domingo, 16 de maio de 2010

Novas midias: prós e contras


Orkut, Facebook, Twitter, Blogs, ufa. Não há como fugir da modernidade e das novas midias. Elas levantam polêmica - como tudo na vida - e dividem opiniões. Viraram pauta na imprensa e discussão para psicanalistas. Tenho minhas ressalvas quanto a elas. Mas impossível não ficar antenada hoje em dia. Resisti o quanto pude ao Orkut. Mas como a vida dá voltas, concordei com minha editora que não poderíamos fica fora de nada. E não reclamo mais. Ao participar dos novos sites de relacionamento procuro sempre focar no meu trabalho, nas minhas obras. Evitar uma grande exposição e comentar assuntos pessoais. Mas no Blog, às vêzes, isto é impossível. Em determinados momentos vou mais além. E abro meu coração. É difícil se conter em momentos limites. E sabem de uma coisa, são poucas às vêzes que me arrependo. Quem está na chuva...
E é assim me molhando por aí, escrevendo com o coração que virei pauta também no artigo da excelente jornalista Cristiane Segatto da Revista Época, responsável pela coluna Saúde. O artigo da Cristiane levanta uma questão atual e importante:" falar da vida pessoal nas redes faz bem?"
Convido todos a dar uma olhada na matéria. Depois de nossa longa conversa, Cristiane falou: "vou colocar tudo no liquidificador e extrair o texto." Eu adorei o resultado. Filtrar as melhores informações, captar com sensibilidade o que é importante e colocar um toque de graça no texto não é para qualquer um. Ser fiel totalmente ao que se ouviu então...
Agora sigo Cristiane. Na coluna por enquanto. E torço para que ela fique de olho neste Blog. Afinal não dá para fugir da internet e suas novidades.
http//revistaepoca.globo/Revista/Epoca/O,,EMI 140154-15230,00-O+FACEBOOK+E+UMA+TERAPIA.html
Se alguma coisa der errado neste endereço a culpa é minha srsrsrrs.
Aí entrem pela revista Época, cliquem na coluna "Saúde" da Cristiane e aproveitem a leitura. Aliás aproveitem tudo, o domingo, o sol, o frio, a vida.
Bom dia veteranos do Blog. Bom dia novos amigos que a Época já me trouxe.
Sejam bem-vindos. Estamos em família. Entre guerreiros.

19 comentários:

Renata disse...

Adorei a matéria. Apesar de não frequentar os sites de relacionamento, acredito firmemente que este é o futuro.

Vera Henke disse...

Querida Eliane!
Li a matéria e corajosa como você é não duvido nada se o cartaz convidando Barry Manilow, não seja atendido. Eu não daria conta de tantas mídias....
Preciso aprender como lidar com elas...
Bjs do sul sem sol, frio e triste....
Vera

Eliane Furtado disse...

Boa tarde prima Bebel. O domingo promete heim...a semana então...Viva Bebel, niver da semana.
Veroca, frio sim, triste nunca. Temos que guerrear contra a tristeza. Nada fácil, mas tente. Pegue um filminho, faça pipoca e se enrole no cobertor. Delícia heim...

Kiki disse...

Viva Lili....a materia esta ótima, verdadeira como vc. Gostei como a CRISTIANE SEGATTO escreve, não conhecia.....este é o mundo moderno: vc "mostra" ela, e ela te repassa a quem não conhecia, não deixa de ser um relacionamento.....

Lili p/Kiki disse...

Muito bom texto Kiki. Quem sabe um dia ela escreve sobre as amigas do Bem?
Beijos

Cristiane disse...

Querida Eliane,

Muito obrigada pela apresentação tão generosa que vc fez sobre o meu trabalho. Amo essa nossa profissão por várias razões. Uma delas é a oportunidade de conhecer histórias maravilhosas e ter o privilégio de poder contá-las. Fiquei curiosa: o que são "as amigas do bem"?
Um beijo grande,
Cristiane Segatto

Silvana disse...

Boa noite Blog da Lili, só hoje pude entrar para ver a postagem de sexta, esta super só gente linda, e que dias gostosos, foi muito bom estar com vcs, beijinhos.

Lulu disse...

Amei a matéria, Eliane, super interessante. Adorei você dizer que a sua torcida é maior que a do Corinthians e a do Flamengo juntas. É isso aí, amiga, pode acreditar nisto, pois se não é em número, é em igualdade de força! Adorei o que ela falou sobre o Barry, e mais ainda trazendo para sua relação com ele o conceito psicanalítico de "objeto transacional", muito bem colocado! Aliás, a rigor, seria "objeto transicional" (de transição), mas se acontecer de o Barry aceitar seu convite para dançar, com certeza ele passará a ser um autêntico "objeto transacional"... kkkkkkkkkkkkkkkk
Beijos, tenham todos uma boa noite e uma ótima semana!

