quarta-feira, 24 de março de 2010

Uma nova página no campo de batalha


Minha vida tem sido um campo de batalha. E estou em um momento perigoso. De extremo cansaço. Desânimo nunca. Mas ando balançando. Acho que chega um momento que bate o cansaço. Ainda mais quando a gente pensa que está " dando murro em ponto de faca. " A expressão é o mesmo que insistir, persistir em algo que se tem quase a certeza de que nao vai mudar. Diriam meus médicos, mas você está aqui! Estamos conseguindo. Não tenho dúvida disso. Não estou falando do "inesperado." Mas tudo que está em torno dele: Burocracias, rotinas de papéis, de exames, advogados, planos de saúde. Ainda falta muito para que os planos funcionem de acordo com as necessidades de seus clientes. Muito mesmo. Conheço pessoas que só podem se tratar com liminares. Algumas fazem isto há cinco anos. Um desgate. E pagam planos de mais de 3 mil reais. Planos são empresas e nós só interessamos a elas quando damos lucros. Ou seja, não damos despesas. Quem não pode pagar um seguro de saúde, é obrigado a conviver com este universo maquiavélico. Um joguinho de quebra braço. Aquele onde a força é o que vale. De um lado, um batalhão de profissionais especializados em negar tudo. Do outro, você, de cabeça cheia tentando agir com frieza. Bem, mas " não há mal que sempre dure e bem que nunca se acabe."
Curioso é que sempre que as minhas pernas balançam, surge uma boa notícia. Daquelas que mostram que temos que lutar e prosseguir. Um incentivo.
Desta vez , e mais uma vez, veio da Hama Editora. A minha nova página está no ar. Mas não reparem porque ela ainda passa por ajustes. Entrem e olhem.
Um presente da Hama, da Rosângela e de toda equipe da minha editora.
Diante disso, dos mimos, de novos trabalhos e da dedicação de Dr.Daniel Herchenhorn e seu comprometimento comigo, não vejo outro jeito. Lá vou eu enfrentar a burocracia. De página nova e com a turma da Radio Globo me esperando para mais uma farra no Programa do Canázio. E agora com o carro me pegando na porta. Reclamar de quê?
Bom dia amigos. Quarta de desafios. E daí? Vamos enfrentá-los.
Aguardo vocês no endereço: www.hamaeditora.com.br/elianefurtado
beijos e abraços muito apertados.

13 comentários:

Silvana disse...

Lili querida nesta horas palavras escritas e ditas são como vento, nos resfrescam momentaneamente, nos lambem por foram e não nos refrescam por dentro. Então ouça essa música. Beijos e abraços apertados.

http://www.youtube.com/watch?v=FCju3K6fTRs

Zel Bengalinha disse...

Alô, alô, Sampa chamando Rio!
Bom dia Blog!

Eliane querida e colega de inesperado, sei bem o que é isso...
O cansaço, a impressão de que a luta é em vão, o desgaste com a burocracia e a injustiça aos nossos direitos, e tantos outros sentimentos que povoam nosso coração...
Mas querida amiga, se me permite reforçar, DON'T EVER GIVE UP!!!!!

Embora nossa vida esteja um tantão pesada, estamos aqui vivas, somos produtivas, úteis para conosco, familiares e para a sociedade.

Silvana tem razão, palavras escritas e ditas são como o vento...
Você é forte e determinada mas é humana e o cansaço abate mas só Deus é quem sabe de nós.

Beijo grande, querida e um abraço apertado, com energias paulistanas!
Zel

Dragão, beijão procê também!

Papoula disse...

É isto mesmo Lilizinha, SÓ DEUS SABE TUDO e certamente vcs GUERREIRAS DO INESPERADO tem uma atenção especial dos CÉUS!

Tá cansadinha??? Pare, respire fundo, reze e entregue a DEUS todos os seus problemas pq ELE vai te encaminhar!

Beijins carinhosos p vc, Francana do Leme e Zel Bengalinha

Eliane p/Sil disse...

Oi querida Sil, estou tentando o link e não consigo. Posta aqui o nome da música . Eu procuro no You Tube. Vou adorar ouvir.

Eliane p/Zel disse...

Minha querida Zel, não sei se a luta é em vão. Acho que não.
Mas nos útlimos dias tento reunir todas as forças para prosseguir.
Um beijo querida. Um beijo de fé.

Lili p/Papoula disse...

Papoulinha, tá na hora de outra diversão...

Silvana disse...

Lili é esta a música. Beijoooooooooooosssssssssssssssssss
La Forza della vita - Renato Russo

Maria "A Carioca" disse...

......"Quando perco a fé
Fico sem controle, e me sinto mal, sem esperança e ao meu redor, a inveja vai fazendo as pessoas se odiarem mais.
Me sinto só, mas sei que não estou,pois levo você no pensamento
Meu medo se vai, recupero a fé e sinto que algum dia, ainda vou te ver, cedo ou tarde"......
esta letra é de uma musica que gosto muito. A continuação é por minha conta:
Totalmente Curada de tudo.
Bjão bem grande da little duck

Alexandre F Maurity disse...

Silvana,

Bela música!!

Vera Henke disse...

Olá Eliane!
Parabéns,pela página,pela postagem e pela demonstração de garra mais uma vez.
Silvana a música é linda encontrei a tradução,pq muitas palavras não entendo e esta música diz muito"Sejamos fortes , estamos VIVAS"
Bjs
Vera

Fátima disse...

Eu sei que pra nós, suas amigas é fácil exigir de vc uma força extra, superior,pq afinal queremos vc assim.Forte!Inteligente e bem humorada!Difícil as vezes fazer nossas vontades,né...
Tenta! Tenta!

Renata disse...

às vezes parece que enchergamos a vida em tons pastéis, mas é preciso piscar, para que possamos rever em cores vivas.
Grande abraço.

Elianep/Sil e amigos disse...

Silvana vc e Renato Russo inspiraram este tópico. Que bela música, que letra...
Obrigada por me lembrar que há uma vontade e mais...que sempre haverá uma saída.
Por isto que não fecho este Blog, ele é um remédio doce e curativo.
A todos meus amigos e à Renata, de BH, obrigada pela visita.