segunda-feira, 18 de outubro de 2010

A medicina é um sacerdócio


Não sei porque não escolhi fazer medicina. Lá em casa todo mundo era médico. Mas nunca fui forçada a nada. Claro que a opção pelo jornalismo foi vista com olhar muito desconfiado. Menos pelo médico mais velho da casa. Ele achou boa minha opção.
Aprendi muita coisa com os médicos da família. Prestava atenção em tudo que falavam, que discutiam e nas ações de cada um. Eram bons de diagnósticos. Quando adoecia alguém, eles trocavam idéias entre si e batiam o martelo entre eles. E não é que acontecia o que profetizavam?!
A primeira vez que ouvi que a medicina estava se tornando um comércio perigoso foi em uma noite, na mesa de jantar. Meu pai falou em alto e bom tom com uma tristeza grande. Era um médico que recebia galinhas e outras coisas mais quando os pacientes não tinham dinheiro. Fui observando esta situação ao longo de minha vida e hoje vivo esta realidade. Tudo, mas tudo mesmo custa muito caro na medicina. Consultas, planos, hospitais, enfermagem...
Claro que os bons médicos, estudiosos, vocacionados, humanos e profissionais existem, mas contam-se nos dedos. . Já pararam para pensar como são especiais estes homens e mulheres que cuidam de uma gripe, que trazem uma criança ao mundo, que reabilitam pessoas, que abrem um ser humano e o fecham com habilidade dando-lhe uma nova chance?!! Eu penso nisso desde pequena. Olhava com orgulho os médicos que me cercavam na infância e amava estar no consultório do meu pai e padrinho para ajudar e observar.
Já era meu instinto jornalístico despertando. E minha admiração por uma profissão tão desafiadora.
Neste momento importante, quando candidatos à Presidência da República discutem o que fazer com a saúde no Brasil, rogo que eles tenham mesmo vontade de virar este jogo.
E peço todos os dias, que surjam grandes profissionais no futuro. Pessoas comprometidas com pesquisas, com vocação, com o ser humano.
Minha admiração a todos aqueles, que em todos os lugares do mundo, lutam pelo aprimoramento da saúde e tem as mãos e as cabeças iluminadas. E que entedem que a medicina é um sacerdócio.
Segunda-feira, 18 de outubro, dia do médico, data escolhida por ser consagrada pela Igreja a São Lucas, que além de músico e históriador, era médico.
Que seja uma semana de luz.

19 comentários:

Chica disse...

Bem lembrada essa data e homenagem aos médicos que nos ajudam a melhor viver...

beijos,linda semana, tuuuuuuuuuuuuuudo de bom!chica

Cecile Azambuja disse...

Eliane, também concordo que há médicos e médicos. Vejo isso no plantão da emergência num hospital que sempre vou quando preciso e também levo meus pais. Há uns que fazem por amor à profissão. São anjos, não.
Seu pai deve ter sido um.

Beijos e boa semana com as bênçãos desse anjos.

Lilian disse...

Sim, médicos são anjos, mas infelizmente há os mercenários, os que não não honram o juramento que fizeram.Vários diagnósticos errados permitiram que o câncer avançasse mais do que devia, mas não me consumiu porque encontrei anjos que me trouxeram a vida. Merecem todas as homenagens quem se dispõe a fazer as coisas com amor,coloca o ser humano e a vida acima de tudo. Bom dia, beijocas

Papoula disse...

Aos MÉDICOS ANJOS todaaaaaaaa a saúde do mundo para que eles possam cuidar mto bem de nós quando precisarmos.
É uma profissão maravilhosa mas que precisa de muito amor ao próximo, dedicação 24 horas , não é fácil e por isso deixo meu carinho aos médicos maravilhosos!

FELIZZZZZZZZZ DIA DO MÉDICO pq os meus são DEZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ!!

Linda semana para todos do blog FELIZ E CHARMOSO!

Iamna Taam Zarour disse...

Ótima, só prá variar sua matéria no blog, hoje. Lembro tão bem de seu pai ! E aquele sorriso? Sim. Ele amava o seu fazia. E fazia bem. Não esqueça que S.Lucas era um médico árabe. Acho que sírio, bem como os irmãos Cosme e Damião.
Lembro agora, que excelentes médicos árabes tem em S.Paulo, só prá citar um lugar. Acontece que eles são realmente muito inteligentes, estudiosos e comprometidos com sua profissão.

Eliane Furtado disse...

Querida Iamna. Sempre com um sorriso.
E quando não estava às gargalhadas. Realmente amava o que fazia.
Estive em SP no Hospital Sirio e Libanês e vi de perto a legião dos árabes médicos por lá. aliás, o Sirio é uma obra da sociedade árabe.
Agora, vou lhe confessar que não troca meu judeu onco por nada. Um cientista. Vai muito longe. E dedicado, compromissado e humano.
Sangue é poder. Mas meu onco é o "must."

