sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Herdeiros que vou deixar


Já contei aqui que grande parte da minha vida foi entre jovens. Quando comecei minha carreira, os estagiários me cercavam. Eu tinha paciência com eles. E esta peculiaridade fêz eu dar cursos, coordenar turmas de reportagem e por aí vai. Fora aqueles e aquelas que surgiam do nada para trabalhar comigo. Esta turma hoje me enche de orgulho. Sei que em cada um deixei um pequeno toque, uma pequena dica, um aperto e passei a energia e o amor pela comunicação. E eles e elas me -em troca - me passaram o estímulo que eu tinha escolhido a profissão certa.
Hoje a maioria brilha. Ontem foi surpreendida por um texto de alguém que ficava preocupada em escrever, procurava um caminho, temia não encontrá-lo. Mas achou. Ela é uma das que mais sinto empatia. Combinamos direitinho. Gostamos da boa mesa, de contar casos e de rir muitoooo. Mas engraçado que existem episódios que eu não lembro. Mas o que importa? Legal ver mais uma estrelinha minha brilhar.

Desconfie sempre de quem não gosta de comer!


Existem pessoas que passam pela nossa vida e só deixam coisas boas. São como presentes de Deus. Assim foi a jornalista e autora Eliane Furtado, na minha.Conheci Eliane quando fomos trabalhar juntas em 2003 na assessoria de comunicação de uma determinada empresa. Ela na qualidade de chefe e eu, de assistente.Com ela aprendi quase tudo que sei sobre a profissão. Com ela aprendi também a olhar a vida de uma forma diferente.Eliane descobriu um câncer em 2007 e em vez de se render a sentença, decidiu renovar. Deixou para trás aquilo que não lhe servia mais e tratou de correr atrás de projetos que estavam guardados em algum lugar de seu subconsciente, esperando o momento certo para serem colocados em prática.Pois bem, de lá para cá, já lançou três livros: “Sentença ou Renovação”, “Atraídos pelo Amor” e “As Aventuras de uma Cachorrinha Peralta”. Faz palestras sobre “Atitude” pelo Brasil inteiro e montou um blog que é um arraso, onde escreve sobre os mais variados temas.Outro dia conversando sobre a doença, Eliane me disse assim: “O câncer não me domina. Ele vive em paralelo. Não deixo que a doença paute a minha vida. É dureza, mas eu sou mais dura”.Estas palavras me ensinaram que do limão devemos fazer uma limonada e que quem morre de véspera é o peru de Natal. A postura sempre aguerrida de Eliane me convenceu de que a vida gosta de quem sorri para ela e, enquanto “O Cara lá de cima” não carimbar o bilhete de embarque, temos obrigação de lutar para viver na íntegra.

Logo que nos conhecemos, Eliane e eu descobrimos uma afinidade que nos ligaria para sempre: o gosto pela boa mesa. Ela, descendente de árabes e eu de portugueses, não tinha como ser diferente. Nosso lema é “Desconfie sempre de quem não gosta de comer”.Amante de uma costelinha bem feita, me ensinou a apreciar esta carne saborosa, até então desconhecida por mim. Acompanhada de um bom arroz de brocólis e legumes cozidos, é uma refeição e tanto.Em homenagem a Eliane Furtado, à vocês que acompanham esta coluna e a vida, a receita de hoje é Costelinha de Boi. Boa Semana!
www.oestadorj.com.br Leiam a receita na coluna Direto da Cozinha

12 comentários:

Vera do sulllllllll disse...

Bom Dia Eliane!!!!
"Quem ensina, ajuda e ama os seus não degenera"
É isso mesmos,os frutos aparecem e são saborosos. Hoje é dia de colheita , de saborear o que foi plantado.
Parabéns à mestra e a educanda.
Parabéns!!!
Bjs
Bjs de ótima sexta.

Eliane Furtado disse...

Bom dia Vera, quanto tempo. Ando frouxinha. Mas quando vem um presente deste, a gente se anima e fica feliz.
Vida que compensa.
bj

Lucia Lombardi disse...

aaah Eliane, e tao nobre isso. Meu marido e historiador e de vez em quando ele recebe umas palavras tao lindas que fazem a gente chorar. Com a doenca que tive, os alunos, amigos de profissao, superiores se chegaram a ele com palavras de apoio e esperanca. Foram varias vezes que faltou, mas o chefe sempre aliviava para ele. Professor e uma palavra doce, principalmente para quem foi chamado! Um beijo querida, fique com Deus!

Chica disse...

Que coisa boa ver isso,não?Os que aprenderam agora nos ensinam...beijos,às duas,chica e lindo fds( o meu será de retorno à casa após as férias no ma=r que tanto amo e me energiza>Pena!Acaboooooooooooooou,snif,snif...agora a cruel rotina da cidade sem mar e graça me espera)

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Querida amiga, hoje só vou pedir-lhe autorização para extrair do seu belo testemunho um pequeno trecho para colocar num comentário a um post do blog optimismo em construção; poderá ver, pois vi gostar; está no meu blog, é só clicar no nome que está no lado direito. Posso? Sei que não se vai opor, pois o blog da Eliane poder-se-ia também chamar. Optimismo em contrução Beijinhos e...siga em frente, pois é um exemplo para todos nós.
Mila

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Querida amiga, hoje só vou pedir-lhe autorização para extrair do seu belo testemunho um pequeno trecho para colocar num comentário a um post do blog optimismo em construção; poderá ver, pois vi gostar; está no meu blog, é só clicar no nome que está no lado direito. Posso? Sei que não se vai opor, pois o blog da Eliane poder-se-ia também chamar. Optimismo em contrução Beijinhos e...siga em frente, pois é um exemplo para todos nós.
Mila

Maria Cecile disse...

Show ELiane! Adorei o post da Paula e também saber que devemos desconfiar de quem não gosta de comer, rsrsrs. Vou observar.
muito bom...
Ah... amanhã é dia da Fada Madrinha! Comemore muito pois tenho certeza que esse é mais um de seus "crachás" .
Beijos beijos!

Eliane Furtado disse...

Queridas e queridos que ainda entrarão hoje. Tenho sido surpreendida com um dia bom e um dia bem caída. Então peço desculpas por não responder um a um hoje.
Mas vou voltar. Eu acredito. bj

Zélia Guardiano disse...

Maravilha, Eliane!
Você, sempre achando um jeito de me encantar ainda mais!
Que lindeza de postagem!
O amor pela profissão, o espírito altruísta, que a impulsiona a dividir, a força com que enfrenta a realidade, seja ela qual for, tudo isso é lição preciosa de vida.
É por isso que sempre digo e repito: aqui se aprende!
Grata, querida!
Abraço apertado da
Zélia

Papoula disse...

Menina de OURO a Paulinha, uma homenagem lindaaaaaaaaaa e merecida, vcs duas MORAM NO MEU CORAÇÃO!

Linda noite p a galera do blog feliz, biejinssssssssss

Maria "A Carioca" disse...

Sabe.....ontem passei aqui, como de costume, e não tive palavras para potar.....apenas chorei.....
Obrigada por tudo....principalmente por não ter deixado a minha insegurança falar mais alto.
Obrigada pal amiga que é, pela Mestra, pela Mãe, por todo seu comportamento comigo.
um beijo grande e bom final de semana!

Silvana disse...

Boa noite Lili, boas sementes geram bons frutos, pessoas generosas colhem amor. Beijos