quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Remando sem parar


Não há nada mais difícil na vida do que enfrentar o tratamento de uma doença grave. Nada. O primeiro dia então de enfrentamento é cheio de grandes dúvidas, medo, insegurança e dor. Mais dor.
Hoje uma de minhas colegas de colégio vai enfrentar o que muitos de nós já conhecem: o primeiro dia de uma quimioterapia. Amigas minhas próximas, também do colégio, estão tristes. Aliás desde da descoberta do diagnóstico. Triste pela notícia, triste por ela, triste por tudo. Algumas estão mais perplexas porque convivem com nós duas e acham as reações frente à doença muito diferentes. Talvez sim. Eu não permito que o "inesperado" me domine. Eu não me permito viver em função disso. Sigo minha vida normal enquanto der, enquanto puder. Mas nossa companheira não tem reagido assim. É natural. Não me considero a rainha da cocada e muito menos acho que consigo driblar todos os grandes problemas que envolvem esta grande tragédia que nos acometeu. A mim e a minha colega de reencontro. Há momentos terríveis. Parece que vou sucumbir. Mas não permito que isto aconteça. Talvez a diferença entre nós seja o amor à vida. O mesmo amor que José de Alencar tem, a mesma vontade que tantas blogueiras que estão aqui entre nós.
Quero dizer para esta companheira no dia de hoje, que guerras precisam ser enfrentadas. Sem bandeirinhas de otimisto, sem clichês ("a vida é assim"), sem achar que os outros(as) conseguem e você não. Mesmo vivendo uma trégua médica necessária, é tudo muito difícil. Muito mesmo.
Estamos todos(as) no mesmo barco rodeadas(os) por um mar de lágrimas, de perpelexidade, de angústias, de sofrimentos, de alguma derrotas e algumas vitórias.
Se o motor do barco parou, cara companheira, pegue os remos. Quando não aguentar, grite, chame, não se acanhe, não se esconda. Tenha certeza que vamos correr em seu auxílio. Não pense, enfrente. Conheço bem o lugar onde você será acolhida. Lá só tem anjos, aqueles escolhidos a dedo por Deus para cuidar de nós. Boa sorte, cabeça erguida e em frente.
Aos meus leitores, aos meus amigos, aos parceiros blogueiros, uma ótima quarta-feira. Hoje é dia de trabalho, de participar de debate na rádio Globo e de ver aquele que -em sua precisão e agilidade- descobriu que as coisas não iam nada bem. Mas sempre acreditou que eu poderia ir mais além. Bom dia "clínico the best."
Hoje é dia de vida intensa.

40 comentários:

Rosana p querida amiga disse...

Bom dia Guerreira Lili, bom dia guerreiras do blog e BOMMMMMMM DIAAAAAAAAA p nossa querida amiga, vamos em frente querida pq a vida é de luta as mais diversas possíveis e imagináveis, não podemos desistir principalmente pelos nossos queridos filhos e netos que nos amam e nos querem pertinho deles.
A vida não é fácil, ela não foi fácil para várias de nós e aí eu me incluo mas estamos todas aqui para nos unirmos e darmos nosso amor e carinho a você e a todas que vierem precisar de colinho.
Saiba querida que nosso carinho por você é enorrrrrmeeeeeeeeeeeeee e não vamos desistir da sua companhia, da sua amizade, pegue seu remos e vá devagar, devagarzinho mas siga em frente pq se precisar, te ajudaremos a remar para A VITÓRIA!
Beijinhos muito carinhosos
Rosana

Rosana p Lilizinha disse...

Lilizinha, seu texto está emocionanteeeeeeeeee, me levou as lágrimas, vc realmente é um SER MUITO ESPECIAL e me sinto imensamente feliz por estar sempre muito pertinho de vc aprendendo com vc a cada dia uma nova lição e olhe, ontem ao ouvir FÍGARO, FÍGARO lembrei da inesquecível D.Linda cantando FÍGADO, FÍGADO, foi uma noite maravilhosa e divertida por sua causa, viu? Beijinsssssssss GUERREIRA, que DEUS abençoe vc e te muita fôrça e SAÚDE para continuar sua luta, adoroooooooooooooooooooooooo você!

