domingo, 31 de agosto de 2008

Um casal a mais, uma só história

Hoje enquanto caminhava à noite, eu vi um casal conversando na praia. Estavam vestidos de maneira diferente, pareciam namorados e olhavam fixamente um para o outro. Os olhares queriam dizer muita coisa, mas estavam calados. Era apenas mais um casal. Mas decidi parar. Disfarcei, pedi uma água de côco no quiosque e comecei a observar. Eu senti que ela queria falar. Conheço as mulheres. Mas ele, silencioso, parecia que não tinha nada a dizer. Ela tentava se chegar e abraçá-lo. Ele parecia estar na defesa, cauteloso.
Fui andando devagar, não poderia permanecer mais ali, encostada em um quiosque olhando os dois.
Queria pedir que ele a abraçasse forte, que ela se deixasse levar. O telefone dele tocou. Ela abaixou a cabeça. Um olhar triste e vazio anunciava uma separação. Gostaria de ter visto o final daquela história. Se é que houve um final.
Histórias de amor são assim. Tem começo mas não tem fim.

Não deixe o amor passar

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida. Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu. Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês. Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor. Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.
Carlos Drummond de Andrade

O amor está no ar


Quem acompanha o blog, sabe que a grande novidade em família virá destes dois aí, no mês de fevereiro. O bebê Furtado-Vergara será aquariano.

Já adoro esta criança, porque vem de minha sobrinha mais velha, minha afilhada, minha amigona, que tem tantas coisas em comum comigo. Tantas. Minha Gi cresceu. Nem acredito.

Os dois, melhor os três, são meus amores.
O amor. Felizes aqueles que o realizam plenamente. Aí na foto, Luiz e Gi, a cara da tia. risos.

É hoje que seu livro começa


Esta aí é o meu amor de sobrinha, minha amiga de fé. Parecida com a tia também hem?! Olhem o narizinho de turquinha.
Ao lado de Cristian, amigo e cunhado.
Foi ela quem me enviou um dia a frase:
-"Tia é hoje que seu livro começa. O resto ainda está por ser escrito, por ser escrito."
E é hoje também para você, Paula, que está de casa nova.

Amores de amizade




















No dia do lançamento do livro "Câncer: sentença ou renovação?" me vi cercada de amigos de todas as épocas. Chefes amigos, amigos de vida, de infância, amigos primos, vizinhas amigas. Pessoas que sairam de seus mundos, suas tarefas e vidas para ir lá me abraçar na livraria Argumento. É o amor da amizade que supera tudo, está acima de tudo. São, hoje e sempre, os laços mais profundos que unem as pessoas. Como esquecer deste momento, desses amigos que guardo no coração?

Um amor incondicional


E falando de amor. Uma mostra de um amor incondicional.
Leal, devotado, único que não tem mágoa, nem ressentimento, e nem lugar para dor. Só amor e...ciúme. Muito ciúme da dona.

O tema da semana: o amor

Boa noite meus amigos e leitores. Vou pedir licença a todos para esta semana falar de amor. Da alegria, da separação, da incerteza que cerca o amor, do amor da amizade, do amor de pais, do amor entre duas pessoas. Do ciúmes e da dor. Enfim de tudo que cerca as relações humanas no que se refere ao amor. Aos encontros e desencontros. Das despedidas e das esperanças. Do amor.
Que ele brilhe no coração de vocês durante toda a semana. Que ele ilumine as dúvidas e mostre o caminho a seguir.

A medalha das graças e milagrosa

Vocês bem sabem que sou fã incondicional de Nossa Senhora da Penha. E de Santo Antonio, e de Santa Edwiges, de Santo Expedito. Estive no colo de todos eles a minha vida inteira e durante o meu tratamento. A da Penha, rege a minha vida . Santo Antonio chegou pelas mãos de meu médico Flávio Cure. Santo Expedido sempre me socorreu com as causas urgentes. E Santa Edwiges abençoa minhas finanças que não andam lá estas coisas. Mas na hora H, ela está lá trazendo os trocadinhos.
Curiosamente, nesse sábado recebi uma visita inesperada no meu refúgio. Estava eu pensativa, quietinha observando a chuva, quando vi um envelope endereçado a mim. Abri e encontrei uma medalhinha e uma oração. Estava escrito: "um presente vindo do céu." Claro que pedia uma pequena colaboração. Nada demais perto do presente.
Era Nossa Senhora das Graças. E a medalhinha? Da medalha milagrosa.
Os sinais no sítio chegam rápido. Sinais que vem do céu.

Estou de volta

Gente estou de volta. Vocês nem imaginam o frio lá na serra neste finde. Final de inverno e dez graus. Dez!
Encontrei meu email lotado, postagens carinhosas no blog, amigos ainda duelando comigo, uma alegria só.
E vamos ao blog.
Sintam a pérola enviada pela Fafá, querida tia de Paulinha sabe tudo, que para a minha felicidade mora pertinho de mim.
Aí está:

"Status é comprar uma coisa que você não quer, com um dinheiro que você não tem, para você mostrar para pessoas que você não gosta, uma pessoa que você não é."

sábado, 30 de agosto de 2008

Brilhante como a pedra


"Um refúgio significa abrigo, apoio, amparo.
Mas meu refúgio é mais do que isto. É meu pedacinho de céu..."


Do livro "Sentença ou Renovação?", da editora Hama.


Até domingo meus queridos leitores!

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Acontecências

Gosto muito de um livro chamado Acontecências da escritora Wilma Guimarães Rosa. Nas crônicas dela, acontecências aconteceu sempre. Os fatos simplesmente aconteciam, ou - como ela diz- queria que eles acontecessem.
As crônicas falam do mar, da "imensidão de água que engole céu e matas." Das praias, das pedras e dos segredos de pescadores. Lá dentro tem um verso que adoro. Ele abre, uma das mais lindas crônicas do livro que se chama "De alguma parte do Atlântico", história de Jennifer Coração de Pedra e Joe. O verso é assim:

"Algum dia,
No perfil deitado das montanhas,
voltarei a te encontrar,
Escutarei a tua voz, no canto lancinante do pássaro,
Sentirei tua presença no mar verde e nervoso,
Desafiando o tempo
Espalhado pelos ventos,
à tua espera, para sempre,
hei de ficar."

Lindo, não acham?

Fonte dos desejos


A fonte de todos os desejos está na força do pensamento.

Feche os olhos, olhe fixamente para o que você deseja, e espere os sinais do céu.

Casar é bom demais, com amor então...

Vocês podem me dizer qual é a diferença entre casamento e amor? Ou vocês fazem parte do grupo acredita de verdade que os dois-casamento mais amor- podem conjugar sob o mesmo teto? Eu sou uma boba romântica, acredito que sim. Tem amigos meus que acreditam que não. Claro que casamento desgasta. Mas não sei se é bem o casamento não. Acredito que são os problemas da vida que cercam o casal. Mas casamento é tão bom, que a gente termina um e quer logo outro. Os homens são assim. Mas as mulheres querem mesmo é o amor. Ah o amor. Uma batalha para ser encontrado, e outra maior ainda para se realizar.
Para divertir vocês um pouquinho, nesta quase madrugada, olha só o que achei. Algumas pérolas.

"Case-se com um arqueólogo. Assim, quanto mais velha você estiver, mais encantadora ele te considerará".Agatha Christie
"Não é à toa que a diferença entre casado e cansado seja apenas uma letra".Lope de Vega
"O casamento deve combater um monstro que tudo devora: o costume"Honoré de Balzac
"Para quê casar e fazer um homem infeliz quando se pode fazer feliz a muitos?"Mae West
"O amor abre parênteses; o casamento fecha."Victor Hugo

E finalizando com chave de ouro...
"O casamento é um fardo tão pesado que precisa de duas pessoas para carregá-lo"Alexandre Dumas

A proteção simbólica

Bom, e falando em compromisso, casamento, vida a dois e etc, aí está o simbolo da união entre duas pessoas: a aliança.
Fui pesquisar e achei interessante e assustador ao mesmo tempo.
O termo aliança, bérith em hebraico, possui o sentido de compromisso. O anel usado pelos casados tem a função da ambivalência de unir e, ao mesmo tempo, isolar. No plano esotérico, possui poderes mágicos. É o protetor simbólico da união. Colocar um anel no dedo de outra pessoa, significa sacramentar que o outro é como um tesouro exclusivo.
Tesouro tudo bem. Mas exclusivo?
E você, usa aliança? Gostaria de ganhar de alguém?

Véu de noiva

Amigos.
A noite era para ser feliz, tranquila, afinal é véspera de ver Shiro e Kinsei, meus fiéis escudeiros. Mas não está sendo assim. Não que eu esteja triste. Não, muito pelo contrário. Mas felicidade também faz você refletir. Nas escolhas. Tenho pensado sobre isto e hoje decidi compartilhar esta inquietude com todos.
Minha afilhada amadíssima, a Chris, vai casar com Thiago no dia 18 de julho de 2009. Está longe não é?
Mas não para noiva. Ela e ele só tem um assunto desde que marcaram a data. Casamento, festão, preparativos, bolos, vestidos, bouquets, música, detalhes. Bem, quem passou por isso sabe como é. Fico observando, me divirto, fico alegre de estar com os dois participando de tudo, e sei que a escolha de um pelo outro é acertadíssima. Já estão juntos há seis anos.
A minha reflexão começou quando eu e Chris falamos sobre meu véu de noiva, ainda guardado a sete chaves. Lindo, elegante, de Paris . Trocamos idéia sobre ela usar o véu no dia D . Rimos juntas ( sempre fazemos isto), que caso ela não gostasse, poderia transformar em mosqueteiro de berço.
O véu me fêz pensar na escolha que fazemos quando jovens. Fêz, novamente, eu repassar na minha mente, o filme da minha vida. Sem arrependimentos, sem remorsos. Afinal, como diz minha terapeuta, foram as escolhas possíveis. Mas fica a pergunta. Porque ainda somos tão românticos a ponto de pensar que a escolha daquele dia, daquele momento, é a definitiva?
Pode ser para a Chris, mas pode também não ser para muita gente.

Os mistérios do Xingu

Cientistas da Universidade da Flórida revelaram ter descoberto sinais da existência de vilarejos e cidades cercadas por muralhas, conectadas por redes de estradas e organizadas ao redor de grandes praças centrais, na região do Alto Xingu. Essas comunidades teriam vivido ali em 1492. Cobertos pela floresta eram quase invisíveis. Foram identificados por membros da tribo Kuikuro, que moram na região e são descendentes diretos desses povos antigos.

Comentário: Estou entre os poucos privilegiados que conhecem bem todo Xingu. Tive a felicidade de estar com os Kuikuros, em 84 e 85, quando era repórter da Rede Manchete.
Você só pode entender a dimensão do Brasil quando está lá no Xingu, ou na Amazônia.
Sensacional!
Mas isto é uma outra história...

Eu não poderia rir sem vocês

Aos meus amigos leitores, esta é muita especial. Vejam. Observem porque eu gosto dele. Um gentleman. Minha amiga Elaine, que não é fã, vai gostar também.
Ele canta esta música há mais de 35 anos. E decidiu não fazer mais só. Tem por hábito escolher alguém na platéia e faz um dueto. É simplesmente o máximo.
Eu e Claudinha já estamos preparando o nosso cartaz para o próximo show:
"Pick us up, we came from Copacabana."
Quem viver verá!
Para todos vocês, o meu sorriso especial no dia de hoje.
Eu decidamente não posso sorrir sem vocês.

http://www.youtube.com/watch?v=9bZbcWzM64M
Hoje é dia 29, Dia Nacional de Combate ao fumo. Por todo o país serão deflagradas ações para alertar, mais uma vez, a população sobre os males do tabagismo( será que ela ainda não sabe? Francamente)
O Instituto Nacional do Câncer (Inca) sugere dois métodos para parar de fumar. Um deles é a parada imediata, em que o fumante decide largar o vício e deixa os cigarros de lado.
Outra opção é a parada gradual, em que a pessoa diminui o número de cigarros fumados diariamente.
Para isso, é recomendado que o fumante adie a hora de acender o primeiro cigarro. O Inca alerta que os “métodos milagrosos” para parar de fumar ou cigarros de baixo teor não são uma boa alternativa para quem quer abandonar o vício.
Força amigos fumantes. Determinação é a palavra chave!

