terça-feira, 2 de setembro de 2008

Amar é...


Em 1967 a neozelandesa, Kim Grove, começou a fazer desenhos para seu namorado, o italiano Roberto Casali, com quem se casaria depois. Os dois se conheceram nos Estados Unidos. Estavam ambos ilegais no país.
Ela criou o "Amar É"... com dois bonequinhos e frases de amor e de vida. As tirinhas fizeram enorme sucesso.
Em 1970, o casal conseguiu vender os direitos dos personagens para o jornal Los Angeles Times, que passou a publicar suas histórias periodicamente. Elas foram veiculadas em mais de 60 países.
Aqui no Brasil, no Rio, o Jornal O Globo as reproduzia e as meninas adoravam recortar.
Seis anos após a publicação da primeira tirinha de Amar É, Roberto Cavali morreu, vítima de um câncer.
Kim morreu em 1997. O filho dela e de Roberto, Stefano Casali, assumiu a produção das tirinhas. E os desenhos são feitos hoje por um indiano.

2 comentários:

Rosana disse...

Só agora vi isto, tenho vários recortes do AMAR É, tenho até xicaras de café com estas singelas inscriçoes, fiquei triste ao saber o que aconteceu com o casal mas, tenho certeza que continuam com suas lindas tirinhas lá no CÉU que tb deve ter um jornalzinho DO AMOR, né mesmo? o Amor é lindo aqui, no céu, em qualquer lugar!!!
Beijins

elizabeth disse...

É Rô, Amar é era um Vício entre nós, recortes, xicaras etc. eu tenho até a boneca do Amar é, que um namorado me trouxe da Itália.

Amaar é um sentimento que não se pode deixar morrer, sem eles não somos ninguém.