quinta-feira, 20 de maio de 2010

Boca fechada...


As pessoas falam demais. Eu também falo demais, às vêzes. Espontaneidade, facilidade em se comunicar, vontade de se expressar, carência ou simplesmente falta de dicernimento.
Há muitos e muitos anos fui fazer uma entrevista, pela TV Manchete, com um dos atores mais importantes do nosso "cast" hoje. Ali aprendi uma grande lição. Cuidado com formulação das perguntas. Minha mãe sempre me chamava a atenção repetindo o conhecido ditado "boca fechada não entra mosca." Mas falar me levou à comunicação. Mas mesmo estando livre para me comunicar entendi algumas regrinhas básicas.
Na entrevista, que foi ótima, pergunto -entre tantas coisas - o trivial: " você tem namorada, quer casar, quer filhos?" E ele disse sim. Quando a gravação terminou, educadamente ele pediu para refazer a resposta "namorada" e me explicou que iria magoar o companheiro com a outra resposta. Segurei a onda e civilizadamente falei para Straus, meu cinegrafista :" Vamos refazer."
A matéria ficou ótima, foi ar e aplaudida. E esta história me acompanha em palestras, salas de aula e pensamentos.
Nos dias de hoje -de novas tecnologias e valores - é preciso ter cautela com as perguntas. "Qual a sua idade, é seu filho, é sua esposa, é sua amiga, sua irmã, é seu colega de faculdade?" Idades são enigmas, filho pode ser marido ou filho temporão e não neto. Irmã pode ser par e colega de faculdade também cheio de cores.
Ontem fiquei olhando uma linda senhora, educada e gentil, totalmemte sem noção -eu acho- que me perguntou se eu tinha já setenta anos. Falei que faltava apenas um ano ( não resisti) Ela engoliu e retrucou :"Então a senhora ainda paga inteira." Quem me conhece está rindo aí, não é?
Ela me deixou pensativa: estou mesmo aparentando 70 aninhos ou a pergunta deveria ser:
-"Por favor, identidade, carteirinha..."
Hoje vou voltar lá e mostrar meu papel preferencial, sem idade. kskskskksksks. E dizer para ela que será maravilhoso se eu chegar aos 70 anos com toda esta luta. Não importa com que aparência.
Continuem rindo. Faz bem. Beijos. Eu estou indo dar uma recauchutada neste rostinho cansado.
Bom dia!

12 comentários:

Papoula Baby disse...

Afffffffffffffffffffffffff realmente o que tem de gente sem noção não está no gibi.
Ou esta criatura é cega, vesga, zarolha ou é totalmente lelé ou será q vc tem mesmo 70 anos?fala sérioooooooooooo! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk e ainda diz que eu sou mais velha kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ela nem me perguntou a idade ou seja, estou enxutinha e vc ... dia lindooooooo como vc, mil bitoqwuinhas sabor pessegada.

Lulu disse...

Será, Eliane, que ela não perguntou se você já tinha 60? Porque, pelo Estatuto do Idoso, a partir dessa idade a gente passa a ter certos privilégios, como por exemplo, pagar meia entrada em cinemas e teatros. Como tem muita gente por aí de 60, 65, 70 anos de cara esticada, às vezes alguém pergunta só para garantir o direito. Eu, por exemplo, não tenho o menor escrúpulo em ir para a fila dos idosos, até acho ótimo, mas tenho uma prima que tem 65 anos que não vai nem por decreto... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Mas não, Eliane, você não tem cara nem de 60, quanto mais de 70... rsrsrsrsrsrs... eu até lhe dava menos idade do que você realmente tem! Você tem um brilho nos olhos, uma alegria de viver estampada na fisionomia, uma jovialidade em seu jeito de ser que, pelo menos nas fotos, você aparenta estar chegando agora aos 50....
Tenham todos um lindo e proveitoso dia, com muita saúde, paz e alegria.
Beijos mil!

Eliane Furtado disse...

