrário. Deve agradecer por estar cercado(a) de apoio. Pessoas arrogantes, orgulhosas podem resistir em aceitar. Mas não devem. Você não está nas mãos de alguém se humilhando. Um dos primeiros passos rumo à vitória é justamente aceitar os novos tempos , os novos personagens de sua história e se agarrar nos antigos queridos que lhe acompanham desde sempre. A entrevista de Alencar me lembra uma frase do Dr. Roberto Marinho que já coloquei uma vez aqui no Blog:
-"Não nasci humilde, mas aprendi a sê-lo por sabedoria. Inteligente não"?!"

Bom dia pessoal. Agora pulando de um assunto para o outro: que deputado é este que vai para TV falar tolice? E abertamente detona negros, gays e a cantora Preta Gil. E o pior: é um dos mais votados no Congresso. Vergonha! Muito humilde ele! Bom dia seguidores amigos. Generosos e sábios.

terça-feira, 29 de março de 2011

Para nós todos!


Não gosto muito do tempo Futuro do Pretérito: eu faria, eu gostaria. Mas ter a pena e o papel na mão e muito poder poderia mudar a história de muitos. Então vamos mudar o tempo do verbo. Aos 79 anos depois de lutar, guerrear, fica o sorriso da coragem e da felicidade de ter tido atendimento de primeira, carreira vitoriosa, família boa, amigos e fé!
E que um dia a boa medicina e os grandes craques sejam acessíveis para todos nós. Que um dia também as pesquisas médicas encontrem remédios de controle para que partamos com este mesmo sorriso. Em paz.


Aos guerreiros: Titãs
"Quando não houver esperança
Quando não restar nem ilusão
Ainda há de haver esperança
Em cada um de nós
Algo de uma criança..." Composição : Sérgio Britto

O poder do medo


Março nem terminou e o noticiário continua fervendo com notícias inesperadas. Incêndios, juros, venda de drogas com cartão de crédito nas estradas, guerras e as usinas no Japão. Então vamos falar de outra coisa: É preciso de muita coragem para enfrentar este dia a dia. Costumo dizer que o medo é o limite do homem. Conversando com Breno de sete anos, cria do meu "Recanto", ele correu um dia para a varanda onde todos estávamos para não ficar só por causa do trovão que veio forte. Aí falou de seu medo ao ficar no meio do temporal. Normal disse para ele. Também fico assustada. Mas não pode passar disso Breno. Porque temos que ser maior que nosso medo e não podemos ou devemos nos intimidar. Temos que ter confiança. Buscá-la dentro de nós custe o que custar. Aí um adulto se virou para mim e disse como sou corajosa. Menos, menos. Nem tanto assim. Tenho aquele instinto de sobrevivência que cada um tem dentro de si e não enxerga. É difícil, mas temos que controlar o medo. Ah como é difícil. Com um bom apoio sempre podemos confrontar alguns de nossos medos. Você precisa confrontar seus medos. E aí acaba ficando mais forte e corajoso.
Fácil falar não é pessoal?! Claro que o menino Breno não deve ter entendido todo este papo cabeça. Mas a tempestade passou e ele sorriu para mim. Saiu acenando e talvez um pouco mais confiante. "Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo." Mark Twain escritor norte-americano.

Bom dia leitores, seguidores, amigos de todas as partes do mundo!
Hoje, 29 de março. Neste dia de 1549, Thomé de Souza fundou a cidade de Salvador, uma das mais antigas e lindas cidades do Brasil.

segunda-feira, 28 de março de 2011

"Secos de corte!"


