terça-feira, 20 de outubro de 2009

O poder do silêncio


Estou precisando ficar a sós com meus pensamentos. Só um tempo. Só o tempo para recuperar o meu bom senso. Aliás, não é de hoje que ele tenta escapar de mim. Dois dias antes da minha cirurgia, entrei em uma loja de celulares para trocar o meu. Queria levar para o hospital um aparelho de última geração. Aí vi o grau de loucura que eu me encontrava. Quem precisa de um aparelho celular no C.T.I.? Tenho percebido a compulsão das pessoas em ter um Iphone ou Blackberry. E fico perpelexa como isto contagia. Só isto não. Hoje em dia você é obrigado a participar de todas as midias. Você não tem Twitter? Ohhhhhhhhhh.
No artigo da escritora Martha Medeiros, no domingo em O Globo, ela destaca como "as pessoas ficam agoniadas quando se sentem fora do alcance."E chama atenção para a palavra" silêncio:"
"É como se o isolamento, o silêncio e a privacidade expatriassem a criatura, a impedisse de estar no meio dos acontecimentos. Parece que estar só consigo mesmo é algo ruim. Parece que dentro de nós não acontece nada, não há nenhuma novidade a descobrir..."
Tenho uma amiga que tem três celulares. Não param de tocar. E sabem o que pior? Está acontecendo o seguinte: as pessoas estão tão angustiadas que quando elas percebem que o celular está ocupado, tentam sua casa, seu trabalho. Elas precisam achar você. Naquela hora. Não esperam mais.
Eu preciso estar on line por causa do meu trabalho. Mas confesso que este pequeno texto me faz refletir. Preciso ficar um pouco só para ouvir meu coração, minha pouca sensatez e estar em sintonia comigo mesmo. A gente esqueceu que o silêncio tem poder!
Bom dia queridos e queridas de todo o Brasil. E também lá de Paris, de Berna e do US.

35 comentários:

a vizinha disse...

Ouve-me, ouve o meu silêncio. O que falo nunca é o que falo e sim outra coisa. Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma não posso."

Clarice Lispector

Papoula BATENDO PONTO disse...

Bommmmmmmmm diaaaaaaa Leme, bommmm dia Rio de Janeiro, bommmmmmmm diaaaaaa Brasilllllllllll e bommmmmmmmm diaaaaaaaaaa LILIZINHA DO HAT!!!

Papoula adora barulhinhos do SILENCIO disse...

De vez em quando mas muitoooo de vez em qd mesmo, eu adoro ficar comigo mesma, sou uma ótima companhia e me divirto demaisssssss qd estou EU E EU, até buraco jogo e QUEM GANHA? a minha parceira EU-2, rs,rs,rs,rs,sr,...silêncio é uma delíciaaaaaaaa e qd se está próximo ao mar ou no alto de uma montanha , uauuuuuuuuuu, é ótimo, só o barulhinho das ondas, do vento, das folhas caindo ao chão, adoro estes barulhinhos do silêncio, são uma delicia mas jogar buraco comigo mesma é o melhor de tudooooooo, sempre ganho, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Eliane disse...

"Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores." Khalil Gibran
Bom dia meninas do Leme!

Sérgio disse...

Bom dia Lili, bom dia Blog,
É verdade, eu às vezes consigo ficar um pouco sozinho, principalmente no meio da semana quando vou a Cantagalo resolver alguma coisa, normalmente na parte da tarde fico sozinho na rede colocando minha cabeça em dia,
mas este negócio de Orkut, twister, blog, e-mail, celular é terrível, eu só tenho cel. e e-mail e já é muito, às vezes não dou conta.
Pena que vc seja normal, e precise ficar em silêncio às vezes, pq. é muito bom falar e trocar e-mails e msgs no blog com você.
Bela semana p/ todos.

Elaine disse...

Bela reflexão. O silêncio é fundamental na vida.
bjs
Elaine

Eliane p/Sergio disse...

Oi Sergio. Imagina nós dois juntos em silêncio...Kssskkskksks
Pode ser hoje...

Eliane p/Elaine disse...

Querida, venha aqui eu lhe contar porque preciso ficar em silêncio.

Bia disse...

Bom dia,

Eu vejo que hoje em dia fala-se muito e quase não se ouve nada.
A impressão que tenho é de que os diálogos se transformaram em monólogos, com destaque para os figurinos. Viva o silêncio! Bjs

Fátima disse...

Eu adoro estar só!Tanto quanto estar com pessoas que gosto!
Venho de uma familia grande , então as duas coisas são mágicas!
O silêcio tambem uso como arma.
E dói!Mas geralmente uso mesmo pra ficar comigo,quietinha e feliz.