Eliane Furtado disse...

Bom dia Rosana Brigagão. Os reencontros não acontecem à toa não é?! Aprendemos com eles muitas lições. E a conhecer melhor as pessoas.
Tenha um dia ótimo.De pura vida e risadas.

Chica disse...

Me uno aqui pra deixar uma mensagem desejando força e garra pra essa amiga que está passando por esse momento.

Um beijo, a todas, carregado de energia e vamos que vamos! Boa sorte! Vamos lá!

beijos,chica

Maria Cecile disse...

Bom dia Eliane e blog alegria.
Vejo que não é fácil a rotina de um guerreiro. Ele tem que ser firme na sua fé, na sua força, na sua determinação.
Eh, remando sem parar. Mas se parar, os amigos assumem o remo temporariamente, não é!
Beijos Eliane, que sua amiga se inspire em você!

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Fiquei triste com o seu texto, Eliane; fico triste cada vez que conheço um caso desse tipo de doenças. Um dia alguém escreveu. " pior do que enfrentar o cancro é enfrentar o medo que se tem dele; é isso mesmo...um medo que todos nós temos dessa terível doença. Entendo muito bem essa sua amiga, pois não sei como eu reagiria. Acredito que ela agora estej como se costuma dizer " a fazer o luto ", a dar-se a liberdade de ir abaixo com esta dolorosa notícia, mas com a força dos amigos, o carinho dos " anjos " que tratam estes pacientes ela vai superar e ganhar a coragem suficiente para seguir em frente. Tenho pena, Eliane de não poder assistir a globo; aqui o canal aberto que recebemos é a Record, onde eu todos os dias das 23,30 às 24 assisto as notícias. Para ter a Glogo tenho de pagar e, como já tenho outros canais a pagar e eu vejo muito pouco televisão, ainda não nos decidimos aderir; teria oportunidade de ver o seu debate. O meu filho tem; dig-me em que program passa e as horas; ele assim verá por mim.Coragem, amiga, pois agora tem que distribuir um pouco pela sua amiga. Um beijinho e sucesso para o programa
Mila

Eliane Furtado disse...

Bom dia querida Mila. Não fica triste não. Temos que aceitar o que a vida nos oferece. Sou da teoria que estresse, corda bamba, alimentação e genética são bombas atômicas para alguns. Fora outras cositas.Vc não acha que a gente tb contribui?
O texto é para dar coragem para remar.
Fique bem. beijos.
Posso te dizer que estou feliz, apesar de tudo.
Record aqui está crescendo.Vale pagar a Globo. Tire outras ksksksksk.

Eliane Furtado disse...

Bom dia Chica, aguarde notícias novas.
Continuamos remando sem parar.
A colega de colégio vai ler tudinho e ficar feliz com as palavras.

Eliane Furtado disse...

Ainda bem que minhas amigas são jovens, saradas e lindas. E quando meus braços ficarem um pouco cansados, elas podem assumir com força.
ksksksksk Vou abusar.
Bom dia Cecilinha.

Angela Vettori disse...

Bom dia,

Lili, voce como sempre GUERREIRA!!Minha IDOLA!!!
Que nossa amiga se inspire em voce e no Jose de Alencar para descobrir que vale a pena LUTAR SEMPRE!
A corrente das "Meninas do ASSUNCAO" eh poderosa!

- Jamais se desespere em meio as sombrias aflições de sua vida, pois das nuvens mais negras cai água límpida e fecunda. (provérbio chinês).

Saudades de voce.
Bjs,

Coração disse...

Tem uma coisa q só você pode fazer:

É perdoar! É fácil? não , não é. Mas tb não pode ser tão dificil.

