sábado, 16 de agosto de 2008

A chegada é uma festa!


Já estou até vendo ela correndo de um lado para outro, chamando Shiro, pulando sem parar, sem sequer ligar para o osso que levo sempre de presente na chegada. O que esta danadinha quer mesmo é ficar grudada, matando a saudade. Se deixar, sobe no sofá, na cama e dorme em cima dos meus pés. Claro que eu não deixo!. Bem, às vêzes, às vêzes, só um pouquinho.
Kinsei é esta pretinha aí de botinhas brancas.
O branquinho? Ah, vocês sabem...
As más línguas dizem que é o preferido. Será?

Esta foto linda é de Lula Aparício.




2 comentários:

Betty Bally disse...

Li, só de ver os seus filhos fiquei tb com saudade do meu Goody.É impressionante o amor que esses bichinhos demonstram, e enquanto não saciam a saudade do tempo perdido eles não desgrudam nem por um segundo.
Muitos lindos.
Um beijo carinhoso
Betty

Eliane disse...

Betty, fale mais dele, mande amanhã a história do Goody.
E o filhão vai bem?
Shiro e Kinsei não são lindos?
eles estão no livro.
V. precisa ler. V. e a Rô.
bj