Sérgio disse...

Opa Lili,
você é demais.........
imagina nós dois em silêncio, quantas reflexões ...
bjos

Eliane p/Bia e Fátima disse...

Bia e Fátima...sabe o que eu queria hoje? Hoje e amanhã. Estar naquela praia de janeiro de 2009, longe do Rio, mergulhando só e olhando aquele infinito. Que paz.

Ro quietinha p/ Eliane necessitada de silêncio disse...

Sabe Eliane, eu fiquei sem ver minha mãe por mais de 03 anos. Por conta da doença, e ela fingir que não sabe ....etc.
Quando fui para minha cidade onde nasci,depois de todo esse tempo, lá tem 10 mil habitantes, me assutei com o barulho do silêncio.
Começa que eles lá tem uma vida com horários completamente diferentes da nossa vida.
Acordam : 07:hs.
Almoço: 11:30 no máximo por que as
10hs. já está quase pronto.
lanche : 03 hs.
Jantar : 18:hs o máximo.
Cama: ela e minha irmã, assitem o JN no quarto e já estão prontas pra dormir.
Eu habituada a dormir (qd se dorme), 01:30 pensei :jesus meu pai como vai ser.
Levei uns 03 livros, como durante dia se conversa por demais, os livros ficaram para noite.
No primeiro dia foi cruel, eu tomei remédios, li, ouvi meu radinho. E desisti de lutar contra a insonia. Fiquei quietinha na cama, nesta epóca a Nina minha querida estava viva, e dormia como um anjo.
Ai neste silencio profundo, uma escuridão que não se ve nada, eu abria toda hora o celular para ver o quarto. Uma coisa.
Quando eu escuto as badaladas do sino da matriz que me alegraram toda a infancia. Ele deu doze badaladas. Agradeci a Deus por estar vivendo aquele momento. Nos dias seguintes consegui ouvir apenas as badaladas da 22:hs.
Passei a acordar cedo, e ajustar-me a rotina deles.
Posso te dizer: eles vivem bem. Eles ligam na globo, e não mudam nunca o controle p/ outro canal. Bem daria um livro a história da minha vida.
Mas o silencio é fundamental. Vc está coberta de razão.
xiiiiiiiiiiiiuuuuuuuu a Eliane precisa de repouso e silêncio!!!!

Dragão p RO DE SAMPA disse...

Repouso Ro?????????????????kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, Lili desconhece esta palavra e isto me deixa maluquinha, ela está abusandoooo q vc nem imagina, puxe a orelhinha dela, está abusando demaisssssssss, que TOURO BRABO, afffffffffffffffffffffffffffff...aliás, nem sei pq ela escreveu sobre SILÊNCIO, é outra palavrinha q ela desconhece,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...esta Lili, PREFIRO NÃO COMENTAR!!!

Eliane p/Rosario disse...

Querida, repouso da mente. Da mente. sksksksk O corpinho está quase em forma.
Sua postagem me lembra o primeiro dia que dormi naquele meu sítio enorme, iluminado só pela noite clara, sem empregados e só se ouvia o barulho dos sapos.
No dia seguinte meu pai me ligou e perguntou:
-"Deu depressão não deu?!" E caiu na gargalhada.
Ele conhecia bem minha agitação interna.
Hoje 14 anos depois, reclamo do progresso que chegou por lá. Mimosa, a vaquinha, não entra mais para comer capim, o Rex do vizinho que marcava território na minha casa, morreu. A luz na rua principal chegou tirando o brilho das estrelas e os sapos ficam escondidos entre as hortências. Com medo.
Está mais que na hora de vender e procurar outro refúgio isolado.

Touro amoroso p/Dragão disse...

Touro Bravo valoriza o silêncio de um beijo, de um olhar, de olhar o infinito e do som de uma canção que possa ter muito a dizer. Touro bravo queria sair hoje e foi impedida.
Touro bravo fala muito, discursa muito, mas o mais importante...guarda bem trancadinho.No silêncio da alma.

DRAGão quer DISTÂNCIA dos sapos disse...

SAPOS escondidos entre as hortencias, GRAÇASSSSSSSSSS A DEUS, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, que fiquem bemmmmmmmmm escondidinhos ou não ando mais p ali,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,SAPOS, bemmmmmmmmmm longeeeeeeeeeeeeeeee de DRAGÃO pq p mim SAPO só de PELÚCIA,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,ou seja DE JEITO NENHUMMMMMMMMMMMMMM!!!

Touro combalido disse...

Vc nunca viu eles por lá?
Foi o silêncio da noite que fêz vc dormir.

Dragão p Lili disse...