Ôba!

Delícia de previsão dos astros:

"Regeneração e superação de ilusões são metas para um feliz desfecho de mês. Lua nova em Virgem: 30/8"

De volta à vida

"Quem disse que não conseguíamos?"
Lance Arsmtrong -
vencedor do Tour de France, depois de enfrentar a batalha contra um câncer de testículo, pulmão e cérebro

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

A alegria está no ar

Não sei porque. Mas esta tarde me veio a cabeça uma música super antiga, que ouvi há muitos anos, na missa de quinze anos de uma querida amiga, a Aninha, hoje uma mulher. A própria Helena de Lima foi quem cantou na Igreja da Candelária, no Rio. Nunca mais esqueci.
E hoje, com a notícia do horário de verão se aproximando, do final de inverno, e da alegria contagiante que envolve um fim de semana, decidi dividi-la com vocês. Sei que ainda é cedo para a primavera, mas não resisti.
"Estão voltando as flores", aqui com a interpretação de Dalva de Oliveira.

http://www.youtube.com/watch?v=RM7nzi59BJ8

A música foi composta em 1961. Tornou-se grande sucesso e praticamente um hino das noites do Rio de Janeiro. Foi gravada por Helena de Lima e Dalva de Oliveira no início de 1962. O autor, o compositor e produtor musical Paulo Soledade.

Horário de verão

Vai começar o tempo das caminhadas à noite, da natação, de olhar Copacabana lá da pedra do Leme( que faço sempre), de um mergulho gostoso no final de tarde. Tempo de pernas de fora, coração saltitanto tamanha a beleza da próxima estação.
Vai começar à zero hora do dia 19 de outubro, o horário de verão. Ele vai até zero hora do dia 15 de fevereiro do ano que vem.
Até lá muita água vai rolar.
Durante esse período, os relógios das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão permanecer adiantados em uma hora.

Novidades da Hama no site

Bom dia queridos amigos leitores,
Hoje, quinta-feira, convido a todos para visitar o site www.hamaeditora.com.br/elianefurtado.
Ele está recheado de novidades. Mais fotos do lançamento do livro em São Paulo e atualização da seção" na midia".
Breve estará lá também um pequeno trecho da palestra que que fiz para os representantes comerciais do Laboratório Roche, neste mês de agosto.
Agora, as empresas, ongs e instituições diversas podem nos contratar através do site.
Me ajudem a divulgar.
Um dia colorido para todos.
Beijo.

O "fácil" e o "difícil" da vida

"Eterno é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata!
Fácil é ouvir a música que toca.
Difícil é ouvir a sua consicência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.
fácil é ditar regras. Difícil é segui-las. Ter uma noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noções da vida dos outros.
Fácil é perguntar o que se deseja saber. Difícil é estar preparado para ouvir a resposta. Ou querer entender a resposta.
Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade. Difícil é sorrir com vontade de chorar, ou chorar de rir de alegria.
Fácil é dar um beijo, difícil é entregar a alma. Sinceramente, por inteiro.
Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.
Difícil é entender que pouquíssimas delas vão te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.
Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica. Difícil é ocupar o coração de alguém. Saber que se é realmente amado.
Fácil é ver o que queremos enxergar. Difícil é saber que nos iludimos com que achávamos ter visto.
Admitirmos que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil.
Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho.
Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar. Difícil é mentir para nosso coração.
Fácil é dizer "oi" ou" como vai". Difícil é dizer "adeus". Principalmente quando somos culpados pela partida de alguém em nossas vidas...
Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados...
Difícil é sentir a energia que é transmitida. Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos na pessoa certa.
Fácil é querer ser amado. Difícil é amar completamente só. Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. Amar é se entregar. E aprender a dar valor somente a quem te ama. Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir. difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.
Falar é completamente fácil quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião. Difícil é expressar por getos e atitutes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.
Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação. Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Ou ter coragem para fazer.
Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado. Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita, te entende. E é assim que perdemos pessoas especiais. "
Carlos Drummond de Andrade

Delícia de torta e de encontro

Foi uma delícia rever a companheira de colégio Monica Vettori, ontem à noite, com a irmã dela Angela. Monica trouxe de volta as mais doces e felizes recordações da adolescência e do nosso Colégio Assunção. Foi uma noite de reencontros novamente. Noite de lembranças, com a saudade de uma época que começou a definir nosso futuro. E ontem , ele estava ali diante de nós.
Graças a Deus.
E mais: tudo regado com velinhas e uma torta de chocolate fenomenal.

Agosto das canções

E por falar em reencontros, agosto está chegando ao final e fica marcado como um mês mais do que especial. Além de comemorações, período de trabalho ( vocês sabem que adoro), foi o mês envolto em pequenas e grandes alegrias. Querem que eu conte só uma? Pois bem, depois de um ano e seis meses vivendo ao lado de médicos, exames, clínicas, consultórios, dentro de hospital, correndo para os de planos de saúde e vivendo sentimentos diversos , Agosto foi o mês do alívio, do descanso e da alegria pura e simples. Agosto o mês da liberdade, envolto em canções. E depois, dizem que é o mês do desgosto. Imagina. Que venha agora setembro. Estamos preparados.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Somos prisioneiros das datas

A alegria e a contagem regressiva que uma amiga, aniversariante do dia de hoje, viveu nas últimas semanas me levou a pensar. Há um mês exatamente, ela está preparando festas( mais de uma é claro), enchendo nossas caixas postais de balões, estrelinhas e bilhetinhos. Tudo para ninguém esquecer o dia 27 de agosto.
Desde pequenos somos prisioneiros das datas. Quando crianças queremos logo fazer quinze anos , e ficamos contando os dias, meses, anos para o dia chegar voando. Depois vivemos a ansiedade da data do vestibular, do primeiro romance, do casamento, dos aniversários, do primeiro filho. Vivemos momentos de ansiedade a cada acontecimento de nossas vidas. E de todos aqueles que nos cercam. Sempre prisioneiros. Para complicar ainda mais as nossas expectativas e ansiedade, a humanidade criou mais datas ainda. Dia disso, dia daquilo, Natal, Ano Novo, enfim...
A cada momento, a cada dor, a cada alegria, estamos ali fazendo a contagem regressiva. Fazendo risquinhos no caderno, no calendário, na parede. Tudo com uma única intenção: a felicidade. Pensando bem, queremos mesmo é ser prisioneiros da felicidade. E do que todas as datas nos trazem.
Feliz dia 27 de agosto, feliz quinta-feira.

Aos aniversariantes do dia

Quem nasceu em 27/08 é charmoso, dotado de capacidade de liderança, intuitivo e curioso. Determinado e observador .Você presta muita atenção a detalhes. Em geral é idealista e sensível e tem uma mente fértil e criativa, o que pode impressionar as pessoas. Quando desenvolve a sua capacidade de comunicação supera a dificuldade de expressar seus sentimentos mais profundos. Pode ser bem sucedido no campo da educação ou nas pesquisas.A subinfluência do mês 8 indica que você é mentalmente ativo e perceptivo e com uma personalidade dinâmica.

Comentário do blog: quem nasceu neste dia é também viciado em internet, orkut, blogs, emails, e tudoo mais que Bill Gates pode nos proporcionar. Aliás, hoje é o dia da fã número dele: Rosana Brigagão, amiga do blog.

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Justiça seja feita

Oi amigos queridos. No pequeno texto que coloquei no começo da semana comentando um caso vivido por Rosana do Assunção, em uma livraria do Rio, citei que fui pioneira na família em quebrar tabus. E fui. Mas justiça seja feita. Minha prima Marianna Chame abriu um caminho. Ela, em um texto carinhoso nesta noite de terça-feira, reivindica um pouco para ela este pioneirismo.
"Fui realmente a primeira mulher da família a trabalhar fora, na antiga Escola de Aeronáutica no Campos dos Afonsos, estando às 06:15 da matina na esquina de Princesa Isabel esperando o ônibus que me levaria , e que eu não poderia perder..."
Quero render minha homenagem as mulheres de minha família, o lado Chame guerreiro. Todas foram pioneiras cada uma a seu modo, no seu tempo, em determinado momento. Minhas tias e mãe, verdadeiras desbravadoras, guerreiras nas finanças e nos negócios. Minhas primas se destacaram cada uma de uma forma. Algumas delas estão lá no livro "Sentença ou Renovação?", marcando a minha história.
Marianna é uma delas. Esta valente e pioneira atleta.Campeã de terra e mar.

Sabedoria

" Só existem dois dias que não se pode fazer nada, o 'Ontem' e o Amanhã', portanto, hoje é o dia certo para Amar, Acreditar, Fazer e principalmente VIVER."
(Dalai Lama)

Rir sempre foi o melhor remédio

Esta piadinha veio de longe. É para alegrar o dia de todos, porque o meu já começou ensolarado, com gargalhadas.
Estou falando que princípe não existe. Acordem meninas!

"REGRAS DE UM RELACIONAMENTO EQUILIBRADO Um casal recém casado vai viver em sua nova casa. O homem diz: - Se quer viver comigo as minhas regras são: 1) Segundas e terças-feiras à noite vou tomar café com os amigos; 2) Quartas-feiras à noite cinema com o pessoal; 3) Quintas e sextas à noite cerveja com os colegas; 4) Sábados pescaria com a turma, retornando domingo pela manhã; 5) E aos domingos deito cedo para descansar. Se quer... Quer... Se não quer... Azar!
Então a mulher responde: - Pra mim só existe uma regra: Aqui em casa têm sexo todas as noites. Quem está, está... Quem não está... azar!!!

O ditado popular

E por falar no silêncio...como diria Dona Linda, "boca fechada não entra mosca."

O poder do silêncio

Para abrir esta terça-final, a caminho da primavera:

"Todas as vêzes em que você abre a boca, você libera uma poderosa energia. Se cada um de nós conseguisse aprender a controlar essa energia, ela poderia trazer muita saúde, relacionamentos, muito melhores. Iríamos, sem dúvida alimentar nossos sonhos, curar nosso corpo e energizar a nosssa mente. O problema, porém, é que sempre temos muito a dizer...
Existe um poder enorme no silêncio. Existe sabedoria no silêncio. Existe amor no silêncio. Pense por alguns momentos no sol, na lua e nas estrelas, Todos esses astros, apesar de aparentemente silenciosos, cumprem perfeitamente seu papel. Pense nas montanhas mais altas e nas árvores mas frondosas. Elas nunca têm nada a dizer, mas é difícil derrubá-las. em meio ao frenesi da agitação diária, quero encorajá-lo a se recolher no silêncio e à meditação. Isto porque o silêncio é não apenas uma arte, mas ao mesmo tempo a ferramento do sábio."

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Histórias de princesas


As histórias de princesas e rainhas sempre fascinaram as meninas. Para falar a verdade sempre fascinou a humanidade. Lembram do enterro de Diana? A verdade é que sai geração e entra geração, os pais continuam chamando suas filhas de princesinhas, o Magic Kingdom em Orlando continua batendo recordes de audiência na preferência delas, Sininho é a fada preferida e Cindarela...ah Cindarela... Não adianta negar, as mulheres crescem e continuam querendo ter um príncipe. Acreditando que existe um só para elas. Coitadas das mulheres. Os príncipes não existem mesmo. Depois então que Charles trocou Diana por Camila, aí algumas damas acordaram. Mas só um pouco.
Enfim, houve um tempo que elas surgiam em número maior: as princesas, as rainhas e as imperatrizes. Encantadas ou não, sempre povoaram o imaginário das garotas,de minha mãe e a minha também, é claro. Afinal, sou de carne e osso.

