quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Admiração e orgulho seguem na direção do amor



Conheci uma senhorinha que sempre me dizia que para se apaixonar por alguém é preciso sentir pela pessoa, admiração. Muita admiração. É este sentimento que segura o amor, contava ela, quando o sentimento se desgasta e é massacrado por problemas variados da vida e pelo tempo. Ela sempre insistia no tema.
Conversando com uma de minhas amigas preferidas, ouvi novamente esta palavra: admiração. E mais, orgulho. Para se apaixonar por alguém, segundo ela, é preciso sentir orgulho e admiração pelo ser amado. Ambas estão certas. E vale para homens e mulheres. Quando vemos casais muito tempo juntos, me recordo da sábia senhora. E aí vem a velha pergunta: porque este casal está há tanto tempo junto? Admiração, penso eu. De um pelo outro, ou de apenas um só. Mas este sentimento segura a relação. A amiga, psicóloga minha nas horas vagas, lembrou que no caso do homem, esta admiração passa pela questão profissional. Vamos à explicação: um homem realizado, bem sucedido é mais seguro e pronto para fazer uma mulher feliz. As mulheres gostam de se sentir seguras. Mas na minha opinião mais que a questão profissional, este homem tem que se sentir seguro diante da vida, precisa ter inteligência emocional, ter maturidade para amar, arriscar, ganhar ou perder. Homens mal resolvidos, que não buscam ajuda, são homens infantis em suas relações, que não querem melhorar, que não fazem a mínima questão desta ou daquela mulher. Vivem na sedução, pela sedução e só. Não inspiram admiração.
E o que será que os homens precisam sentir por suas mulheres ou amores? A mesma coisa. As duas palavras - orgulho e admiração - caminham juntas para um e para o outro. O sentimento de admiração nos põe em movimento e vale também para todas as relações. Quando a admiração acaba, acaba a amizade, acaba o respeito, acaba a vontade de tudo. Acaba o amor.
Bom dia amigos.

18 comentários:

Bia disse...

Bom dia,

Meu pai também dizia isso:- O amor começa pela admiração.
Eu acredito que em 1º lugar venha a auto estima, sempre alerta e operante...rs Se ela é perdida ou enfraquecida, paro e coloco a "meia sola", ou "sola inteira"..., depende do momento.
A minha capacidade de admirar, amar e ser feliz começa por mim mesma. Se cuido dá tudo certo, mas se me acomodo, dou com os burros n'água. Bjs

Eliane disse...

Salve salve Bia. Auto estima. Ótimo tema. Sem ela, somos um fracasso!
um beijo e um bom dia.

a vizinha disse...

Concordo com a sua amiga.Acho que Primeiro vc admira depois vc ama.

Bia disse...

Lili, pra mim auto estima devia ser ensinada nos tenros bancos escolares. É mais importante do que saber aonde fica a linda cidade de Aleksandrovsk-Sakhalinski. Bjs

Lulu disse...

Bom dia, Eliane, bom dia pessoal do blog. Eu concordo em gênero, número e grau: o amor passa pela admiração, e o orgulho pega carona. Quando a gente perde a admiração o amor vai junto, e fica a decepção. É certo que uma auto-estima elevada influencia bastante. Mas vale dizer que nesse campo também deve haver um cuidado com a auto-crítica. Muitas vezes um sentimento de onipotência passa a ilusão de "auto-estima", quando na verdade só está servindo de capa para um ego fraco e uma baixa auto-estima.
Beijo enorme para todos, tenham um lindo dia.

eliane disse...

Bom dia Lulu. Admiração sempre!
Às vêzes tenho pena que perco por algumas pessoas. Pena né. ainda mais quando elas nos foram tão caras.

Elaine disse...

Blog, eu acho que a auto-estima é consequência se a pessoa está bem profissionalmente. Não existe boa auto-estima quando a pessoa não tem grana, não se sente realizado profissionalmente, não tá feliz com seu trabalho. Para mim tudo começa na realização profissional. Se não há crescimento profissional a pessoa fica insegura, amarga, chata, infantil, dependente,etc.
A admiração e orgulho são coisas que nos seduz, nos encanta e mais, nos excita!
Bjs
Elaine

Lulu disse...