Saber que você sempre fez o melhor, e que se não fez, foi pq não sabia como era fazer "melhor", ou não pôde, ou ou ou... não importa! E tb não importa se vc. agora está assim ou assado. Perdoa!

Só não se identifique com a doença, com a deprê ou com o que quer que seja. Pois você não é a doença, você não é a depressão, você não é a culpa.

"O amor relaxa e comanda tudo o que é diferente dele".

"Sou luz, amo a luz, pertenço à luz".

"Eu perdôo a todos. EU ME PERDÔO. Eu perdôo o passado. Eu estou livre".

Se você foi criada pelo Divino, você é DIVINA, você é um ser divino. E você é muito maior que essa parte fisica que você vê, que você lida todos os dias.Você tem um Anjo da Guarda que te proteje todos os dias. Você tem um EU EXPANDIDO que está a sua disposição. Então, vc. diz. Mas eu fui abandonada. Não, você não foi abandonada! É que eles não tem o livre arbitrio. Eles não podem escolher por você. As escolhas é VOCÊ q faz.

Permita-se agora escolher a FÉ. Permita-se agora escolher uma atitude grata, a GRATITUDE. Permita-se AGRADECER por tudo, por tudo, por esta vida maravilhosa. Foca no céu, foca nas belezas, no que te faz bem. E aprecia.

Permita-se AGRADECER a esta "doença", recebe-la como uma benção
que te coloca de novo no eixo, para que você se conecte com quem você verdadeiramente É.

Não há erros em sua vida. Acredite! Não há como errar em sua vida!

Acredite! Você não está sozinha. Você está passando pela porta do PERDÂO. Solta, perdôa p q vc. possa se tornar quem você realmente É: puro AMOR.

Receba todas as bençãos do Céu e da Terra.

Há muito amor para você aqui!

Namastê!

Eliane Furtado disse...

Angela, quanta saudade.
Vamos aproveitar mais a companhia uma da outra. E vamos contagiar as outras.
Um beijo querida. Um brinde - Tim Tim

Eliane Furtado disse...

Voltei Angela para acrescentar: mais do que poderosa, muito mais. Olha eu aqui, feliz!

Eliane Furtado disse...

Sei bem deste Coração de ouro. E desta energia maravilhosa que me joga pra frente.
Doença? XÔOOOOO. Doente é quem perdeu a luta. E não há erros cometidos mesmo. Talvez uns poquinhos rsrsrsr.
Mas vc está certa. Luz! Fé e Coragem.
Um beijo Coração de Amiga.
Hummmm, com tantas postagens energéticas,ela nem vai sentir os colaterais. Só o efeito do carinho.

Zel Bengalinha Paulistana disse...

Alô, alô, Sampa chamando Rio!!!!!
Bom dia blog!

Belo texto Eliane.

Como guerreira, gostaria também de deixar uma mensagem para sua amiga.

TODOS os pacientes que recebem o diagnóstico de um câncer ficam assim como que desorientados, como se tivessem levado uma pancada forte na cabeça.
Também me senti assim. Como bem disse Mlila, essa é a fase do nosso luto. É quase como se já tivessemos perdido a vida. Temos medo do sofrimento que a doença pode trazer, do tratamento, da morte, perdemos nossa ilusão de futuro, enfim, mesmo que a gente queira estar melhor, emocionalmente ficamos um lixo. Só mesmo sendo muito alienado pra não ter esses sentimentos.
Mas como disse Eliane, conforme a gente vai administrando melhor a nossa situação (sim, porque a gente aprende a administrar esse caos) nos permitimos não pensar, para poder enfrentar.

E esteja certa de que quando não puder remar, muitos braços amigos remarão pra você poder se refazer e assumir o barco de novo.
Aliás, esta foi uma das descobertas maravilhosas que minha doença me permitiu.

Sei que este seu momento é MUITO dolorido mas vai passar, viu?
Todos nós temos força e garra, que vão aparecer no momento adequado.

Acredite que tudo vai ficar MUITO MELHOR, que tudo vai ficar BEM. E enfrente o medo. Ele só desaparece quando o enfrentamos.

