quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A presença


Hoje em dia as pessoas são muito ocupadas. Vivem mergulhadas em suas questões. Elas amam demais os amigos mas são incapazes de doar a eles 10 minutos de seu tempo. Não percebem que uma presença, bater um ponto pode ser mais importante do que um amor sem fim. A presença de um amigo faz toda diferença. Toda. Uma distração, uma risada, um alô, mas não. Alguns acham que internet e telefone bastam. Não é assim. Já vi gente chorando horrores em enterros por alguém, mas nunca vi fazer uma visitinha. E tem aquela clássica frase: -"Olha se precisar é só chamar..." Mas como? Você sabe que o oferecimento é sincero, mas o tempo dela não cabe nada.
Hoje li nos jornais a atitute de um amigo que alugou um helicoptero e foi resgatar outro amigo na região serrana. O fotógrafo Oskar Sjostedt em um gesto desprendido largou tudo e foi à procura de uma fazenda no meio das montanhas de Teresópolis. Lá estava sua turma, quase sem comida.
Entendo que isto é um gesto isolado. Estou falando apenas da presença diária. Uns minutos dedicados ao seu amigo. Pense nisso.
Bom dia a todos

22 comentários:

Chica disse...

Tens razão e a amizade deve ser cultivada, regada com carinho e amor...beijos em um dia de chuviscos , por isso não estou na praia nessa hora e vim ver os amigos...chica

Oskar Sjostedt disse...

Prezada Eliane,
Concordo com suas palavras, e hoje em dia com a internet, os valores de amizade ficaram puramente superficiais e virtuais.
Na minha época os conceitos eram outros.
Parabéns por suas palavras de apoio as pessoas.

Oskar Sjostedt - Fotógrafo

Vera do sulllll disse...

Querida eliane!
Tens razão, amizade se prova também,na doação de um pouco de tempo.
Como já referi muitas vezes a "amizade é um amor que nunca morre" e como a Chica escreveu, devemos regá-la com mimos e carinhos.

Ah!..... se eu morasse perto!!!!!!
Bjs

CHIQUINHA disse...

"Quero ser para você
como uma ponte sobre um rio.
Deste lado, seu presente.
Do outro, seu amanhã.
Entre as margens, o rio da vida.
Às vezes está calmo, outras, tubulento;
algumas vezes, traiçoeiro;
outras, profundo e barrento.
É necessário atravessá-lo...
Não sou Deus nem pretendo.
Só Ele pode levar você
com segurança à outra margem.
Mas sim quero ser a ponte
que torne mais fácil o seu caminho."
Padre Zezinho

Eliane Furtado disse...

Chica, apenas dez minutos legra alguém.

Eliane Furtado disse...

Oskar. V. é quem merece aplausos por dar importância aos seus amigos.
Gostei mito de ver vc aqui. Obrigada.

Eliane Furtado disse...

Ah os mimos. Este que o Oskar fêz aos amigos ficará na história deles.
Beijo Veroca.

Eliane Furtado disse...

Oh Chiquinha, saudade. Momento de reforçar a fé e o mel.

Marco disse...

Caríssima Eliane, sigo crendo que você não perdeu a capacidade de impor derrotas e mais derrotas ao câncer. Falo com o coração. Enquanto houver esperança haverá chance de vencer.
Você é, em absoluto, especial.
Espero que breve você venha a São Paulo. Gostaria muito de recebê-la e compartilhar toda a sua luz.
Você é grande e os grandes têm a capacidade de vencer (outro dia vi um dístico de caminhão que dizia assim: Lutar sempre;, vencer, talvez, desistir jamais!!!).
Quanto a escrever... Não desista!!!! Nunca!!! Talvez você não se dê conta do quanto suas palavras, por mais sutis que pareçam, sustentam o ânimo de tantas e tantas pessoas Brasil afora, dentre as quais me incluo.
Sigo crendo!
Todo o meu amor para você, que há muito já fincou os pés em meu coração, sendo mais um de tantos inquilinos especiais.

Lucia Lombardi disse...