Querida. vc pensa que sabe a minha idade, pensa... esqueça isto. Nem sessenta, nem cinquenta, nem setenta.
Artistas, personalidades, jornalistas não tem idade cronológica.
Meu passaporte não tem idade. É meu papel de preferência internacional assinada pelos meus craques. skskskksks
Fui sempre a caçula do Assunção, prodigío e a turminha do Rio sabe disso. Pra que fui tocar neste assunto?
E digo mais. Meu onco odeia que eu fure fila. Afinal nem pareço ksksksksks

Eliane Furtado disse...

Papoula Baby, a mulher ficou sua fã. Mas hoje, se Deus quiser, vc será barrada. ksksskskskskks
Chiquinha tá de olho!

jungleworldcitizen disse...

Eu acho graça das perguntas sem noção e geralmente respondo com alguma palhaçadinha, sem ofender :)
Não sou perfeita e gosto de ser reservada, acho que não faço esse tipo de pergunta e me enrolo toda quando alguém provoca com algo do tipo: "Que idade você acha que eu tenho"? hehehhehe
Beijo, gostei do seu blog! (encontrei depois de ler no site da Época) :)

Eliane Furtado disse...

Minha nova parceira e seguidora. Posso chama-la então de Jungle?
Vc tem sorte em ser reservada. Eu sempre me arrebento por ser tão comunicativa. ksksksks Em todos os setores. E às vêzes as coisas se voltam contra mim.
Mas nada disso é importante não é?¹ É apenas um molho na vida de contadora de histórias.
O bom é este congraçamento, novas relações, as antigas queridas e a saúde.
Esqueci do amor? Ah o amor...
Fique entre nós. Não suma.

Bubby disse...

Eliane e Blog,

Bom dia!!

Aprendi que quem fala o que quer ouve o que não quer! rssss

Hoje penso duas ou talvez três vezes antes de falar, o difícil é saber quando calar e quando falar, esse tal “time” é complicado.

Termos lições aprendidas em episódios passados nos nossos currículos não tem preço, o difícil é discernir o que fazer em novas situações!

Então, antes de qualquer reunião de negócios, estude muito sobre os temas e objetivos da reunião e, com certeza o sucesso é inevitável.

Bubby sabe Bubby diz!

Eliane Furtado disse...

Bubby sabe tudo. Nada como a maturidade...ksksksksks Maturidade!
Abração Bubby.

Flora disse...

Queria Lili,
Aplique sua msgs que me encantou:!"deixa fluir" o importante é como vc se senti... alegre...produtiva..forte...guerreira... qdo li o tit. Boca fechada pessei que vc iria falar de todas estas campanhas alimentares.rs
Idade é que a que sentimos... para ilustrar vou contar um fato: Meu filho (26 anos) ao chegar em casa observou que eu tinha mudado o cabelo, colocado uma franjinha... e falou: "mãe franjinha é pra quem tem 30 anos"... e eu camalmente respondi: " quem disse a vc que eu não tenho 30 anos!!! querido é como sua mãe se senti em plenos 30 anos bem vividos... rs
bjusssssss

Maria Cecile disse...

Fala sério, Eliane. Acho que ela estava curtindo com vc. E vc foi bem generosa quando respondeu a ela. rsrsrs
E que saia justa na entrevista. Hoje em dia a gente tem que tomar muito cuidado com o que fala pois nunca se sabe. Ao invés de nos metermos numa saia justa alguém pode é rodar a baiana conosco. Fiquemos então com uma saia godê. rsrsrs, nem tão justa nem tão grande.
bjkitas;

Eliane Furtado disse...

Mas vc tem trinta mesmo não é Florit a?! Filho de 26?
Não acreditooooooo.
Flora, vc está certíssima. Idade é como a gente sente. Dependendo do dia me sinto com 18 ksksksksksks.

Eliane Furtado disse...

Olha Cecile querida, a senhorinha está frita.Já me confidenciaram que ela faz isto com muita gente. kskssksksksk
Deve ser distração ksksksksksks
A gente supera tudo. Quase tudo não é bonitona?!