Toda esta conversa tem um porquê: relembrar uma das rainhas mais exóticas e elegantes da história: Farah Diba. Na verdade ela era uma imperatriz. Nasceu em outubro de 1938 e reinou no Irã ao lado de Mohammed Reza Pahlevi. Tiveram quatro filhos. Foi coroada rainha pelo casamento em 1959, e em 1967 foi a primeira Imperatriz do Irã a ser coroada nos tempos modernos. O fim da monarquia em 1979 fêz com que fosse a última Imperatriz. 0 final desta história não foi nada feliz. Em 1979, a glória transforma-se em caos. O Xá ficou doente, e os conflitos abalaram violentamente o país culminando na revolução islâmica. A família real pediu abrigo ao mundo, e ninguém queria ficar com aquela herança moral.
Para minha mãe, aquilo sim que era vida. Vida de rainha. Mesmo no exílio.
Fui no baú pegar esta história, porque volta e meia alguém antigo( claro) diz que eu me pareço com ela. Quem dera. Talvez o nariz. Somos da mesma raça. Fiquei honrada. Mas sou uma princesa sem trono, sem castelo, a procura de um príncipe encantado. Mas como ele não existe mesmo, fico com o de carne e osso , e me contento em ser a princesinha do Dr Ary...eternamente. Que remédio!

Somewhere down de road

Durante todo o dia de hoje pensei em colocar uma música de Barry bem aqui no blog.
Queria uma com uma letra especial. Comecei a ouvir o repertório e nada se encaixava.
E não é que a menina da valsa me enviou esta maravilha no meio da noite?
Para vocês dormirem com anjinhos e fantasminhas bem camaradas.
http://www.youtube.com/watch?v=IFzqLSDIiRs

As sementes, o tempo e final perfeito

Estas são as frases da semana:

"A neve e a tempestade matam as flores, mas nada podem contra as sementes. " Khalil Gibran

"O tempo é o melhor autor: sempre encontra um final perfeito." Charles Chaplin

domingo, 24 de agosto de 2008

Conquista é expressão da felicidade

Você está pronto para conquistar esta semana? É pessoal, conquistar. Adoro este verbo.
O ato de conquista é um movimento eterno. Você pode tirar estes próximos dias para conquistar mil coisas. Você não precisa conquistar o mundo para se sentir vitorioso. Saia por aí e conquiste novas idéias, conquiste pessoas, o respeito da turma em volta, conquiste seu espaço.
Vamos começar a semana pensando que a conquista é mais do que uma vitória. É a expressão da felicidade. Já reparou em uma criança que engatinha e tenta se levantar a primeira vez? Ela cai e levanta, cai e levanta. Quando consegue ficar de pé, abre os braços e corre na direção exata. Sorrindo. É pura conquista.
Materializar conquistas tem gosto não apenas de felicidade, mas de realização plena. Então, uma semana de alegria, de amor, de vida, de trabalho, de amigos, de pequenas e grandes conquistas. Que elas se realizem ao longo dos próximos dias. Amém.

sábado, 23 de agosto de 2008

Aposta na cura. JB faz análise do livro


O caderno de Idéias & Livros do Jornal do Brasil trouxe este sábado um presente para a Hama e para esta jornalista escritora. Uma análise crítica sobre o meu livro. Reinado Paes Barreto fêz uma síntese linda, e captou toda a sensibilidade que envolve as crônicas de "Sentença ou Renovação". Estou muito orgulhosa. E sei que vocês também.

Meus amigos, a sentença que virou renovação...de idéias, de sonhos, de projetos.
A sentença que me guiou para encontros e reencontros, e hoje me possibilita uma renovação total de vida.
Com fé, esperança e bom humor estamos indo, estamos indo.

Na Isto É desta semana.

Cigarro alheio mata

Pessoal, estava lendo meu jornalzinho quando vi esta notícia: Cigarro alheio mata.
A pesquisa do Inca mostra que sete não-fumantes morrem por dia no Brasil com doenças causadas pela exposição à fumaça. São 2.655 mortes por ano, a maioria entre mulheres( 60,3%).
Segundo o diretor geral do Inca, Luiz Santini, a pesquisa foi feita só em ambientes domésticos de aglomerados urbanos. Se fosse estendida aos ambientes de trabalho, o número de mortes seria mais expressivo.
Portanto gente, amar é...largar o cigarro para não matar os queridos do lado.

O grito contra o preconceito é permanente

No texto desta sexta feira, " site, blog e outras cositas, brinquei com minha amiga Rosana, a rainha da valsa e da internet. Ela reagiu hoje em um dos seus comentários, falando que eu não contei o mais importante daquela história.
Vou explicar Rô, quando a palavra Preconceito entra em cena, é preciso maturar e escrever duas páginas. Um pequeno texto no blog seria pouquíssimo. Mas, vamos lá.
Segue o depoimento de Rosana Brigagão e depois o meu comentário aqui, aberto para todos.

"Entro na livraria no Catete, pessoas no balcão preenchendo cheques, outras foleando livros, duas fazendo embalagens e pergunto ao vendedor em alto e bom som:O senhor tem o livro CÂNCER, SENTENÇA OU RENOVAÇÃO da Eliane Furtado???UAUUUUUUUUU, que impacto teve esta minha pergunta, todos pararam o que estavam fazendo e me olharam como se eu fosse um ET ou alguém com uma PESTE CONTAGIOSA, ESPANTOOOOOOOOO,SURPRESA,SUSTO, ou sei lá o que mais estampado nos rostos daqueles "seres" , carambaaaaaaaaaa gente, CÂNCER NÃO DÁ EM POSTE, DÁ EM GENTE COMO NÓS!!!!Quanto preconceito com a palavra CÂNCER, não imaginei uma situação como este, surreallll!!!Como existem PRECONCEITOS e hoje comprovei ao vivo e a cores com relação ao CÂNCER, EXISTE SIMMMMM!!!"

Nos últimos tempos não vivi nenhuma história como esta de Rosanna. Mas vi muitos olhinhos assustados, perplexos, cheios de compaixão, apavorados diante da situação que enfrentei.
Vivi momentos curiosos como pessoas amadas que não queriam aceitar a palavra, a dor de ver uma amiga vivendo uma doença. Mas sem preconceito. Só com medo. Com muito medo. Talvez de me perder. Ter gripe realmente é mais simples. Cura mais rápido.
Mas preconceito é algo que conheço de perto. Fui pioneira na família em quebrá-los. Fiz jornalismo contra a vontade da mãe. Sempre tive idéias a frente do meu tempo, algo que horrorizava minha mãe. Me casei, pela primeira vez, com um rapaz pobre( que ficou rico) e me divorciei cedo. O divórcio foi um tititi na família. Enquanto minhas amigas tinham filhos e seguiam o curso natural(???) das mulheres da época, fui trabalhar em jornal e TV. Sempre assumi postos que eram designados para homens. E sempre assumi situações que a sociedade critica, se inquieta, mas no fundo, inveja. Não tenho modelos, não tenho moldes, tenho apenas uma norma idealizada para mim um dia: a independência e a liberdade com critérios próprios.
E depois, se a gente for se preocupar com os conceitos pré-estabelecidos...parece que a sociedade tem preconceito contra tudo:baixo, contra ser magro demais, gordo demais, contra raças, religiões, contra este ou aquela pessoa pelos motivos mais variados e engraçados. Só mesmo qualificando de engraçado. Então, Rosana, azar o deles. Continuo quebrando os modelos perfeitos(??) de imagem da sociedade. Continuo sendo uma pioneira no meu caminho. Buscando a felicidade e o bem estar. E isto só me trouxe alegria, amigos como você, amores sólidos e verdadeiros e uma obra, que é meu livro. Estou aqui para colaborar com aqueles que "dizem que não tem preconceito." Aqueles que querem mudar e não conseguem. Querem quebrar tabus e se acovardam. Eu estou aqui para quebrar mais um mito: o câncer mata.
Nem sempre, meus amigos, nem sempre.
Um beijo Rosana, e grite mesmo. Grite junto comigo. Garanto que naquela livraria todo mundo que ouviu, vai com certeza pensar. Nem que seja por um minuto. Um beijo

Na midia com a renovação

Amigos queridos, estamos hoje na midia. Em dois veículos importantes.
A revista "ISTO É', e o caderno de Idéias do Jornal do Brasil, hoje, citam o nosso livro "Câncer, sentença ou Renovação", da Hama editora.

A felicidade em ouvir o hino de novo

Brasil é campeão olímpico pela primeira vez no vôlei feminino.
Equipe brasileira venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1 e quebrou um jejum de 28 anos .
Mulheres de ouro!

Os dias de chuva para quem sabe aproveitar

Os dias de chuva foram feitos para: dormir, sonhar, acordar, ler, escrever, ver um bom filme, rezar, cantar...
Os dias de chuva foram feitos para falar com uma amiga querida, trocar confidências, tomar um bom café com pãozinho quente na padaria, beber chá, comer pão de queijo, broa de fubá.
Os dias de chuva foram feitos para sonhar vendo um bom show do Barry.
Os dias de chuva foram feitos para conversar um pouquinho na internet, e depois esquecer do mundo e ficar olhando para o teto.
Vocês lembram de mais alguma coisa?
Ah, está bem, está bem...os dias de chuva foram feitos para abraços, beijos, matar a saudade.
Foram feitos para trocar carinhos, afetos.
Foram feitos para amar, do jeito que for.
Foram feitos para viver no aconchego de braços fortes, e feitos sob medida para ficar em casa aproveitando o nada.

Bom humor e certeza na vitória

Na revista ISTO É desta semana:
A medicina já trabalha com a prática de estimular nos pacientes o fortalecimento da esperança, do otimismo, do bom humor e da espiritualidade. Elementos em alta.
Os médicos agem agora com a intenção de despertar ou fortificar nos indivíduos condições emocionais positivas, já abalizadas pela ciência como recursos eficazes no combate a doenças.

Amor e dedicação salvam vidas

Neste sábado 23 de agosto, quero registrar uma homenagem a uma mãe incansável, a uma avó generosa, a uma mulher guerreira que tenho hoje como amiga. Paciente, bondosa, presente, dona Teresinha é um exemplo de coragem.
Há mais de quinze anos soube que a filha tinha contraido o virus HIV do marido. Saiu de sua casa no interior de Minas, deixou o marido e se mudou para o Rio. Enfrentou preconceito na própria família, procurou se adaptar a toda uma situação nova com coragem e paciência. Acompanhei dona Terezinha em alguns momentos como naquela bem distante tarde, quando juntas, fomos correr atrás de remédios caríssimos. Sempe disposta, agindo, correndo de um lado para outro, deu suporte moral, e organizou toda a estrutura da casa de minha amiga.
Os remédios, a determinação, o enfrentamento foram fundamentais nesta luta, é claro.
Mas sem a presença e a disposição de dona Teresinha, hoje a história poderia ter tido outro final.
Neste sábado o nosso blog presta uma simples homenagem a esta mãe e avó que ajudou a virar um jogo daqueles. E hoje, ao lado da filha, comemora mais um ano de vida.
Tenho orgulho em ser sua amiga, e de também ter sido um pouco adotada pela senhora.
Um beijo, parabéns, um dia feliz -recheado de pães de queijo e broinhas de fubá.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Site,blog,orkut e torpedos, loucura total!

