segunda-feira, 13 de setembro de 2010

A difícil arte de dizer NÃO


É difícil dizer não. Pelo menos para algumas pessoas como eu. Você não quer fazer uma coisa de jeito nenhum, mas acaba dizendo sim para agradar...ao outro. Aos outros. Ir à uma festa, um encontro, sair com determinadas pessoas, almoçar com outras em pleno domingo. E ir aos aniversários? Ah Senhor. Estou falando de coisas simples, mas por trás...tem cada chumbo grosso...
Já analisei esta história de não conseguir dizer não. Dizemos "sim" por carência? No meu caso não é possível! Tive pai, mãe, avó, tios, primos, infância, boa educação, boa vida. Será? Talvez digamos sim para sermos aceitos em grupos, ter uma imagem simpática. Ah isto sim! E o pior: para agradar, agradar, agradar. E também para retribuir.
Pior mesmo é quando você tenta agradar, tenta ser simpático, tentar chegar junto, mas não consegue. Maior frustração. Já aconteceu comigo com pessoas próximas.
Se a gente conseguisse dizer "não" com mais facilidade, talvez várias situações pudessem ser evitadas. Tentar agradar a si mesmo não tem nada demais. Mas é difícil algumas pessoas entenderem. E difícil também chegar a este equilíbrio de saber dizer não. As pessoas ficam magoadas, sentidas e você fica olhando de boca aberta. Eu já venci algumas etapas, mas ainda tenho um longo caminho de aprendizado pela frente. Eu disse longo? kskskskksksksksks Só eu mesma.
Uma boa segunda-feira. Que tudo corra bem com "nãos e sims" em equilíbrio.

28 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Até meus 20 anos de idade eu não sabia dizer não, por pura carência e medo de não se aceita! Depois eu fui vendo que mesmo quando eu dizia sim pra tudo, eu desagradava alguém! Então vi que aquela máxima de que nem Jesus agradou a todos é verdadeira!

Fui exercitando o não e hoje em dia falo com uma facilidade monstra! Sempre tendo em mente que nunca vou agradar a todos, então que pelo menos agrade a mim, já que tenho que conviver comigo mesma o tempo todo!

Beijocas

Eliane Furtado disse...

Parabéns! Eu continuo exercitando. Mas quando consigo, sinto a maior paz. Esta história de agradar todo mundo não enlouquece?
Boa semana querida.

Chica disse...

Sabe,Eliane...eu perdi,deixei pra trás a fase de nãosaber dizer NÃO...

A vida e sua fragilidade,me mostraram que nãoprecisamos nos forçar à situações bobas que nãomais gstamos. Assim,só vou à festa SE e QUANDO estou com vontade. Podem me chamar de nojenta,antipática, mas se estou a fim de ficar de cara lavada,havaianas,ninguém me pega pra frescuradas.

Meu marido entrou nessa comigo e sei descartar convites na tampa,na lata!rsrs


Uma lindasemana,tudo de bom,chica

Papoula feliz sabe dizer NÃOOOOOOO disse...

Bonjourrrrrrrr a todas poderosas q já bateram o ponto hoje e é isto aí meninas, saber dizer NÃO no momento certo é maravilhosooooooooooooo, nos deixa com a alma lavada pq é chatérrimoooooooooo pq ficar sempre no SIM QUERIDA, SIM QUERIDO, enche o saco e dizer não em determinados momentos é necessário para mostrarmos nossa posição sobre qq assunto e quem realmente gosta de nós, VAI ENTENDER e se não entender, SORRY mas eu ficarei feliz assim e não por abanar a cabecinha como uma vaquinha de presépio e morrer infeliz , PUNTO E BASTA!
Semaninha ILUMINADA para os blogueiros do blog mais charmoso do planeta, INTÉ!

Cecile Azambuja disse...

Bom dia blog da alegria!
Dizer não é mt chato, não é! Eu gostaria de agradar a todos, mas não é assim que funciona.
Depois que tive filho, aprendi a ser mais objetiva nas minhas escolhas, a optar pelo que vai me fazer bem (física ou emocionalmente) do que agradar o outro e claro, sem prejudicar o outro. Se não, tb não tem sentido. Mas é só saber falar, procurar explicar o "não" que não tem mistério.

Um beijo de boa segunda feira para ti e para todos, Eliane.
bjbjbjbjbj.

Eliane Furtado disse...

Oi Chica, dar um alívio enorme dizer Não e descartar convites chatérrimos não é mesmo?!
Acho que só a maturidade faz a gente conseguir isto. bj

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Eliane querida,

Meninas do Blog mais charmoso e feminino do Brasil.

Concordo com muita coisa que já foi dita e, SIM, considero que um não bem aplicado consegue milagres. Porém, discordo em vários pontos; Então, que fique claro que minha postagem NÃO TEM A INTENÇÃO, EM ABSOLUTO de confrontar nenhuma opinião.