Beijo com muito carinho
Zel Bengalinha Paulistana

Mª do Rosario - Ro disse...

Momento delicado né amiga?! Momento de um longo e delicado abraço.
Para mim foi um momento estrondo. Só pensava em coisas ruins mas, o tempo as filhas, a vida, o marido, o tabalho foi me trazendo de volta.
Ela com toda certeza sairá deste momento de 'TROMBADA'... vamos aguarda-lá recuperada deste primeiro impacto. Sorte/Coragem/abraços...

Eliane Furtado disse...

Queridíssimas de Sampa do meu coração.
Zel e Rosária - dupla de fibra.
Acho que a companheira do colégio vai ficar boba com nossas experiências.
Trombada e tanto né RÔ?!
Temos que abrir mão de tantas coisas e pessoas para ganhar outras tantas.
Um beijo bonitonas.
No verão, Rio de Janeiro !

Lulu disse...

Pela primeira vez estou parada diante do texto sem saber direito o que escrever.... nós nos sentimos baqueadas também. A própria vida já é uma luta. Como diz Gonçalves Dias, "viver é lutar", só que diante de certos fatos a luta se torna mais renhida. Desejar força? Sim, é o que desejamos; mas nunca querer que a pessoa se faça de forte. Parece até que vira uma obrigação social demonstrar força. Guerreiros também têm momentos de fraqueza, de insegurança, de medo, desesperança. Tem que se respeitar esses momentos. A força vem por si, com a fé, com a paciência, com a aceitação, mas tudo isso obedece a um processo, que vem com suas etapas. "A vida é assim" não é propriamente um clichê. É assim mesmo. Temos um corpo, um organismo, cujas células estão continuamente se reproduzindo, se renovando, se reciclando, e numa dessas pode acontecer o inesperado. Qualquer pessoa, não só as que têm antecedentes parentais diretos com casos da doença (que dizem ter uma maior vulnerabilidade), está sujeita ao inesperado. É da vida. É do nosso organismo.
Estamos aqui, segurando a barra dessas valorosas guerreiras, dando-lhes alento quando parecem sucumbir, fortalecendo-as com o nosso amor e carinho, pedindo a Deus que lhes dê a força necessária.
Um beijo no coração de cada um de vocês.

Bubby disse...

Minha super amiga Eliane

Triste notícia!

Devemos agradecer por termos um barco, pela força para remar, pela força para gritar por socorro, pela força de acreditar que se pode ser salva a qualquer momento, pela força para crer no inacreditável de uma cura ou resgates de dívidas passadas.

Viver é muito complexo, tentar entender a vida, então nem se fala!
Muita força para todos nessa hora, que Deus a proteja!

Bubby sabe Bubby diz!

Samara Fernandes disse...

Olá Eliane, tudo bom? Sou assessora da Multi Hemo Multi Onco, onde você ministra palestra no próximo dia 30. Poderias me disponibilizar seu email para te enviar uma breve entrevista? O conteúdo será inserido no release de divulgação e em nosso site.
Se estiver disponível, contate-me pelo samara@comuniquebr.com

Desde já agradeço atenção.
Abraço, Samara.

Kiki disse...

Acho e espero que a Lulu esteja certa, por enquanto nossa amiga esta iniciando no processo, com o tempo vem a Fé e a vontade de viver. Sinto que ela esta muito "fatalista", e estamos tentando que ela saia deste quadro.Queria que ela tivesse a sua força, que ela admirou D+. Ela sabe que pode contar com a gente....bjs

Eliane Furtado disse...

Segura a barra aí Lulu.
Estamos segurando daqui.
Fé, fé nesta caminhada.

Eliane Furtado disse...

Sabe Bubby, um dia eu estava suspirando mais forte lá na clínica, em 2009, quando entrou uma mulher na cadeira de rodas bem fraquinha.
Minha enfermeira Jacke querida olhou para mim e disse baixinho:
_Vc anda, tem braço,tem perna e o melhor pensa. Pensa!
A tristeza passou na hora.
Ela tb tem um barco. Tem é que começar a remar. Bjs

Eliane Furtado disse...