Pessoal, vocês acham que todo mundo tem que dominar todas as midias? Pois é, eu acho que não. Mas tem amiga minha, assídua leitora do blog, que está se esbaldando com a minha falta de jeito com a midia eletrônica. Olha, e não é só ela não.
Eu acho que sou até bem descolada. Mas minha amiga sabe tudo. Competir com ela, não dá. Tem dezenas de comunidades, duas ou três páginas na internet, consegue postar para todo mundo mensagens diárias, responde a tudo, e ainda por cima agora me manda torpedo em meio a reunião de trabalho. E querem saber mais? Ela pensa que eu sei acessar torpedo. Aliás quero aprender rápido. ( Deve ter gente rindo muito aí do outro lado) Sou mesmo meia idiota para algumas tecnologias. Mas é pura impaciência, pura acomodação em aprender.
Estava eu esta tarde, toda compenetrada, participando de uma reunião seríssima quando decidi ver mensagens da caixa postal. De repente, lá estava o torpedo. E a notícia era assim:
"-Não estou achando o seu livro. Não tem aqui. "
Fiquei louca. Como não tem livro, que livraria, não pode ser.
E eu querendo responder, e aqueles homens falando falando...E eu querendo responder...
Bom, depois disso, fiquei pensando:chegou a hora. Não quero ser mais idiota. Estou contratando professores particulares para reverter esta situação e minha moral.
Verdade seja dita: ela quer me dar aulas, mas sinto que vou enlouquecer e virar uma viciada em internet.
Vou ter que virar este jogo, não tenho escolha.
Agora, vou dar uma dica aqui: oh querida da valsa, sabia que tem comunidade da coroa mais gostosa no orkut? E outra: e tem também "Eu gosto de coroas."
Bem foi só uma dica. Eu não posso participar. Tô na comunidade da Joaninha, só pessoal de dois até 15.
Adoro você. Nada como a alegria. E desta nós duas entendemos bem, não é?

A revolução da medicina na ISTO É

Queridos, amanhã estará nas bancas a edição da revista Isto É. Uma das matérias principais da edição desta semana é a que fala sobre a revolução em curso da medicina.
Os médicos chamam de tratamentos para a alma.
Médicos e hospitais começam a adotar a espiritualidade e a esperança como recursos para o combate de doenças. As repórteres ADRIANA PRADO E GREICE RODRIGUES escolheram algumas pessoas que tem atitute positiva e otimista diante da adversidade.
Bem, advinhem quem está lá entre os entrevistados?
Corram nas bancas, esgotem -por favor- os exemplares.

Orgulho do fundo d'alma

Leitores amigos, desculpem meu desabafo. Mas há muito, há muito tempo mesmo eu não derramava lágrimas ao ouvir o hino nacional .
Maureen Maggi me fêz sentir orgulhosa hoje em ser brasileira. Mais do que nunca!
Ela venceu. Como muitos de nós.

O pódio da vitória e superação

Os homens que me desculpem, mas as mulheres são de ouro. Estão sempre se superando, sempre dando a volta por cima. Na imagem, na emoção da atleta brasileira Maurren Maggi, a homenagem do blog a todas as nossas leitoras.
Ela viveu o drama da suspensão por doping, chegou a abandonar a carreira, mas cinco anos depois... a saltadora finalmente sobe ao lugar mais alto do pódio, o que não acontecia com brasileiros do atletismo desde Los Angeles-1984, com Joaquim Cruz nos 800m rasos.
Nesta sexta-feira, ela subiu ao pódio do salto em distância, deixando para trás, as dores e as decepções, e abraçando a alegria pela conquista de ouro. Entra para história do esporte brasileiro " como a primeira a conquistar o lugar mais alto do pódio nos Jogos."
Mas, em sua verdadeira medalha está escrito: vitória e superação.

O céu para todos

Já estamos em pleno signo de virgem. Dos meticulosos, observadores, críticos, corretos, e amigos.
Tempo que reina o bom senso e tempo de pés no chão. Signo de Terra.
Mas se a gente tirar um pouquinho os pés e voar, faz mal não, não é?
Então aí está a previsão do dia de hoje para todos os signos.
Céu de hoje
"Está começando o tempo de Virgem. A passagem da Lua pelo signo de Touro reforça a serenidade e o bom senso dos signos de terra que, a partir da tarde de hoje, estão sendo defendidos por mais da metade dos planetas do céu. O dia tem tudo para ser muito produtivo."

Então, mãos a obras!

Maktub

Boa noite amigos. Ou melhor, bom dia, afinal estamos em plena madrugada. Esta é uma das noites que não consigo dormir, depois de um dia produtivo, agitado, que nem mesmo eu entendo o meu pique. Elétrica, como sempre.
Entre um pensamento e outro, um plano e outro, recebo um texto da amiga Claudia Portella. Li e reli várias vêzes. E selecionei duas frases interessantes.
... "Aprendi que posso fazer algo em um minuto, e ter que responder por isso o resto da vida !"
..."Mas, aprendi também, que posso ir além dos limites que eu próprio coloquei..."
É o que desejo nesta sexta-feira para vocês. Que cada um entenda que pode ir além. Pode voar. Do jeito que quiser.
O que entra em nossa vida, é porque estava ali mesmo, escrito.
Maktub.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Irresponsabilidade e ganáncia

Deu no site da minha querida Leila Cordeiro, lá de Miami, e em jornais de todo o mundo.
Na tragédia que aconteceu ontem, em Madrid, com o avião Spanair, o piloto avisou que a aeronave tinha problemas técnicos, por isso o vôo atrasaria.
Eram 172 pessoas a bordo do avião, que explodiu antes de levantar vôo. Há 19 sobreviventes, alguns em estado tão grave. As autoridades dizem que a lista de mortos deve aumentar. Entre os mortos, um brasileiro.
Salvaram-se os que foram expelidos da aeronave antes que ela fosse totalmente consumida pelo fogo.
Agora, me digam: irresponsabilidade de quem?

Diagnóstico precoce salva

Neguinho da Beija Flor tem todas as chances de cura, porque o diagnóstico foi precoce.
O especialista e o médico foram rápidos na decisão.
Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer, a cada ano são mais de 26 mil casos de câncer de intestino no Brasil. A doença atinge homens e mulheres igualmente. É o segundo tipo mais freqüente na região Sudeste.
Dicas preciosas: exames anuais, e fiquem atentos a sinais importantes como sangramento intestinal, mudanças dos hábitos intestinais. Observe se você anda cansado demais, deprimido sem motivo. Cuidado com alimentos congelados, com o sendentarismo e consulte os parentes mais velhos sobre doenças em família.
Diagnóstico precoce é tudo de bom.

Luis Antonio Feliciano e eu

Há dois meses, Luis Antonio Feliciano, o Neguinho da Beija Flor, descobriu um câncer no intestino.
Esta semana ele começou a quimioterapia e vai fazer radio também. Está confiante e garante que vai estar na Marquês de Sapucaí com seu grito único: "Olha a Beija-flor aí gente!"
Conheço bem este grito, conheço bem Luis Antonio, que dirigi nos anos noventa, nos programas "Esquentando os Tamborins" e "Feras do Carnaval", da querida Rede Manchete.
Mauro Costa, meu diretor, me deu esta oportunidade na época. Trabalhamos duro, nos divertimos muito e foi a primeira vez que um interpréte de escola de samba apresentou programas jornalistícos em uma grande emissora. Foi um marco.
Ele se saiu muito bem. Rápido, curioso, dedicado, humilde ao receber as orientações, contava que estava muito feliz com esta experiência.
E é com esta confiança e determinação que Luis Antonio vai vencer. Não tenho a menor dúvida.
Vou procurar por ele. Já.

É proibido não ser feliz

Hoje é quinta feira. Fim de semana a caminho. E para começar o dia lindo ensolarado, aqui no Rio, um poema de Pablo Neruda. É Proibido...

É proibido chorar sem aprender, Levantar-se um dia sem saber o que fazer, Ter medo de suas lembranças.
É proibido não rir dos problemas, Não lutar pelo que se quer, Abandonar tudo por medo, Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor, Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos, Não tentar compreender o que viveram juntos, Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas, Fingir que elas não te importam, Ser gentil só para que se lembrem de você, Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo, Não crer em Deus e fazer seu destino, Ter medo da vida e de seus compromissos, Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar, Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram, Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas, Pensar que as vidas deles valem mais que a sua, Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história, Deixar de dar graças a Deus por sua vida, Não ter um momento para quem necessita de você, Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade, Não viver sua vida com uma atitude positiva, Não pensar que podemos ser melhores, Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

A vida do avesso

Com vocês, Charles Chaplin, uma das personalidades mais criativas da era do cinema mudo.

"A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso. Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?"

Planejamento familiar em questão

Amigos leitores, recebi hoje um texto que além de ser um primor, chega em uma hora mais do que oportuna. O momento de renovar nossos prefeitos em todo o país.
O artigo foi publicado no site do jornalista Claudio Humberto e é de meu mestre, amigo, o queridíssimo Aleluia, que conheci no começo da minha carreira e foi decisivo na hora da minha contratação na TV Globo.
Acessem a coluna para ler todo o artigo: http://www.claudiohumberto.com.br/
Hildeberto Aleluia fala sobre a atual situação da vida social dos brasileiros. Em seu texto, ele faz uma comparação em relação a outros países sobre as taxas de natalidade, pobreza e as falhas do governo para resolver a situação. Aleluia cita a ausência de políticas públicas, como o planejamento familiar, e de assistência médica as famílias pobres e a vida miserável que levam as crianças que vivem nas ruas pelo descaso do governo.

Selecionei um trecho apra vocês.
..."Há muitos anos o problema da favelização deixou de ser de migração.Passou a ser de taxa de natalidade. Quanto mais nascimentos, maisinformalidade na economia. É curioso um país como o nosso, cheio degente sem trabalho, necessitar importar mão de obra especializada.Importa porque não há educação na base social. Costuma-se dizer por aí que o Brasil não distribui renda.Trata-se de uma falácia. Não existe país no mundo com um programa de transferência de renda tão amplo quanto o Brasil, através da Previdência Social. Todos os brasileiros têm direito, e um grande número sem nunca ter contribuído e que nunca irá contribuir. A informalidade é inimiga da arrecadação oficial. E o ônus recai no trabalhador formal. Sobre este está a responsabilidadede sustentar o Estado que incentiva a natalidade e de sustentar, mal, os que nascem dessa irresponsabilidade.
Durante muito tempo atribuiu-se à Igreja Católica por este absurdo da natalidade entre os mais pobres, a ausência de uma política deplanejamento familiar ou de controle da natalidade. Junto, vinha oargumento, insano, de que era necessário nascer para ocupar oterritório. Hoje, a igreja já não influi nem no roteiro das novelas.O Cardeal ainda tem voz ativa junto ao dono do jornal. No coração do povão o cantor Belo cala mais fundo que qualquer mensagem paroquial. Ninguém está disposto a modelar a sua vida de acordo com o pensamento do padre. E a tese de gente para ocupação do território é tão falsa quanto aquela que aponta para a favela e diz que lá agora vive a classe média. É o Brasil do PT. Seja o do PT, do PSDB ou o de todos, o Brasil com esse perfil social jamais terá uma solução."

Voando para o infinito

Aqui neste blog, eu gosto de falar sobre vida, vitória, amizade, amor, animais, músicas e fé. Entre outras coisas.
Mas esta tarde, uma notícia me comoveu profundamente. Foi o acidente aéreo em Madrid, Espanha, quando pelo menos 146 pessoas morreram e 27 ficaram gravemente feridas. O avião era da companhia espanhola Spanair. O acidente aconteceu no aeroporto de Barajas, em Madri, por volta das 14h30 (9h30, horário de Brasília), segundo fontes do Ministério do Interior.
No avião estavam 173 pessoas.
Tenho amigos na Espanha, tenho sobrinhas e primos morando em Nova Iorque, Seattle e na França. Amo viajar e estou sempre que posso dentro de um avião.
Aliás desde os meus treze anos, amo aviões. Por isto sinto profundamente.
O inesperado bateu na porta destas famílias e destas pessoas hoje, 20 de agosto. Deixou um país desolado. Assim como nós, brasileiros, ficamos outras vêzes na ocasião dos acidentes da Gol e da TAM, e tantos outros.
Outro dia, me recordava com um amigo de um acidente que deixou marcas profundas em toda uma geração de jornalistas.
Foi nos anos 80, quando equipes da Rede Globo, Rede Bandeirantes, TVE e Rede Manchete de Televisão morreram em um acidente de avião indo em direção a uma das plataformas de Campos. Foram a convite da Petrobrás. E não voltaram. Também não tiveram uma segunda chance.
Saibam amigos queridos, onde estiverem, que uma geração inteira de repórteres, editores e cinegrafistas, nunca os esqueceu.

