domingo, 2 de novembro de 2008

Cachorro é tudo de bom!

Este é Kenny Brown Jr., que enfeitou o meu domingo ensolarado e charmoso.

20 comentários:

Rodrigo disse...

Boa noite!!
Domingão bonito hem?! Hoje foi dia de emoções fortes e recordações...
Você já tem idéia (Vera comentou alguma coisa com você em Penedo).
Ela mesma perguntou-me como era esse dia. Na verdade não passa um dia que eu não pense nesse assunto.
Eliane já disse alguma vez que a vida é avassaladora. Já li que vida é o acontece enquanto estamos ocupados fazendo outros planos.
Que bom que seu domingo foi bom e que comentou a nosso respeito (coisas boas né?! - rs).
Beijos, com carinhno, Rodrigo e Vera

Anônimo disse...

ANJOS CANINOS

Existem pessoas que não gostam de cães.
Elas, com certeza, nunca tiveram em sua vida um amigo de quatro patas.
Ou, se tiveram, nunca olharam dentro dos olhos dele para perceber quem estava ali.
Um cão é um anjo que vem ao mundo ensinar amor.
Quem mais dá amor incondicional; amizade, sem pedir nada em troca;
afeição, sem esperar retorno; proteção, sem ganhar nada, e fidelidade 24 horas por dia?
Ah, não me venham com essa de que nossos pais fazem isso,
porque os pais são humanos, se irritam, se afastam...
Um cão nunca se afasta, mesmo quando agredido
vem cabisbaixo pedindo desculpas por algo que talvez nem tenha feito, lambendo nossas mãos, suplicando perdão.
Alguns anjos não possuem asas,
possuem quatro patas, um corpo peludo, nariz de bolinha, orelhas de atenção, olhar aflito e carente.
Apesar dessa aparência, são tão anjos quanto os outros - aqueles com asas -e se dedicam aos seus humanos tanto quanto qualquer anjo costuma dedicar-se.
Que bom seria se todos os humanos pudessem ver a humanidade perfeita de um cão!

Desconheço a autoria

Eliane disse...

Advinha de quem é Kenny Brown?
Durante uma ótima tarde falei do nosso conto.
Estou com alguns prontos. Lindos.
Rodrigo, entendo perfeitamente. Meu pensamento está com você (e Vera)neste dia e sempre, daqui pra frente.
As emoções são assim. Estão presentes e nos rodeando sempre. E são permanentes ao nosso lado. Todas elas estarão estarão escritas. Porque também fazem parte do amor de Rodrigo e de Vera. E de suas vidas. Fique em paz. Uma boa semana. bj na Vera.

Angela disse...

Se um cão fosse seu professor...
Você aprenderia coisas assim:

Quando alguém que você ama chega em casa, corra ao seu encontro.
Nunca perca uma oportunidade
de ir passear de carro.
Permita-se experimentar
o ar fresco do vento no seu rosto.
Mostre aos outros que estão invadindo o seu território.
Tire uma sonequinha no meio do dia
e espreguice antes de levantar.
Corra, pule e brinque todos os dias.
Tente se dar bem com o próximo
e deixe as pessoas te tocarem.
Não morda quando um simples
rosnado resolve a situação.
Em dias quentes, pare e role na grama,beba bastante líquidos
e deite debaixo da sombra de uma árvore.
Quando você estiver feliz,dance e balance todo o seu corpo.
Não importa quantas vezes o outro te magoa,não se sinta culpado...
volte e faça as pazes novamente.
Aproveite o prazer de uma longa caminhada.
Se alimente com gosto e entusiasmo.
Coma só o suficiente.
Seja leal.
Nunca pretenda ser o que você não é.
E o MAIS importante de tudo...
Quando alguém estiver nervoso ou triste,fique em silêncio, fique por perto e mostre que você está ali para confortar.

E nós precisamos aprender isso com um animal que dizem, é irracional!

Autor desconhecido.
Bjs

Eliane disse...

Kenny nasceu quando eu estava em Rezende, alguns anos atrás. Ou melhor, chegou na casa de seus pais e irmão.
Todas as pessoas que normalmente resistem a este afeto - como eu resisti - são supreendidos de forma( como diria meu amigo aí em cima, Rodrigo) avassaladora.
É difícil descrever esta ligação.
É preciso vivê-la para entender. Aliás como tudo.

Eliane p/angela disse...

Sabe Angela, de sábado para domingo, eu estava meio baqueada.
Shiro, meu fiel escudeiro( o mais lindo akita do mundo), deitou no sofá ao meu lado( imagina um cão enorme com a cabeça no meu colo). Pouco depois, sumi da sala, deixando a farra rolar e me recolhi. Ele queria ficar, e eu não o chamei.Mas ele me seguiu.
Adormeci. Acordei sobressaltada e olhei para o lado.Ele estava ali. Me vigiando, velando meu sono, entendendo tudo. Sorri e perguntei:
-"Quem é meu melhor amigo?"
Ele levantou aquele patão e colocou no meu braço.
É isto!

Érica disse...

