sexta-feira, 15 de outubro de 2010

O tempo, o relógio e o coração


Bom dia amigos. Faltam 77 dias para acabar o ano de 2010. O tempo, o tempo não pára. Não volta. É bobagem ser saudosista e se agarrar ao passado. O melhor é ter nele, no passado, lembranças boas que sustentem nosso presente.
Hoje, dia 15, dia do professor, decidi colocar um texto do Mário Quintana, que muitos conhecem. Mas que sempre é oportuno e nos leva a várias reflexões.
Tenham todos uma sexta-feira proveitosa, cheia de bons acontecimentos, para que um dia possamos lembrar animados: aquele dia foi especial!
Beijos e obrigada, parceiros, pelas opiniões e comentários.

Relógio do Coração

Há tempos em nossa vida que contam de forma diferente.
Há semanas que duraram anos, como há anos que não contaram um dia.
Há paixões que foram eternas, como há amigos que passaram céleres, apesar do calendário mostrar que eles ficaram por anos em nossas agendas.
Há amores não realizados que deixaram olhares de meses, e beijos não dados que até hoje esperam o desfecho.
Há trabalhos que nos tomaram décadas de nosso tempo na terra, mas que nossa memória insiste em contá-los como semanas.
Há casamentos que, ao olhar para trás, mal preenchem os feriados das folhinhas.
Há tristezas que nos paralisaram por meses, mas que hoje, passados os dias difíceis, mal guardamos lembranças de horas.
Há eventos que marcaram, e que duram para sempre,
o nascimento do filho, a morte do pai, a viagem inesquecível, um sonho realizado.
Estes têm a duração que nos ensina o significado da palavra “eternidade”.
Já viajei para a mesma cidade uma centena de vezes, e na maioria das vezes o tempo transcorrido foi o mesmo.
Mas conforme meu espírito, houve viagem que não teve fim até hoje, como há percurso que nem me lembro de ter feito, tão feliz eu estava na ocasião.
O relógio do coração – hoje eu descubro - bate noutra freqüência daquele que carrego no pulso.
Marca um tempo diferente, de emoções que perduram e que mostram o verdadeiro tempo da gente.
Por este relógio, velhice é coisa de quem não conseguiu esticar o tempo que temos no mundo.
É olhar as rugas e não perceber a maturidade.
É pensar antes naquilo que não foi feito, ao invés de se alegrar e sorrir com as lembranças da vida.
Pense nisso.
E consulte sempre o relógio do coração:
Ele te mostrará o verdadeiro tempo do mundo.

16 comentários:

comunicadoras disse...

Adoro Mário Quintana; gostei muto deste texto." Marca um tempo diferente, de emoções que perduram e que mostram o verdadeiro tempo da gente."É verdade...o verdadeiro tempo é marcado pelas emoções que vivemos, pelo valor que demos a esse tempo; o nosso dia nem sempre tem 24 horas..há alturas em que ele parece que não acaba mais, outros, porém são vividos de tal maneira que, quando acabam, nos perguntamos pelo resto das horas. Só a maturidade, a experiencia nos ensinam a guiarmo-nos pelo relógio do coração;já não uso o do pulso há anos; gosto mais deste que estou a aprender a usar.Estou chegando lá....é preciso dar tempo ao tempo, pois até ele precisa de tempo para realizar o seu trabalho. Ele sempre nos ajuda e ensina, mas às vezes precisa de um certo tempo. Um beijinho, amiga e fica bem...hoje, amanhã...sempre!Um belo fim de semana com todo o tempo do mundo!
Mila

Eliane Furtado disse...

Olá, fico sempre feliz com sua presença por aqui.
Ah o tempo...Aliás, este é o tempo das emoções. Das grandes.
Um beijo Mila

Lulu disse...

Bom dia, Eliane, bom dia blog. Excelente, esse texto do Quintana. Ele sabe das coisas...
Vamos para mais um horário de verão. Felizmente Sergipe não entra (detesto acordar cedo). Mas também não ficamos imunes a essa mudança: o horário dos Bancos passa a ser das 09:00 às 15:00hs e o horário dos vôos saem 1 hora mais cedo. Gosto porque os programas da TV ficam mais cedo, é quando consigo assistir ao Programa do Jô.
Parabéns aos Professores pelo dia de hoje. Eu já fui professora (além de Psicologia, sou também formada em Letras Estrangeiras (Inglês) e Letras Vernáculas). Ensinei por 2 anos, depois deixei porque não podia acumular com meu trabalho no Banco do Estado de Sergipe. Hoje, com toda a violência a que assistimos, com professores expostos a toda forma de agressão e ainda por cima mal remunerados e desvalorizados, não sei se é ainda uma profissão atraente...
Mil beijos para todos, tenham uma ótima sexta-feira.

Eliane Furtado disse...