Bons ventos, Bom Dia

Amigos, as notícias dos jornais parecem as mesmas. Acidentes, prisões, divórcios milionários e política, muita política. Mas os astros prometem que este segundo semestre trará bons ventos. Ufa. Até que enfim.
Nós aqui, felizes, nesta nova quarta-feira, 20 de agosto, vivos, Vivinhos da Silva, aguardamos com fervor a ventania de coisas boas que vem por aí.

"O segundo semestre de 2008 será pontuado pelo trígono entre Júpiter em Capricórnio e Saturno em Virgem, um ótimo aspecto para quem deseja progredir nas mais diversas áreas da vida, especialmente a profissional e a econômica.Este excelente estado entre os dois planetas favorece a tomada de decisões pragmáticas, fundadas no bom senso."
Até logo mais. Beijos. $aúde!

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Ainda , a noite

"Há noites que eu não posso dormir de remorso por tudo o que eu deixei de cometer."
Mário Quintana

A cumplicidade da noite

A noite foi feita para dormir. Mas nem todos conseguem. A noite foi feita para a gente se acomodar em um gostoso sofá e sonhar com o amanhã. Mas nem todos gostam de fazer planos. A noite foi feita para jantar, ir ao cinema, dançar, passear de mãos dadas. Foi feita para olhar a lua, as estrelas e os vagalumes. Para sentir a maresia, a brisa do mar.
As noites tornam-se longas quando não se consegue pregar o olho.
A noite é o período do dia compreendido entre o pôr e o nascer do sol. Sua duração varia conforme a estação do ano e o local da terra onde se encontra: é maior no inverno e menor no verão; maior nos pólos, menor nos trópicos. A noite começa às 18:00 e vai até às 6:00 manhã.
Logo que comecei a trabalhar na TV Globo, fui escalada para o horário noturno. De nada adiantou reclamar. Anos depois, tinha um trabalho durante o dia e peguei um segundo, à noite. Foi na Rádio Nacional. Momentos diferentes, experiências enriquecedores. Como sou mais do dia do que da noite, foi uma oportunidade viver estas duas épocas. Pude apreciar os acontecimentos, o público, e as curiosidades que circulam pela noite e madrugada. Saudade deste tempo. Onde eu podia dirigir sentindo o vento, sem ninguém me incomodar, quando a única coisa que pedíamos a Deus era para não furar um pneu. Não de medo, mas porque podia não ter ninguém para ajudar. Saudade dos jantares com minha equipe de reportagem depois do trabalho, dos bares, e daquela cumplicidade noturna que só quem cirucula na noite entende.
A noite no meu país, na minha cidade, mudou muito. Hoje ela é ainda mais silenciosa, mais temida, mais vazia.
Mas é durante este período ainda que a gente sonha, que a gente se encosta no sofá, que a gente reza pedindo saúde e sabedoria nas decisões. É na escuridão de casa e do quarto que a gente enxerga uma pequena luz dentro da gente. Uma luz que vai nos guiar para um novo amanhã, iluminando nossos desejos e nossos planos.

Fay a caminho da Flórida

Estive em Key West com minha amada e querídissima amiga Claudinha em fevereiro deste ano. Ela, Barry e Key West estão na crônica 40 do livro "Sentença ou Renovação?".
Agora, Claudia me envia uma notícia que não nos surpreende. O furacão Fay está a caminho de Key West ao sul da Flórida.
A tempestade já deixou 57 mortos no Caribe.
Quando atravessamos a Overseas em direção ao sul, comentamos como seria a saída daqueles moradores, que moram em ilhotas cercados de um marzão sensacional na época dos furacões.
Falamos sobre a linda Highway Overseas, única saída em direção as outras cidades ao norte do estado. Agora estou recebendo as fotos.
Mas a turma de lá está acostumada e vai se sair bem.
Ficamos daqui torcendo por todos, brasileiros e americanos, que vivem naquele paraíso.
Nós vamos voltar Claudinha! Juntas!

Os touros: grandes almas e quentes, quentíssimos!

Oi pessoal, estou entrando em contato com a Hama Editora para saber o porquê da dificuldade em postar mensagem. É tão simples. Mas já dou retorno para todos.
Enquanto isto, lá vem mais explicação sobre personalidade dos taurinos. A última. Chega de privilegiar estes taurinos teimosos e bravos - em todos os sentidos.
SACI - PESSOAS NASCIDAS NO MÊS DE MAIO
CARACTERÍSTICAS. As pessoas nascidas sob o signo de menino, ou Saci, portanto no mês de maio, são regidas pelo elemento terra e possuem a lua como casa astral. Pertencem à Mãe Divina, a Deusa Jaci, também ligada ao elemento água. Comumente são pessoas acriançadas, brincalhonas, meio irresponsáveis, costumam brincar com a vida e não olham muito para o futuro, entregues que ficam à passividade oriunda do aspecto aquático da lua. Normalmente, são terra-a-terra e não querem compreender muita coisa nem mergulhar fundo nos problemas. Cabeça na lua, pé na terra e coração na água, este último aspecto representando aventuras, viagens, mudanças. Eis as características dos nativos de menino: a cabeça busca a lua, o sonho, o ideal. Os pés buscam a terra, a firmeza, a riqueza material. E o coração busca a água, a aventura, o desconhecido. A união equilibrada e responsável disso tudo, pode produzir um gênio iluminado, uma grande alma. O desequilíbrio desses três pontos produz um gênio irritadiço, uma pessoa mal humorada e indomável, anti-social, baixo-astral. Menino é tempo quente.
Gostou??? ( pergunta da amiga)

Comentário: Mais ou menos, mais ou menos. Aí Lena, Paulinha, Paula Sabe Tudo, Faustão,Ana Olivero, Camila,Marlene Mattos,Carlinhos,Renatinha, Maria Rita, Glen Glose, George de Lucas, Clint Eastwood, Brooke Shields, Herbert Vianna, Lulu Santos,Beth Carvalho , Chitãozinho ( meu lado eclético)- George Clooney (aiaiai) e outros...
Gostaram?

Onde a felicidade as espera

Bom Dia, amigos queridos( vocês são queridos, sim!).
Entre tantas as notícias desta terça feira,19, tive que escolher a mais divertida, curiosa, real e que abre uma brecha de esperança para tantas mulheres...na Austrália. Só que algumas brasileiras, ousadas do jeito que são, podem chegar primeiro.
Seguinte: a cidade de Mount Isa, na Austrália tem cerca de vinte mil habitantes. A maioria, homens. Lá a proporção é de cinco homens para cada mulher.( Ih, já estou ouvindo os risos, suspiros e frases do tipo "já estou indo pra lá","que maravilha." ).
Pois bem gente, o prefeito da cidade, John Molony, preocupado com a situação e falta de mulheres decidiu fazer um apelo, vamos dizer, diferente. Todas as "desprovidas de beleza podem ir à Mount Isa."
E mais, ele garante que todas vão conseguir namorar.
Este prefeito já tem o meu, o nosso voto, certo meninas?
Agora, como nós nascemos engraçadinhos, o jornal que deu a notícia por aqui já mostrou em mapa a distância entre o Brasil e Austrália, e deu dicas como chegar à Mount Isa.
Bem, claro que por lá nem todo mundo achou graça no apelo do prefeito. Mas ele já se defendeu e garantiu que esta é a realidade.
E finalizando vamos à "pérola" do prefeito:
-"Algumas mulheres tem que vir para Mount Isa, onde a felicidade as espera."
Aí também já é demais."
Bom dia para todos.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Queridos são os amados

Olá pessoal, hoje em meio a um turbilhão de sentimentos, trabalho, exigências, pressões do dia a dia, alguém me chamou de querida. Fiquei pensando como as mulheres são bobas. Passam os anos, os séculos, e elas não mudam. São sentimentais, fáceis de serem levadas. São capazes de desmoronar só porque alguém chamou de querida.
Eu tinha acordado meio lá meio cá, sem saber como começar a segunda feira, e aí pronto: veio o "querida" e o dia começou a funcionar melhor.
Carentes ou não, todos gostam de um afago. Homens e mulheres. Pode ser uma bobagem, mas é muito legal ser chamada de querida ou de outras cositas más. Seja por amigos, seja pelos familiares, por seus médicos, seja por um amor.
Foi com este pensamento que fui pesquisar o "querida" e encontrei uma simples e deliciosa definição: querida quer dizer uma pessoa amada.
Bem a gente não pode sair por aí chamando todo mundo ou qualquer um de querido, mas às vêzes é o que acontece no afã de um agrado. E o termo se torna vulgar, simples demais de se dizer e perde um pouco o valor.
Então daqui pra frente só usem "queridos" com os amados e amadas de suas vidas. A turma pra lá de especial.
Aqueles e aquelas que nos são caros que sem mais nem menos colorem o nosso dia, fazem a gente sorrir, explodir de alegria, e sair cantando por aí.
Ah as mulheres, são bobas não são?

Taurinos e a Flor

Apesar de estarmos entrando no signo de virgem, uma amiga continua homenageando os taurinos. Fazer o quê? Nascemos adorando estas homenagens. Ainda mais quando viramos uma flor!
Flor para os taurinos
Hibisco (de 24/4 a 10/5 )-Os nascidos sob o signo de Hibisco são originais, vaidosos, sociáveis, organizados e gostam de desafios. A sua missão é harmonizar o ambiente, assim como a flor de Hibisco que combina as cores de forma perfeita

Frase da semana

"Por ser exato, o amor não cabe em si, por ser encantado, o amor revela-se, por ser amor, invade e fim."-- Djavan

Viva a natação!

Bom dia amigos queridos. Hoje é segunda feira e começo a semana pensando na minha volta à natação, já liberada por meu cirurgião craque, Eduardo Linhares.
Aprendi a nadar de verdade - com técnica- no final dos anos 90 pela mãos do meu professor estimado Luis Alberto. Não sou "um César Cielo", mas dou minhas braçadas com o maior estilo e charme.
Quando era pequena, meu pai me ensinou a enfrentar o mar e me mostrava como os cachorrinhos nadavam. Passávamos da arrebentação e esta foi uma das minhas primeiras aventuras. Depois, me forçava a nadar no mar, para ganhar força e vencer o medo. Minha coragem logo despontou. E assim fui caminhando, ou melhor nadando.
Mas sempre quis mais. E um dia, alguém me sugeriu que nadasse para melhorar a ansiedade e o peso. Achei que estava muito mais velha para aguentar disciplina e métodos, mas fui tentar.
Foi uma sorte ter conhecido Luis alberto, que tem uma história linda de superação. Qualquer hora eu conto. Ele me ensinou a respiração certa, as técnicas certas. E hoje deslizo por aí pelas águas do mar e das piscinas.
É por este motivo que acompanho ferozmente os feitos da seleção olímpica de natação.
Este ano em Pequim, 68 recordes olímpicos foram quebrados na natação, 50 a mais que há quatro anos em Atenas. Foram batidos 25 recordes mundiais. Em 2004, não passaram de oito.
O Brasil teve sua melhor participação olímpica na modalidade, quebrando 16 recordes sul-americanos (contra 5 em Atenas) e 3 olímpicos inéditos. Na última Olimpíada, a natação brasileira ficou sem medalhas.
Agora, a delegação volta ao Brasil com o ouro e o bronze de César Cielo.
Eu aqui estou orgulhosa, porque meu esporte preferido está nas manchetes!

domingo, 17 de agosto de 2008

Sábado em Copacabana

...Um bom lugar, pra se encontrar, Copacabana. Pra passear, à beira-mar, Copacabana.Depois um bar à meia-luz, Copacabana.Eu esperei por esta noite uma semana. Um bom jantar, depois dançar, Copacabana. Pra se amar, um só lugar, Copacabana...