Vocês conhecem esta frase popular? Pois eu ouvi de uma mineira nata, daquelas destas cidades lá do interior das Gerais onde há muito queijo, doces, o sotaque é inconfundível e as histórias umas gostosuras. Guardei comigo. Esta expressão me deixou diante de uma dúvida. Ser transparente, aberto ou ser mais fechado(a) diante do dia a dia?. Outro dia mesmo uma querida disse que as crônicas da escritora Martha Medeiros não tinha toques pessoais. Tudo corria para o genérico e impessoal. Acho que não é bem assim. Leio muito Martha e sentei ao seu lado no Programa "Sem Censura" da TV Brasil da jornalista Leda Nagle. Na entrevista vi uma Martha transparente e muitas de suas crônicas tem sim um "quê" de suas cositas.
Transparência pode ser perigosa porque expõe você demais e o mundo que (exagero) acaba entrando nos seus sentimentos, fraquesas e desejos. E daí? Por outro lado deve ser muito difícil não expressar sentimentos simples ou profundos e se fechar diante de si mesmo. Agora transparência terrível são as das celebridades que mostram suas casas e em revistas falam muitas coisas de suas vidas. Esta sim é uma exposição desnecessária. Quanto a ser "Secos de Corte" ou transparentes é uma escolha, personalidade, criação. E o melhor é ficar buscando sempre o equilíbrio. Afinal este é o objetivo do ser humano: se equilibrar em busca do bom senso.
Bom dia a todos. Hoje é segunda-feira, 28 de março, niver da moreninha faceira, neta da vovó mais espestacelar e parceira do dia dia e deste Blog: Vovó Dragão. Estou feliz por poder acordar e recomeçar com alegria e transparente.
Boa semana e paz!

sábado, 26 de março de 2011

Envelhecer

Tenho acompanhado o processo de envelhecimento do meu lindo cão Akita, Shiro. Aliás, todo mundo vai envelhecer. E ninguém escapa disso. Ele já tem 12 anos, o que para um cão do porte dele são quase noventa anos. Ainda está garboso, continua guardando como nenhum outro o território dele e a dona que o mima. Dizem que cães menores vivem muito, mas os de grande porte menos. Amigos meus falam que ele é meu xodó. Claro que amo minha Akita peralta, par do magnífico. Ela é a sapeca que virou estrelinha do meu terceiro livro. Mas Shirô merece hoje mais atenção. Os dois são muito cuidados. Água fresquinha, comida de primeira, passeios e dois veterinários (chiques não?). Entendo quem detesta cachorro. Despesas, compromisso e comprometimento. Nunca tive um cachorro. Já falei por aqui. O Akita Shiro - cão dos Samurais que morre pelo dono(a) - foi o primeiro. Alegrou a vida de meu pai, minha madastra, correu atrás de amigos, pintou e bordou e colecionou histórias, nos divertiu e guardou e guarda meu recanto com firmeza. Até a veterinária tem cuidado ao tocá-lo.
É muito importante aceitar o processo de envelhecimento. Aceitar os limites, entender e ter paciência, muita paciência. Claro que dá trabalho. Mas e as alegrias que ele já proporcionou? Nessas horas muitos esquecem. Deve ser assim com nossos velhinhos também. Nem todos aguentam enfrentar este momento, mas é preciso. Mesmo com tantos sacrifícios tem valido muito a pena ver aqueles olhos gigantes, aquele rabo balançando cada vez que eu apareço no portão.
Amigos, bom dia. Dia de arejar a cabeça. Volto segunda, mas acho que a saudade pode apertar e volto para visitar meus parceiros. Até lá!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Viva a sex-ta-feira



