segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Só é generoso quem tem a alma livre


"Cinquenta por cento da cura de uma doença está ligada ao carinho, ao amor, aos cuidados e ao apoio que uma pessoa recebe dos amigos, familiares e médicos." Foi mais ou menos isto que disse nesse domingo, no Fantástico, o jogador de volei Giba, em uma entrevista sobre a atriz Drica Moraes, e de como ela pode enfrentar emocionalmente a leucemia. Giba teve a doença quando era bebê e venceu.
Fico pensando na palavra apoio. Em "Sentença ou Renovação", meu primeiro livro, escrevo em uma das crônicas sobre um simples gesto que muda tudo na vida de alguém que lida com uma notícia inesperada, um diagnóstico surpreendente. Apoio é tudo mesmo. Pode vir através de uma risada, de dividir um côco na praia, de um email cheio de energia e com letras verdes de esperança, de um passeio sem pretensão( e sem falar em assuntos chatérrimos e doença) ou em um simples "alô."Mas descobri ao longo deste anos que nem todos são capazes de apoiar alguém. Jogamos expectativas em muitos que não conseguem nem sair do lugar, quanto mais apoiar ou abraçar alguém. Preferem se poupar, se defender de gestos e com isto negam solidariedade. Fingem que se preocupam mas no fundo não estão nem aí. Não conseguem lidar com nenhuma situação. Ainda mais, com aquelas limites. Esperar um gesto destas pessoas é a maior tolice. Em compensação, existe um exército -muitas vêzes desconhecido- que surge do nada e se mobiliza em segundos para lhe escorar. Um destes exércitos, de amigos, se mobiliza por Drica Moraes. Não sabem o que fazer. Correm de um lado, correm para o outro, mas se mobilizam de todas as formas. Com certeza estes gestos vão aumentar em muito a capacidade de lutar da atriz.
Apoiar é o mesmo que amparar, defender, encorajar, estimular, dar suporte ou como se diz em Portugal "colar" no outro. Não precisa estar fisicamente. Mas o outro precisa sentir aquela onda energética.
O apoio nem sempre vem dos parentes. Muitas vêzes vem é de estranhos. E de amigos. Amigos do dia a dia, de ocasião, de tribo, de laços de amor e de história. São abençoadas aqueles e aquelas pessoas que sabem se doar, enviar uma boa energia, uma oração, demonstrar em um simples gesto sua solidariedade e carinho. Quando a gente- às vêzes - cai, precisa mesmo é ver uma mão estendida ou um olhar encorajador. Como se ainda fóssemos crianças. Lembram? Uma ajudinha para prosseguir.
Abençoados os amigos de Drica que correm para coletar o maior número de doadores de sangue possível, abençoado o autor que já declarou que ela já está escalada para a próxima novela dele. Abençoado o Giba que venceu e não esqueceu e sempre que pode está pelo Inca e hospitais de todo o país levando seu sorriso vitorioso. Abençoados são os meus amigos e vocês todos que vem sempre por aqui postar e me sinalizar que estão presentes nesta luta árdua e silenciosa.
Hoje, dia 22 de fevereiro, vou precisar de coragem para sair de casa. Hibernei durante um bom tempo, mas é hora de ver a vida rolar. Não dá para ficar fora dela. Afinal, não escolhi viver?
Bom dia meu grupo de apoio. Sempre generoso, querido e divertido.
Boa segunda!

20 comentários:

Rodrigo disse...

Bom diaaaaaaaaaaaaaaa !!!!!!!!

"The Boss", quando
o galo cantou,
Vocâ já levantou...

A segunda promete...

Patroa, só que passa ou já passou
consegue realmente entender sua
postagem, o resto é conversa pra boi dormir.

As vezes o apoio está naquele olhar que consente e cala-se diante de nós, não é mesmo??

Durante as tempestades é conhecemos quem gosta de nós e infelizmente tem aquele grupo que só quer saber das fresquinhas, as notícias sobre o assunto. Tô certo ou tô errado.

Voc~e mais uma vez me fez pensar sobre situações onde agente espera um alô, e nada.

Mas, em compesação, tem aquela leva que nos impulsiona, reza, pede, e está ali na torcida empurrando e estimulando-os a ir em frente.

E é isso que deve ser feito vai a caça de seus sonhos e objetivos.
Encare essa e corra que atrás, do lado e na frente tem gente que torce e de admira.

Beijos, no coração,

Rodrigo, Wall, Enzo e... achamos que vai chegar mais alguém.

a vizinha disse...

Nesses anos de vida aprendi que o apoio e a amizade vem de onde a gente menos espera. Nada de parentes. Eles acham que pelo fato de sê-lo isso basta. Os desconhecidos se abrem mais. Isso é muito bom. Saímos daquele mundinho de quando éramos criança, onde mamãe, papai, vovô e vovó bastavam. Esse era o limite. Mas não. De repente a gente cresce e se depara com vizinhos, amigos da rua, da praia, amigos de amigos, colegas de trabalho que nos incentivam que são maravilhosos. O mundo está lá fora, olhando pra gente. Dê o primeiro passo e enfrente isso. Não é difícil assim. Viver é isso, é largar a barra da saia de nossos pais e ousar enfrentar essas armadilhas que a vida nos prepara. Abra a porta e saia.