Lá se foi Dorival...

O rumo da vida em um só instante

A reunião começou com cinco minutos de atraso. A sala estava cheia de pessoas formando pequenos grupos aliados. Ao fundo uma mesa belíssima de frios com café, chá e sucos. Helena olhava tudo ao redor com atenção. De longe viu dois companheiros de trabalho e juntou-se a eles. Mas estava atenta aos acontecimentos que borbulhavam ao redor. Um sinal fêz todos se calarem e se acomodarem pela sala. Diante de Helena estava um rapaz jovem, pele morena, olhos vivos, muito bem vestido. Ela saiba que iria encontrá-lo naquela reunião. Tinha certeza, porque havia sido anunciado.
Ela o conheceu pequeno, rapaz, não assim, determinado, decidido, ágil nas palavras e nas ações. Mas tinha veia para o assunto. Tinha o sangue da família: ambiciosa e ousada.
A reunião aconteceu tranquilamente, sem surpresas. Helena não conseguia se concentrar. Seus pensamentos caminharam através do tempo voando voando. Aqueles olhos, aquela pele, aquele jeito de falar lembrava alguém. Ela sabia.
Helena pensou como a vida dava voltas e voltas e as pessoas acabavam no mesmo lugar, naquele que viveram um dia. E aí as lembranças, mesmo não querendo, invadem o pensamento.
Naquele momento apenas a mesma pergunta a atormentava, a mesma feita ao longo dos anos. E se a decisão de um instante fosse outra, que rumo a vida teria tomado?
Mas a história também não teria um final feliz, ela sabia.
Feliz sim, pensou Helena, seria hoje ter ao seu lado um par de olhos inquietos, aquele jeito agitado, parecido com aquele rapaz em uma só sala.
Absorta em lembranças não viu o jovem se aproximar. Ele sorriu, a beijou e seguiu.
Helena se despediu e foi embora pensando que aquela criança teria os mesmos olhos, a mesma pele, a mesma vivacidade daquele que seria seu tio.

A Esmeralda e o Diamante

Bem amigos, uma das meninas do Assunção me enviou um recado falando a pedra que rege o meu signo. Gostei muito Rô, especialmente de você entender como sou modesta...e jovem, claro!
Mas como o blog é de todos, aguardo as outras pedras. Ando muito interessada nos mistérios da vida. Por enquanto vou dividir só com o(a)s taurino(a)s do blog. E acredite, é um exército.
Agora vou contar um segredinho, o diamante é a minha paixão.

" Lili, olha só qual é a SUA PEDRA no horóscopo, modesta vc, heinnnn???rs,sr,sr,sr,rs,sr...ESMERALDA:
Era muito utilizada na Grécia, mas a origem do seu nome é atribuída ao povo persa e significa “pedra verde”. A esmeralda tem efeito tranqüilizante, favorece ao amor e à honestidade. Segundo a crença popular, esta pedra perdia a cor, quando uma mentira era contada ou um juramento quebrado. Também acredita-se que afasta a energia negativa.Assim como o diamante, a esmeralda estimula o amor, pois antigamente era conhecida como a pedra de Vênus ou Afrodite (deusa grega do amor). Por isso, é considerada a protetora dos nascidos sob o signo de Touro. Ela conserva a juventude destes nativos, favorece o intelecto e a memória.

Os pássaros estão de volta...e eu também!

Olá amigos, estou de volta ao Rio para enfrentar -com felicidade - mais uma semana de vida e de vitórias.
Neste finde fiquei fascinada com o eclipse. Iluminou todo o jardim da minha casa. Interessante a natureza. Mas o que me chamou atenção de verdade foi a volta dos passarinhos. Um aviso que a primavera vai chegar mais cedo. Ainda estamos em pleno inverno, mas o calor deste domingo no Rio de Janeiro e na região serrana, já demostra que a nova estação vai vir com tudo.
As flores estão desabrochando, o jasmim já perfuma o ar, os esquilos estão bem levados, naquela correria de um galho para outro, do abacateiro até a fonte. Sem contar as maritacas em bandos, os sabiás, os xexéus e a família de bem-te-vis e beija flores.
Mais uma primavera, agora com gosto de futuro. Um futuro possível.
Um beijo para todos.

sábado, 16 de agosto de 2008

Uma data especial

Hoje, 16 de agosto, é uma data preciosa para mim. Foi neste dia que nasceu uma das pessoas que trago bem aqui no coração: meu pai.
Amava a vida, amava os filhos, amava a medicina, amava o tricolor, e amava as mulheres . Amava o Rio e as Minas Gerais. Amava ópera, o Leme, a praia e amava viajar. E nos últimos anos de vida, se esbaldou no sítio do Brilhante. Ao lado de Shiro e Kinsei.
Reclamar de quê? Viveu feliz, imensamente feliz! Até quase 94 anos.

A chegada é uma festa!


Já estou até vendo ela correndo de um lado para outro, chamando Shiro, pulando sem parar, sem sequer ligar para o osso que levo sempre de presente na chegada. O que esta danadinha quer mesmo é ficar grudada, matando a saudade. Se deixar, sobe no sofá, na cama e dorme em cima dos meus pés. Claro que eu não deixo!. Bem, às vêzes, às vêzes, só um pouquinho.
Kinsei é esta pretinha aí de botinhas brancas.
O branquinho? Ah, vocês sabem...
As más línguas dizem que é o preferido. Será?

Esta foto linda é de Lula Aparício.




sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Melhores amigos me aguardam



Este final de semana é de Shiro e Kinsei, meus amores, meus guardiões, companheiros fiéis, que encantam a minha vida com peraltices, suspiros e olhares aduladores. Irresistíveis!
Vejam só se eu não tenho razão?

Duas sobrinhas, dois amores

Pessoal, sabe lá o que é receber duas mensagens maravilhosas das sobrinhas no mesmo dia? Bom, na verdade, estamos em contato permanente. Só que hoje foi um dia especialíssimo.
De Gisela recebi as primeiras imagens do "nosso" herdeiro. Claro, é nosso mesmo. Tem sangue das duas famílias. E afinal sou uma tia madrinha. O bebê Vergara, como nós duas chamamos até surgir o nome, já é um sucesso. Vai ser aquariano. Ah, os aquarianos...
De Paulinha, minha menina dos olhos azuis, recebi a mensagem que vai embalar meus sonhos de hoje. Fala de nossas vidas, das mudanças que enfrentamos neste último ano e do orgulho que sente por mim. Estou muito metida hem gente?!

Hama lança "Casar é fácil"

Meus amigos queridos, hoje foi um dia cheio de atividades profissionais. E só agora consigo parar e escrever para todos.
Mas por hoje chega de trabalho. O que quero contar para vocês é sobre o sucesso do lançamento do livro da companheira da Hama Editora, a jornalista Luciana Bittencourt, "Casar é muito fácil."
A noite de autógrafos foi na livraria da Travessa no Shopping Leblon. Luciana escreveu o livro com Emanuelle Missura, colunista da revista Noivas e cerimonialista. Cada convidado, ao receber o livro, ganhava um bem casado. Um luxo. Deu até vontade casar. Quem sabe, quem sabe...
Bem, o livro é do maior bom gosto e traz 500 dicas preciosas para as moçoilas que estão prontas para abraçar o matrimônio.
A Hama é uma empresa maravilhosa, composta de pessoas talentosas e especiais, a qual me orgulho muito em pertencer.
Eu comprei meu exemplar, que vai direto para as mãos da minha afilhada Chris, noiva do ano em 2009.
Ela vai adorar!

Pela obrigatoriedade do diploma

A luta em defesa da obrigatoriedade do diploma como requisito para o exercício do Jornalismo se espalhou por todo o país. A categoria está mobilizada em diversos estados. Vejam a matéria publicada no site da Federação nacional dos Jornalistas.
"Mais de 600 pessoas participaram das atividades desenvolvidas das 10 às 14h na Praça da Imprensa, em Fortaleza, dia 13 de agosto, em defesa da obrigatoriedade do diploma como requisito para o exercício do Jornalismo. As mobilizações em diversos estados reforçam o movimento em defesa do diploma.Faixas, panfletos e spots veiculados num carro de som esclareceram a população cearense sobre a importância de os jornalistas terem uma formação específica para o exercício da profissão. A campanha foi reforçada por 30 painéis de ônibus (busdoors) que começaram a circular na última quarta-feira nas principais linhas da cidade.
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Juiz de Fora recolheu na última quarta-feira, 1.058 assinaturas em defesa do diploma de jornalista durante manifestação no Parque Halfeld. Além da participação da população, jornalistas e estudantes de comunicação, o prefeito de Juiz de Fora, José Eduardo Araújo, também aderiu à manifestação e assinou o documento em defesa dos jornalistas com formação.
Em Alagoas houve mobilização na FITs e para esta sexta-feira (15/08) está programada manifestação em frente à OAB-AL, com concentração a partir das 14 horas.No Amapá, nesta quinta-feira o Sindicato dos Jornalistas promoveu mobilizações nas redações dos principais jornais, TVs e rádios em Macapá. E para esta sexta-feira haverá ato em defesa do diploma e da regulamentação da profissão e coleta de assinaturas ao abaixo-assinado, em frente à sede do Sindicato dos Jornalistas. Na Paraíba, ativistas da campanha participaram quinta-feira da solenidade de reabertura do Fórum em defesa das profissões regulamentadas, com vários conselhos de classe, se posicionando em favor da luta em defesa do diploma. Para esta sexta-feira está programada uma panfletagem no campus I da UFPB.
Para acesso à programação completa da Semana Nacional de Luta, clique aqui. E para acesso a imagens de mobilizações, clique aqui.A Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor) encaminhou aos ministros do STF a Carta em defesa da formação superior em Jornalismo para o exercício profissional.“A SBPJor entende que a preservação da liberdade de expressão e de um fluxo informacional qualificado e plural na sociedade brasileira depende da existência e atuação de profissionais com competências específicas para garantir o cumprimento dos compromissos e responsabilidades sociais inerentes à atividade jornalística”, afirma o documento."

15 de agosto

Para quem é católico e tem fé: hoje é dia de Nossa Senhora da Glória.

A lua fora do curso no dia 17

Bom dia meus queridos leitores, amigos de sempre, amigos de uma vida inteira. Bom dia também aos novos leitores, já amigos também, que enfeitam este blog.
A primeira dica do dia vem da astrologia. Vejam as circunstâncias do espaço para depois de amanhã:
"A Lua Cheia de agosto acontece no dia 16 às 18:16 hs com um eclipse Lunar Parcial. A Lua ficará ‘fora de curso’ no seguinte dia e horário: dia 17, das 02:12 às 04:45 hs em Peixes.
Tomem nota dessa data, pois nesse dia não é aconselhável começar algo novo, tomar decisões importantes (especialmente se os assuntos tratados tiverem relação com o signo onde a Lua se encontra), fazer aquisição de bens importantes, tratar de assuntos relacionados com o signo, fazer eventos públicos, e tampouco fazer operações cirúrgicas, especialmente nas partes do corpo governadas pelo signo indicado pela Lua. "

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Os tesouros das graças estão por perto

Em todos os momentos do dia a dia, os sinais do céu nos indicam o caminho.
Ocupados e envolvidos com situações que nem sempre merecem nossa atenção, permitimos que eles se percam. O sinais do céu estão o tempo todo mandando um recado, impulsionando as nossas ações e regendo as nossas vidas.
Quando, por acaso, com os olhos cheios de lágrimas não pudermos enxergar a estrada a seguir, temos uma saída: o recolhimento, a meditação, a oração. E, de uma hora para outra, ele surgirá bem na sua frente. Em forma de palavras através de alguém, de uma intuição, na presença de uma pessoa querida, através de uma ligação, de uma carta, de um email, de uma canção.