Ah sexta-feira! Até aqueles(as) que ainda não tem planos traçados para o final de semana suspiram quando a sexta chega. É dia esperado por milhares de pessoas. Estou entre estes(as) milhares de pessoas. A sexta tem significado especial para mim desde a infância. Fantasias de fugir da rotina, inventar moda para descansar a cabeça e respirar ar puro por aí. E mais: escapar desta barulheira que tomou conta das grandes cidades. Vocês já perceberam que o barulho nas grandes metrópoles está cada vez mais infernal? Cada vez é mais insuportável? Trânsito, carros vendendo de tudo fora de horários permitidos, pessoas que falam cada vez mais alto em restaurantes. Não conversam, gritam! Obras sem licenças, alarmes de carros disparando nas ruas sem parar. Sei que o progresso é inevitável, mas é preciso que haja uma legislação já porque vamos acabar todos surdos. Quem me falou isso foi um dos melhores otorrinolaringologistas do Rio de Janeiro ao comentar que atende alguns músicos de bandas famosas. Nossos ouvidos são super sensíveis e cada dia são mais afetados. Por isso quando sentimos o silêncio estranhamos tanto e muitas vezes nem damos valor a ele.
Enfim vamos planejar a sexta e o "finde como falam os cariocas. Mesmo que entre estes desejos estejam a simplicidade de uma boa noite de sono sem barulho. Bom mesmo é que hoje é sexta-feira!
Bom dia, bom trabalho e planos pessoal! Planos nos fazem caminhar.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Todo cuidado é pouco!


Amigos, seguidores, vocês já repararam como gostamos de idealizar situações e especialmente pessoas? Perdemos tanto tempo na vida criando fantasias de um e de outro e um dia acontece que nos esborrachamos no chão. Idealizamos homens, mulheres e até um futuro? Damos um caráter, de perfeição ideal a uma pessoa e pronto criamos um personagem, um modelo que existe em nossas fantasias. Claro que o outro(a) sempre dá um empurrãozinho. Não vejo nada demais nisso. Só que em contrapartida às vezes conhecemos pessoas investimos mas elas não são nada disso. O nosso investimento emocional é apenas uma fantasia. Já vi muito disso acontecer. Vem a decepção porque esta figurinha não está aí para ninguém. Só para si mesmo. Individual e não sabe sequer estender a mão ou valorizar um amigo(a). Ainda bem que não somos todos assim. O perigo de idealizar alguém é que você tem que ter muita cautela para não perder o pote de ouro que você conquistou ao longo da vida. Idealizar alguém pode nos cegar momentaneamente e estragar tudo que se construiu. É sempre bom olhar ao lado e antes de idealizar alguma coisa perceber que a felicidade está ao lado e costuma vir nas asas de uma borboleta.
Lindo dia para todos!

quarta-feira, 23 de março de 2011

Ícone do cinema e da beleza


MorreMorreu nesta quarta-feira (23), aos 79 anos, a atriz Elizabeth Taylor. A informação foi confirmada pelo agente da atriz, que não revelou a causa da morte.
Linda, maravilhosa, uma atriz que inspirou tantas outras. Mas o mais legal de tudo para mim foi que ela viveu intensamente Uma estrela.
Fonte do site IG.

"Boca fechada não entra mosca."




Este é um velho ditado que ouço desde criança. Mas não adianta. Tem gente que não se contém e aí solta uns e lá vem a gafe. Não sei o que às vezes dá nas pessoas. No jornalismo, especialmente temos a velha máxima que aprendemos desde cedo: "uma imagem vale mais que mil palavras.” A imagem traz um impacto impressionante. Por exemplo. Nosso ex-presidente já colocou o turbante árabe mostrando que quer ser o líder da paz. Isto não gafe. É a forte imagem mostrando ao mundo qual é seu propósito. Mas as palavras têm um impacto devastador. Palavras têm um impacto nos sentimentos profundos. Mas vamos falar sobre as gafes. Afinal o que é uma gafe? Não sou pobre soberba e já cometi uma vez que até hoje não me sai da cabeça. E fico envergonhada ao lembrar. Não vou contar mesmo. Podem ficar curiosos ks. É que envolve um ótimo apresentador de TV. Fiquei boba comigo, mas sai de fininho. Foi o melhor.
Fui pesquisar e descobri que a palavra Gafe vem do francês: "Gaffeur."
Sabiam que existem três tipos de pessoas que cometem gafes? As que assumem, as que disfarçam e as que tentam remediar. Ah nãooooo! Tem coisas que não há conserto. Melhor cair o pano no silêncio total. Não dá para listar cada gafe já cometida por aí: de famosos então...Tem cantoras que em um momento frágil canta o hino nacional bêbada, tem as pérolas dos jogadores de futebol, tem as saborosos e divertidas do ex dirigente de futebol Vicente Matheus, tem as que são de péssimo gosto que rolam muito na política. E as que saem com a desculpa daquele “sem querer querendo" seguido de um pedido de desculpa. Gafes são frequentes no mundo político, mas esta de hoje nos jornais é demais Um deputado se refere ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa como "moreno escuro". Francamente mostra estas opiniões ocultíssimos que já não servem pra nada. Autoridades são P.H.D. em gafes diversas. Posam lado de boneco do presidente americano para aparecer.
Bem vou encerrar com uma que tive que engolir outro dia e seguir em frente. Foi de uma pessoa querida. Sei que não foi por mal, mas muitas vezes não cai bem para o outro lá fragilizado. Ao me questionar sobre ausências minhas, resumi o assunto (detesto abrir jogos) e ouvi:
"-Puxa que sorte a sua heim..." e com tapinha no ombro. Quase respondi: " sorte mesmo."
Sorri e pensei em responder, mas lembrei de Dona Linda: -" Boca fechada..."
Bom dia queridíssimos. Em frente e de olho nos pensamentos e nas boquinhas nervosas.
Só rindo. Sempre.!

