terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Quindins e brigadeiros


Recebo muitos e-mails, muitos textos lindos e gestos de carinho. Ontem, por exemplo, minha prima Marianna chegou aqui em casa com uma sopa árabe que faz parte de nossa história de infância. QUE DELICIA!
Ontem no blog tantas palavras divinas foram postadas. Mais uma vez conhecidos e desconhecidos que já fazem parte do meu circulo de laços me envolveram numa emoção forte; respirei fundo. Vejo que já atinjo alguns corações e fico feliz.
Mas um texto, uma mensagem, de uma pessoa presente na minha vida e que vive ela cada segundo me fez chorar. De novo. O texto vocês conhecem é de Martha Medeiros. Fala de amizade, de presença, de carinhos inesperados, fala de quindins que podem ser colocados diariamente na porta de alguém como prova de que se importa com ela. Apesar desta amiga gostar muito de brigadeiros, ela escolheu um quindim.
E a mensagem do texto é: "Sempre juntas desde a infância ate o último dias de nossas vidas."
Esta amizade esta no meu livro "Câncer sentença ou renovação?"
E como Ela mesma gosta de repetir ; ainda há muitos sonhos para sonhar.
Hoje dia 15 de fevereiro, desejo a todos que tenham a sorte, o privilégio, a honra de ter uma amiga irmã de verdade ao longo de suas vidas.
Que esta terça-feira seja de quindins, brigadeiros, sorvetes, tapiocas, cajuzinhos e algodão doce. Bem deliciosa como a sopinha de ontem. Beijos doces a todos.
Bom dia!



QUINDINS NA PORTARIA

Martha Medeiros

Estava lendo o novo livro do Paulo Hecker Filho, Fidelidades, onde, numa de suas prosas poéticas, ele conta que, antigamente, deixava bilhetes, livros e quindins na portaria do prédio de Mário Quintana: "Para estar ao lado sem pesar com a presença". Há outras histórias e poemas interessantes no livro, mas me detive nesta frase porque não pesar aos outros com nossa presença é um raro estalo de sensibilidade.

Para a maioria das pessoas, isso que chamo de um raro estalo de sensibilidade tem outro nome: frescura.

Afinal, todo mundo gosta de carinho, todo mundo quer ser visitado, ninguém pesa com sua presença num mundo já tão individualista e solitário.
Ah, pesa. Até mesmo uma relação íntima exige certos cuidados.

Eu bato na porta antes de entrar no quarto das minhas filhas e na de meu próprio quarto, se sei que está ocupado.
Eu pergunto para minha mãe se ela está livre antes de prosseguir com uma conversa por telefone.
Eu não faço visitas inesperadas a ninguém, a não ser em caso de urgência, mas até minhas urgências tive a sorte de que fossem delicadas.
Pessoas não ficam sentadas em seus sofás aguardando a chegada do Messias, o que dirá a do vizinho.
Pessoas estão jantando.
Pessoas estão preocupadas.
Pessoas estão com o seu blusão preferido, aquele meio sujo e rasgado, que elas só usam quando ninguém está vendo.
Pessoas estão chorando.
Pessoas estão assistindo a seu programa de tevê favorito.
Pessoas estão se amando.
Avise que está a caminho. Frescura, jura? Então tá, frescura, que seja.
Adoro e-mails justamente porque são sempre bem-vindos, e posso retribuí-los, sabendo que nada interromperei do lado de lá.
Sem falar que encurtam o caminho para a intimidade.
Dizemos pelo computador coisas que, face a face, seriam mais trabalhosas.
Por não ser ao vivo, perde o caráter afetivo?
Nem se discute que o encontro é sagrado.
Mas é possível estar ao lado de quem a gente gosta por outros meios.
Quando leio um livro indicado por uma amiga, fico mais próxima dela.
Quando mando flores, vou junto com o cartão.
Já visitei um pequeno lugarejo só para sentir o impacto que uma pessoa querida havia sentido, anos antes. Também é estar junto.
Sendo assim, bilhetes, e-mails, livros e quindins na portaria não é distância: é só um outro tipo de abraço.

16 comentários:

Casal de Cisnes disse...

You are making it through the rain!
Kisses with love

Eliane Furtado disse...

Casal de Cisnes, cisne pequeno nadando bravamente. Um bom dia!

Silvana disse...

Lili, você é um doce mesmo, lindo texto da Martha Medeiros, pessoas de alma gentil é que se preocupam em não invadir o espaço alheio, você é uma dessas pessoas. Beijos e saudades.

Vera do sulllllllll disse...