Reparem e agarrem os sinais que vem do céu.

O ventos balançaram, mas ela não caiu

" E desceu a chuva, e correram os rios, assopraram ventos, e combateram aquela casa, e ela não caiu, porque estava edificada sobre a rocha."
Matheus, cp 7 v 25

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Eu tive fé! E sempre terei...


Meus amigos, "no dia 14 de agosto de 2007 cheguei ao hospital São Lucas, em Copacabana, no Rio, carregando um grande cansaço, mas disposta a enfrentar o que viesse..."
Esta é uma das frases da crônica " A grande Cirurgia", do meu livro "Sentença ou Renovação?", lançado em maio deste ano,pela Hama Editora. Aquele foi um longo dia. Enfrentei uma cirurgia que durou seis horas, uma indescritível e sofrida recuperação. Mas nunca perdi a fé. Nem em Deus, nem nos meus médicos e muito menos em mim.Hoje, um ano depois, aqui estou eu, de pé.
Ao longo deste tempo, tive amigas maravilhosas, sobrinhas, afilhada e primos a minha volta, familiares incansáveis, todos em uma única torcida.
Mas em meio a tudo e a todos, uma forte presença não me deixou um segundo sequer.
Foi ela, Nossa Senhora da Penha, padroeira de minha mãe Linda, quem me guiou até este 14 de agosto de 2008.
Tenho fé que sua luz continuará iluminando meu caminho.
Amém.


Se me fosse dado um dia...

Foi uma quarta feira intensa. O dia começou bem, cuidando da cabecinha com Maria Teresa Lago. Depois , trabalho, almoço no Bar Luiz com Rosana, Quilma e o esperado reencontro com Betty Bally, todas do Assunção ( quem não tem boas lembranças de lá?).
Depois, trabalho e mais festejos. Elaine, amiga do peito, grande sobrevivente reuniu a galera dela em um bar no Flamengo, no Rio. Fui dar meu abraço, mas ando muito recatada e decidi ir cedo para casa. Pensar, sonhar, descansar e agradecer pelo dia.
Em homenagem a este dia 13, cheio de alegrias, canções e perspectivas, decidi deixar Mario Quintana aqui para todos saborearem cada frase. Foi um presente da querida Rosana, articuladora de inesquecíveis encontros.
O tempo
A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal... Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.
--

A desculpa do ano

Minha amiga Sheila Mello ( não é a do tchan não, é outra poderosa) enviou esta história.
Para relaxar de um dia intenso de trabalho. É a desculpa do ano.
O sujeito finalmente conseguiu realizar o seu sonho de comprar um Audi A4
1.8T, automático, conversível e blá, blá, blá.
Então, numa bela tarde, se mandou para uma auto-estrada para testar toda
a capacidade da "belezura".
Capota abaixada, o vento na cara, o cabelo voando, resolveu ir fundo!
Quando o ponteiro estava chegando nos 120, ele viu que um carro da Polícia
Rodoviária o perseguia com a sirene a mil e as luzes piscando.
"Ah, mas não vão alcançar este Audi de jeito nenhum", pensou ele e atolou
o pé no acelerador. O ponteiro foi pros 140, 160, 200... e a patrulha atrás.
"Que loucura", ele pensou e, então, resolveu encostar.
O guarda veio, pediu os documentos, examinou o carro e disse:
- Eu tive um dia muito duro e já passou do horário do meu turno. Se me der
uma boa desculpa, que eu nunca tenha ouvido, para dirigir desta maneira,
deixo você ir embora.
E o sujeito emendou:
- Na semana passada, minha mulher fugiu com um policial rodoviário e eu tive medo de que fosse ele querendo devolvê-la.
- Boa noite! - disse o guarda.

TV Aparecida , via internet

E vale também ver via internet. Aí vai o endereço:
Acessem: http://www.paulinas.org.br/paulinas_tv/especiais/video.aspx?video=ev20080527a&Ver.x=4&Ver.y=14

Espaço Vida, TV Aparecida

Na ocasião do lançamento de "SENTENÇA OU RENOVAÇÃO?" no mês de julho, em São Paulo, fui entrevistada pela equipe da TV Aparecida. Lá tomei conhecimento da importância desta emissora para o público católico. Ela está acessível pelo canal 59UHF para a cidade de Aparecida em São Paulo. E tem repetidoras no Pará, Paraná, Distrito Federal, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Ceará, Santa Catarina e por aí vai. O alcance é imenso.
Aqui no Rio de Janeiro, podemos assistir a TV Aparecida através do canal 54 UHF.
Pois é amigos, mas a novidade é que a entrevista que eles fizeram comigo vai ao ar amanhã, dia 14( data cheia de significados) no programa Espaço Vida. Três horários. Às sete da manhã, inédito. E com direito a três reprises: 12:30h, 17h e sábado às 17h. Um beijo para a produtora Ellen Cristina, para a repórter Patrícia , irmã Carmem e toda equipe. Sucesso e saúde!

Um comemoração a cada dia, cada mês

Meus amigos, amanhã é um dia muito especial para mim. Para aqueles que me querem bem, para meus médicos (pela vitória que conseguiram), e para todos os que lutam e nem sempre acreditam que vão vencer. A vitória está no dia a dia. Em cada passo, em cada atitute.

À noite, bem lá na madrugada de hoje para amanhã, vou falar mais sobre isto com vocês.
Para brindar a este dia, aí está um endereço que convido vocês para entrar. Se minha editora for ler hoje o "nosso" blog, certamente vai colocar nas trilhas da minha vida, aí ao lado.
Um dia pleno para todos. De trabalho, de amigos, de saúde, de boas surpresas, e de amor. Coroado de vitórias.
Coloco um trecho da letra para que todos corram até o You tube e tenham uma vontade curiosa em ouvir. Preparem os lençois ou os baldes para derramar lágrimas e lágrimas.
Um beijo para todos

http://br.youtube.com/watch?v=GZcZwUBU1ek
...Porque se eu olho pro céu//Eu sinto que será Inesquecível para mim//Não me deixe mais//Nunca me deixe//Inesquecível, nada mais//E nada menos você vai ser//Não me deixe mais//...E enquanto mais sinto sua falta//Mais profundo de mim você está//Não me deixe//Nunca me deixe//Que sozinha sem você,Agora e sempre vou te ver//No meu olharInesquecível//

Vivam minha gente, vivam!

terça-feira, 12 de agosto de 2008

'Amantikyr'


Hoje fiz um texto falando sobre a Serra da Mantiqueira. E de como cortei suas estradas e trilhas pela primeira vez. Mas esqueci de contar uns detalhes a mais . As dicas me foram passadas por um"expert". Vejamos:
A palavra vem do Tupi, "Amantikyr", a montanha que chora, devido ao grande número de belas cachoeiras existentes ao longo do maciço. A tribo dos Tupi Coroados, que habitava o sul de Minas, a chamava assim.
Gostaram?
E para completar o texto, aí está uma entre as centenas de maravilhas existentes por lá. É para deixar todo mundo com água na boca.

Aprendendo a viver

Recebi esta maravilha da minha queridíssima Paulinha Sant'ana, filha do amigo inesquecível Marcelo Reis, um dos melhores chefes que tive ao longo de minha carreira
É um trecho da entrevista de Maya Angelou, poeta, escritora, ativista de direitos civis, e historiadora. Ela também é atriz, dançarina, e cantora, atuou na peça de Jean Genet, "The Blacks", e no aclamado seriado, "Roots". Angelou hoje é professora de história na Carolina do Norte.
Ela que tem mais de setenta anos, respondeu assim a pergunta que Oprah fêz sobre a velhice:
-Como você se sente diante da velhice?
Resposta: animada.
Comentando as mudanças no corpo, disse que há muitas, a cada dia. Como os peitos, que estão competindo um com o outro para ver qual chega primeiro à cintura. A platéia riu de chorar.
Uma das grandes vozes do nosso tempo, Maya Angelou é uma mulher simples, direta, cheia de sabedoria... Alguns exemplos:
Aprendi que aconteça o que acontecer, pode até parecer ruim hoje, mas a vida continua e amanhã melhora.
Aprendi que dá para descobrir muita coisa a respeito de uma pessoa observando-se como ela lida com três coisas: dia de chuva, bagagem perdida, luzes de árvore de Natal emboladas.
Aprendi que, independentemente da relação que você tenha com seus pais, vai ter saudade deles quando se forem.
Aprendi que 'ganhar a vida'[making a living] não é o mesmo que 'ter uma vida' [making a life]. Aprendi que a vida às vezes nos oferece uma segunda oportunidade.
Aprendi que a gente não deve viver tentando agarrar tudo pela vida afora; tem que saber abrir mão de algumas coisas.
Aprendi que quando decido alguma coisa com o coração, em geral vem a ser a decisão correta. Aprendi que mesmo quando tenho dores, não tenho que ser um saco.
Aprendi que todo dia a gente deve estender a mão e tocar alguém. As pessoas adoram um abraço apertado, ou mesmo um simples tapinha nas costas.
Aprendi que ainda tenho muito o que aprender.
Aprendi que as pessoas esquecem o que você diz, esquecem o que você faz, mas não esquecem como você faz com que se sintam.

A montanha que chora

A primeira vez que ouvi falar na serra da Mantiqueira foi através de meu pai. Eu tinha 7 anos e ele estava me preparando para a longa viagem à Poços de Caldas, sul de Minas. Naquela época, a viagem era realmente longa. Saíamos de madrugada e seguíamos pela Dutra até à mineira Itajubá. De lá até Poços, ainda percorríamos longas 3 horas de viagem. A estrada era péssima. Mas pensar em chegar à Poços, era imaginar viver as férias no paraíso.
As aulas de geografia no colégio ainda estavam começando, e meu pai gostava de vivê-las. Ao vivo e a cores, como falamos na TV. Uma destas lições de geografia foi exatamente na serra da Mantiqueira. A primeira vez que por ali passei, ele foi logo falando:
-"Você está na serra da Mantiqueira," todo orgulhoso como bom mineiro.
Ele começou a explicar, enquanto dirigia, que a Mantiqueira era( É) uma região de montanhas, de maciço rochoso com quase 3.000 metros de altitude.
Soube pelo meu amigo mineiroca, o LO, que o nome vem do tupi e significa “Montanha que Chora”. A serra corta 3 estados: São Paulo, Rio de Janeiro e as Minas Gerais.
A Mantiqueira está na minha vida como uma das lembranças mais fortes de minha infância.
Está na memória também de minha amiga Angela, companheira de férias. Era a serra que me conduzia aos meus sonhos de férias de menina. Sonhos que nunca esqueci.

