quarta-feira, 28 de julho de 2010

Viver na luz


"A sensação que tenho é de que meu filho está mais vivo do que nunca. Quem morreu fui eu." Cissa Guimarães.
Bom dia meus leitores amigos. Este desabafo da atriz Cissa Guimarães à uma revista me caiu feito uma bomba. Dor profunda de mãe à parte, fiquei especialmente tocada quando ela diz que "quem morreu fui eu." E fiquei pensando quantas vêzes na vida a gente morre por perder alguém, não necessariamente só pela morte!
Estamos todos os dias perdendo algo. Viver é isto. Conviver com perdas de desejos, de ilusão, de esperança, dos sonhos não realizados. Perder pessoas que tanto amamos.
Morremos sempre aos pouquinhos a cada pequena ou grande dor e frustração. É porque imaginávamos uma coisa, e aí acontece outra. Percebíamos um futuro espetacular, mas...o destino mostrava outro desfecho. Não temos o controle de nada. Do que vai acontecer, da vontade do outro, da felicidade. Uma pena.
A atriz Cissa Guimarães falou mais. Disse que era uma iluminada e que tem pena da família e do atropelador que tirou a vida do filho dela. Porque eles vivem na escuridão, segunda ela.
Pois é. Viver na escuridão deve ser mesmo horrível. Não enxergar as saídas, não exercitar a bondade, a amizade, a solidariedade, a correção. Não deixar um legado de histórias e amor deve ser igual viver nas trevas.
Que a alegre Cissa seja sempre iluminada e confortada. E que a luz de Deus, dos espíritos, ilumine este dia 28 de julho que me traz saudade, e também todos que sofrem, que amam, que desejam realizar. E que esta luz cubra todos os médicos do mundo para que eles falem em nome dos anjos e encontrem soluções onde não vemos.
Um bom dia especial aquelas queridas parceiras que ontem se uniram em linda corrente do terço de orações por mim e me trouxeram a mensagem da "missão."
Bom dia a todos. Sem jogar conversa fora. Vocês -para mim- são iluminados(as). Eu sinto!

24 comentários:

Cecile Az disse...

Eliane, muito lindas as suas palavras. Digo Amém á elas.
Esse jogo de luz e trevas nunca termina.
Que a CissaG. consiga viver na luz, superar essa perda.

Missão, Eliane! Que benção! Você está levando luz a muita gente!

Sempre soube q vc era iluminada!
bjs.

Eliane Furtado disse...

Bom dia Cecile. Não me deixe encabulada. Quem sou eu...
Mas espero estar levando e distribuindo meu carinho, minha fé, meu amor.
Na missão já estou acreditando.

Papoula disse...

Rezei e rezo pela Cissa pq no meu entender a dor de perder um filho é como ela diz "quem morreu fui eu",penso assim tb, para esta ferida
não existe medicamento, A FÉ, somente A FÉ fará com que aos poucos ela vá se fechando mas leva as vezes uma vida inteira!
Minha tia Filinha mto amada morreu aos noventa e seis anos, teve nove filhos e perdeu um que estava com 4 aninhos e qd falava nele chorava como se o tivesse perdido ontem, é uma dor sem fim.
Coragem Cissa, Rafael está bem, força querida.

Papoula p Lili A ILUMINADA disse...

Lilizinha, vc está aqui cumprindo uma missão mtooooooooo importante e está pondo a prova a fé de todos nós que te amamos , vc está aqui para nos mostrar que DEUS EXISTE, que ELE houve nossas orações , elas são atendidas e por isto, só por isto você está bem e continuará muito melhor a cada dia pq além das orações o nosso amor por você fazem com que você siga sua vida como se nada estivesse acontecendo e se babear, não tem problema pq todas nós estamos aqui para te dar as mãos e mtooooooooooooo carinhoooooooooooo sempreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!
Vc é prova viva de que MILAGRES ACONTECEM e não podemos duvidar da existência de NOSSO PAI, beijins no seu coração e tenha um dia mto felizzzzzzzzzzzzzzzz, vc é mto amada e admirada.

Vera do sulll disse...

Querida Eliane!
Bom Dia Blog!
Somos conscientes da nossa finitude , mas não da finitude dos nossos filhos.... Eles viverão mais e mais e realizarão aquilo que deixamos de fazer.... Serão a nossa presença no mundo , por isso acho eu que a dor de "mãe" não tem igual, não há palavras para descrever e a sensação de que não há mais chão,não há mais nada que merece a nossa presença aqui... Compreendo muito a Cissa e rezo para que ela consiga superar a SAUDADE, e consiga tocar a sua vida. Me sensibilizo tb coma mãe do atropelador ela deve estar sofrendo igualmete e com a sensação de que não há como protegê-lo... Para vc continuo com meu desejo de que Deus ilumine os médicos e que tudo de certo. E VAI DAR.
Dia triste hoje, sem sol, frio e anunciando chuva, até tempo lembra os 12 anos de falecimento do meu pai.
Bjs

Papoula p Vera do Sullll disse...