terça-feira, 22 de março de 2011

Reagir sempre!


Olá, olá,olá! Demorei mas cheguei! É que tem dias que as caraminholas povoam a cabecinha (nestas horas é melhor ouvir os anjinhos). E nem há como evitar. Afinal como dizia aquela atriz na novela "não é brinquedo não!" Mas a palavra de ordem é reagir. Gosto de verbos. Este então é bem significativo. Seu significado é um levante: temos que reagir resistindo sempre, lutando opor-se ao que não combina com a gente, lutar. E também dar um tempo em falar no mesmo assunto. Bater na mesma tecla cansa demais. Melhor dar um tempinho e deixar descansar os passarinhos que voam curiosos. E além do mais em uma semana lotada de craques. Tem uma pérola no twiter "Não existe assunto chato. O que existe é chato cheio de assunto." Concordo muito não. Mais ou menos. Porque nenhum chato me cerca. Verdade. Os que estão caminhando ao meu lado querem a vitória, a superação e a todo tempo exigem uma reação minha. E aí está. Lá vou. Enfrentar terça ensolarada no Rio de Janeiro e ouvir os bonitões de jaleco.
Bom dia queridos e queridas seguidores.
Reajam e vamos em frente. Eu já estou pensando em mais um passeio por aí no finde! Pode ser cedo ainda, mas adoro sonhar e planejar. Beijos.


segunda-feira, 21 de março de 2011

Rir sempre que puder


Fala-se muito que rir faz bem a saúde. Está mais que provado. Bom humor e atitude positiva diante da vida ajudam e muito a enfrentar o dia a dia e a maldita depressão que só corroi o coração e a alma. Mau humor não aceitar a vida como ela é ou se apresenta causam fatores de influência direta dos fatores psicológicos na saúde humana. Pior que ninguém acredita que viver triste e amargurado só diminui a imunidade. Agora não é fácil rir com estas chatices que nos cercam no cotidiano e mando e desmando de autoridades, falta de respeito aos direitos individuais. Tem uma obra aqui ao lado de casa que leva todos ao desespero. Poucos se organizam e se importam. Um teste diário para testar nossa paciência e segurar o mau humor. Nessas horas é preciso exercitar mais que paciência. Não dá para rir. Nestes casos, só mesmo uma conversinha gostosa com alguém cheia de graça. Enfim...
Na verdade anda um pouco difícil rir dos últimos acontecimentos e do que acontece pelo mundo hoje em dia. É preciso esforço. Muito esforço. E ter um grupo com histórias ótimas, se cercar de gente cheia de energia. Eu tenho uma turminha que ri sem parar e até sem motivo. Agora então me rodeiam me empurram, me mimam (adoro) e me fazem rir o tempo todo. Bom demais. E neste domingo foram risos e mais risos, de manhã até à noite. Interessante que já comprovei comigo. Quando a gente ri muito, dorme melhor. E o sono é tudo.
Bom dia seguidores. Aproveitem a segunda dando já uma boa gargalhada. Que jeito né?!