Eliane Furtado disse...

Ksksksksksksk Adorei esta do galo cantou...A segunda promete em postagens alegres.
O quê? Mais alguém? Que notícia bombástica!!!!
Bela notícia para segunda.
Obrigada por todo o apoio. Obrigada mesmo.

De vizinha p/vizinha disse...

O mundo está lá fora...e lá vou eu vizinha.
Sempre ao meu lado. Ou melhor lá do outro lado , sempre de olho.

Paulinha Sabe Tudo disse...

Imagino que vc deve estar muito cansada com tudo que vem enfrentando. Exausta mesmo. Principalmente de otimistas de plantão como eu.
No entanto, venho pensando muito em você, pensando em todas as doutrinas religiosas, em todos os conselhos que recebemos e me perguntando por que? por que isso, por que aquilo e por aí vai.
Nossa felicidade está na simplicidade das coisas.
Eu tenho certeza absoluta que há um proposito de ensinamento para todos que estão a sua volta.Lembre-se de ler Jó. Ele fica muito doente, perde dinheiro, perde tudo, mas não larga Deus. Isso tem que vir do fundo da sua alma. vc não pode nem por um segundo perder a fé em vc e em Deus. agradeça a sua doença. graças a ela, vc se concretizou autora, vc mudou o ponto de vista de muita gente e ajudou bastante os outros.Não tem problema. Eu te amo muito, tenho o maior respeito por vc, sou muito grata e não admito a derrota, entendeu? não admito.
Muda o prisma das coisas baby. você já ganhou a batalha. agradeça a DEUS todos os dias por isso, converse com seu corpo, peça desculpas a ele pelo mau uso, prometa que daqui para frente vai tratar melhor de si mesma e passe a agradecer tudo que vc tem. Casa, comida, emprego, Marinete, este monte de amigos que vc tem, os médicos sensacionais que te assistem, emprego, lenços, peruca, enfim, depois disso tudo, vc ainda acha que perdeu a Guerra?
Te amo

Lili p/PSabe quase tudo disse...

ôpa ôpa, Paulinha sabe tudo ou quase tudo. Perder a guerra? quem falou nisso? Estou nela. De punhos cerrados e com vc sempre -tb- ao meu lado.

Alexandre F Maurity disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandre F Maurity disse...

Super Eliane,

"Cinqüenta por cento da cura de uma doença está ligada ao carinho, ao amor, aos cuidados e ao apoio que uma pessoa recebe dos amigos, familiares e médicos."

Eu complemento este texto com os outros 50% que seriam a vontade de querermos ser curados, viver, mudanças de hábitos e sermos melhores a cada dia.

Meu psicanalista, o Grande Arruda, que Deus o tenha, sempre me dizia e frisava a cada consulta, “O momento em que procura-se um especialista é 50% de cura os outros 50% seriam o tratamento”.

Essa frase nos inspira a sermos atentos a nós mesmos, aos sinais de nosso corpo e mente.

Os amigos e médicos são necessários nas nossas vidas, mas, não são eles que nos curam ou nos apóiam e sim nós mesmos que devemos querer nos curar, melhorar, crescer, apoiar e sermos merecedores de nós mesmos.

Repito, viver é maravilhoso, mas, saber viver é fundamental!!!

Um excelente dia, de calor e sucesso!

Bjs

Elaine disse...

Eliane, nestes 17 anos de portadora do vírus HIV pude perceber que algumas pessoas não são solidária ou não estão juntas porque não conseguem. Não é nada pessoal, é uma questão delas. Tem pessoas que têm dificuldades em lidar com a dor, com o sofrimento, com a introspecção que um momento da vida pede. As vezes seu momento de vida está difícil. Para elas é muito mais fácil estar perto da gente em momento de alegria. Isto não as fazem mais ou menos amigas. São apenas limites que o ser humano tem e que o impede de viver isto ou aquilo, ou a lidar de uma forma melhor alguns assuntos e não tão bem outros. É claro que no nosso momento de dor e exaustão fica difícil entender e lidar com isto.
Eu tenho pensado muito nesta questão de família e amigos e cheguei a conclusão que família são aquelas pessoas com que temos uma relação de amor, cumplicidade, carinho, de verdade e não significa necessariamente que temos com nossa família de sangue. Com isto, meu conceito de família mudou. Eu, por exemplo, tenho tido mais a presença dos meus amigos do que de minha família. Então viva os amigos!
bjs
Elaine

Hospital do Rio disse...

Bom dia minha querida!

Agora tb estou por aqui! Gostaria soubesse que estamos numa corrente firme e forte para obtermos a cura. Nós te amamos! Força! Coragem! O dia hoje está lindo e esse céu azul e esse lindo sol são para iluminar e aquecer o seu coração.

