terça-feira, 24 de agosto de 2010

Não consigo disfarçar emoções


A palavra disfarce sugere fingimento, dissimulação, camuflagem e máscara. Sugere também algo pouco ético. Mas algumas vêzes na vida somos obrigados a disfarçar sentimentos e/ou situações que vivemos. Disfarçar também é encobrir emoções autênticas. É disso que falo hoje aqui: do disfarce de emoções. Quem aqui já não precisou disfarçar alguma coisa?! Não considero nem anti ético e muito menos fingimento se proteger de algumas situações ou pessoas. De comentários vazios, de humilhações e de exposição desnecessária.
Custa usar disfarce. Pelo menos para mim. Sou transparente, muito sincera. Mas é preciso. Tenho apreendido.
Nessa segunda-feira fiz um grande esforço para sair de casa. Foi jogo rapidíssimo, mas o tempo suficiente para encontrar uma vizinha de andar, no prédio, que logo que me viu exclamou:
-"Meu Deus, como você está magra. Está fazendo Vigilantes( do Peso)?"
-"Não, meu médico quer que eu fique sequinha, sem gordura no corpo."
Sem mais nem menos ela insistia na conversa e eu doida para zarpar do papo. Não deu. Vizinha antiga. Por isto achei até que ela estava por dentro da história.
Para encerrar a conversa fui sutil e precisa.
-"Aproveitei a cirurgia( "a cirurgia, uma? Hahahahahah) que fiz e passei a comer tudo sem gordura. E evitar os doces."
Ela parou, abriu bem os olhos e não resistiu:
-"É grave?"
Ri disfarçadamente e mandei:
-"Sim, mas a vida não é de luta?"
Fui descendo as escadas e ela falando falando e falando.
As pessoas são demais. Sempre achei que para mim era fácil fingir e usar uma máscara de proteção. Mas definitivamente não é. Devia ter ficado em casa.
Bom dia amigos. Terça, 24, de um agosto que não termina. Dia do artista.
Beijo em todos.

31 comentários:

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Eliane querida,

É muito provável que a criatura em questão não tenha feito por mal nem para ser invasiva. As pessoas, em geral, têm uma necessidade quase que patológica de saber o que acontece quando emagrecemos (ainda bem que são reservadas quando engordamos e não vêm com aqueles comentários infames, do tipo: "nossa, como você está gordo(a)".)

Quando estamos frágeis as coisas ganham uma dimensão extra, vão para além de nossa capacidade de realmente compreender.

Você é uma guerreira, uma mulher, como eu costumo dizer, de fio e corte. Não se aborreça com isso.

Quando a esconder os próprios sentimentos, acho que a exposição gratuita é completamente desnecessária. Quando a expô-los verdadeiramente em situações genuínas, sou totalmente favorável. Não acho que alguém que consiga disfarçar a própria dor 24 horas por dia consiga ser feliz.

A felicidade consiste na complitude. Na soma de todas as delícias e mazelas às quais estamos expostos.

E se estamos expostos, por que não nos expormos.

O blog, por exemplo, é uma forma visceral de exposição, haja vista que a internet nos dá a falsa sensação de estarmos falando para nós mesmos.

Em suma, não se prenda aos clichês. Se a exposição for necessária, não se omita. Liberte. Talvez assim as pessoas comecem a pensar duas vezes antes de fazer perguntas.

É isso.

No mais, beijo grande. Agosto está acabando (muito embora seja um ótimo mês para ser feliz, como qualquer outro. Ah, aproveito que estou reescrevendo a Torah e sugiro que você faça uma crônica a respeito do mês de agosto para que possamos exorcizá-lo juntos).

Outro beijo.

AGNALDO NO ESPELHO disse...

No terceiro parágrafo, onde se leu "quando" e "quando", PLEASE, leia-se: "quanto" e "quanto".

E faltou também um ponto de interrogação no sexto parágrafo.

Paciência, estou expondo meus sentimentos apressados, aquele que troca letras e engole sinais gráficos.

Outro beijo.

AGNALDO NO ESPELHO disse...

P.S. A emenda saiu pior que o soneto. rsrsrsrsrs.

Eliane Furtado disse...

Claro que não fêz por mal queridíssimo poeta. A necessidade patológica instiga a saber tudinho, nos mínimos detalhes.
Vc está certo. Mas tem dias que a gente não quer papo. Nem com - nem sem disfarces.
Agnaldo, fio e corte. Gostei disso. Precisava ouvir isto para energizar o que vem por aí.
Não fico aborrecida não. Gosto dela. Foi apenas mais uma história. Só isto.
Boa terça
Peguei a sugestão!

Papoula, BONJOUR BLOG CHARMOSO disse...