Vera querida, tb penso na mãe do atropelador, na tristeza imensaaaaa em ver que nem todos os ensinamentos dela foram absorvidos e colocados em prática, isto dá a ela (isto eu imagino pq acho q seria assim comigo)o pensamento de ter falhado em algum ponto da educaçao do filho, não é mesmo? Mas não acho que os pais falham, os filhos depois de certa idade fazem suas escolhas e infelizmente nem sempre optam pelo melhor caminho e isto para nós pais e mães é uma dor sem fim tbém.
Quem diz que SER MÃE É PADECER NO PARAÍSO está mto enganado, existem momentos de INFERNO como este que esta familia passa, lamentável e que DEUS ilumine esta rapaziada que acham que são os donos do mundo e que não serão punidos pelos seus erros.
Beijinsssssssssssss querida

Eliane Furtado disse...

Boa tarde queridas parceiras Veroca e Papoula.
Bom ter vcs por perto. Sempre.
E melhor ainda quando tem farra. Prometo um tópico de farra amanhã.
Vem cá Papoula, não dá para postar a charge em homenagem à Cecile aqui? Muitos beijos a todas e todos que ainda vão chegar.

"Luz do sol
Que a folha traga e traduz
Em ver de novo
Em folha, em graça
Em vida, em força, em luz..." Caetano

Papoula rsrs,s,rs,sr,sr disse...

rs,rs,sr,sr,sr,rs,sr,rs,sr, tente ver se vc consegue postar,eu não consigo acho que só a dona do blog consegue fazer isto, aquela charge é impagávelllllll e exatamente o que eu penso rs,sr,sr,sr,rs,sr,sr...

Cristina disse...

É Eliane a dor da perda de um filho é incomensurável! Eu convivo com essa dor há algum tempo. Minha linda Marina se foi....Costumo dizer que existe a Cristina antes e outra depois que ela se foi. A ùnica coisa que nos ajuda é a fé em Deus, de que um dia iremos nos encontrar, poi o amor transcende espaço e tempo, é eterno. E quanto a saudade.... essa é o amor que fica! Amor de mãe e filho...inexplicável! Que Deus dê força e paz para Cissa ! E que vc Eliane continue em sua missão de levar tanta alegria e luz ´para os outros, mesmo em meio a lutas em sua vida. Vc é uma guerreira! Que Deus a abençoe! Bjssssssssssssss

Maria "A Carioca" disse...

Que Lindo Eliane!
Vc foi perfeita nas colocacoes. Uma pena tanta gente insistir em viver assim....nas trevas.
Alimentando ressentimentos, magoas, perdendo tempo de vida....deixando de fazer alguem feliz.
As vezes apenas o que queremos e um sorriso....a bandeira branca....aproveitar
Quanta gente nesta vida e zumbi, ne?
Que os anjos iluminem os medicos, mas levem luz aos intransigentes das trevas.
Um beijo

Maria "A Carioca" disse...

Ah! Quanto a missao.....bem isto vc sabe.
Missao de ensinar a fe, a coragem, a determinacao, a humildade em aceitar e enfrentar dignamente o que Deus manda.
Tolos aqueles q não aproveitam a oportunidade de aprender com vc a viver.
E nem pense em esmorecer por isso ou por aquilo. So aceito uns instantes de reclusao, porque ninguem e de ferro, mas não admito q vc me decepcione, ok?
Obrigada por ser esta pessoa amiga, que mesmo nos momentos dificeis, pessoais, esteve sempre a disposicao dos amigos.
Um beijo
Patinha

Eliane Furtado disse...

Linda Cris. Um dia me fale sobre sua Marina. Se quiser e se for bom. Fique com Deus.
Amanhã vamos fazer um psot bem alegre?

Eliane Furtado disse...

Meu Patinho Carioca. Que saudade.
Seu pai está agora no meu Face. Uma alegria. Esta família é uma benção e suas palavras e alegria movem meu mundo. Sempre foi assim.
Prometo lutar. A reclusão por vêzes é necessária.
"Intransigentes das trevas." Execelente!

Maria "A Carioca" disse...