Bjs,

Prima Renata

DRAGÃO VOANDO disse...

Oi miguxa queriduxa, BONJOURRRRRRRRRRR!
Ontem bati um super papo com amiga mto querida e que tb passou por dez anos por esta luta que vc atravessa, VENCEU mas, não foi fácil e ela me disse ontem o seguinte:
Ro, devo minha cura aos meus médicos e aos meus amigos que foram incansáveis em todos os momentos!
Ela passou por 13 cirurgias mas sempre ACREDITOU na CURA,VITÓRIA e hoje está curtindo a vida que ela tanto ama e isto tb está acontecendo com você que graças ao bom Deus, te cerca com pessoas que te amam de montão e acreditam na sua VITÓRIA!
Vamos miguxa,como diz o MITO SEM DEDO: A LUTA CONTINUA COMPANHEIRA E A VITÓRIA ESTÁ AÍ!
Que sua semana seja AZUL como está o nosso céu, beijinsssssssssssss
DRAGÃO VOADOR

DRAGÃO p PIMA RENATINHA disse...

Nossaaaaaaaaaa Lilizinha, a PIMA tá no blog, que máximoooooooooooooo!
Seja bem vinda PIMA RENATINHA ao blog mais charmoso do planeta, mil beijins procê, semana COR DE ROSA COM BOLINHAS AZUIS p vc e Marina, INTÉ BELEZURA

Beijins do DRAGÃO VOADOR

Lili p/pima Bebel e amigos disse...

Dragão, a pima se enfureceu e apareceu!!!!!!!!!! E VIU SÓ TÍTULO? HOSPITAL DO RIO!!!!
pessoal vcs vão ouvir falar muito no maior centro de referência cardiaca do Rio. Breve! Ela é quem é feliz. Trabalhar com aqueles espetáculos!!!!!!!Chato é o nosso Flavio Cure tomando conta ksskskskks
Querido Alexandre,querida guerreira Elaine, meus amigos são tudo para mim.
Tb entendo que algumas pessoas não sabem lidar e apoiar. Mas só algumas. E não estou falando dessas. Falo dos egoístas e covardes!E fingidos. ksksksksks

Vera Henke disse...

Querida ELIANE!
Espetacular o que vc postou, conheço poucas pessoas de alma livre... e portanto generosos.Muitas pessoas se mostram prestativas e solícitas para "ver de perto".
Graças a Deus destas estou longe.O Rodrigo, a vizinha Paulinha e demais blogueiros disseram lindas verdades.
Generosidade, solidariedade são sentimentos que povoam corações nobres, maduros e sofridos...
Reconhecer os verdadeiros é simples e barato, pq eles nada cobram e sempre , mesmo sem pedir, nos amparam e sem ser piegas,nos mostram o valor da vida,quando fraquejamos. Com seu trabalho e com a sua palavra você faz parte deste time.
Bjs
Vera

a vizinha disse...

Elaine, hoje mesmo mandei pra Eliane uim email falando sobre essa questão de família/amigos. Parece que vc estava lá nos ouvindo. A familia cumpre o dever de estar ao lado, os amigos estão do nosso lado porque se sentem livres para fazê-lo. Lógico que sempre existem as exceções. Não vamos generalizar. É preciso também entender que quando uns são mais presentes, mais ativos mas não necessariamente nos completam mais. Existem aqueles que observam, que falam pouco mas também chegam junto.

Hospital do Rio disse...

A minha querida pima Lili bem que tentou encher a nossa bola mas o tiro saiu pela culatra. O Hospital do Rio será um hospital essencialmente cirúrgico. As cirurgias serão majoritariamente ortopédicas, oftalmológicas e de otorrinolaringologia. Com certeza será um hospital de excelência mas espero que ninguém precise dele tão cedo.

Bjs

Pima Rê

Marchinha para The boss disse...

Boooooa Tardeeeeeeee !!!!

DEpois dessa Postagem Original às 05:28h de hoje, resta uma marchinha para a Dona do Blog, The Boss, A Patroa, Dona Eliane etc, etc, etc...

Lá vai:

Có, có, có, córé-córé
Có, có, có, córé-córé
O galo quando canta
Lilizinha tá de pé
Có, có, có, córé-córé
Có, có, có, córé-córé
O galo quando canta
Lilizinha tá de pé

Eliane p/Vera do Sul disse...

Vera querida, vc tão generosa sempre ...Eu não mereço não. Falo sempre o que sinto. Algumas coisas eu encubro, mas ter a alma livre não é para qualquer um.
Este blog não seria nada sem esta diversidade de opiniões.
Um beijo daqui do Rio

Eliane p/Rodrigo disse...

Adorei a marchinha. Só que preciso de remédio para dormir. E não tomo. Ainda bem que minha cabeça não é transparente...anda passando cada coisa nela...

Rodrigo disse...

Chefa, esse negócio de transparencia dá na maior opaquicidade... (rsrsrsrsrs)

É melhor, às vezes, nem comentar...

Beijões