quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Que cantada você sonha em receber?


Você já levou uma boa cantada? Daquelas irresistíveis, inesquecíveis?
Tópico aberto. Vale para homens e mulheres.
Qual foi a que mais lhe encantou , aquela que tocou a sua alma e que você mergulhou fundo?
É bom lembrar que tem umas que você pula de trampolim e bate a cabeça no fundo.
Agora tem também aquelas que sonhamos em receber e em ouvir.
Vale para os dois. Homens também gostam de ser cantados. Fazem o maior charme, mas adoram. beijos em todos!

14 comentários:

Anônimo disse...

Olha só...não posso me identificar, não devo, pela moral e bons costumes.... mas EU JÁ DEI uma cantada, aliás várias... na mema pessoa. Mandava cartas, mandava flores, ligava, convidava, apelava... foi dificil viu ? ele era muito bem resolvido e acho que ficou meio assustado com a minha determinação. Chegava a ser uma coisa neurótica. Mas quando a gente quer muito a gente consegue. Eu tive uma fixação por ele. Foi muito bom, ótimo, enquanto durou...

Anônimo disse...

Para responder a esta, entrarei Anônima, rs,sr,sr,sr,rs,...

eliane disse...

Adorei sua história e sua coragem.
fixação é coisa mortal. Arruina a cabeça da gente.
Muita coragem. E parece que o pessoal medrou. Só nós aqui hoje.
Bom, como a pergunta eu quem fiz, posso me reservar ao direito de não falar por enquanto, não posso?
Se der, conte mais detalhes amanhã.

Anônimo disse...

essa não é uma historinha... aconteceu mesmo ! e já que estamos anônimos aqui, vou prosseguir... trabalhávamos juntos (sempre a mesma história) e eu cismei ! cismei e encasquetei ! bem que ele se interessava mas acho que estudoui naqueles colégios de padres, bem da antiga, aprendeu que não podia pecar, sei lá, qaue era feio desejar a mulher do próximo... e eu não tava nem aí. Pensewi assim: vou conseguir. Comecei com as flores. Se mulher gosta homem tbém, vai gostar. Enfeitava a janela da sala dele, mil violetas... os jarrinhos um atrás do outro. Ele sorria mas reclamava... não faz isso, menina... mas eu vivia boland coisas. Minha cabeça rodava a mil por hora. Aí veio a célebre festa de Natal de funcionários... o ano corrido já faz tempo ... vamos por capítulos, amanhã tem mais !!!!!!!!!

Lulu disse...

Ah... já ouvi umas bem interessantes...
Lembro que quando eu tinha 14 pra 15 anos, fui passar as férias escolares em Santos, na casa de meus tios. Um dia estava vestida de verde, e quando saí à rua um cara passou por mim e disse: "se verde é assim, imagine madura"....
kkkkkkkkkkkkk
E uma outra, de um cara aqui de Aracaju mesmo que vivia me paquerando e eu não dava bola: "tropece em seu orgulho e caia em meus braços"....

Eliane Furtado disse...

estou aguardando a continuação da novela

Eliane Furtado disse...

Lulu, não vem não. Conta a sua. risos. Mas vale também a dos outros.
Cantada levanta a moral. Mas melhor mesmo, é quando vem sem esperar, de quem a gente quer.
Nossa, aí, é coração palpitando

Eliane Furtado disse...

ah Lulu, agora reli.Estou agitadíssima. Vou dar um fim nesta minha agitação.
Cadê este moço da do "verde"? é preciso encontrar já. Pra ver como ficou lindamente amadurecida.
Você resistiu?

Lulu disse...

eheheheheheheheh...... aos 14 anos eu ainda era pouco mais que uma criança (o que não acontece com as meninas de hoje). Naquela época a gente passava por todos os ritos de passagem: até os 15 anos eu não usava maquiagem, não usava vestido justo, salto alto, não ia a festas.... antes tínhamos que ser "apresentadas à sociedade", o que era feito com o baile das debutantes. Aí, sim, a gente usava a primeira maquiagem, o primeiro salto alto, vestidos justos. No meu álbum nº 1 tem fotos do meu baile de debutantes...
Mas eu já namorava escondido... e como Aracaju naquela época era um "ovo", meus pais sempre descobriam e me obrigavam a terminar...

ATELIER DUMONT disse...

Fui cantada via caixa de correspondência do meu prédio.
Todos os dias tinha um bilhetinho... anônimo..., mas bonito. Recebia poesias, desenhos e fotos de flores. As palavras escritas eram gentís e românticas. Eu gostava e depois de algumas semanas, comecei a ficar ansiosa por abrir a caixinha do correio para ver o que ia receber aquele dia...Foi uma cantada unilateral, mas valeu...rs
Nunca soube quem me enviava esses bilhetes e como não conseguia mais disfarçar a minha curiosidade, parei de ir as reuniões de condomínio....

a vizinha à direita disse...

Essa do condominio é demais... quanta imaginação, hein ?
Uma vez estava sentada num ônibus, muito antigamente, daqueles qe tinham cadeiras que ficavam frente a frente eestava com meu filho ao lado, que, devia ter uns 10 anos e usava óculos. Bem defronte a mim, com o ônibus parado ainda no ponto, um cara se levantou, passou por mim e disse assim:"Tão lindinha ! vesguinha igual ao filho "! Fiquei de boca aberta, com ´odio mas até que foi engraçado... cantadinha sem graça ... outras sew seguiranm mas auqi impublicáveis. As normais são normais ...

Lulu disse...

Vai ver esse cara tem tara por "vesguinhas"... kkkkkkkkkkkkkk

eliane disse...

estou cansadona, mas não resisti ao pitaco. cheguei a conclusão que vocês são muittttttttttooooo felizes, mulheres muito charmosas e irresistíveis.
Falta a Ro e breve breve chegarão novos amigos.

a vizinha disse...

RO ESTÁ NUMA MISSÃO SUBLIME !!!tomar conta da Joaninha... mas garanto que essa semana vai cair aqui com força total, atirando pra todo lado.