Bom dia Lulu. Acho muito legal dar aula. Mas só gosto de turmas universitárias. E cursos técnicos.
Boa esta troca.
Então, lá vem horário de verão pro aqui e as praias vão ficar lotadas no final da tarde.
E viva o tempo de hoje, o verão de 2010 e nossa amizade.

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Eliane querida,

O tempo é um cinzel com o qual construímos esculturas de gelo. Forçamo-lo para frente, golpeamos em seu dorso para obter a forma desejada, a imagem que projetamos de nós mesmos para adiante, e ele é sempre generoso no sentido de não nos revelar tudo.

A escultura na qual trabalhamos hoje, parte da mesma água na qual se desfez a escultura de ontem. Em síntese, esculpimos agora o que queremos amanhã, mas a matéria-prima é a soma de tudo o que já fomos e dos acréscimos do dia de hoje.

Saudade é um verbo que só se conjuga no pretérito. Às vezes perfeito, outras imperfeito, ao passo que esperança é declinada sempre para o futuro, para o imperativo.

E como hoje é dia do professor, ouso dizer que além de escultores de nosso tempo, somos professores da gramática essencial da vida. Conjugamos saudades do tempo derretido e entalhamos esperança no tempo por vir.

É uma bela combinação. E enquanto rememoramos tempos idos (e bons), enquanto damos formas delicadas ao que virá, afiamos no hoje nossas vidas, a única ferramenta da qual o tempo dispõe para existir.

Super beijo.

Chica disse...

Lindo texto de Quintana!

Que possamos ver o tempo passar,vivendo cada minuto da melhor forma possível.

um beijo,tudo de bom,lindo fds,chica

Rodrigo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo disse...

Bom dia "The Boss.Ph" !!!
Bom dia Blog !!!

A vida nos convida a vivê-la, criamos mendidas para tentar mensurar. Depois usamos a referência pelos ciclos da natureza, no desejo de controlar melhor inventou-se a máquina para o registro "Palpável" da passagem desses ciclos. Devido ao palpitar do nosso corpo colocamos nesse órgão nossas emoções e suas razões não conhecidas.
Enfim, percebemos, registramos e sentimos a vida... Não é de graça viver. Viver mesmo, inere em escolhas e o preço a estas atribuido.
Disse o poeta:

" Há homens que lutam um dia, e são bons;
Há outros que lutam um ano, e são melhores;
Há aqueles que lutam muitos anos, e são muito bons;
Porém há os que lutam toda a vida
Estes são os imprescindíveis."
(Bertold Brecht)

Enfim vamos ser impressindíveis, ao menos para nós mesmos, já uma diferença e tanto.

Beijão

Rodrigo Paes

LULU para AGNALDO disse...

Agnaldo, você como sempre arrebentando com seus comentários... tou aqui maturando o que você escreveu e partindo para a reflexão a que você invariavelmente nos conduz...
Beijos, tenha um ótimo dia.

Silvana disse...

Bom dia Blog, bon dia Lili, meu Deus já estamos em ritmo de Natal e Reveillon, ta dando nó em fumaça para poder ir para o Rio passar o Reveillon único lugar no mundo onde existe uma energia boa gerada por mais de 2.000.000 de pessoas, muito bom para começar um novo ano. Adorei o texto muito lindo. Beijos para todos, lembrando que "que quem sabe faz a hora não espera acontecer", é difícil me é verdade.

Cecile Azambuja disse...

Eliane... como o tempo passa rápido.
Depois da festa de halloween começará a decoração do natal. eu não vou perder tempo, vou colocar em novembro mesmo, rsrsrs. passa rápido e a gente nem sente.
Mário quintana... lindo.
Acho que a gente ganha mais tempo fazendo a conta pelo coração. :)
um beijo enoooorme e feliz dia do mestre pra ti, afinal, vc é prof, não!

Eliane Furtado disse...

Oi turma querida. Sala de visitas sempre bombando não é?!

Zel Bengalinha Paulistana disse...

Alô, alô, Sampa chamando Rio!!!!!!
Boa tarde blog!

Eliane, Mário Quintana é demais. Adoro este poema dele.
Virgem Maria, já estamos novamente no final do ano... o horário de verão já vai entrar de novo. Puxa vida, parece que acertamos o relógio ontem... E já faz 1 ano!!!!! VITÓRIA PRA NÓS!!!!!
Mas o tempo está passando muito rápido e não estou gostando nada, nada disso...
Portanto, vamos aproveitar tudo o que der!!!!!!

Beijão e abraço apertado
Zel

Cristina Simões disse...

amanhã teremos o almoço com as amigas do Blog a Gang da mama...tem algumas surpresas...que se referem a ti...mas nem pense que vou contar ...é SURPRESAAAAAAAAAAAA.beijossssssssss

Eliane Furtado disse...

Cristininha, vou ter que ir aí na terrinha. Puxa quero participar kksksksks

Eliane Furtado disse...

Zel, vamos emplacar mais um ano heheheheehehheheheehhehehehe