Eliane Furtado disse...

No dia do médico, Papoula tirou sorte grande. k$$$$$

Eliane Furtado disse...

Lilian, a mancha negra na medicina. Homens e mulheres despreparados, fazendo um curso qualquer, com professores que não sabem nada e depois querem cuidar da gente. Sou testemunha de muita "barberagem." A imprensa tinha que bater diariamente nesta tecla.

Eliane Furtado disse...

Chica, viva os médicos da terra e os do céu. bj

Eliane Furtado disse...

Cecile, que a Papoula não nos escute, mas desde da série Dr Kildare, os médicos fazem sucesso. Até House de bengala tem suas fãs faz...ksksksksksk

Papoula adoraaaa um JALECO RS,SR,SR,SR,RS disse...

Karacaaaaaaaaaaaaaaa Lili, DR. KILDARE, nosssaaaaaaaa não perdia de jeito nenhummmmmmmm, como era lindo e se fosse de verdade valia a pena ficar dodói só p ter aquele DEUS tomando conta de mim rs,r,rs,sr,rs,sr,sr,sr e HOUSE , ai, ai, um charme com aquela bengala aliás, descobri que BENGALAS abrem mtasssssssss portas rs,sr,sr,rs,sr,rs,sr...
Minha mãe tinha um médico que além de superrrrrrr dedicado era lindoooooooooooooooo de viver, adorava ir a consulta com ela!

Cristina disse...

Eliane, que bom que temos esses anjos para cuidar de nós. E você tem o privilégio de ter um anjo médico lá em cima, olhando por você. Obrigada querida pelas palavras lindas deixadas em meu blog. Marina deve estar contente em saber que você também gosta do amarelo. Obrigada de coração! Um abraço e linda semana para você! Bjsssssssssss

Bia disse...

Boa tarde,

Parabéns a todos os médicos que hoje tem um dia só deles e desejo muitas comemorações e conquistas. Eles são o "must", o "find" o "help" in english...rs
Mas "in portuguese".., são só heróis da saúde. Fazem o impossível em cada caso que chega de forma inesperada. Parabéns!

Zel Bengalinha Paulistana disse...

Alô, alô, Sampa chamando Rio!!!!!
Boa tarde blog!

Eliane, temos mais essa afinidade, meu pai querido também era médico. Devotado à medicina e aos seus pacientes. Perfeito nos diagnósticos. Um grande cientista. Também ganhava galinhas, perus, leitões (vivos, inclusive), goiabada e cartões emocionantes dos pacientes que não podiam pagar.
Hoje, penso nele como médico e nos médicos que REALMENTE exercem a medicina.

E VIVA O BOM MÉDICO!!!!!!!!

Beijos
Zel

Vera do sulllll disse...

Boa tarde Eliane e blog!
Parabéns aos nossos anjos, que com paciência e sapiência vão nos dando fôlego e VIDA.
Que Nossa senhora e todos os anjos os abençoem sempre. Que a ciência os ajude acurar mais e a estudar mais também...
Para os verdadeiros todo o nosso apaluso, para os interesseiros o nosso perdão, afinal há maus profesores,advogados ,pais em fim tem pata todos os gostos.
bjs de boa segunda...

Vera do sulllll disse...

Leia-se PARA
bjs atrapalhados

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Eliane querida,

Passei apenas para dar um beijo e marcar presença.

Hoje estou um tanto murcho.

Como diria Paulo Leminski: "Acordei bemol, tudo estava sustenido. Sol fazia, só não fazia sentido".

Então...

Super beijo.

comunicadoras disse...

Linda a sua homenagem aos médicos. Fico furiosa quando vejo pais fazendo de tudo para que os filhos sigam medicina, pois é uma profissão que dá dinheiro e não há falta de emprego, Conheço casos em que os pais, no secundário, mudaram os filhos para colégios privados para que a média fosse sempre aumentada, conseguindo assim entrar em medicina; há colégios aqui que se prestam a esse papel e pais ainda mais. Por isso estamos cheios de médicos mercenários que de vocação não têm nada. Sempre digo a muitos pais que os filhos devem seguir aquilo que gostam e, se tiverem vocação para a profissão que escolheram, o emprego chegará. Felizmente que aqui também temos os " anjos", alguns até que não querem consultório e se dedicam só aos hospitais. Infelizmente não conheço muitos. Um beijinho, amiga e espero que esteja FIRME e FORTE. Amanhã voltarei.
Mila

Alda disse...

Excelente texto Eliane! aliás como sempre...
Uma boa semana para ti!
Beijinhos