quarta-feira, 3 de março de 2010

Meninos, eu vi. E vivi!


Não sou espírita. Mas conheço bem a doutrina. Aprendi observando minha tia Hilda, primas amadas, a vida e algumas amigas minhas das mais queridas. Sou uma privilegiada. Sempre canto esta bola. Porque sou cercada por várias demonstrações de fé. Como jornalista tive a oportunidade de conviver com pessoas que me ensinaram muito neste campo. E que me intrigaram. Chico Xavier foi uma destas pessoas. Eu passei uma semana ao lado do médium em 1983. Fui enviada porque a repórter da Manchete em Belo Horizonte não conseguia chegar perto dele. Fui colaborar. Ao lado do experiente cinegrafista Amauri Paulino, segui para Uberaba, Minas Gerais. Não fiz uma reportagem. Fiz um programa inteiro. Amauri foi fundamental para conseguirmos este feito. Passamos alguns dias no Triângulo Mineiro ao lado dele e do filho Eurípedes. Em casa, na fila da distribuição de pães com os pobres, conversando com seus seguidores, observando a cidade e algumas noites no Centro Espírita. Foi muito, mas muito interessante presenciar tudo que vi.
Um dos meus maiores lamentos na vida é que foi um dos únicos videos que não consegui salvar na minha emissora depois que ela fechou. Ainda procuro alguém que tenha gravado. As fotos? Nem me perguntem. Fico arrasada em pensar que não sei onde estão...Preciso ligar para Amauri. Mas cinegrafistas não guardam nada!
Vai ver que era para ser assim. Alguns fatos e momentos devem ser guardados só na alma e no coração. Não são para ser divididos. Assim foi a reportagem com Chico, a nossa conversa. Ao pé do ouvido. Só nossa. E as mãos entrelaçadas, aquele gesto que guardo na lembrança e que ainda sinto.
Este ano se comemora o centenário de Chico, que uns chamam de mito. E oito anos depois de sua morte, leio sobre o filme que vem aí e estréia no dia 2 de abril. Os atores Angelo Antonio e Nelson Xavier interpretarão Chico em duas fases. O filme é baseado no livro de Marcel Souto Maior. Certamente será um sucesso.
Mas sucesso mesmo foi ter a honra de ter feito esta reportagem. De ter convivido, mesmo que só um pouquinho, com um homem de fé!
Bom dia amigos de todo Brasil e do mundo. Com uma fé inabalável, enfrento esta quarta-feira de cabeça erguida. Levo comigo uma das frases de Chico que mais aprecio em sua obra.
"Não há problema que não possa ser solucionado pela paciência."

11 comentários:

Rodrigo disse...

Bom dia querida!!!!

Sem comentários...

Eliane disse...

Isto significa que gostou?
Bom dia querido Rodrigo.
Postagens curtas são sempre maravilhosas também.

Alexandre F Maurity disse...

Eliane,

Foi uma pena a Manchete ter fechado e o acervo jornalistico e de produção ficarem perdidos, esquecidos ou com alguem, quem sabe?

Fico pensando, a emoção de ter feito essa matéria, mesmo não sendo espírita, mas o fato de ter convivido com ele, repito o que Rodrigo disse, sem comentários!

Você é uma mulher privilegiada.

Bjs,

Papoula e O VENTO rs,rs,r,rs,rs disse...

Bommmmmmm diaaaaaaaaaaaaaa queriduxa, O VENTO já passou p aí?rs,sr,rs,rs,rs,rs... lindo dia, beijinssssssssssssssssssssss

Hospital do Rio disse...

Querida Lili,

Sei que hoje é um dia muito difícil para vc e por isso estava me sentindo muito triste mas quando abri o blog e vi a sua postagem percebi que não podemos desistir nunca. A frase de hoje caiu como uma luva para todas as questões com que venho lutando. Obrigada minha querida por vc existir, estar entre nós e ter tanta sensibilidade. Força! Estamos numa corrente de luz para vc.
Bjssssssssss
Pima Rê

Elaine disse...

Paciência... tem que ter muita paciência... principalmente quando se vê um bando de enfermeiras correndo!!!!!!!!!!! risos risos risos risos risos

Maurity o acervo ficou com alguém? Teriam que ver isto porque isto pertence a sociedade. Neste acervo tem a história de uma época, o qual a população tem que ter acesso

bjs super carinhosos
Elaine

Eliane p/Elaine disse...

Enfermeiras só? Hahahahahah
E os olhares? E o bate papo insuportável e descrições. Não me encaixo mesmo Hahahahahah
Precisamos ir juntas para tocar um terror "nestas profissionais."

Eliane e o alô para todos disse...

Boa tarde Maurity, amigo de luz, Piminha Boa e carinhosa, Dragão voador e piadista.
Um dia conto pessoal...o que o vento levou!
Qualquer hora, leva é ela. Haja paciência para piadinhas ksksksksks
Só rezando.

Vera Henke disse...

Boa noite Eliane.
Boa noite blog.
Chico Xavier, homem de fé, generoso, simples, sapiente, forte, caridoso,em fim um grande HOMEM.
Bjs
Vera

Lulu disse...

Eu também gosto muito da doutrina espírita. Acho demais a máxima dessa doutrina: "fora da caridade não há salvação". Há algum tempo cheguei até a frequentar centros espíritas. Por duas vezes tive a oportunidade de ver espíritos: quando minha filha mais velha nasceu, certa madrugada eu acordei e vi uma mulher ajoelhada junto ao berço dela, que era ao lado da minha cama, olhando-a através das grades. Outra vez, meu segundo filho vinha, também de madrugada, em direção ao meu quarto para subir em minha cama, bêbado de sono, coçando os olhinhos, e eu vi alguém atrás acompanhando-o, com os braços estendidos ao redor dele, como que protegendo-o para que ele não batesse em algum obstáculo. Cheguei a ver outras vezes, mas estas duas foram a que mais me marcaram.
Das orações que costumo rezar, a "Prece de Cáritas" é uma das mais bonitas. Extremamente abrangente. O final é lindo: "dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas o espelho onde deverá refletir-se a vossa imagem".
Nossa, Eliane, que privilégio poder ter partilhado desse momento com Chico Xavier. Um grande espírito de luz. Acho que tão cedo não teremos um espírita do quilate dele. Você deve ter se sentido iluminada...
Um milhão de beijos para todos, tenham uma boa noite, bons sonhos.

Eliane disse...

Bom dia Lulu. Bom dia Vera.
Há que se ter fé. Em alguém, alguma coisa, e na gente mesmo.
Gosto muito desta palavra. Aliás adoro palavras curtinhas.
Fé é uma delas.
Hoje, o Blog mergulha no factual, no dia a dia , como chamamos no jornalismo.
Ah que saudade das redações, das reportagens.
Ai ai.
Espero vcs e todos por lá.