Eliane Furtado disse...

Meninas, olha a Cristiane no Blog. que ma-ra-vi-lha!
Agora vou ter mais cuidado ainda com o texto e me preocupar em não engolir tanto letrinhas ksskskkssk. Afoita...
Cristiane, vou contar tudo sobre as Amigas do Bem e sobre o trabalho que fazem no Hospital em Jacarepaguá.
Ou deixo para a Kiki, a Quilma?
Vai lá Kiki, conta aqui!

Maria Cecile disse...

Eliane, bravo !!!! fantástica a matéria. Há pouco mais de dez anos a gente ainda não tinha noção do que era a internet. Nem os próprios criadores. Eles achavam que não tinha muito futuro e que serviria só para universidades ou empresas. Mas evoluiu de uma tal forma que agora ela está incorporada em nosso cotidiano. E o bom nisso tudo é que ela desperta em nós facetas que até então, ou estavam adormecidas ou não tinham um foco de atenção. Somos companheiros um dos outros na web. O que existe de solidariedade é impressionante. E é uma solidariedade tão natural que vem acompanhada de ternura, de um calor humano que às vezes pessoalmente você não consegue sentir. Claro que deve haver a troca física, real, não só virtual entre as pessoas. Mas ignorar a interação homem X (&) máquina chega a ser surreal pois é o futuro. E todos nós já estamos nele. Meu filho quando tinha um ano e meio já sabia como ligar e desligar meu computador, todos os botões que tinha que clicar.
Blogar, twitar... todas as formas de comunicação via web valem. Pra tudo. Desde que você se permita “aparecer”, “se envolver”. E ela está sempre aberta para novas experiências, vivências. Histórias como a sua nos fazem ver como essa teia é benéfica e só tem a acrescentar em nossas vidas.
Bjbjbjbjs.

Rejane Neves-Souza disse...

Gostei da matéria e especialmente do seu blog. Só que foi a reportagem me trouxe aqui e "conheci" vc virtualmente.
Acredito que as redes de relacionamento virtuais sendo usadas para o bem, para divulgar informações e assim esclarecer as pessoas são muito saudáveis.

Cristiane disse...

Olá, Lulu

Que ótimo que vc gostou da matéria. Na Psicanálise, é correto dizer "objeto transacional", assim como "objeto transicional". Ambas as formas são aceitas. Usei "transacional" para ser fiel ao que a psicanalista entrevistada disse. Aqui nesse link vc encontra um estudo no qual a palavra "transacional" também é usada. Ela aparece no décimo nono parágrafo.

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-14982003000100005

Um beijo,
Cristiane Segatto

Eliane p Rejane disse...

Salve Rejane. Salve. Que bom que gostou do Blog.
ainda existe muita gente do bem não é? Na rede e na vida.

Eliane Furtado disse...

E nosso encontro na rede depois de tanto tempo e tantos encontros com Lielzo ksskskks.
Tudo fantástico. Difícil é o pessoal um pouquinho mais maduro ficar se atualizando o tempo todo.
Que bom que gostou tb. A matéria está ótima mesmo.Aplausos para nossa Cristiane.

Kiki disse...

Olha que coisa boa!!!! Lili vou pedir a nossa amiga Flora para explicar para Cristiane que são as Amigas do Bem e depois, se precisar, entro com o meu recado.......pq sempre tenho de falar sobre os multirresistentes ne?

Flora disse...

Lili, adorei sua materia.. sábia tanto como dos sábios..
Quando vc cita "amigas do Bem": este grupo surgiu comigo e Julci Caiado há 11 anos na formação de grupo de amigas com o objetivo de promover ações de melhoria de qualidade de vida,neste sentido estamos sempre a serviço de todos que precisam de algum apoio.bjus

LULU para CRISTIANE disse...

Oi, Cristiane,
Prazer enorme em receber uma mensagem sua. Eu sei que tanto se pode usar "objeto transacional" como "objeto transicional", é que eu quis tirar uma brincadeira com a Eliane fazendo de um jogo de palavras: transicional (de transição, envolvendo o estágio do bebê) e transacional (de transa, envolvendo o Barry)...
Beijos, querida, fiquei sua fã lendo a matéria!

Eliane Furtado disse...

Transa com Barry ?KSKSKKSKSKS
Ui meus sinais. Mas não vai rolar, não vai ksksksksks
Kiki minha predileção é por morenos. Morenos. ksskskksksks
Mas dançar no palco...
Quem sabe a assessoria vai ler a Época para ele?

Eliane Furtado disse...

SAIS, SAIS KSKSKSKSSK QUE SINAIS QUE NADA Lulu!
Oi Flora, puxa que maravilha ver vc por aqui. Vivam as amigas do bem e de bem!