Bommmmmmmmm diaaaaaaaaaa Lilizinha e Espelho Mágico, que dia lindoooooo!

Agnaldo do Espelho Mágico discordo um tiquinho de vc pq tem pessoas que parecem ter feito especialização em cutucar o próximo com comentãrios e perguntas constrangedoras e isto faz sofrer quem é atinfgido por elas.
Não sabem ser discretas e muito menos solidárias, são um desastre quando abrem a boca!
Passei algumas vezes por isto na doença de minha mãe, tinha vontade de cortar a língua ferina de alguns pq tem uns que são lesados mesmo, não se tocam nem com a própria imagem e vão falando o que vem na "cabeça oca" deles, isto machuca a pessoa em questão.

Concordo qd vc diz que qd estamos frágeis tudo tem uma dimenção gigantesca, grande verdade né mesmo?

Enfim, em determinados momentos fecho minha boquinha ou simplesmente converso normalmente nada de perguntas indiscretas como já ouvi na minha vida massssssssss como o mundo gira rapidim rapidim, "a criatura" acaba passando pela mesma situação que vc está vivendo e aíiiiiiiiii vai entender seu amigo/vizinho/parente e o maior mal das pessoas é achar que com ela nada vai acontecer , só com o vizinho, não é?

Pra mim ser solidário, companheiro ,é dar um bom dia carinhoso, ligar para saber como a pessoa querida está, bater um papinho gostoso é tudoooooooo de mais importante na vida de alguém que amamos verdadeiramente mas nem todo ser humano entende isso(algumas pessoas parecem icebergs ou será que são mesmo?) e depois vai chorarrrrrrrrrrr, chorarrrrrrrrrr de arrependimento quando perder seu ente querido e agora PUNTO E BASTA pq já falei pra caramba r,sr,sr,rs,sr,sr...o que temos/DEVEMOS fazer por um amigo/parente é enquanto ele está VIVO pq depois que se foi JÁ ERA!

Lindo dia p vc Lilizinha Charmosa e p o nosso querido Espelho Mágico, mil beijins procês belezuras do blog mais charmoso do planeta!

Gigi disse...

Bom Dia.

Olá Eliane.

Agnaldo, não posso descordar mais de voçê. Eu engordei 15 kg no seguimento de um tratamento que necessitei de fazer, para contunuar viva. E Todo o mundo me diz que eu estou muito mais gorda e que preciso ter cuidado. Não todo o mundo, mas aquela gente que não deveria fazer parte do meu mundo, isso sim.

Eliane, não acho que não deveria ter saído de casa, muito pelo contrário. saía sempre que tiver vontade e quando for incomodada por gentinha idiota, pode responder como eu respondo:

Está tudo fantástico, se melhorar estraga.

Beijocas.

Vera do sulllll disse...

Bom Dia Eliane!
Bom dia Blog!
Também não gosto daquele olhar 33,43,53....que não se sabe se é de pena, compaixão ou de alívio por não ser com ela. Escancarro tudo e como já disse , na fase mais crítica da minha doença recebia todos e todas, porque já haviam me enterrado uma 5 vezes...então quem vinha me ver via como eu estava. Agora tudo já passou.Quando encontro certas pessoas elas dizem "Nossa como vc está bem????
Perdoemos e sigamos felizes estamos Vivas!
Hoje é um dia feliz meu filho mais novo está fazendo 31 anos , vai ter bolo rsrsrsrsrsrsr...
Beijos a todos,,obrgada ao Agnaldo do espelho pelo comentário feito ao meu comentário. Gostei.....

Bubby disse...

Eliane,

Somos artista desde os primeiros dias de vida, demonstramos as nossas emoções desde da primeira palmada quando nascemos, que choramos de raiva por sair de um ambiente confortável para o palco cruel da vida.

Vejamos o nosso dia dia, sempre pegamos um mala que quer saber dos mínimos detalhes do que acontece conosco.

Pergunta, pergunta enche o saco com as indagações mais imbecis. . .

Mas como somos educados pela Sorbonne, não mandamos eles para a. . .

Inclusive, a nossa educação, não nos permite mandar todos os políticos para outro lugar bem distante seja ele molusco, mãe de Chuck e etc. . .

Vamos viver a nossa vida curtindo-a conforme podemos e nos deixam viver.

Bubby sabe Bubby diz!

Cristina disse...

Eliane

Realmente tem dias que não estamos a fim de explicar nada, nem falar o porquê de estarmos de tal jeito... Olha já recebi cada olhar de pena, fulminante, curiosidade... Sofri, mas deixei para lá. Teve uma época da minha vida, quando minha filha partiu, espalhou-se que eu estava internada em uma clínica psiquiátrica, que teria abandonado meu filho e marido, tipo enlouqueceu de vez...rs.. Haja conviver com tudo isso. Só passando e aprendendo, com uns podemos nos abrir com outros temos mesmo é que falar que tudo está bem. Mas vamos em frente com fé e garra! Como vc diz" A vida não é uma luta?" Estamos lutando.... bjs carinhosos para todos!