GRAÇASSSSSSSS A DEUS em nenhuma das minhas idas p aquele precioso recanto jamaissssssssssssss me deparei com um, só fico escutando o BATE PAPO entre eles de longeeeeeee, da minha caminha, rs,rs,rs,sr,sr,rs,rs...sonhando com SAPOS PEDRA!

Cláudia do Amaral disse...

Olá Eliane
Assiti seu depoimento na sexta-feira (Adorei!), estava lá eu sentadinha na minha cadeira preferida e de repente! Pensei... Eu conheço essa pessoa aí? Sim, é a Eliane... Comprei seu livro pela net a alguns meses quando pesquisava sobre câncer... Tenho o mesmo tipo de cancer que tu tens e luto a dois anos com a metaste no fígado e com mais alguns obstáculos que tenho tido pelo caninho, fiz três cirurgias e três pequenos procedimentos... Mas a vida bate todos os dias a nossa porta e é preciso abri-la e vive-la da melhor forma, muitas coisas boas acontecem nos intervalos da dor.
Parabéns pelo blog. Não sou blogueira nem navego muito, mas sempre que posso passo por aqui.
Cláudia (kau@viavale.com.br)

Zel ouvindo o silêncio disse...

Alô, alô... Sampa (sol tímido) chamando Rio!!!!!!!
Bom dia a todos!!!!!!!
Eliane, vc está parecendo um personagem de desenho animado de W. Disney... "Ferdinando, o Touro que Beijava Flores"... hahahaha!
É isso aí, amiga, Touro é Bravo mas é Sensííííííível... .

Há alguns anos atrás, alugávamos uma casa em Araçoiaba da Serra (interior de SP). Era um local bem retirado e longe de qualquer centro. Eu a-do-ra-va ir pra lá nos finais de semana. Invariavelmente chegávamos às sextas-feiras, já bem tarde da noite, depois que deixávamos o serviço e a agitação louca de Sampa.
Assim que chegávamos lá, eu saía do carro e antes de qualquer coisa, ía direto para o gramado atrás da casa e lá me deitava e ficava assim estirada na grama úmida olhando o céu estrelado... e que CÉU... Éramos o Universo, o silêncio e eu... Aquele momento era sublime pra mim. Eram minutos de paz, de força, de muita energia, de integração de espírito com a natureza! O silêncio parecia a respiração do Universo. o silêncio ERA a respiração do Universo. Tão cheio de sabedoria, tão potente... Que barulho!!!!!!
Saudades...
Enfim, a vida muda, a gente inventa e reinventa e aqui estou eu, ainda necessitada de silêncios ocasionais. Não tenho mais a casa de Araçô (como chamávamos) mas...

"Não é necessário sair de casa.
Permaneça em sua mesa e ouça.
Não apenas ouça, mas espere.
Não apenas espere, mas fique sozinho em silêncio.
Então o mundo se apresentará desmascarado.
Em êxtase, se dobrará sobre seus pés."
Franz Kafka

Beijos
Zel Bengalinha de Sampa

Eliane p/Claudia disse...

Salve Claudia.
Que luta não é? Bom nem pensar. Bom mesmo é este encontro nosso.
Entrarei em contato pelo email ok?
E mande sugestões também para textos no Blog. volte sempre.
Um beijo e que tal pensar que vamos ganhar?

Eliane p/Zel disse...

Ferdinando sksksksk. Touro que beijava flores Ksksksksksk Cada uma Zellll. Esta é do tempo do Dragão. Vou sair antes que ela cuspa fogo ksksksksks. Pensando bem, já repousei muiiiiiiito e agora vou orvir uns barulhinhos ksksksks

Eliane p/Zel disse...

Ferdinando sksksksk. Touro que beijava flores Ksksksksksk Cada uma Zellll. Esta é do tempo do Dragão. Vou sair antes que ela cuspa fogo ksksksksks. Pensando bem, já repousei muiiiiiiito e agora vou orvir uns barulhinhos ksksksks

Zel tb quer ficar longe de alguns sapos disse...

DRAGÃO TEM MEDO DE SAAAAAAAAAPO????
Mas que Dragão mixuruca é esse????
Só serve sapo de pelúcia? Não acredito!!!!!!!
Esse dragão não tá com nada!

Olha, vou mandar uma caixinha... "surprise" pra você, aqui de Sampa, viu? hahahahahaha!
Trabalho com muuuuuitos sapos, em TODOS os sentidos que sapo pode ter, hahahahaha!!!!!!
Não sou cobra mas engulo uns, de vez em quando, rsrsrsrsrs...

Beijão pra Dragão!

Camelinha do Cerrado, cadê você?
Beijão procê também!
Zel Bengalinha Paulistana

Zel disse...