Hoje, neste dia 21 de março, a história registra que nesta data,1933 começa o Terceiro Reich. Em 1929, os planos do governo alemão na República de Weimar de reconstruir o país após a I Guerra Mundial desmoronou com a crise econômica dos EUA. Em 1932, eram 5,5 milhões de desempregados. Estava aberto o caminho para o nazismo.

domingo, 20 de março de 2011

Plantão de domingo







Amigos de todos os dias. O noticiário avança com uma enxurrada de notícias: guerra entre países, disputa entre as redes de TV, o Presidente dos EUA e a Presidente do Brasil celebram acordos futuros e o meu Fluminense mergulha em um período de crise. O Japão que ocupou o noticiário trabalha em silêncio as equipes de reportagem vão de lá para cá cobrindo o dia a dia, assuntos sérios, amenidades, registrando, comentando, se arriscando sempre. Mas faz parte de nossas escolhas. Qualquer opção que fazemos na vida tem ônus e bônus. E nesta opção pelo jornalismo está incluído o plantão, a felicidade de cobrir o dia a dia e fazer história. Como muitas profissões sem sábados, domingos, período de festas, feriados e etc. No começo nós adaptamos. Depois vem aquele cansaço... Mas vivenciar o jornalismo requer dedicação. Como tudo não acham?! Fico observando sempre meus colegas, companheiros de novas e velhas jornadas. Sem tréguas. E o vai e vem
Nunca pensei ter saudade de participar de um plantãozinho. Só um pouquinho, porque devemos saber a hora de parar. Entretanto, como vocês sabem já algum tempo participo do Programa do Haroldo de Andrade, na Rádio Tupi e vez por outra estou com Roberto Canázio, no programa dele na Radio Globo. Nos últimos dois meses fui obrigada a abrir mão dos trabalhos por um tempo. Mas estou dizendo que jornalista é meio doido, ligado em notícias, viciado em trabalhar até mesmo no domingo.
Ainda devagarzinho hoje abro mão da deliciosa manhã de soninho do domingo com prazer. Feliz e em voltar a participar do debates do Haroldinho, de 9 da manhã ao meio dia. Um grande esforço pessoal. Mas toda alegre. Afinal estar ali, ao lado de estimados colegas e tantas "feras" da profissão e ainda sim ser lembrada é um remédio forte que vai melhorar ainda mais o estado geral. Rever amigos, participar. Sempre digo que jornalistas são meio doidos. Adoram estar na linha de frente! Ótimo domingo. O meu começa com um plantão e termina a noite com uma turminha do barulho.