O título da postagem não poderia ser melhor: "a difícil ARTE de DIZER NÃO".

Vou advogar um pouco para o diabo (se me permitem).

O não consecutivo, o não fácil e simples é parente próximo do egoísmo, senão casado com ele.

Algumas pessoas estão tão enormemente envolvidas com os próprios umbigos que o NÃO sai de suas bocas como elogios a si mesmas. Por conta da facilidade extrema que têm de dizer a palavra, usam-na indiscriminadamente para evitar ABSOLUTAMENTE TUDO que não as satisfaça em 100%.

Bom, daí, se queixam (embora garantam que não) quando as pessoas começam a evitá-las, os convites deixam de ser frequentes, sua ausência deixa de ser lastimada etc. etc. etc. Habituadas a dizer NÃO constroem em torno de si barreiras que, com o tempo, as pessoas deixam de querer ultrapassar.

E por conta do NÃO ser a principal maquiagem de seus lábios, começam a perder oportunidades. Oportunidade de descobrir que aquela festa, que de antemão parecia chatérrima, se tornou uma grande surpresa; oportunidade de estender à mão ao inconveniente e deixá-lo, convenientemente, lhe estender a mão de volta em momentos de necessidade; oportunidade de enxergar o piercing do umbigo alheio e ver que ele é mais bonito que o do seu...

Enfim, o ato de dizer não é realmente uma arte; por isso é tão difícil. Por isso não deve ser banalizado. É quase como uma "Guernica" uma "Nonalisa" ou um "Sonho provocado pelo voo da abelha". Requer talento, conhecimento e auto-conhecimento, senão não vai passar de rascunho.

Um rascunho mal acabado de nosso próprio egoísmo...

Como disse antes, advoguei para o diabo, portanto...

(Não vou me queixar se receber pedradas... rsrsrsrsrsrs).

Super beijo a todas.

AGNALDO NO ESPELHO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lulu disse...

Ihhhh... eu era uma das que não conseguia dizer não. Vendedores de enciclopédias me adoravam! Até cartão de crédito oferecido por telefone eu aceitava. Bastava meia dúzia de argumentos e lá ia eu dizendo sim....rsrsrsrsrsrsrsrs
Mas depois de um tempo você aprende a dizer não. As porradas da vida ensinam e fortalecem, e você acaba constatando que quando a gente é besta, os cavalos montam... Hoje, apesar de uma certo ranço de relutância, eu consigo exercer esse sagrado direito de dizer não...
Beijos mil, tenham todos uma excelente segunda-feira e uma semana proveitosa e feliz.

Eliane Furtado disse...

Cecile, talvez dizer NÂO a algumas pessoas queridas seja mais chato ainda. Enfim...

Eliane Furtado disse...

Sei que foi um elogio, querido Agnaldo. Mas não quero, não quero e não quero! Este Blog é dos lordes -tem muitos ( só que tímidos- já viu nos seguidores?)- dos coloridos e afins e das meninas. De todos.
é que você é um homem corajoso e sensível, como gostamos.
Bom dia querido.

Eliane Furtado disse...

Papoulete, duvido que vc diga Não apra algumas pessoas. DUVIDO.

Eliane Furtado disse...

Vendedores de enciclopédia kskskskskskskskks Esta foi a melhor de todas LULU. kskskskskksksk

PAPOULA , SIM para OS ESPECIALÍSSIMOSSSSSSSS disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk é verdade mas somente para ALGUMA PESSOAS MTOOOOOOOOO ESPECIAIS , não dá mesmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Anônimo disse...

NÃO, NÃO E NÃO !

Fatinha disse...

Ah! Quantos nãos!!!
Tem uns fáceis.Lulu, pro cara de enciclopédia e muuuito fácil! rsrsrs
Com desconhecidos em geral...ah ...tranquilo...
Os amigos tambem não é difícil,pq nos entendem.Na verdade eu acho pior o "conhecido",naõ sabemos a reação .
Agora, tenho que dar razão ao Agnaldo , as vezes perdemos muito com a mania de rígidas escolhas e exesso de nãos!Quanta coisa ...é verdade!
O sim, nos traz mais riscos...mas se não arriscarmos...ficamos na mesmice chatinha e sem surpresas.

Maria "A Carioca" disse...

Boa Tardeeeeee!!!!!!
Eu vou começar dizendo SIM a sua questão. Seu caminho e longo siiiimmmmm. Vai ter que aguentar toda esta coisa mais tempo de agradar, agradar, agradar.kkkkkkkkkk Tá pensando que vai ter moleza????
O lance é que passamos mais tempo querendo atender as expectativas dos outros, do que as nossas. Aí.....já viu. Tem que dizer sim, ir a tudo, blábláblábláblá. O julgamento é muito temido. Mas nós mesmos julgamos, falamos, daqueles que são autenticos e dizem não para conceitos sociais, não é assim? É a vida. Atendemos os outros para sermos atendidos. E o mais louco nisso tudo é que ninguem no fundo é feliz. Todos nós posamos para a foto boa parte da vida.
bjsbjsbjs para vc!!!!! saudades.....to esperando o pic nic no Leblon????????