IsaLenca disse...

Nessas coisas sou péssima- se não estiver para conversas ou não gostar da abordagem desligo logo- Não posso perder tempo a conversar....e sigo em frente.

Para disfarce os artistas - já que hoje é o seu dia aí no Brasil- são mesmo bons. Como costumam dizer "Artista ri por fora e chora por dentro".
Bjs

Bubby disse...

ASSISTAM!!


http://www.youtube.com/watch_popup?v=dAQkMjebkeA

Bubby sabe Bubby diz!

Eliane Furtado disse...

Boa tarde Papoula,está muito profunda hoje.

Eliane Furtado disse...

Gigi, parece até que eu já tinha lido seu post. Já estou com pé na vida e na estrada.
Adorei sua visita.

Eliane Furtado disse...

Bolo, bolo, brigadeiro, Adoro olho de sogra. Vai ter?
Vera, saúde, tudo de bom, alegrias e mais alegrias.
Cá entre nós, este caçula é gato?
ksksksksksks
Bem já sei até a resposta. Mãe é mãe e nunca disfarça.

Eliane Furtado disse...

Oi Bubby, sou uma equilibrista. Daquela que anda no fio. Às vêzes me esborracho. Mas insisto.
Beijo amigão.
Faz cara de paisagem quando a pergunta for chata. ksskskks

Eliane Furtado disse...

Cristininha, pena não dou a mínima. Pena de que?
Só sente pena quem não é guerreiro.
Mas gente sem noção e cheia de perguntinhas...só respondo para queridos. Avalio.
Em frente. vou lá.Me aguarde.

Eliane Furtado disse...

Oi Isa, profissão legal esta de artista. Dura mas compensadora. Uma querida minha, sobrinha de Maria Clara Machado, herdou o Tablado aqui no Rio, celeiro de talentos.
Acho o máximo trabalhar com eles, apesar de temperamentais.

Cristina Simões disse...

fala sério...ninguém merece.....
amiga venho cá por um motivo....como deves saber tenho dupla nacionalidade,e como boa Brasileira....(risos)tenho que votar nas proximas eleições .Mas amada to por fora....em quem votar??????eita coisa complicada...podes descomplicar ?
beijocas

Eliane Furtado disse...

Querida Cris, que saia justa. Claro que tenho meus candidatos. Mas como descomplicar para vc, se eles são a própria complicação?! Cada personagem. Mas vamos trocar emails e quem sabe posso lhe ajudar um pouquinho.
Como trabalho diretamente com políticos, não falo por aqui sobre o assunto.
Mas como vc está além mar, esta eleição por aqui me parece organizadíssima. Mas pretendo contrariar. ksksksks Jornalistas adoram isto. Beijos.

Zel Mudinha Paulistana disse...

Alô, alô, Sampa chamando Rio!!!!!
Boa tarde a todos!

Eliane, tb gostei do “fio e corte” do Espelho "Mágico" do Agnaldo. Define muito bem seu espírito, querida.

Também acho que qdo estamos frágeis ficamos muito mais sensíveis e determinados fatos ficam enormes, rsrsrs. Tb concordo com o Agnaldo, de que não faz muito bem disfarçarmos muito nossas emoções. Controlar a emoção constantemente eleva o nível de tensão... hum... nada bom... Acho que toda vez que não expressamos nossas emoções e sentimentos, não temos vida plena. Mas é claro que há formas e formas de se fazer entender.

Mas caramba… tem muita falta de “semancol” neste mundo, affffffff… Tantas abordagens infelizes e inoportunas. Sei lá… falta de cuidado mental… Essa gente inconveniente não tem a mínima noção de que estão fazendo o que não deveriam, que estão onde não se aconselha, que tratam de assunto impróprio para o momento e por aí vai.
São cegos e surdos (mas nem um pouquinho "mudos", rsrsrsrs), por que quando se tem vontade de acertar, “basta ter olhos de enxergar e ouvidos de escutar” né mesmo?

Beijão
Zel

Zel disse...

Vera do Sulllllll, parabéns pro filhote!
Manda uns brigadeiros pra nóis, tá?
Beijo
Zel

Cecile Azambuja disse...

Que cilada, Eliane!
Da próxima vez diz pra ela que estavas num SPA e dá aquele risinho de quem diz – a verdade é outra mas não quero falar.

Mas é sob a chuva que os clímaxes do desenrolar das melhores histórias acontecem, não é mesmo. E você hoje está na chuva. Depois vem o desfecho ensolarado. :)

Muita paz no seu coração. Beijos, muitos.