sábado, 19 de março de 2011

Vaidades das vaidades


Bom dia. Tenho um colega de trabalho que tem um quadrinho pendurado na mesa dele que diz a mesma coisa publicada hoje, sábado, 19, no portal do IG, na internet: " Diz a primeira leitura do livro do Eclesiastes: “Vaidade das vaidades das vaidades, tudo é vaidade."
Cada vez que acontece algo envolvendo um pequeno surto de vaidade ou alguém se excede ele olha para o quadrinho, sorri e diz: " tudo é vaidade.
Este tema é tão vasto e complexo que não cabe em um sábado. Mas está incorporado em nosso cotidiano. O que vamos ver neste final de semana com a visita ao Brasil do presidente americano será um jogo de vaidades. "Quem vai, quem não vai aos jantares, fotos, quem vai mais aparecer, todos envolvidos ema cobertura interessante, mas também que requer atenção. A vaidade trás com ela também uma parcela de perigo,onde reside nos excessos e no desconhecimento das fronteiras entre os impulsos de idealismo e os ímpetos de destaque pessoal, característicos da vaidade, que pode estar se manifestando nas nossas motivações de algo a realizar até certo ponto. E não adianta é do ser humano, a maioria das vezes vindo do berço familiar. Aí vem o orgulho, um jeito que menospreza tudo que o outro diz, pensa e deseja. E a presunção.
Somos todos vaidosos mesmos. E na minha opinião não tem nada demais ser um pouco vaidoso de nossas conquistas. Afinal lutamos tanto por elas. A vaidade levanta um pouco de nossa auto-estima. Mas há que se exercitar o bom penso todos os minutos.
Mas neste sábado iluminando o Sudeste o melhor é esquecer os jogos, guerras e a fogueia das vaidades alheias.
Hoje é dia de refrescar a mente das notícias avassaladoras da semana. Se despir de todas as vaidades e alçar um pouco de paz e lazer
Aproveitem o fim de semana com paz e saúde.
Eu volto. A qualquer momento. Beijo em cada um desta garotona que tem muitas vaidades. Entre elas de ter criado este Blog de alegria com a Hama Editora.
Ah, leiam o post de hoje e depois fechem os olhinhos e teclem as novas músicas das Trilhas da minha vida, bem ao lado direito da página inicial.

sexta-feira, 18 de março de 2011

O poder










Estou pasma minha gente! Não sei nem porque.

Estou acostumada ao poder. Bem não aquele que move montanhas, mas aquele onde somos colocados através de pequenos cargos, situações do dia a dia.
Mas gosto do poder.

Pronto podem me criticar. Aprendi que ele pode trazer pequenas soluções.

Mas o poder que gosto é aquele onde podemos ajudar, solucionar , facilitar ou resgatar pessoas de situações constrangedoras.

Quanto mais leio "O Príncipe" de Nicolau Maquiavel, vejo como esta discussão vem de longe antes de Cristo.

Maquiavel entrou para história e conseguiu que seu nome virasse adjetivo.

O adjetivo criado a partir do seu nome, passou a significar esperteza, astúcia.

Segundo a socióloga Sandra Silva “É crença geral de que o poder é o domínio do mais forte sobre o mais fraco comandando vontades. Errado!” Diz ela em um de seus artigos.

Porque errada é a educação nesse sentido. “O poder deveria ser transformador, como uma flecha capaz de cruzar o espaço alterando o mau para o bom, o mal para o bem.”

Na opinião da jornalista o poder não corrompe. O poder revela a criatura. Não corromper sabemos que não é bem assim nos dias atuais.

Mas o certo é que ele revela a criatura, segundo a Sandra Silva. Bom isso não é pessoal?

O poder revela o caráter, a personalidade e as intenções.

Já se discutia o poder desde 399A.C. Este blá, blá, blá é porque hoje madruguei e li as manchetes e sobre as acirradas quebras de braço de poder entre duas gigantes emissoras de TV, duas famílias que ainda brigam pela guarda do menino Sean, lembram? E o Kadafi que quer ficar para $empre no poder e mais: as de duas companhias aéreas brasileiras que di$putam o mercado nacional.
É, o poder leva ao dinheiro, vaidades das vaidades e as guerras. Até em família.

A Desculpem amigos, mas por hoje cansei. Melhor mesmo é ler um pouco de “abobrinhas” ler, por exemplo, que o apresentador Rodrigo Faro vai apostar poso no bigode para ficar parecido com Freddy Mercurye e disputar audiência; e que a atriz Claudia Jimenez gosta de homens até 29 anos e que ter um cachorro faz bem ao coração, eu bem sei disso. Bem queridíssimos lá vou eu tocar o meu barco devagar e sempre e planejar meu próximo passeio antes que resolvam me dar outro "Sossega Leão" rsrsrs.

Frase de hoje:

"Todos amam o poder, mesmo que não saibam o que fazer com ele.”
Benjamin Disraeli - Primeiro Ministro do ReinoUnido.

Fotos dos Google: Os Pensadores - Sócrates e Maquiavel.