terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Todos os animais merecem e vão para o céu


Toda separação é dolorosa. Toda. Mesmo aquelas que a gente sabe que são temporárias. Filhos que vão morar em outros países, sobrinhos que vão trabalhar em outros estados, amigos que precisam se separar por causa de "n" razões e até mesmo amiguinhas que viajam e deixam um vazio. Mas existe uma separação sempre mais doída. Mesmo para aqueles que tem uma fé inabalável. Esta é mais difícil digerir.
Não queria terminar o dia de hoje sem fazer uma homenagem ao Zion, labrador simpático, que adorava uma bolinha. Conheci pouco. Mas conheço há muitos anos os "pais" dele, que neste natal não terão sua presença. E que estão sempre por aqui no Blog da Eliane.
Zion foi para o céu, para onde vão todos os animais. Tenho certeza!

7 comentários:

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Que pena, Eliane! Os animais são nossa compnhia, muitas vezes a única que se tem; quando se vão doi muito. Não tenho cães, mas já tive quando morava no Brasil; tive de a deixar e isso também doeu; visitava-a sempre que lá ia, pois vendi a casa a uma pessoa aamiga que também ficou com a fila brasileiro; morreu de velhice, sempre muito bem tratada, pois essa minha amiga adora cães. Um beijinho, Eliane e claro, os animais vão para o céu....merecem-no às vezes muito mais do que nós humanos.
Mila

*Mi§§ §impatia* disse...

Sinto muito amiga....ah e com certeza ele tá sim no céu, lá pertinho de Deus.
Beijos.

Flor de Lótus disse...

Oi,Eliane!A morte é uma consequÊncia natural da vida,mas a verdade é que nunca estamso preparados para essa separação seja de um ente querido, seja de um animal de estimação.
Beijos

Vera do sulllll disse...

Boa Noite Eliane!
Perder um amigo, um fiel amigo despedaça o coração. Para os órfãos
resta a saudade muita saudade.
Que Deus os proteja.
Bjs

Lena Fonseca disse...

Amiga querida:Obrigada pela lembrança.Ainda a rotina me maltrata.Me pego chegando em casa e esperando ver aquela carinha feliz em me ver de volta.Rotina difícil de quebrar.Perder é mto doloroso,ainda mais quem se ama sem nada querer em troca.Bjsbjsbjs com amor Lena

Maria Cecile disse...

Bom dia Eliane, eu já tive um cachorro quando era criança e já passei por esse sofrimento. Deve haver uma razão para eles terem menos tempo de vida que nós. Talvez para aprendermos a nos desapegar... não sei. Só sei que como diz meu filho quando não concorda com algo, "não é justo".
Um beijo, e que Deus o tenha.

Daniel Savio disse...

Menina, fico pensando quando Botafogo partir quando a minha vida vai ficar triste...

Fique com Deus, menina Eliane Furtado.
Um abraço.