Amor sem fim...esse foi o titulo do meu terceiro lp quando eu era profissional de musica pela mpb, amor sem fim , incondicional....esse minha amiga so encontrei em Jesus! Quando eu mais precisei de ajuda todos os meus amigos, ate a parentela se foi...mas Ele ficou e me encheu de graca com a sua presenca. Amizade sem amor, sem presenca, nem entrega nao pode ser amizade. Um beijo querida Eliane.

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

E como sei disso, Eliane!!! Já precisei que uma das minhas melhores amigas me fizesse um simples telefonema a perguntar. " o que se passa?..queres conversar? ". Há dois anos que espero por essa pergunta. Sei que não virá mais; já não a espero; já passou de AMIGA para conhecida. Sei no entanto que se eu morrer, faltará até ao trabalho para me velar e para ir ao enterro. Para quê? Há tantos casos assim!!! Beijinhos e, como sempre, adorei o tema.
Mila

Maria Cecile disse...

Eliane, boa noite!
É verdade, a pura verdade.
O tempo passa e a gente nem percebe que às vezes poderia ter partilhado mais tempo com as pessoas que tanto amamos.
A internet e o celular contribuíram muito para isso. Até para dar os parabéns... as pessoas não ligam mais uma para as outras, mandam e-mail.
Temos que saber dosar nossa "presença".
Um beijo e boa noite... que seja tranquila e com muitos sonhos.

Papoula ama seus amigos VERDADEIROS disse...

0Chiquinhaaaaaaaaaaaaaaa SAUDADESSSSSSSS querida, vc anda mtooooooooo sumidinha apareça mas vezes viu? Lindaaaaaaaaaa sua postagem e assino embaixo de cada palavra!

Fiquei encantada com a atitude deste AMIGO DOS AMIGOS,amizade verdadeira para mim é um TESOURO, cuido mto bem das minhas pq sem elas afffffffffffffffff ficaríamos soltos no espaço, né mesmo?

Inté lindona do Babi, good dreams

Daniel Savio disse...

Olha, vai parecer tragicomico, mas é mais facil achar alguém no Twitter do que pessoalmente...

Fato.

Mas nem todos os nossos amigos são humanos, por exemplo, o Botafogo é meu amigo, mesmo que acordando cedo demais...

Fiquem com Deus, menina Eliane Furtado.
Um abraço.

Lulu disse...

Acho oportuno colocar esse poema, que acho de uma enorme profundidade e que nos convida a uma reflexão:

Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata!

Fácil é ouvir a música que toca.
Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.

Fácil é ditar regras.
Difícil é segui-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.

Fácil é perguntar o que deseja saber...
Difícil é estar preparado para escutar esta resposta. Ou querer entender a resposta.

Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.
Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.

Fácil é dar um beijo.
Difícil é entregar a alma.

Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.
Difícil é entender que pouquíssimas delas vão te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.

Fácil é ocupar um lugar na lista telefônica.
Difícil é ocupar o coração de alguém e saber se é realmente amado.

Fácil é sonhar todas as noites.
Difícil é lutar por um sonho.

(continua abaixo)

Lulu disse...

Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.
Difícil é mentir para o nosso coração.

Fácil é ver o que queremos enxergar.
Difícil é saber que nos iludimos e admitir que nos deixamos levar.

Fácil é dizer "oi" ou "como vai?”
Difícil é dizer "adeus". Principalmente quando somos culpados pela partida de alguém de nossas vidas...

Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.
Difícil é sentir a energia que é transmitida. Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa.

Fácil é querer ser amado.
Difícil é amar. Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. E aprender a dar valor somente a quem te ama.

Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá...

Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias.
Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.

Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.
Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.

Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação.
Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Ou ter coragem pra fazer.

Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende.

E é assim que perdemos pessoas especiais.

Beijos, tenham todos uma ótima noite.

Lulu disse...

Ah! esqueci de colocar. Esse poema que postei é do Drummond.
Beijos, bons sonhos!

Eliane Furtado disse...

Sou fão do Botafogo Jovem Daniel.

Eliane Furtado disse...

Mila qualquer hora passo lá tá?

Eliane Furtado disse...

Verdade, sem entrega...nada.

Eliane Furtado disse...

Marco, palavras que me empurram!

Eliane Furtado disse...

Cecile-já já me organizo e volto lá. bjs