Hahahahaha, Eliane, eu adorava assistir o desenho do Touro Ferdinando!
Faz tempo mas nem tanto, NÃO É DRAGÃO? hahahahah!

Vera do sulll disse...

Olá Eliane!
Há 20 anos vim morar neste condomínio que são pequenas chácaras. Éramos apenas 6 moradores e são 136 chácaras, tudo era precário alugamos o nosso telefone,pq não havia linha. Pagavámos segurança solicitando o trabalho para alguns moradores mais antigos e que eram agricultores, estranhei muito, pq morava no centro da cidade.
Hoje são muitos os ruídos caminhões de concreto que nos acordam... jardineiros... transportadores de material... Me lembro que havia muitas borboletas (bruxas ) que assustavam meus filhos pequenos. Havia silêncio, céu estrelado amigos fazendo festa jantando junto...
Hoje tudo mudou... Envelhecemos e não temos mais tanta disposição? Temos que trabalhar mais para podermos satisfazer as nossas necessidades? Temos que ter mais carros ,os horários são diferentes...
A vida continua boa,o silêncio e o ficar sozinha que tanto gosto são mais difíceis, mas vamos nos adaptando .Afinal temos esta grande possibilidade ADAPTAÇÃo. Continuo a auvir os pássaros.......
Bjs
Vera

Eliane p/Vera do sul disse...

Oi Vera, ainda bem que vc entrou e voltou ao tema "Silêncio", PQ AS DUAS AÍ EM CIMA DIZEM QUE EU SOU DO BARULHO( quer dizer a Zel não),mas este Dragão não bate aqui um tambor? ksksksksk

Camélia do Cerrado disse...

Boa Tardeeeeeeeeeeeeeeeeee
Turma mais alegre do Planeta

Hoje qdo abri o blog não tinha ainda nenhuma postagem, e como a ´pauta da ordem do dia hoje é silêncio, e eu sou uma escrava bem comportada, me mantive em silêncio. Estou só na meditação com os meu botões: hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm
Bem Zen hoje.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Caso contrário lá vem toalhas molhadas, rodo, vassourada entre outros da nossa Madre Superiora.
Agora já falei demais preciso voltar urgente para o silêncio.
Bjs mil
Camelinha do Cerrado (Madre só abri a boca um pouquinho)

Eliane disse...

Boa tarde Camelinha Zennnnnnnnnn
Estou no silêncio.

Camélia do Cerrado em Silêncio Zen disse...

Eu tb, silêncio profundo e zen
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Abra seu e-mail acabei de mandar a última pesquisa científica sobre as mulheres.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Voltando ao silêncio.
Bjs mil
Camelinha Silenciosa do Cerrado

Bia disse...

Quebrando o silêncio...
Adorei a sua participação no programa: Hoje em Dia. Super espontânea.... Muito legal!
Voltando ao silêncio...

Lulu disse...

Ah, eu adoro o silêncio. Há muita paz no silêncio quando estamos em paz com nós mesmos. E quem tem uma vida interior rica, então.... nada nos faz sentir-nos mais plenos que o silêncio. Eu adorava o silêncio das noites na fazenda (meus pais têm uma). Aquela orquestra de grilos, sapos, rãs... eu dormia embalada por essa "orquestra". O silêncio das noites perto do mar, ouvindo o barulho das ondas quebrando na praia... bom demais! Tem horas em que o silêncio é oportuno e desejado...

Paula disse...

Hoje, atendi uma "sinhazinha" na senzala, que não conseguia escolher nada em funcao de seu blackberry.
A pessoa sai para comprar um vestido de festa e não consegue escolher pq precisa ver seus emails instantaneamente.
Loucura!!!!!!!
Não aguentei. Olhei para ela e disse: querida, tenho um celular como o seu e pode ficar tranquila, pq todos os emails podem esperar vc terminar de fazer o que veio fazer aqui para serem lidos.
Ela riu e concordou, guardando seu Aparelho de ultima geracao na sua bolsa chiquerrima de marca.
Na verdade, eu, Paula, estava falando com ela pensando em mim.
Na ultima sexta-feira, perdi o gol de "estilo" de meu filho Bernardo, durante o cempeonato de futebol dele, por causa do meu blackberry.
Ridiculo!!!!!!!! O ginasio inteiro aplaudindo e eu, tao imersa no mundo virtual, perdi.
A carencia e a ansiedade que o mundo moderno nos causa, esta transformando a humanidade em robos.
Seu texto caiu como uma luva!!!!!!
Bjsbjs

Sandra Chagas disse...

Oi, Eliane. Aqui é a Sandra Chagas. Foi muito bom falar com você depois de tanto tempo! Vou deixar o meu e-mail: sandrafchagas@ig.com.br