Para uma boa auto-estima, é necessário antes de tudo que você se conheça e se aceite como é, se valorizando, sem se comparar com ninguém, e daí produzir uma auto-imagem positiva. Como diz a música, "cada um sabe a dor e a delícia de ser como é"...

Rodrigo disse...

Bom dia quase tarde!!!!

O tema é instigante, intrigante...
Qualquer capacidade, seja para amar, apaixonar-se, conquistar, perder, ganhar, pedoar, é preciso estar pleno, cheio.
Como dividir ou doar mesmo, se não se possui.
A gente dá o que tem de melhor, é o que temos a mão. Na vida não há cheque-especial ou emprestimo consignado.
Ou tem ou não tem, simples, maravilhoso, cruel.
Nós homens precisamos acompanhar as mudanças que ocorrem mas, as mulheres precisam de centro para não se perderem no caminho.
A tecnologia da comunicação e suas facilidades blinda a todos e o cara a cara, pele com pele perde lugar para o teclado, seja dos telefones, dos PC ou notes.
Enfim queremos tudo e muito a estabilidade, o cantinho, o aconchego, enfim o sonho né moçada? Mas, o que entregamos nessa troca ou que nos propomos entregar?
Assim, vamos, vamos indo de galho em galho... Homens, mas mulheres também. Afinal, relação é duo.

Beijão

Rodrigo

CHIQUINHA disse...

Lili e seus temas instigantes. Coloca a turma pra refletir.Ótimo!
Poderia filosofar um pouquinho,o tema merece, mas falta tempo.
O negócio é o seguinte:

"SEM TESÃO NÃO HÁ SOLUÇÃO".

Alguém leu este livro, do Roberto Freire? Muito bom. Recomendo.
Não é pra rir não, gente! É sério!
Bom feriadão para todos.
Mai tarde eu volto.
Bjs

Zel cheia de admiração!!!!!! disse...

Alô, alô, Sampa (calooor) chamando Rio!!!!!
Boa tarde Eliane, Boa tarde blog!!!!
Belo tema!

Concordo com Bia e Rodrigo: sentimentos plenos só surgem através de uma auto-estima saudável. Não há admiração, muito menos amor, se não nos sentimos adequados para a vida e merecedores de felicidade.

Sempre acreditei que sem admiração o amor não rola.
E como muito bem disse Lulu, aí o orgulho pega carona!

Tem que ter admiração, pois queremos aquele que nos parece bom, que nos agrada, que nos dá prazer, que dentre outros, é o escolhido porque que nos parece raro, nos é especial, extraordinário, é digno da nossa consideração...

Mas acho que a vida a dois, além da admiração e amor, exige renúncia, maturidade, paciência e vontade (de ambos) de resolver as pendências. Tem que ter respeito por si, pelo outro e pela relação.
Não tem paixão, amor ou pacto que sobreviva quando uma das partes desconsidera ou não tenha ADMIRAÇÃO, RESPEITO E CUMPLICIDADE.

Chiquinha, é isso aí mesmo... se acabou o tesão... Bye, Bye... JÁ "ELVIS"!!!!!!
Beijos

eliane disse...

Boa tarde turma admirável. Estou por aqui lendo as postagens. Hoje é dia de observar, só observar.

Camélia do Cerrado disse...

Hortência

Boa Noite

Hoje estou ocupadíssimaaaaaaaaaaaa
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Veja seu e-mail.
Depois me conta. Jesus toma conta de mim hoje.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Com toda certeza a admiração nos leva em direção do amor. Eu que o diga.
Bjs mil
Camelinha do Cerrado se esbaldando hoje

Lulu disse...

Oi, Chiquinha, já li e adorei "Sem Tesão não há Solução", de Roberto Freire. Li dele também "Ame e dê Vexame", "Cleo e Daniel" (espetacular a cena do beijo, no final do livro) e Coiote (para mim, um dos melhores). Recomendo todos estes, são ex-ce-len-tes.
Beijos

Eliane disse...

Boa noite turma!

eliane p/Camélia disse...

Ocupada heim Camélia...então tá!

Camélia do Cerrado disse...

Madre

Camelinha agora está ocupada com trabalho
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Hoje o dia parece que não termina.
Bjs mil
Camelinha do Cerrado

fil.hadaluz disse...

Pôxa..falando em admiração:Ô Rodrigo, me diga uma coisa: vc.já tem dona?Putz só de ler vc.já 'latejei' de admiração!!!kkkkk