Cecile Azambuja disse...

Eliane, quando a pessoa é querida é difícil mesmo dizer não. Mas eu particularmente, não me incomodo de ouvir "não". Eu aceito na boa. Fico na dúvida quando sou eu que digo, se a pessoa ficou chateada ou não. Mas faz parte. Se eu fosse perfeita... acho que não estaria aqui. Já tinha virado anja, rsrsrs.

beijos bejios beijos...

Cristina disse...

Eliane

Concordo com você, é difícil dizer não para algumas pessoas. Hoje até consigo, mas fico remoendo a situação, também não resolve não é? Mas Agnaldo coloca bem a questão de dizer não para tudo, não cedendo ou só vendo o próprio umbigo. Eta questão difícil! Uma boa semana para todos e um abraço para vc Eliane! Bjsss

Serpente d´água disse...

Digo "não" com extrema dificuldade e normalmente me sinto culpada depois!! Mas é nosso direito, não é? Estar sem vontade de isso ou aquilo? Pior do que dizer não é notar que não aceitam nossa negativa!! Às vezes a pessoa quer nos dar um prazer e não consegue enxergar que não é o momento adequado. E aí, lá vamos nos nos arrastando, ansiando por aquela roupinha largadinha, um programa na tv, sem ter que conversar com ninguém! Não é egoísmo, é necessidade. Por outro lado, muitas vezes a pessoa que convida e não aceita recusa quer estar bem consigo mesma. Realmente dizer não é uma arte.

Flor de Lótus disse...

Oi,Eliane!Td bem?em primeiro lugar tu falou que eu estve no GNT, nossa quem me dera, escrever para mim por enquanto é só um hobby,mas quem sabe um dia eu chego lá não é mesmo?
Quanto a dizer não também tenho muita dificuldade acho que todos nós temos, é uma questão de educação bom senso sei lá formalidades mil, o problema é que muitas vezes acabamos dizendo não a nós mesmos nos desrespeitando por medo da rejeição.
Boa semana!
Beijosss

Vera do sulllll disse...

Boa noite Eliane e blog!
Também vou dar meu "pitaco"... sou daquelas que não consegue dizer não,às vezes penso...repenso e digo sim nem que para isso eu precise recorrer a dormir menos, correr mais para realizar as tarefas e dar atenção "aquela vizinha". Meu maior problema é no emprestar....Você compra, busca, vai atrás e depois pedem emprestado para copiar,para ler,
porque está faltando ervilha, tomate ....enfim revistas, livros que eu gosto,não digo "não", mas anoto na agenda, na frente da pessoa. Quanto a outros "nãos"para festas etc digo com mais facilidade, afinal convite não é intimação...
Bjs de boa noite

a vizinha disse...

AH ... a arte de dizer não sem magoar ! Já ouvi mil "nãos" ditos de pessoas queridas... que eu supunha queridas. Me magoaram muito. Hoje sou eu que digo numa boa. Se não quero digo NÃO, sem pestanejar. Estou cada vez mais na fase dele...

a vizinha disse...

Mas o melhor mesmo é aquele NÃO querendo dizer SIM !!!! todos nós passamos por ele.

Mª do Rosario - Ro disse...

Oi Eliane, já disse muito sim para ser aceita, incluída, etc...
Hoje procuro avaliar diante de um convite "mala" e me dar o direito de um "Não".
Não para filho é um caso sério, mas muito necessário quase sempre.
Bem, como este blog é irresistivel, aproveito para mandar um beijo para todas as amigas pois ando meio lenta, com visitas e post.

Murillo disse...

Ih, nem me fala. Eu sou desses.
Eu sou ainda pior, sou desses tapados que as pessoas fazem de gato e sapato. Seu eu pudesse dizer não... se eu conseguisse, ia me frustrar bem menos com a vida, me irriaria menos e me odiaria menos.

IsaLenca disse...

SIM, passei para dar um beijinho.

Não? Eu digo muitas vezes. O importante mesmo é saber dizer nas alturas certas o que nem sempre é fácil. Mas não é impossível.

Equilíbrio entre o sim e o não: vamos (re)aprendendo todos os dias.

Eliane Furtado disse...

Olá olá bom dia. Puxa quantas visitas. Ontem tive um dia de trabalho. Cheguei exausta e não puder dar aquele alô. E fiquei feliz em ver Murilo, novo amigo, por aqui.
e todas estas auspiciosas visitas que enfeitam est Blog.
Aliás -para as moçoilas- vocês queriam ser uma princesa?
beijos