Samarrrrrrrrrrrrrrra não podia contar aqui. Era surpresa para minha turma. Estou entrando em contato. Abraço.

Eliane Furtado disse...

Kiki querida. Não se amofine. Como diz Rosana, a gente faz o que pode. Ela tem que querer. E muiiiiiiito.
Só ela pode escolher o caminho.
Recebi de uma amiga uma frase muito legal hoje:
..." vi diante de mim um caminho e caminhei..." De um poema hindu.
Eu vi este caminho.
Um beijo.

CHIQUINHA disse...

Boa tarde!
Lili, seu texto nos envolve num abraço amoroso,é um colo de Mãe!
Ela vai ler sim, e tenho certeza que todas as postagens vão ajudá-la a redobrar a força e a FÉ.
Como é bom sentir essa corrente cheia de energia amorosa!
Bjs

Flora disse...

olá, Lili quanto tempo não é mesmo...hoje gostaria de deixar uma frase que aplico quando me percebo que vou entrar na sintonia da tristeza por algum problema a enfrentar...sacode a poeira e dá a volta por cima...
É dificil este exercicio porém temos que buscar força lá dentro para dar esta volta.. muitas vzs de forma lenta mais é a saida.Força, força querida estamos com voce neste sacode e nesta volta.bjusssss

Cristina disse...

Eliane
Minha postagem de ontem fala do mesmo assunto que o seu. Minha irmã está com suspeita tb de estar com ca. Para mim foi um choque, pois nem saí dessa fase e agora isso. Mas como você, vamos orar pelas duas que Deus tenha misericórdia. Vou acreditar até o último momento que o próximo exame trará uma notícia melhor. Boa quarta minha amiga! Bjssssssss

Fatinha disse...

É Lulu, eu tambem...fiquei sem fala...entrei demanhã...não deu...saí, pensava,como eu escreveria.
É difícil e fácil porque na mesma hora me ocorreu que, uma vez estava conversando e dando conselhos para alguem muito querido que tem dependencia quimica e ele me disse que não adiantava eu dizer que entendia qual era a sua dificuldade sem nunca ter passado por ela...
Bom , dessa vez é parecido.
Só posso dizer que vou rezar muito para que tenha força e arrume um jeito próprio de superar essa dor .Essa inicial que certamente é a pior.
Guerreiras ,minha admiração por vocês.
Beijo

Clarisse disse...

Lili, parabéns pela postagem. A mensagem é muito bonita, sensível e encorajadora. Tenho certeza que não só sua amiga mas muitas outras pessoas vão se fortalecer lendo essas linhas. Força para tod@s.
Bjs,
Clarisse :)

Rosana repassando email disse...

Amiga querida, este é o email da Irmã Raimunda - Assunção me enviou hoje pela manhã e te repasso.

Bom dia,

Rosana

Acabo de ler sua mensagem e fale para sua amiga/colega que a teremos presente em nossas orações.

Irmã Raimunda

Vera do sulllll disse...

Boa Noite Eliane!
É a vida nos surpreendendo nem sempre de forma agradável. Força e Coragem. Muitas orações e os santinhos de nossas devoções apostos sempre.
Bjs

Lucia Pupe disse...

Lili, gosto muito de ter noticias suas pela The...
Adoro quando ela conta as suas "tiradas"! Muito bom!
E concordo com voce ... A VIDA É d+ ! Vale, sempre, muito apena!
Beijos saudosos da "minha" psicanalista!
Beijos
Lucia Pupe

vidaslife disse...

