quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Luis Antonio Feliciano e eu

Há dois meses, Luis Antonio Feliciano, o Neguinho da Beija Flor, descobriu um câncer no intestino.
Esta semana ele começou a quimioterapia e vai fazer radio também. Está confiante e garante que vai estar na Marquês de Sapucaí com seu grito único: "Olha a Beija-flor aí gente!"
Conheço bem este grito, conheço bem Luis Antonio, que dirigi nos anos noventa, nos programas "Esquentando os Tamborins" e "Feras do Carnaval", da querida Rede Manchete.
Mauro Costa, meu diretor, me deu esta oportunidade na época. Trabalhamos duro, nos divertimos muito e foi a primeira vez que um interpréte de escola de samba apresentou programas jornalistícos em uma grande emissora. Foi um marco.
Ele se saiu muito bem. Rápido, curioso, dedicado, humilde ao receber as orientações, contava que estava muito feliz com esta experiência.
E é com esta confiança e determinação que Luis Antonio vai vencer. Não tenho a menor dúvida.
Vou procurar por ele. Já.

2 comentários:

kkkkk disse...

ihijhihjihjhj

Anônimo disse...

8ytguygiughujhkjgjhgjgjkg