Familia no face? Kkkkkkkkkkk....aff!!!
O outro comentario q vc gostou e pq pensa....quem vive na luz não liga para esta istoria de orgulho, concorda?
A pergunta q não quer calar e:
"Voce quer ser feliz ou re razao"?
E isso.....pata mae!!!!
Bjsbjsbjs e ate o dia 29 com post estilo "vovo Mafalda, Bozo".....

Eliane Furtado disse...

ksskskks Pata Mãe. Não pode se dar confiança a patinhos inteligentes.
Falta só o sobrinho.
kssksk

Papoula byeeeeeeeeeeeeee disse...

Passandoooooooooo p dar um oi mas já saindo, estou conversando com Teresina no Piauí, INTÉ queridocas
to indo p o bate coxa rs,sr,sr,sr,sr,sr...

CHIQUINHA disse...

Seu texto é perfeito, como sempre.
Para mim, a dor da perda de um filho(a)é inenarrável.Como o exemplo da tia da Papoula, vc pode ter 3, 6, 9... Cada filho é ÚNICO.O desabafo da Ciça "quem morreu fui eu" expressa exatamente o sentimento que toma conta de nós:passamos a viver "robotizados", nada faz sentido, nada tem sentido...
Sinceramente não acho que essa dor seja superada,a Força Divina,que age em nós, o carinho dos que nos querem bem e o tempo,nos ensina a CONVIVER com ela.
Vamos continuar fazendo nossas orações por ela, por todos. Ela tem Fé, estava com o terço nas mãos à caminho da missa.
Lili, seus momentos de reclusão são para reabastecer a bateria!rsrsrs Vc merece!

Lulu disse...

Boa noite, pessoal do blog, boa noite Eliane. Eu vi uma matéria na televisão em que aparece a Cissa indo para a Missa de Sétimo do filho... nossa, doeu meu coração vê-la assim tão acabrunhada, a imagem da dor...fez-me lembrar uma frase que li: "as grandes dores são mudas". Ela fez uma colocação que deve ser perfeita: "quem morreu fui eu". Tragédias assim podem fazer com que a pessoa perca a graça de viver.
Tomara que pelo menos este choque de realidade sirva de lição para esses atropeladores irresponsáveis e inconsequentes... a não ser que eles sejam portadores de transtorno de personalidade anti-social, que são aquelas pessoas que se acham acima da lei, não estão nem aí para os direitos e sentimentos dos outros, com quem não conseguem ter a menor empatia, e não têm qualquer sentimento de culpa (fazem sofrer, mas não sofrem). Se assim for, eles vão continuar com seu comportamento irresponsável, sem o menor constrangimento, e ainda provocar mais e mais tragédias e destruir muitas famílias... para mim, pessoas assim não têm o direito de pertencer à espécie humana. São aberrações da natureza.
Beijos, tenham todos uma ótima noite, bons sonhos.

jungleworldcitizen disse...

Egoísticamente, eu confesso que minha mente foge um pouquinho quando se fala em perdas, eu já perdi dois tios queridos e as vezes faço de conta que eles só estão longe mesmo =(
Dói demais! Imagine só perder um filho! Com quem você conviveu praticamente por todo o tempo, a quem passou ensinamentos e encheu de amor até não caber mais =(
Há de se ter muita força.
Muita luz hoje e sempre para todos nós!

Papoula ACORDAAAAAAA LILIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII disse...

Alouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu, TOC, TOC, TOC, TOC, TRIMMMMMMMMMMMMMM, TRIMMMMMMMMMMMM, TRIMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM
ACORDAAAAAAAAAAAAAAAA LILIZINHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

Papoula BLIM BLOM BLIM BLOM disse...

Assimmmmmmmmmmm nãooooooooo é possívellllllllllllll, ACORDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA BABY!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eliane Furtado disse...

É tão bom acordar e ver que à noite e pela madrugada, as queridas postaram...
Chiquinha estamos com vc sempre para amenizar esta saudade irreparável.
Lulu, bom dia. encaremos as tragédias como destino. Suaviza?

Eliane Furtado disse...

Eu te entendo Jungle. Perdas...
Muito chato mesmo!
Papoula, para de zoar postagens sérias. Vai pra praia!

Mônica Miranda disse...

Lili,

Todos nós temos uma missão aqui. Às vezes não sabemos exatamente qual é a nossa, mas você desempenha a sua com muita luz e força. Nós, amigos, sentimos essa energia e nos contagiamos.
Não desejo imaginar a dor da perda de um filho.. Que Deus ilumine a Cissa!
bjss