Cristina Simões disse...

ok...amiga...por favor me ajude nesta tremenda saia justa....pois eu não quero ter que me levantar em pleno dia de domingo bem cedo...me deslocar até Lisboa...e não votar em ninguèm...nunca anulei meu voto...
me manda e-mail
borges.simoes@netcabo.pt

Bibi &Lilian disse...

Estavamos procurando justamente esses óculos, para disfarçar a ausência de sobrancelhas, alguém sabe onde se encontra uma versão sem bigodes? kkkkk
Bom dia Eliane, bom dia blogueiros...
Tem pessoas que não fazem por mal, mas muitas tem um prazer mórbido em nos cutucar. Quer coisa mais chata do que sair na rua e te olharem porque esta careca, sem sobrancelhas, inchada? Ou pq emagreceu demais? As vezes temos que disfarçar nossa dor, nosso cansaço diante do tratamento,enquanto na verdade temos o direito a isso.A ter nossas emoções a flor da pele, sem que isso demonstre fraqueza e falta de fé...

Mª do Rosario - Ro disse...

Não sei disfarçar absolutamente nada!
Sinto olhares de pena, de ai Meu Deus por que ela está ficando quase careca de novo, xiiii ela engordou muito agora(cortisona), nossa agora ela está magra demais... é assim mesmo o povo é Xereta!
Uma de minhas GGs, é magérrima como eu sempre fui, e no outro predio que moramos, qd o momento elevador é mudo, mas alguém sempre quer falar algo.. a ordem do dia era
- NOOOOOOOOOSSSSA COMO VC É MAGRA!
Um saco isso!
Beijos querida

Serpente D´Água (is back!) disse...

Os inoportunos existem aos montões!! São piores que mosca zunindo ao nosso redor!! Dá vontade de estar com o "mata-moscas! Tenho horror a pessoas assim - falta sensibilidade! Que importa de está gordo, se está magro, baixo ou alto, com dinheiro, sem dinheiro?!?! Que preocupação fútil!! A vida oferecerá a cada um de nós momentos de comédia, de dramas, romance e suspense e felicidade também. O melhor mesmo é não nos preocuparmos com o que pensam de nossa aparência, e sim pensarmos em nossas tantas conquistas, nas coisas boas do dia a dia. Não se deixe abater por isso, não se impeça de sair, com medo deste tipo de abordagem. Responda: "Voce acha?!" e siga em frente, sem dar confiança!!

Fatinha disse...

Disfarçar é muito difícil, embora para evitarmos nos expor muito vivamos fazendo isso.
Estou em fase de encolha!
Sair do famoso orkut, já foi uma reação a isso...
Eu geralmente recorro a desculpa da enxaqueca(as vezes eu tenho mesmo...rsrsrs porisso cola) para justificar a cara fechada...
Agora, bom mesmo é nos deixarem quietinhos se não nos podem ajudar...

CHIQUINHA disse...

Mas quanta falta de simancol, não é verdade?
O que gostaria de dizer não cabe aqui no blog mais charmoso do planeta! Mas pensei viu, Lilizinha?
Me vinguei por vc.
Bjs,bj

Eliane Furtado disse...

Oi Grande torcida.
Não deu para voltar ontem. Mas cá estou para agradecer e brindar com todos mais um dia, que está amanhecendo. Adoro ver o amanhecer.
Fio e Corte...sucesso né Zel... do Agnaldo. Mas nem tanto, nem tanto. Forte de um lado, frouxa do outro.rssrrssr
Alô Portugaaaaaaaaallll - email!
Chiquinha se vinga não. Ela é boa. Só um pouco aérea.
Bibi/Lilian estou enxutérrima. Ouço já muitas gracinhas. Corpinho de sereira.
Rô, sem disfarces!

Eliane Furtado disse...

Fatinha vem para o festão da sexta?
Serpente de votla? Ah este blog é assim. Ninguém consegue largar de todo.

Chica disse...

Ontem não pude passar aqui.

Meu dia foi tri agitado, ou melhor, eu tri agitada!!rsr...


Te entendo perfeitamente.

Um certo dia, após a retirada do útero, ainda em repouso em casa,vinha uma "amiga" e a cada olhar me secava mais.

Queria saber detalhes.

Quando percebi o que ela queria ouvir disse que estava com meus dias contados...

Que a coisa havia sido seriiiissima e sabes? ela saiu dali realizada.

Tinha o que contar aos outros.

Eu , bem mazinha, ri por dentro e me vi livre das visitas dela, que não faziam bem algum.

Conto isso, pois há quem queira saber d ti por te quer ter ver bem, preocupada e há quem queira ouvir desgraças a teu respeito!!

beijos,tudo de bom, desculpe o jornal!