Para refletir

Meu caros amigos. Um pensamento para reflexão nesta terça feira. E depois, partir para ação.
"O mundo está nas mãos daqueles que têm coragem de sonhar, e correr o risco de viver seus sonhos" Paulo Coelho

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

No banco de trás

Você já pegou um táxi aqui no Rio? Bem já peguei em São Paulo, em BH e em outros lugares do Brasil. Mas no Rio, motorista é diferente. Fica íntimo no primeiro minuto e se você bobear faz uma matéria inteira sobre a sua vida em apenas vinte minutos de viagem. Eu costumo andar de táxi todos os dias. Bom, quando posso né?!
Já estou até acostumada com as conversas dos motoristas. Quando são conhecidos ainda vá lá.
Mas já imaginou, você atrasada, pega o taxi para ir pensando no dia, na vida, e aí começa:
-"Quer ar?"
-"Sim."
Eles só perguntam, porque a maioria tem ar para enfeitar e dizer que tem. Eles detestam ligar. E colocam a culpa sempre no passageiro anterior.
-"Um gosta outro não gosta. A senhora quer mesmo?"
O ar eles ainda perguntam, mas a seleção musical é sempre...deles. Você tem que aguentar qualquer estilo que seja o...deles. Hoje foi um destes dias.
Só pego os motoristas conhecidos, aqui do Leme. Gosto de todos. Mas às vêzes, como esta manhã, fui obrigada a pegar qualquer um. Saí do consultório do Dr. Linhares, o craque no bisturi, e fiz sinal. Entrei e o papo começou.
-"Bom dia, pra onde?"
-"Para o Centro."
-"Ok, quer ar?"
-" Tanto faz."
-"É tem passageiro que gosta, outros que não."
Silêncio no banco de trás.
-"Como foi o dia dos pais? "
Pô será que ele não está vendo que sou uma jovem senhora, e a maioria dos pais das jovens senhoras já morreu?? E porque toda mulher tem que ter marido, filhos etc..???
Mas tudo bem, tudo bem. Respondi.
-"Foi ótimo."
Pronto. Pra queê?
-"O meu também. Olha a minha camisa. Meus filhos me deram. Me deram não, me fizeram comprar lá na escola.Mas criança, a gente tem que fazer a vontade."
Continuei muda.
-"Olha olha."
(Ai Meus Deus) "Olha pra frente moço.E, é linda mesmo. Parabéns."
-"Tenho dois filhos. Um de 12 e um pequeninho.
Arrisquei e me dei mal.
-"Puxa doze, casou cedo hem.."
Pronto bastou. Tive que ouvir toda a história do casamento, os altos e baixos e como o cunhado que trocou a mulher por uma mais nova se deu mal.
-"Ah é, a vida." Fica quieta Eliane.
-"É, eu não separo."
-"Ah tá."
-"Sabe, minha irmã estava com vontade de comer feijão branco. Minha mãe saiu correndo, foi comprar em cima da hora. Mas no fim tudo deu certo. Foi um tremento almoço."
-"Ah,legal"
E continuou falando até o Centro.
Bem, sai do carro exausta de tanto ouvir. Mais vinte minutos, ia ter que comer o feijão branco da mãe, conhecer as crianças e dar um pulo na casa dele, que fica na Vila da Penha, bairro da zona norte. Afinal, tinha que dar um alô para a patroa.
Mas ficou pra próxima. Ele saiu feliz ao volante , com a camiseta e as fotos dos filhos.
E eu sai correndo pensando que amanhã mesmo vou renovar minha carteira de habilitação.

Desencontro, Fernando Pessoa

Eu tento fugir do tema. Mas parece que a manchete do mês são os "encontros e desencontros."
Do mês não, dos últimos meses. O texto "o abraço" mexeu com minha turma querida. Tem gente me ligando, outros enviando mensagens via email, enfim( suspiro)...
Minha vizinha querida, que divide sonhos, e o dia a dia de apreensões e vitórias comigo, me enviou esta beleza. Ah Tetê , até nós já tivemos desencontros. Mas nos achamos. Agora eu não largo mais.
Manda o verso todo, manda. Já estou agradecendo em nome do pessoal.


Vizinha querida, permita-me mandar uma estrofe do poeta Fernando Pessoa sobre DESENCONTRO.
" ... há desencontros... é fato ...Alguns mais dolorosos que os outros..
Alguns mais definitivos que outros ...
...Alguns que implicam em despedidas ...Outros que só implicam em distância...
...Outros, ainda, que intensificam a saudade ...Mas existem aqueles desencontros que só aumentam a
vontade. "
Não é ?
Comentário: E você ainda me pergunta? Felizes aqueles que se reencontram, felizes aqueles que resgatam suas saudades. Estes sim, morrem -um dia- sorrindo. Um grande beijo companheira!"
Para irritar Irina( minha revisora) aí vai uma reticências, que eu e Tetê adoramos usar em nossos textos!
Vivam amigos...aproveitem...
Minha querida Betty Bally, lá do colégio Assunção( aquele internato que era uma festa), me mandou algumas pérolas sobre a ingenuidade das crianças. Como o blog está muito emotivo, decidi aliviar um pouco. Selecionei estas duas aí. Have fun!

Só elas mesmo!
1. Uma menina estava conversando com a sua professora. A professora disse que era físicamente impossível que uma baleia engula um ser humano porque, apesar de ser um mamífero muito grande, a sua garganta é muito pequena. A menina afirmou que Jonas foi engolido por uma baleia. Irritada, a professora repetiu que uma baleia não poderia engolir nenhum ser humano. Era físicamente impossível. A menina, então, disse: -'Quando eu morrer e for ao céu, vou perguntar para o Jonas'. A professora lhe perguntou: - 'E o que vai acontecer se Jonas tiver ido ao inferno?' A menina respondeu: -'Então é a senhora que vai perguntar.'

2. Uma professora de creche observava as crianças de sua turma desenhando. Ocasionalmente passeava pela sala para ver os trabalhos de cada criança. Quando chegou perto de uma menina que trabalhava intensamente, perguntou o que desenhava. A menina respondeu: - 'Estou desenhando Deus.'
A professora parou e disse: - 'Mas ninguém sabe como é Deus.' Sem piscar e sem levantar os olhos de seu desenho, a menina respondeu:- 'Saberão dentro de um minuto'.

Frase da Semana

"Não há nada mais relevante para a vida social que a formação do sentimento da justiça."
Rui Barbosa

Justiça para todos

Começamos mais uma semana de trabalho, de expectativas, de sonhos, de alegrias, de vida.
Este dia 11 de agosto é também o dia do advogado e de todos os juristas.
Justiça diz respeito à igualdade de todos os cidadãos. É o princípio básico de um acordo que objetiva manter a ordem social através da preservação dos direitos em sua forma legal ou na aplicação a casos específicos.
Segundo o filósofo grego Aristóteles, o termo justiça denota, ao mesmo tempo, legalidade e igualdade. Assim, justo é tanto aquele que cumpre a lei quanto aquele que realiza a igualdade.
Portanto, que se cumpra a justiça!

domingo, 10 de agosto de 2008

Aos pais

"Não me cabe conceber nenhuma necessidade tão importante durante a infância de uma pessoa que a necessidade de sentir-se protegido por um pai." Sigmund Freud

sábado, 9 de agosto de 2008

A herança



Eu não herdei dele os profundos e bonitos olhos verdes. Muito menos a vocação para a medicina. Herdei a determinação, a coragem, a alegria diante da vida, a paixão pelas viagens, o amor pela leitura e pela música. Herdei a vanguarda e a modernidade. Herdei o jeito como ele abraçava as mudanças e as inovações do mundo. Costumava sempre olhar para frente e aceitar a vida como ela se apresentava. Costumava dizer que o progresso era inevitável. Falava que meu jeito de ser poderia me levar ao estresse e à doença.
Herdei dele o temperamento, o gênio, a firmeza, o tom da voz. O gosto pela praia, pelos banhos de mar, pelo cinema. Descobri com ele os segredos da roça, das plantas, da terra e o amor pelos animais. E as delícias de dirigir pelas estradas afora.
Aprendi com ele a saborear uma laranja lima e cortar a banana em tirinhas colocando ao lado do arroz com feijão. Tínhamos o mesmo gosto pelos sorvetes de frutas. Aprendi com ele a torcer e a vibrar pelo Fluminense, a ser honrada, digna e ter caráter.
Meu pai Ary adorava festas, gostava de dançar, conversar, gargalhar e viver. Seus olhos brilhavam diante de uma boa mesa. Tinha sempre uma história genial para me contar, um caso engraçado ou uma piada na ponta da língua. Acompanhava os progressos na área médica mesmo aos 93 anos.
Nasceu em Minas Gerais, tinha uma alma árabe, e era um pediatra que não disfarçava sua preferência pelas meninas. Não foi um homem fácil. Sofri com ele na adolescência. Mas com a idade decidiu afrouxar as rédeas.
Tocava todos os dias a campanhia da minha casa. E quando eu abria a porta, sorria e ia entrando dizendo:
-"Bom dia, guerreira." Parecia me preparar para o futuro.
Dele herdei a perserverança e a decisão de seguir em frente e nunca desistir.
Neste domingo em que o Brasil comemora o dia em homenagem aos pais, todos os meus pensamentos são para você.
Sua benção, meu pai!

Agradecimentos especiais

Ao falar que sobrevivi, no texto abaixo, por causa de conjunto de pessoas, eu inclui um de vocês, representantes. Estava me referindo à Érika, jovem sensível e decidida, que acreditou em meu médico e levou meu livro para as mãos da pessoa certa: Luiz Fernandes,Gerente de Produto Oncologia da Roche. Ele apostou e acreditou. E ainda me prestigiou com sua presença no lançamento de "Sentença ou Renovação?", em São Paulo, no mês passado.
Fiquei envaidecida e emocionada em ver os dois naquela platéia.
Meus agradecimentos especiais.

A saúde e a cura são as nossas metas!

Ainda me lembro da minha primeira palestra, minha primeira apresentação em público. Foi no Clube Militar, no bairro do Jardim Botânico, no Rio, para um grupo de esposas e irmãs de militares. Eu era repórter da Rede Globo e ainda uma menina. Eu estava iniciando uma carreira e fui convidada durante uma de minhas entrevistas de rua para falar sobre meu trabalho na reportagem. Deste dia até hoje, já falei para as mais variadas platéias. Mas sempre e só sobre a minha profissão, meu trabalho de repórter e de assessora.
Mas a vida mudou,a história se renovou e o tema também.
E pela primeira vez enfrentei cerca de cento e quarenta pessoas em um auditório, no bairro do Morumbi,em São Paulo, para falar sobre "o inesperado, a atitude e a constante superação de um ser humano."
Logo que cheguei soube da palestra de abertura do encontro. O brilhante Lars Grael, exemplo de força e vitória. Fiquei assustada pensando que depois de Grael, o que mais eu poderia acrescentar?
A palestra, para os representantes de venda de uma das empresas mundiais líderes na área de saúde, encerraria a semana do encontro.
Minha platéia era composta por jovens, homens e mulheres, que carregam o fardo - como diz meu médico Daniel Hercherhorn- de corrigir sofrimentos. Foi uma grande surpresa descobrir que por trás de cada olhar, cada gesto, cada reação, havia um ser humano com uma história especial e guardada a sete chaves. Jovens compromissados com metas, mas preocupados com o destino de pacientes.
Vi em cada um a delicadeza e a vontade em descobrir uma forma de trabalhar na indústria farmacéutica sem associar vendas com dor e morte. Meus caros, esta é a vida. De surpresas boas e ruins, de trabalho árduo e também compensador. Que bom que os medicamentos existem. Que bom que cada vez mais os pesquisadores se aperfeiçoam,os laboratórios investem. E que pena que a maioria dos brasileiros não tem acesso à boa medicina, as boas decobertas.
Através de seus olhos molhados, vi o desejo maior de que a droga( como vocês chamam) que levam aos consultórios dos médicos sejam realmente eficientes. Eu estava ali, inteira, superando, Não foi uma resposta?
Talvez eu não veja a descoberta do medicamento da cura. Talvez nem vocês.Mas estamos no caminho. Lado a lado.
Diante de vocês estava uma mulher que acredita na superação constante, que acredita na medicina e acredita sobretudo que a cura virá algum dia.
Mais uma vez agradeço de coração a calorosa recepção, as palavras e os abraços.
Foi uma honra passar minha experiência. Espero que ela siga no dia a dia no pensamento de cada um, a cada missão, a cada meta, em cada consultório. Não se esqueçam, comigo deu certo. Eu sobrevivi. Graças a todo um conjunto do qual um de vocês também faz parte.
Obrigada Roche.