Eliane,
Acasos não existem , então já que famos de Cães... estou com meu amado Cão novamente em minha casa.è ele passou anos na casa de minha mãe, pois meu filho estava pequeno e moro em um apartamento com uma varanda não muito grande. Mais o Tosh , nome dele, é louco pelo meu marido e começa de tempos em tempos ficar muito triste com saudades , e decidimos neste final de semana lindo pegá-lo para cuidar ... vai ser difícil ele voltar para casa da Vovó ...meu filho e meu marido pedem para ele ficar, são loucos por ele e eu tabém gosto muito dele...vamos ver como será o final feliz dessa história.Por enquanto ele fica!!!
Beijos

eliane disse...

Minha querida e amada parceira de minha nova história.
Não devolve ele não. Ele é seu. Seu afeto, sua escolha, sua responsabilidade.
Tosh não será feliz em nenhum outro lugar.
Eles não ligam para espaço, para aptos ou casas, só ligam para seus donos.
Adorei ver vc. linda e empreendedora. Mas ainda por aqui?
E então vamos aos negócios?
Preciso pagar a turma.
beijos, abraços no Luiz. e viva Tosh que voltou para ficar.

Érica disse...

Amiga,
Pode contar comigo , essa semana vou conversar com o Luiz pessoalmente!!! Depois te ligo.
Vai dar certo... tudo vai dar certo!!! Beijos

Rodrigo disse...

Bem acabei por distrair-me no assunto - cães.
Pois bem temos tres animais em casa
Barão (Setter/Pastor - o nosso guardião), Brida (cooker - afetuosa, temperamental) e Simão (cooker - brincalhão, ciumento, possessivo, ativo, engraçado).
Realmente como é bom tê-los por perto, sabedores de nossos sentimentos, pelo cheiro. Fantástico!
Quando Vera chegou com as crianças, achei que seria uma adaptação difícil e demorada (impossível), dois animais já bastante maduros (Simão à parte).
Mas, eles nos surpreendem de tal forma e rapdido todos se entrosaram. Não há problema, não houve problema. Achamos que somos seus donos. Engam-se os que assim pensam. Nós é pertencemos a eles.
Tchau, boa segunda, a semana promete.
Rodrigo e Vera.

eliane disse...

A semana promete?????// HUM...que maravilha!
By the way...e vocês ainda querem que eu fiquem aí? No chance. Hotel, hotel.
Morro de medo de cachorro. Risos. Sério.
Cachorro só o meu que me ama.
bj boa semana e obrigada pela participação.
Espero vocêS durante a semana.
venham ao Rio. Venham.

Rosana disse...

Linda esta foto, este auau parece demais com a Loló (Lolita) de Joaninha, dps te envio foto dela e do nosso inesquecível Churritos, ontem,muitas saudades, nos lembramos demais daquele sapeca brabinho mas, FIELLLLLLLLLLLLLLL até debaixo de chuva, rs,sr,sr,sr,sr,sr,sr,sr, ...era brabinho mas com Joaninha era SEU PROTETOR, AMIGUINHO, SEU FIEL ESCUDEIRO, eita saudade do bichinho!!!

Eliane disse...

Manda querida. aguardo.

a vizinha disse...

pena não ter um cachorrinho mas amo todos eles e sei da importância de tê-los por perto. Lá em Sta Barbara eles frequentam como voluntários os hospitais da região e levam carinho e tranquilidade pros doentes.

eliane p/todos disse...

Lolita, que lindo nome. Manda a foto.
Érica: claro que vai dar. Tem que dar. Na marra, na luta, superando tudo com a força de vocês. Tem que dar.
A missão está clara.
Oh vizinha e aquele Rot nervoso e adorável? Inesquecível.
V. lembrou bem, todos os animais tem papel terapeutico.
Angela Vettori sempre manda lambidas terapeuticas de Chiquinho.
Kenny ,este daí da foto, é realmente uma graça. Odeia quando o pessoal vai embora. Late, fica agitado e só fica quietinho quando todo mundo senta na sala de novo.
Quem ensinou isto?

Ediana Avelar disse...

Eliane, amigos do blog e os novos amigos Rodrigo e Vera. O Kenny é um cachorro incrível. Como todo cachorro se dedica integralmente a viver ao nosso lado. É um amor puro e desinteressado. São poucos os humanos que têm outros humanos assim. E quem encontra.. recebe um presente de Deus. Beijos Lili.

eliane disse...

Oi Dona do Kenny, era segredo segredo.
Senti muito sua falta nesta noite, no lançamento do livro. Vc. é parte integrante desta história e do marketing da Bloch Editores.
Olha, os outros humanos não sei mas nosso amor -uma pela outra- é assim como de Kenny e Shiro: desinteressado e eterrrrrrrrrrno.

sherlock disse...

Tenho um labrador, nada se compara ao amor de um cão, melhor amigo do homem , fiel sempre!
O meu se chama Thor, meu companheirão.

eLIANE disse...

Thor é um lindo nome. E o seu?

Lulu disse...

Certa vez perguntaram a Helen Keller (célebre escritora americana, que era cega e surda) o que ela gostaria de ver se pudesse enxergar por apenas alguns segundos. Ela respondeu: "gostaria de ver primeiro uma criança, e depois um cachorro".
Lembrei-me disso agora, li isso há muito tempo, mas a essa altura não lembro mais onde....com certeza em alguma matéria sobre ela.