Que dificil, não é mesmo Eliane, realmente uma luta-
-Doença que fere, machuca por dentro,
doença que arrasa destrói e maltrata,
que fere, que sangra como um furacão,
arrasta consigo a todos em volta,
transforma em tormentos tanta solidão.-
-É uma ferida que chega sem avisar, muito triste e dificil de suportar, por isso a presença da família, e dos amigos é tão importante, e pelo que se vê, com as graças de Deus vocês duas tem, não é facil, e tem que se continuar remando, remando sempre pois a vida continua, e o sol volta a brilhar, parabéns amiga pelo seu blog tão rico, por este post, e que Deus abençoe a vocês duas e a todos que passam por momentos tão difíceis como este. Um beijo grande no coração querida, estarei sempre passando por aqui com certeza,e obrigado pela visita, tem selinhop lá para você passa lá e pegue, e com muito carinho que passo para você. Beijos.

Silvana disse...

Boa noite Blog, boa noite Lili, cara amiga do Assunção, arranca do fundo do seu ser, do fundo da sua alma a fé e a força que só você sabe aonde está, e lute pela VIDA, não com ela. Beijos para todas essas mulheres maravilhosas.

Maria Campello disse...

Olá Eliane,

Você é comovente e de uma garra surpreendente!!! Nos vimos poucas vezes nesses nossos encontros mas me lembro que o 1º deles sentei na sua frente e foi uma noite de bom papo e boas risadas! Me lembro bem...foi muito bom!!! Você é, como diria uma amiga minha, diversão garantida!!! Por todo esse humor e vida que vejo em você, certamente você será um exemplo de luta e esperança prá nossa amiga que está agora arrasada com essa notícia dramática. Receber um diagnóstico desses é prá deixar qualquer um revoltado, sem chão, perplexo, nocauteado...Mas espero que seja só num 1º momento, aquele que precisamos prá digerir todo esse horror e que depois, com o tempo, esse sentimento se transforme em força vital. Minha amiga, se posso te deixar uma palavra otimista ela é a minha avó que teve dois diagnósticos de cancer e venceu. Foi uma guerreira como a Eliane e, espero sinceramente, como você quando conseguir se apaziguar.

Fica com Deus e quando quiser estamos aqui.

Um beijo carinhoso,

Maria Campello

Anônimo disse...

Através da vida, enfrentamos dificuldades e muitas vezes não compreendemos o porque temos que passar por tudo isso, ficamos enfraquecidas perante a tudo isso.
Mas quando lembramos que ao longo desse mar turbulento de de sofrimento, Deus nos enviou Anjos, que nos levantam quando caimos, que seguram leme da vida quando já estamos cançados, nos auxiliando a seguir a jornada tudo fica um pouco mais fácil.
Que o exemplo da nossa guerreira Lili, possa te ajudar, lembre que cada dia é um novo dia, e que orações sempre estarão dirigidas a Deus, para que lhe dê força, animo para passar por esse momento tão dificil.

Tonia disse...

Oi Lili querida,
Gostei muito de estar com vc naquela tarde no Leme. voce é realmente uma pessoa muito especial e que nos tem ensinado com sua alegria e força a ver as dificuldades de outra maneira. Passei as suas dicas para o meu compadre e ele gostou bastante e tenta seguir. Estou aqui também para mandar um abraço bem carinhoso para amiga que está começando o tratamento e dizer que amanhã vou rezar e pedir a Deus que ela tenha força e que possa iniciar sua recuperação com muita fé.
Bjs Tonia
25 de novembro de 2010

Eliane Furtado disse...

A única coisa que tenho a dizer é repetir Chiquinha: este foi um post de "um abraço muito amoroso."
Estamos repassando tudo para a nova guerreira e sua família.
E espero que um dia ela apareça por aqui.
Nada como um carinho para nos colocar de pé. No rumo.
Obrigada a todo(a)s.
E o post continua em aberto para novas mensagens. Beijos.

Daniel Savio disse...

Mas mesmo que tenhamos vontade de fazer o barco naufragar, algumas pessoas, aquelas que são especiais por nos amar, vão fazer que gente tenha motivo para remar...

Fique com Deus, menina Eliane Furtado.
Um abraço.