Bom Dia Eliane !
Esta gaúcha, Martha Mediros é um "petáculo". Escreve o cotidiano de uma forma que se tem inveja.
Para você queridona muita delícias gastronômicas e muito carinho, afeto, gostusura de beijos e também de lambidas (cães).
Do sul vai um solzinho meia boca mas bem quentinho para aquecer o teu pézinho e também o perfume das flores de verão.
Bjs
bjs

A vizinha da VSouto disse...

PERFEITO: ESTAR AO LADO SEM PESAR COM A PRESENÇA !
quindins na porta
flores por email
sol por email
um breve telefonema
pensamentos voando
um olhar na janela aberta
isso tudo nos aproxima sem perturbar !

Chica disse...

Martha é sempre legal de se ler e tu mereces todos os docinhos que puderes comer ou flores, carinhos vários...beijos(hoje atrasadinha por aqui,srsr) chica

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Adoro os textos de Martha Medeiros. Claro até para se ser amigo tem que se aprender; é o Tal amigo aprendiz

Poema do amigo aprendiz

Quero ser o teu amigo.
Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...


Fernando Pessoa

Está tudo dito!,
Beijinhos, Eliane e FORÇA, amiga!
Mila

Célia Serafim disse...

Aeeeeeeeeeeeee lindona. Acho bom ficar boa logo pra ir a praia pegar um solzinho. Carnaval tá chegando e vai que alguém chama a gente pra fazer umas mátérias na Sapucaí? Branquinha não dá! rsrsrrs. Bjs no coração. Acho que vou ligar pro Neguinho da Beija-Flor e marcar um encontro. Olha a Eliane aí gente! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Zel Bengalinha Paulistana disse...

Alô, alô, Sampa chamando Rio!!!!!

Olha Eliane, os seis meses que pediu ao Onco de Ouro terão progressão geométrica, viu?

Huuummm... quindim... Não sou muito fanática por doces mas se há um irrestitível pra mim, este é o quindim (e depois vem todos os doces portugueses). Ovo + açúcar é bom demais!
Querida, fico tão feliz em saber que está melhor!!!!!! e que vai ficar MUITO MELHOR!!!!!!!!

Beijão e abraço carinhoso
Zel

Lulu disse...

Adoooooooro brigadeiro! Huuummmm, esta postagem me deixou com água na boca...
Maravilhoso o texto da Martha Medeiros, adoro o que ela escreve! E também maravilhosa a sua introdução ao texto. Você não só atinge corações, minha querida: você se instala neles. Suas postagens, sua presença no blog são sempre carinhos que se tornaram imprescindíveis em nosso dia-a-dia. Quanto força você nos passa!
Quer que eu lhe diga uma coisa? Você se tornou para mim o José Alencar de saia.... uma referência de dignidade, de generosidade, de fé, de coragem, um exemplo de vida!
Obrigada por fazer parte da minha vida!
Um beijo enorme neste coração tão lindo!

Maria Cecile disse...

Eliane, boa noite!
amanhã não estranhe se abrir a porta e encontrar quindins a sua frente, rsrs.
Mentalmente vou imaginar dezenas deles. Beijos amada, fique bem e sinta-se muuuito abraçada!

Zélia Guardiano disse...

Magnífica postagem, Eliane!
Quindim na porta...
Ah, você me fez lembrar minha amiga adorada, a Alice, que já partiu para o mundo espiritual.
Quendo trabalhávamos juntas , na Secretaria de Educação de nossa pequena cidade, levei um tombo e fraturei o tornozelo
Depois de tirar o gesso, tinha dores e alguém me disse que, além da fisioterapia, seria bem fazer banhos de arnica.
A Alice tinha a planta em sua chácara.
Todos os dias levantava-se bem mais cedo do que deveria, ia buscar ramos do remédio para mim, e os deixava na minha porta.
Eu protestava: Alice, você não precisa ir à chácara todos os dias.
Já tenho estoque de arnica aqui.
Ela respondia: Não senhora; quero que use folhas fresquinhas...
Eliane, minha amiga: estou muito comovida!
Você me faz muito bem!
Demais.
Abraço muito, muito apertado!

carmen disse...

Bárbaro!

Papoula p linda Hortensia disse...

Bom dia lindinha, vamos comer um quindim hoje???rs,sr,sr,sr,sr...que seu dia seja ILUMINADO!
Beijinhosssssssss

Anônimo disse...

ESSE TEXTO DO FERNANDO PESSOA É PRIMOROSO ! COMO SE TUDO DELE NÃO O FOSSE.
bom dia, lILI ! UM PASSO A CADA DIA !

Eliane Furtado disse...

Bom dia abençoados. Tudo ainda punk.